Jovens estão investindo mais: aprenda a Viver de Renda em 5 passos

ANÚNCIO

Se você tem entre 18 e 25 anos, leia este artigo agora mesmo e descubra como Ficar Rico ao longo da vida sem precisar se esforçar muito. Agora, se você tem mais do que isso, talvez seja melhor não ler este artigo ou correrá grande risco de se sentir arrependido por não ter uns bons mil reais em investimentos financeiros.

“Quando ainda é um estagiário, basicamente na sua primeira experiência no mercado de trabalho, o dinheiro pode parecer muito mais do que é na verdade e com o tempo percebemos que nunca estamos realmente satisfeitos e queremos ganhar sempre mais”, diz o especialista André Bona.

ANÚNCIO

O comum, conforme Bona, é sempre buscar uma melhor qualidade de vida, no entanto, para obtê-la é preciso começar cedo, tendo a disciplina financeira como principio. Analisar Opções e Investir em Educação são termos que devem ser expressões usuais para os jovens que querem chegar ao Sucesso Financeiro.

É muito importante ter em mente que o investimento financeiro tem que andar junto com o investimento próprio, que incluem formação e preparação profissional, afinal é do trabalho que virá os primeiros passos para dar início ao Mercado de Investimentos Financeiros.

“Primeiramente, para iniciar com os investimentos e conseguir mantê-los, é necessário muita disciplina e estratégia para que o objetivo se torne ainda mais próximo”, afirma Bona.

ANÚNCIO

Se você tem bom controle financeiro e está pensando em investir, leve em conta entender o básico das aplicações financeiras.

“Tire um tempo para estudar esse mercado, seus riscos e suas vantagens. Não comece a se aventurar ingenuamente. Inicialmente alguns especialistas indicam que se você tiver pelo menos R$ 500,00 para investir, pode-se começar depositando o valor em um Fundo DI com baixa taxa de administração”, comenta Bona.

Se o seu dinheiro é menor do que isso e você ainda tem boas décadas para juntar dinheiro, conheça a fundo o Tesouro Direto.

“Você ainda pode optar pelos títulos públicos pós-fixados e os CDBs. Porém, ainda é indicado que se estude bastante essas aplicações antes de tomar qualquer atitude e sempre tentar manter disciplinadamente a conduta de poupar sempre que possível”, afirma.

Quanto Poupar e Como Ter um Bom Controle Financeiro Pessoal

O Trovó é um dos poucos brasileiros que conseguiu muito dinheiro na Bolsa de Valores a partir do nada. Ele selecionou várias dicas que mostram como é possível ter uma vida financeira equilibrada sem precisar deixar todos os prazeres da vida de lado.

Em um desses vídeos, ele fala sobre como é possível poupar apenas 10% do salário. Veja abaixo…

https://youtu.be/tXfddhCV5mA

Como está no vídeo, 10% é uma boa porcentagem para iniciar a vida de investidor financeiro. Logo, independente de qual seja o seu salário (mesmo que for o mínimo ou de estagiário) é possível enriquecer ao longo do tempo.

A grande questão é entender que a Poupança rende pouco, muitas vezes, valores irrisórios. Portanto, vale a pena pensar em aplicações financeiras, mesmo que sejam mais populares, mas que tenham melhores rentabilidades.

Já sobreo Controle Financeiro Pessoal, atualmente existem vários aplicativos que podem te ajudar a manter a ordem do dinheiro. No entanto, Trovó recomenda usar envelopes de carta, ainda mais se você for um iniciante na arte das finanças.

Sim, você leu certo: envelopes!

Se você ainda não conhece a Técnica dos Envelopes, conheça agora!

Planejamento Financeiro Pessoal Simples e Eficaz Usando 10 Envelopes

Como um Motorista pode ser Mais Rico do que um Médico

Esse é o título de artigo que foi publicado no site financaspessoais e o artigo fala, sem desvalorizar uma profissão ou outra, como é possível Ficar Rico mesmo ganhando Pouco Dinheiro por Mês.

A narrativa começa com o caso de um médico que ganhava mais de 25 mil reais por mês. Ele tinha uma vida financeira tranquila, em um mar de rosas. No entanto, sem Controle Financeiro, o médico tinha gastos que passavam dos 30 mil reais mensais.

Logo, a dívida do médico aumentava 5 mil reais em cada mês, o que, em pouco tempo, tornava-se uma enorme bola de neve, que ultrapassava os 60 mil reais no ano, sem contar os juros.

O erro financeiro foi fatal e levou o médico a perder todo o patrimônio para os bancos e para as financiadoras.

Do outro lado da história havia um motorista particular, que tinha uma pequena meta: a de viver abaixo dos seus ganhos. Assim, ele guardava parte do salário todos os meses e usava esses valores para construir casas, que no futuro seriam alugadas.

Aos poucos, ele criou novas fontes de rendas, ao invés de dívidas.

A conclusão é a de que o médico, mesmo ganhando muito mais, acumulou dívidas; enquanto que o motorista, com uma receita bem mais baixa, conseguiu caminhar para a riqueza.

“Você pode ganhar muito dinheiro, mas se não desenvolver uma mentalidade financeira e não planejar suas finanças, vai continuar sendo pobre. Riqueza não é uma questão de nível salarial, mas de mentalidade e planejamento financeiro eficiente”, finalizou o texto.

Viver de Renda em 5 Passos

Para Viver de Renda, qualquer pessoa precisa investir dinheiro. Pode ser em imóveis, como mostrado no exemplo acima. No entanto, os especialistas recomenda que seja em aplicações financeiras que tenham boas rentabilidades e não gerem tanta dor de cabeça, como alugar imóveis.

O 1º passo é ter alguma receita, a partir daí, basta gastar menos do que se ganha e com o restante, investe-se em aplicações financeiras. Para tanto, é preciso observar as taxas de administração e outros gastos que vão aparecer.

Se a sua intenção é viver apenas com o rendimento dos investimentos, veja como fazer isso com esses 5 passos a seguir!

1 – Ganhar Dinheiro

Como já adiantado, o 1º passo é ganhar dinheiro de alguma forma: ter uma renda financeira.

Conforme analistas, o melhor jeito de fazer isso é agregando valor aos serviços rentáveis. Logo, se você tem um negócio próprio, pense em melhorar a qualidade dos produtos e dos serviços prestados, o resultado pode ser mais clientes e maior faturamento.

Para trabalhadores assalariados, o melhor a se fazer é apostar na qualidade, ser proativo e dedicar um bom tempo à empresa, que podem vir acompanhado de bonificações.

Ao mesmo tempo, para qualquer um dos casos, vale a pena pensar em trabalhos freelancers, que são adjacentes ao compromisso habitual. Se você tem dotes culinários, invista na venda de bolos em pote; se gosta de costurar, faça alguns serviços de remendas de roupas; e assim por diante.

Claro que além de ganhar dinheiro é preciso poupar, que é o próximo passo.

Jovens estão investindo mais: aprenda a Viver de Renda em 5 passos
Reprodução: Google

2 – Poupar Dinheiro

Saber poupar dinheiro é tão importante quanto saber ganhar ele. Claro que isso só vai ser possível se você tiver um bom planejamento financeiro e for muito disciplinado. Entenda que sempre vão existir despesas desnecessárias, que podem ser cortadas. Elimine os gastos supérfluos.

Se você tem dificuldades para poupar dinheiro, reveja seus objetivos financeiros. Note que você não tem que viver de ostentação e aparências para agradar os outros e nem precisa adquirir bens dos quais não vai usufruir.

Os investimentos financeiros são as melhores alternativas para quem quer enriquecer e manter o equilíbrio das finanças.

3 – Objetivos Financeiros

Rever objetivos financeiros não quer dizer que você vai precisar deixar de viver a sua vida de forma agradável. O que é preciso é se organizar e ter disciplina. Logo, esses objetivos tem que ser concisos e cuidadosos, reais e praticáveis.

Em longo período, um desses objetivos pode ser o fato de viver de renda. Para que isso aconteça tenha uma planilha de anotações e siga a risca o seu plano financeiro, sem perder o controle do dinheiro.

Agora tudo está ficando claro: ter dinheiro, poupar dinheiro e ter objetivos!

4 – Aplicação Financeira

A fórmula para enriquecer você já tem, porque foi dita acima. No entanto, falta fazer acontecer e isso tem que ser feito investindo dinheiro. Aplique seus recursos para que eles rendam lucros e se multiplique.

Mas isso não deve ser feito assim, em um piscar de olhos. Tenha sabedoria para fazer aplicações financeiras e estude a fundo todas as opções do mercado. Saiba quanto o seu dinheiro pode render durante todo o tempo que for aplicado.

Tenha uma ideia de quanto será necessário investir, de quanto tempo, com qual rentabilidade, em qual aplicação financeira… Entre tantas informações necessárias para ganhar dinheiro.

5 – Conhecimento Financeiro

Engana-se quem pensa que ter conhecimento financeiro é saber tudo sobre as grandes companhias ou sobre investir em ações pelo Home Broker. Isso tudo é importante sim, no entanto, todo mundo que sabe disso precisou começar pelo mais básico.

Pesquise sobre os investimentos a curto e a longo prazo, para descobrir qual é a melhor opção para alcançar seus objetivos.

Se você busca esses conhecimentos, temos duas opções gratuitas:

  1. E-book Gratuito – Guia Definitivo sobre as Rendas Fixas
  2. Workshop Gratuito – Como Investir em Ações com Risco Zero

3 Aplicações Financeiras para quem (AINDA) não tem o hábito de investir

O mais importante é se organizar financeiramente, porém investir dinheiro é fundamental se você quer viver de juros. Selecionamos 3 investimentos simples que podem ser o seu ponto de partida para o enriquecimento.

1 – Tesouro Selic

É considerado o investimento mais seguro do mercado na atualidade. Logo, ao comprar um título público, a partir de 30 reais, o investidor tem a segurança do Governo Federal e a remuneração é maior do que a da Poupança.

Para quem é conservador e pensa no longo prazo esse é o investimento ideal.

Nessa opção é preciso ficar atento às taxas de administração e corretagem, já que os títulos precisam ser comprados por intermediários, que são corretoras de investimentos e que podem cobrar até 2% ao ano, conforme os ganhos.

Também é preciso levar em consideração a tributação do Imposto de Renda.

2 – Fundo Simples

São alternativas de baixo risco e custo reduzido focado nos pequenos investidores e foi criado para substituir o Fundos DI, extintos em 2015.

Esses fundos são indicados para os investidores que não querem abrir conta em corretora e preferem deixar toda a responsabilidade de cuidar do dinheiro nas mãos de outras pessoas, no caso, gestores.

O grande segredo é que para fazer isso, esses fundos cobram taxas de administração, que, em boa parte das vezes, são altas, o que diminui a rentabilidade do seu investimento.

Logo, é preciso se atentar à essa taxa, assim como a rentabilidade final do produto.

A regra é: se a taxa de administração for acima de 1,5%, o investimento costuma não compensar.

3 – CDB (Certificado de Depósito Bancário)

É um investimento do banco, ou seja, um produto bancário. Logo, a equação é simples: você empresta dinheiro para o banco e recebe juros acrescido por isso. Esses títulos podem ser pré ou pós-fixados e, sempre, se baseia em algum indicador, como o CDI (Selic).

O que acontece no mercado é que os grandes bancos costumam cobrar taxas administrativas mais altas do que os pequenos bancos, logo, um mesmo investimento é mais compensador em um do que no outro.

O que é preciso entender é que todos os bancos (grandes ou pequenos) tem a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), que assegura valores de até 250 mil reais por pessoa.

12 Dicas Comprovadas para Ficar Milionário a partir do Zero e Mudar de Vida

1 – Investir Sempre

Lemann diz que investir é preciso sempre e, principalmente, nas pessoas. Para o empresário, além de saber gerir os recursos financeiros, é preciso se preocupar em escolher as pessoas certas, investindo em capacitação, que podem tornar-se grandes rendimentos em produtividade.

Muitos dos jovens recrutados por ele continuam nas suas grandes empresas, só que agora em altos cargos.

  • Na parte superior do artigo, vamos falar um pouco mais sobre investir dinheiro, leia até o fim!

2 – Impulso

Para ele, bons profissionais precisam de grandes coisas para fazer. Assim, a cada objetivo conquistado, é preciso encontrar um novo e que seja ainda maior. Com grandes metas, há de vir grandes recompensas.

3 – Cultura da Meritocracia

Conforme Lemann, as empresas do grupo são todas orientadas por uma cultura que privilegia o alcance de objetivos e não de credenciais.

Logo, a capacidade em gerar bons resultados é o principal motor de impulsão dos profissionais, o que é incentivado por altas recompensas e projetos desafiadores.

4 – Regional

A cultura regional não é apoio para estratégias, e sim ela é uma estratégia a ser adotada.

Lemann diz que é preciso pegar o que a empresa tem de melhor e levar para todas as regiões do mundo, observando as boas práticas ambientais daquelas localidades e trazendo-as para as empresas.

Não existe fórmula de sucesso que vai chegar até a sua empresa como um passe de mágica.

5 – Criar algo Grande

É preciso ter concentração suficiente para criar algo grande e não ficar preso à administração do dinheiro porque isso não vai criar algo duradouro.

O ideal é pensar em projetos que tenham o caminho de resultados substanciais. Essa é uma visão brasileira de se administrar empresas em épocas de crises e hiperinflação, como a dos anos 80, lembra o empresário.

6 – Magia e Genialidade

Lemann afirma que a verdadeira genialidade não é tornar uma ideia complexa, mas o contrário: transformá-la em um mundo complexo de ideias bem simples.

Assim sendo, ser simples na aparência e no perfil do escritório pode ajuda-lo a mover multidões. Uma agenda lotada, portanto, não é sinônimo de riqueza. A dica é distribuir as tarefas e exercitar a meritocracia.

7 – Fanático

Sobre ser fanático, Lemann comenta que estamos vivendo uma época em que as pessoas querem soluções rápidas, ou seja, atalhos para resultados extraordinários. No entanto, não existe caminho fácil porque todos vão exigir muito esforço.

O único meio de conseguir construir uma empresa grandiosa é sendo fanático por ela. Para ele, as pessoas obcecadas não são as mais populares, já que intimidam as outras, porém, quando se reúnem com outros fanáticos, cria-se um efeito multiplicador.

8 – Mentor

Conforme o artigo, é impossível ganhar muito dinheiro sem ter a ajuda de um mentor. Esse auxílio é o 1º passo para conhecer os fatores multiplicadores de ganhos.

É o mentor quem vai poder mostrar o que tem que ser feito e o que deve ser deixado de lado. Além disso, a partir dele, você encontrar os melhores meios para caminhar para a riqueza pelos caminhos menos espinhosos.

9 – Dedicação

O texto também comenta sobre ser dedicado e isso significa não se martirizar por cometer erros, afinal, todos vão cometer equívocos em certos momentos da vida.

Depois que errar, dedique-se e se esforce o máximo para aprender com esses erros.

10 – Aos poucos

São raras as ocasiões em que as pessoas ficam milionárias da noite para o dia, logo, você não tem que focar em operações que podem render grandes ganhos, mas que são muito arriscadas, a não ser que você saiba exatamente o que está fazendo.

O conselho é ir devagar, sem perder o foco e seguindo a meta. Aproveite a jornada para aprender o suficiente para que seu dinheiro não seja perdido no 1º obstáculo que aparecer.

11 – Trabalhe

Trabalhar é fundamental para aumentar os ganhos, mesmo que isso aconteça de forma vagarosa. Em todo caso, você precisa ter uma fonte de renda maior.

Para aumentar o salário, de uma forma ou de outra, você terá que trabalhar mais, aliás, mais do que todo mundo. “Pare de pensar em desculpas”, diz o artigo.

12 – Princípio

É preciso ter um princípio para tornar-se um milionário, no entanto, não é viável ser movido apenas por ela. Descubra os motivos pelos quais você precisa desse dinheiro.

Sobre Investir Dinheiro para Ficar Milionário

Conforme o noticiário local, investir na Bolsa de Valores e no Tesouro Direto tem sido cada vez mais aceito pelos brasileiros. As informações são da própria BM&FBovespa.

Se antes a Bolsa era estigmatizada como algo exclusivo de pessoas com alto poder aquisitivo, agora ela vem conquistando mais adeptos a cada dia. Em 2002, por exemplo, o número de pessoas físicas em atividade somava na média de 85 mil. Agora, em 2017, o valor já chegava à 575 mil pessoas cadastradas.

Em termos numéricos, o aumento dos últimos 15 anos, portanto, equivale a quase 7 vezes.

Esse crescimento de interessados está ligado à um recorde histórico registrado em 2017, sendo que o volume financeiro médio negociado por dia na Bovespa foi de 7,19 bilhões de reais, o que corresponde ao maior já verificado pela Bolsa Brasileira até hoje.

Quanto ao Tesouro Direto, que é outra modalidade de investimento bem mais popular e mais seguro, ele superou as expectativas ao registrar 1 milhão de investidores cadastrados para adquirir títulos públicos.

Em comparação ao ano de 2015, o crescimento foi de quase 75% no período que começou em outubro.

Agora em 2017, o programa continuou surpreendendo e a emissão de novos títulos totalizaram 2,65 bilhões de dólares em março. Conforme o próprio Tesouro, esse é o maior volume já registrado na série histórica do programa.

Apenas em março, foram 72,5 mil novos investidores. E, ao todo, o programa soma mais de 1,3 milhão de participantes, com um crescimento que ultrapassa 86% no último ano.

Com informações do Segs, finançaspessoais e abril

ANÚNCIO