Saiba o que é e se a Vitreo é confiável para investimentos

ANÚNCIO

Você já ouviu falar da Vitreo? Ela é uma plataforma de investimentos. Aliás, foi criada como gestora de ativos. Mas, hoje é uma corretora. Isso, uma corretora de investimentos, uma DVTM. Agora, mesmo assim, ela é nova, de 2018. Então, será que a Vitreo é confiável? Vamos descobrir.

A gente criou essa matéria com bastante entusiasmo porque esse é um assunto de interesse de muitos investidores. Porém, pouco falado na internet. E sempre que a gente encontra o nome “Vitreo”, a gente vê que temos outra marca por trás, a “Empiricus”. Então, o que essas companhias têm em comum? Também vamos falar disso.

ANÚNCIO

Para sermos mais exatos, criamos um material um tanto quanto teórico. Porém, ele é focado em responder as dúvidas que as pessoas têm sobre a Vitreo. Inclusive, vamos citar também o nome de alguns dos principais sócios. Leia por completo.

O que é a Vitreo

A Vitreo é uma gestora digital de investimentos. Ela é conhecida por ter por trás nomes como Paulo Lemann, que é o filho do conhecido e rico Jorge Paulo Lemann. Além disso, ela foi criada com o propósito de tornar os investimentos mais fáceis para as pessoas.

As operações se iniciaram em outubro de 2018 e atualmente a Vitreo tem muitos fundos de investimentos, como em ações, multimercados, para proteção, etc. Desde a criação, os fundos estão sendo lançados de tempos em tempos.

ANÚNCIO

Ainda para concluir o que é a Vitreo, vamos usar as palavras da própria empresa: “viemos para transformar a sua relação com os investimentos, com soluções personalizadas. Assim, oferecemos soluções inteligentes de investimentos”.

Assim, a Vitreo começou como gestora, mas agora já tem home broker, fundos de terceiros, renda fixa, Tesouro e muito mais. Tanto é que já se tornou uma DTVM (Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários).

Então, o que a Vitreo faz?

Calma lá, amigos. A gente acabou de conhecer a Vitreo. Mas, antes de sabermos se a Vitreo é confiável, a gente deve entender melhor o que ela faz. Já vimos que ela se tornou uma DTVM. Mas, e então, o que é isso na prática?

Na prática, ela é uma empresa que usa a tecnologia para tornar os investimentos mais simples para os seus clientes. Ainda não entendeu? Hoje, a Vitreo é uma corretora de investimentos, como as que já conhecemos: XP, Rico, Ágora, Easynvest, etc.

E tudo isso se tornou possível após uma parceria da Vitreo com a Empiricus. Assim, os especialistas da Empiricus atuam com as informações e oportunidades de investimentos. Por outro lado, a Vitreo facilita toda a parte de executar a ideia, criando carteiras e fundos.

Curiosamente, o que muda da Vitreo para as outras corretoras é que ela garante que não vai trabalhar com agentes autônomos. Sendo assim, se intitula como um modelo de “self service” para o investidor escolher os melhores produtos para a sua carteira.

A Vitreo é confiável

Existem vários modos de saber se a Vitreo é confiável. Por exemplo, se você segue a Bettina Rudolph, aquela mesmo da Empiricus, vai ver que ela é uma “garota propaganda” da Vitreo. Mas, pode ser que você não saiba disso.

Um outro modo de saber sobre a confiabilidade da empresa é, então, vendo e lendo comentários de outras pessoas. A gente fez isso. Fomos até a plataforma da Yubb, que faz essa análise dos comentários das pessoas – é como um Reclame Aqui dos investimentos.

E lá nós encontramos a avaliação das pessoas. Quer saber? Quase a totalidade das opiniões são positivas quanto à empresa. Assim, temos comentários como: “fácil e rápido”, “excelente opção para investidores”, entre outros.

De um modo geral, a média geral é de 4,66 pontos de um total de 5. Inclusive, todos os requisitos analisados ficaram com nota superior a 4, como facilidade em abrir conta, fazer investimentos, usar a plataforma, rentabilidades, custos e taxas, etc.

Os sócios

Mais um tópico bacana de ser compreendido é sobre os sócios da Vitreo, que também garantem à empresa a sua responsabilidade com o mercado. De modo geral, temos 3 grandes nomes incluídos nessa lista.

Patrick O’Grady – é ex-profissional da XP Investimentos, focado na área de gestão. Atualmente, é um dos fundadores da Vitreo. Ele é economista com formação na URFJ e com MBA em finanças. Tem passagens pela Pollux também.

Paulo Lemann – é outro sócio-fundador da Vitreo. Ele é filho de Jorge Paulo Lemann e bacharel em economia, além de ser CEO da Pollux. Também foi CIO do Synergy Fund, de Nova Iorque.

Guilherme Cooke – é sócio da Vitreo. Ele é advogado focado no setor financeiro. A ideia dele sempre foi a de tornar o assunto dos investimentos mais acessíveis para as pessoas. Assim, ele passou pela Vinci Partners e Arsenal Investimentos.

Se você quer conhecer todos os nomes por trás da Vitreo, leia a outra matéria que fizemos.

Para saber mais da Vitreo

Se você quiser saber mais sobre abrir uma conta na Vitreo ou tirar dúvidas, saiba que há vários canais de comunicação. Por exemplo, você pode falar com a Simone, que é a inteligência virtual da empresa, disponível no chat.

Vitreo é confiável

Ou você também pode mandar uma mensagem por Whatsapp para o número 11-4003-4696. Também dá para mandar um e-mail, preenchendo um formulário. Ou ligar para os números 4000-1575 ou 0800-941-7557.

E, por último, considere baixar o aplicativo gratuito no seu celular. ainda mais agora que você viu que há bons sinais de que a Vitreo é confiável no mercado, não é mesmo? Dá para baixar no Android e no iOS.

ANÚNCIO