Aprenda a estudar se vale a pena vender os bens para pagar as dívidas!

Você tem muitas dívidas? Então, já deve ter pensando em várias fórmulas, jeitos, maneiras de quitá-las, certo? Pensou até mesmo em vender o imóvel para ficar sem dívidas, não é verdade? Mas, será que isso vale a pena?

O que se deve fazer para se livrar das dívidas?

Tem gente que afirma que mesmo que parou de gastar dinheiro à toa não entender como as dívidas só aumentam e ficam quase que “impagáveis”.

E tem explicação lógica: frente ao juros altos e aos ganhos mensais que não acompanham, todo cidadão com dívidas acaba tendo problema ao longo do tempo.  

Então, fizemos o seguinte: usamos uma dúvida de uma pessoa que foi publicada na internet e que tem tudo a ver com o nosso assunto. A partir dela, vamos fazer uma reflexão sobre o assunto.

Leia porque essa dúvida pode ser sua também!

A dúvida!

Estou pensando em vender o meu imóvel que está alugado para quitar as dívidas. O que seria aconselhável? Vender e quitar as dívidas e aplicar o restante em renda fixa? Ou será que se eu continuar com o aluguel é melhor?

O melhor a se fazer!

Aprenda a estudar se vale a pena vender os bens para pagar as dívidas!

Em primeiro lugar, temos que entender que quando a gente ganha um bem, como um imóvel, às vezes a gente não tem condição de arcar com os custos de manutenção.

Portanto, você não se preocupa em desenvolver o imóvel, talvez não seja nada viável você querer alugar ele porque isso envolve investimentos.

Até pode ser bom você receber uma grana mensal, mas lembre-se que também tem uma comissão de imobiliária, tem uma despesa de uma pequena manutenção, etc.

Além disso, não podemos deixar de falar das dívidas.

Se você tem muitas dívidas, você deve vender o imóvel para pagar as dívidas porque além do investimento que você teria nele para alugar, você vai continuar pagando juros dos empréstimos que tem.

Mas, cada caso é um caso!

Antes de tudo, faça uma reflexão!

Com a sua renda e com o seu salário mais a receita desse aluguel que você poderia ganhar… Será que não dá realmente para você fazer um orçamento bem enxuto e deixar que sobre uma parte para que você quite essas dívidas sem desfazer do imóvel?

Quem sabe se você não fizer um sacrifício com um bom orçamento, dá para negociar a sua dívida.

Portanto, essa opção também pode valer a pena.

Só que vai exigir mais de você: tanto na redução de gastos como no controle do pagamento das parcelas da dívida que ficou.

Vamos imaginar que a sua dívida está muito grande e por mais que você faça um esforço você vai ter vai pagar essa dívida de alguma forma, no longo prazo.

Aí, o conselho é vender o imóvel!

Sabe por quê? Por mais que este imóvel vá se valorizar, ele não vai ter uma versão maior do que qualquer taxa de correção das suas dívidas!

Logo, se você não quitar logo as suas dívidas vai chegar um dia que essas dívidas vão estar num valor maior do que o valor do imóvel e aí você nem vendendo o imóvel vai conseguir pagar. Entendeu?

Quite as dívidas e tenha uma reserva!

Do ponto de vista financeira, o mais aconselhável é quitar as dívidas, como visto.

O motivo é que você começa a deixar de pagar juros com as dívidas.

Além disso, você evita novos gastos e investimentos com o imóvel para alugar ele.

E ainda tem todo trâmite do aluguel, como com a imobiliária, por exemplo.

Então, seguindo essa ideia, vamos lá: vegocia as suas dívidas e o que sobrar você vai formar a sua reserva de emergência.

Essa reserva pode ser um reserva para o curto prazo ou para o médio prazo ou ainda para algum pequeno investimento. Assim como pode ser uma reserva no longo prazo para você pensar na sua boa aposentadoria.

Entende como vender o imóvel pode ser um bom negócio?

Além de ficar sem dívidas, você se prepara melhor para o seu futuro, seja ele de imprevistos ou de aposentadoria mais razoável e mais rica.

E aí já fica a reflexão: por que não dizer começar a juntar dinheiro para ter o imóvel novamente?

Agora, se você não fizer o dever de casa, não ajustar as suas contas para que você não se endivide novamente, saiba que vai ter dívidas de novo e aí não vai ter imóvel que te salve.

Uma boa dica é aprender com os erros e entender como chegou nas dívidas. Aí, você evita elas e vive bem mais feliz.