Venda de imóveis da União está sendo feita em um novo portal com 70% de desconto

ANÚNCIO

A venda de imóveis da União, que é algo recorrente aqui no Brasil, agora acontece em um novo portal. Abaixo, nós vamos mostrar qual é esse site e quais os cuidados que devem ser tomados para fazer a compra online.

Por outro lado, a gente já pode adiantar algumas vantagens. Por exemplo, os imóveis estão sendo ofertados com 70% de desconto do valor original. Mais do que isso, a plataforma informa o deságio, que é uma espécie de desconto que o imóvel possui.

ANÚNCIO

Logo, essa é uma oportunidade para quem pensa em comprar imóveis que podem ser valorizados. Se a ideia é comprar um imóvel barato ou com desconto, então, continue lendo e conheça mais dessa ideia.

O novo portal de imóveis da União

O novo portal pode ser acessado pela página da Emgea (Empresa Gestora de Ativos). Mas, antes de acessar a página, a gente recomenda que você faça a leitura integral desse texto. Afinal, aqui vamos dar dicas bastante importantes para fazer uma compra segura.

Primeiro, falando sobre o portal novo, considere que a Emgea é uma empresa pública federal, que tem vínculo direto com o Ministério da Economia. Assim, a criação da plataforma se deu a partir do foco de vender imóveis da União para os consumidores de forma direta.

ANÚNCIO

Para quem não se lembra, até algum tempo atrás a venda de imóveis da União só era possível a partir do contato com uma agência da Caixa Econômica Federal. Hoje, o site da Emgea disponibiliza mais de 400 imóveis que podem ser acessados por todos os brasileiros.

Os imóveis da União

Nesse próximo tópico, falando um pouco mais dos imóveis em si, vamos considerar que temos 400 opções publicadas lá. Entre elas, temos que considerar principalmente os apartamentos. Mas, também há prédios, casas, terrenos e até mesmo as salas comerciais.

No geral, a plataforma informa que os descontos podem chegar a 70%. Mas, na média, o desconto dos imóveis é de 45%. Ou seja, é como se fosse possível comprar um imóvel pela metade do preço – ou quase isso.

Durante a nossa pesquisa, que foi feita em 5 de novembro, a gente encontrou uma casa no interior de Pernambuco que estava sendo ofertada por R$ 12,5 mil. Além dela, outro imóvel que chamou a atenção foi um apartamento no Guarujá (SP) por R$ 1,3 milhão.

Além de tudo isso, com base em uma pesquisa feita pelo UOL, considere que há 3 tipos de imóveis que possuem os maiores descontos, são eles: os imóveis ocupados, os imóveis com mais tempo no estoque e também aqueles com menor valor de venda.

O pagamento da compra dos imóveis da União

Se você gostou desse assunto sobre a venda de imóveis da União e quer comprar um deles, saiba também sobre o pagamento. Afinal, uma dúvida que muita gente tem é sobre usar o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para isso.

Mas, infelizmente, até o exato momento, isso não é possível. O pagamento tem que ser à vista. No entanto, com a possibilidade de financiamento imobiliário. A Emgea diz que a questão do uso do FGTS está sendo estudada e pode estar disponível a partir de 2021.

Ainda que não seja algo ligado diretamente ao pagamento, considere mais uma informação importante. Saiba que atualmente há mais de 2,5 mil imóveis da União a serem vendidos. Porém, por enquanto só tem 400 no site. E a maioria deles está na região Sudeste.

A UOL fez um estudo para mostrar as principais opções em regiões variadas, veja:

  • Casa em Cupira (PE) de 21,58m² no valor de R$ 12.487 (desconto de 60%)
  • Apartamento em Salvador (BA) de 60,67m². Valor: R$ 69.625 (desconto: 55%)
  • Apto em Foz do Iguaçu (PR) de 69,76m². Valor: R$ 154.881 (desconto de 42%)
  • Casa em Mariano Moro (RS) 221,34m². Valor: R$ 261.818 (desconto de 23%)
  • Apto no Guarujá (SP) de 215,66m². Valor: R$ 1.316.385 (desconto de 12%)

Antes de terminar a leitura, leia mais um tópico, que é sobre os cuidados ao pensar na venda de imóveis da União.

Os cuidados!

Alguns especialistas comentaram sobre os cuidados que são necessários para esse tipo de compra de imóveis da União. A primeira coisa que eles falam é sobre o fato deles serem ocupados por ex-mutuários.

Logo, isso é importante porque diz que o comprador terá que arcar com os custos da desocupação. Por isso, que esses imóveis são os que mais possuem descontos também. Para se ter uma ideia, a ocupação pode demorar anos. E entre as taxas tem a do IPTU.

Venda de imóveis da União
São Paulo – Prédios (Agência Brasil/Arquivo)

Por isso, temos aqui uma segunda dica: sobre a documentação. Especialistas falam que é preciso fazer uma análise criteriosa para saber a situação real do imóvel. Inclusive, muitas vezes será preciso entrar com ação judicial e isso envolve mais custos e taxas judiciárias.

E mesmo que o imóvel esteja ocupado, o comprador terá que entrar com uma medida judicial para obter o ressarcimento dos valores. Por exemplo, no caso de despesas como IPTU e condomínio.

Saiba também: quando a Caixa pode tomar o imóvel

Se você leu a matéria e ficou pensando sobre quando a caixa pode tomar o seu imóvel, saiba que a gente já fez uma matéria falando disso. Atualmente, existem 3 situações em que isso pode acontecer. E isso vale mesmo considerando a Lei 8.009/90.

Quer saber quais são esses casos? Leia a matéria que fizemos há alguns dias.

ANÚNCIO