Saiba quando é melhor usar o cartão de crédito e quando não se deve

ANÚNCIO

Será que dá para usar o cartão de crédito de forma inteligente? Afinal de contas, ele é considerado o vilão do orçamento financeiro de muitas famílias brasileiros. Inclusive, é um dos responsáveis pelo endividamento de muitas delas.

Mas, a verdade é que sim, dá para usar o cartão de crédito de forma consciente, inteligente e até mesmo positiva para as suas finanças. Por outro lado, quem não tem controle financeiro pode acabar sendo prejudicado pelo cartão de crédito, que tem altas taxas de juros.

ANÚNCIO

Assim, considere que ao parcelar a fatura do cartão, por exemplo, você vai ter uma cobrança de juros bem alta. Inclusive, o valor pode ser até mais alto do que fazer um empréstimo bancário, viu. Então, todo cuidado é pouco.

Por isso, vamos aprender como fazer o bom uso do cartão de crédito. Confira isso nas dicas a seguir e aprenda tornar esse vilão um verdadeiro amigo do seu orçamento.

Conhecendo o cartão de débito

Uma das coisas é considerar as vantagens do cartão de crédito. Mas, para isso, vamos considerar também o cartão de débito, que pode ser uma alternativa inteligente. Bom, então, começaremos pelo cartão de débito.

ANÚNCIO

Ele é bom para o controle financeiro porque o seu saldo é diminuído na hora do pagamento da compra. Assim, você só vai usar o cartão quando tiver saldo. O que não acontece no cartão de crédito, que permite o pagamento posterior, nos meses seguintes.

No caso do cartão de débito, você só precisa chegar a conta corrente para saber quanto ainda tem para gastar. Além do mais, ele permite um pagamento à vista, que pode gerar desconto para você na sua compra. Em alguns lugares, de até 10%.

Para explicar isso, saiba que os comerciantes sempre dão desconto para o pagamento em débito porque isso não tem taxas de transação tão altas como acontece no cartão de crédito.

As vantagens do cartão de crédito

No caso do cartão de crédito também existem vantagens. Inclusive, uma delas é que permite que você pague as compras no mês seguinte. Mas, atenção: isso só é bom para quem tem um bom controle das finanças, ok?

Além disso, saiba que eles possuem vantagens como a pontuação e os programas de bônus e prêmios. Por exemplo, dá para juntar pontos e trocar por passagens aéreas, assim como conseguir descontos em produtos diferenciados.

Saiba quando é melhor usar o cartão de crédito e quando não se deve

E não dá para deixar de lado a condição de parcelamento, que é o que faz do cartão de crédito um produto único. Ele funciona como os antigos talões de cheque, já que permite que você parcele a compra. Por exemplo, em alguns lugares, dá para parcelar em mais de 20 vezes.

Assim, você pode comprar produtos de valores maiores pagando parcelas mensais, como smartphones, tênis, etc.

As taxas de juros e o parcelamento

No entanto, apesar de o parcelamento ser uma vantagem, é preciso considerar que geralmente não há a cobrança de juros para parcelamentos menores, de até 6 vezes. Porém, acima disso você vai pagar juros mensais.

As 5 principais tarifas do cartão de crédito que podem ser cobradas

Então, na hora de usar o cartão de crédito tome cuidado com o parcelamento da compra e também com as taxas de juros que podem ser cobradas nele. Para evitar isso, o ideal é ter um bom planejamento financeiro que permite reconhecer as compras parceladas.

Quando é melhor usar o cartão de crédito

Para responder à pergunta do título deste conteúdo, nós criamos esse tópico. Saiba que vai ser uma ótima ideia usar o cartão de crédito quando você tiver uma urgência de uma compra de alto valor e não tiver o valor à vista para pagamento imediato e com desconto.

Por exemplo, vamos supor que você usa o seu carro para trabalhar de Uber. Daí você precisa dar manutenção nele, com alinhamento, balanceamento, troca de pneus, de óleo. Nesse caso, você poderia dividir os serviços no cartão de crédito para pagar depois.

Mas, não se esqueça que essa não é a melhor recomendação. O ideal mesmo seria que você tivesse uma reserva de emergência para usar nessa hora. Assim, conseguiria descontos e ainda evitaria o parcelamento.

Só que nem sempre temos essa reserva, então, o cartão de crédito pode ser útil. Só fique atento para evitar parcelas muito altas que podem comprometer o seu orçamento futuro.

Quanto deve ser o valor de cada parcelar?

Para finalizar o conteúdo, considere que você deve saber o valor as parcelas que você pode custear. Por exemplo, jamais se deve ter compromissos com parcelas acima dos 30% da renda total que você tem em casa.

Então, por exemplo, se você já tem a parcela do condomínio, da casa, do carro… É bom tomar muito cuidado ao parcelar as suas próximas compras. Já se você não tem esses custos fixos pode ser uma boa ideia parcelar compras que sejam mais urgentes.

Descubra qual é o melhor jeito para quitar a fatura do cartão de crédito

Dessa forma, se você tem uma renda de R$ 1 mil mensais jamais deve ter parcelas acima dos R$ 300 mensais. Ok? E isso considerando ainda que você tem que saber as suas outras parcelas que já tem, como da casa e do carro.

Ao mesmo tempo, nunca se esqueça de fazer reflexões sobre as suas próximas compras. É muito comum que a gente queira comprar produtos por impulso, sem que tenhamos a real necessidade daquilo. E isso é um ato consumista nada inteligente, ok?

ANÚNCIO