Aprenda a trocar de corretora e transferir os seus recursos para a outra conta!

Você sabe como fazer uma mudança de plano nos investimentos? Isso, muitas vezes, envolve também uma mudança de corretora de investimentos, certo? Só que nem sempre a gente sabe como fazer isso.

Afinal, “como faço para trocar de corretora? Será que é possível transferir os meus investimentos sem precisar fazer o resgate dele”?

Para todo mundo que encontra uma oportunidade melhor de uma corretora melhor ou de um banco de investimentos mais adequado, saiba que dá para fazer isso sim.

É possível trocar de corretora ou de banco e transferir os recursos!

Você pode mudar de corretoras sem ter que fazer o resgate em algumas situações, por isso, é preciso atenção para saber quais são os direitos e mais atenção ainda para não perder dinheiro!

Para isso, vamos separar a custódia de títulos da distribuição de ativos financeiros, que é quando você compra títulos públicos através de uma corretora.

Então, para quem ainda não conhece muito do mercado, mas tem essa dúvida, vamos falar de forma mais clara e mais simples. Acompanhe aí.

Como funcionam as corretoras de investimentos?

Aprenda a trocar de corretora e transferir os seus recursos para a outra conta!

A corretora de investimentos funciona como se fosse uma imobiliária no caso da compra e venda de imóveis, ou seja, ela serve como intermediadora de uma operação de compra e venda.

Logo, o seu dinheiro investido não está na corretora, o dinheiro está no bolso de quem vendeu as ações para você, no caso do Tesouro Nacional.

Assim, quando o Tesouro emitiu títulos que você comprou, considere que o seu dinheiro está em algum lugar sendo utilizado por alguém que transferiu a propriedade.

Então, não tem que ter preocupação alguma com o seu dinheiro porque ele não está na corretora.

Ele está custodiado pela corretora! O que é diferente.

Ou seja, isso vai acontecer desde que tenha sido feita a negociação pela corretora.

Logo, a corretora é responsável por disponibilizar os relatórios na sua posição de investimentos.

Qualquer relação aos ativos que você tenha (como histórico de rentabilidades, documento para declaração do imposto de renda no final do ano, etc), assim como todas as informações que você necessita para manter o controle dos seus investimentos são fornecidos pela corretora.

Se você quer transferir a custódia para outra corretora, o procedimento normal pode ser feito para que isso aconteça de forma segura.

Como transferir os recursos?

E qual é esse procedimento normal e comum?

Abrir a conta na corretora e preencher o cadastro. Só depois de aberta é que vai dar para solicitar a transferência de custódia de ativos através de alguma informação que está escrito como “transferência de custódia”.

Isso pode ser feito anualmente na corretora nova que está abrindo conta.

Agora, existem alguns investimentos que são distribuídos pela corretora e essa corretora é remunerada, isto é, recebe uma parte da administração cobrada desse fundo.

Então, o fundo de investimento está vinculado a essa corretora e nem sempre o mesmo fundo é disponibilizado por outra corretora. Entende?

Nesse caso, para você transferir seu recurso de uma corretora para outra é necessário resgatar o fundo e transferir esse recurso sem custo de TED ou DOC vocÊ pode transferir para outra corretora, mas infelizmente tendo que fazer o resgate.

Então, cuidado.

Cuidado por que muitas vezes a melhor solução não vai ser trocar de corretora, mesmo que você não está satisfeito com a sua.

Aí, a saída é: transfira a custódia para a corretora nova e mantém os fundos investidos.

Os custos das operações

Normalmente, não se cobra nenhum tipo de tarifa por manter contas abertas e não se tem um custo para manter uma conta em corretora tendo investimento nela também.

Todo custo no mercado de distribuição de corretagem de ativos está relacionado a movimentação financeira ou à negociação.

Por isso mesmo que não há recomendação melhor do que fazer pesquisas de possibilidades do mercado para abrir uma conta e entender como funciona os serviços!

Vale a pena, por exemplo, fazer pequenos investimentos e quando tiver certeza que aquela outra corretora presta um serviço melhor do que a original você troca!

Mas só depois dessa pesquisa de mercado comece a migrar os investimentos para nova.

Normalmente, a melhor hora de migrar os investimentos que com qual não está satisfeito é esperar um fundo de renda fixa e multimercado alíquota tributária chegar no menor patamar da tributação regressiva.

Lembrando que ao refazer investimentos você entra no topo daquela tabela regressiva do Imposto de Renda, que é vai diminuindo com o tempo.

E tem também o IOF, que é o Imposto sobre Operações Financeiras e que é aplicado durante o primeiro mês de investimento. Portanto, é melhor aguardar esse período, sempre.