7 tipos de mesadas que as crianças podem receber!

Você sabia que mesada não é só dinheiro? Aliás, você sabia que uma mesada, se dada de forma coerente, pode ajudar a criança a se desenvolver financeiramente?

Muitas pessoas acham que falar de mesada é falar sobre dinheiro. E isso é verdade. Mas, o que elas não notam é que isso vai além do dinheiro.

Mesada, sem dúvida alguma, auxilia na educação financeira das crianças.

E você dá ou não dá mesada para os seus filhos? Na verdade essa pergunta foi apenas para te instigar já que não vamos discutir o que é certo ou errado hoje. O que vamos fazer é “apenas” citar uma variedade de opções de mesadas infantis!

Mas, qual o conceito de mesada?

Mesada é uma quantia de recursos financeiros que você doa, periodicamente ou não, a outra pessoa.

É um tema que muitas pessoas acabam tendo problemas de entendimento… Principalmente os pais, quando se perguntam: “devo dar mesada ou não”?

E quando tem a resposta, ainda surgem novas dúvidas, como: “qual é o valor que eu dou de mesada para os meus filhos”? ou “Com qual idade que se começa a ministrar esta mesada que eles vão receber”?

Mas, calma! Tudo tem o tempo certo nessa vida. E antes mesmo de você ter as respostas é muito importante que conheça alguns tipos de mesadas. Bora lá?

1 – A Mesada Financeira

Tem uma mesada financeira que é muito conhecida por todos.

E você, muito provavelmente, também já conhece: trata-se de um valor fixo que você dá para outra pessoa e ela consome mensalmente o valor com base nos seus próprios conceitos.

É a mesada que todos conhecemos. Aí, o que vai mudar é o valor e a periodicidade que essa mesada é dada. Mas, hoje não vamos entrar nesse mérito!

2 – A Mesada Voluntária

É uma mesada voluntária que você e eu recebemos quando criança.

Sim, provavelmente você recebeu sim: é quele dinheiro para comprar bala, sorvete, chocolate, sabe? Então, chamamos de mesada voluntária.

E é nesse momento que a gente deveria pensar e como conduzir esse dinheiro para a criança porque, certamente, ela vai gastar tudo de uma só vez.

Então, é uma enorme oportunidade de ensiná-la.

3 – A Mesada Social

Essa é uma mesada que não tem mesmo a ver com dinheiro.

Esta mesada você pratica de forma meio “sem querer querendo”, sabe?

Só que se você parar par apensar, ela pode pode ser muito melhor praticada. E já vamos explicar como fazer isso.

Imagine você chegando em casa e o seu filho quer o presente que você trouxe da rua, certo? Mas, vamos cogitar outra possibilidade: talvez, o que ele queira mesmo é brincar com você.

Portanto, brincar com os seus filhos na sua casa de esconde esconde, de pega-pega, rolar no tapete e o que for também é uma forma de dar à ele uma mesada.

Isso mesmo: no final de semana ir ao parque, jogar futebol, empinar pipa, coisa simples, que dá para fazer até mesmo sem gastar muito dinheiro.

Algo que realmente as crianças gostem e que as vezes deixamos para lá.

Pensamos em que um presente pode substituir isso. Mas, não substitui o calor humano, nunca.

Ache que isso tenha a ver com dinheiro ou não, a verdade é que é preciso pensar nesse tipo de mesada também, que não envolve dinheiro, mas envolve amor.

7 tipos de mesadas que as crianças podem receber!

4 – A Mesada Econômica

Essa é realmente uma mesada interessante para você implementar para as crianças na sua casa – tanto é que é a mais recomendada pelos especialistas financeiros do mundo todo.

Imagine que você acha que não tenha dinheiro para dar para ela, ok?

Então, o que fazer para que possa ter uma mesada mensal, uma mesada financeira?

Você pode implementá-la com atitudes como: falando com a criança e combinando.

A ideia é justamente fazer um trato: “vamos diminuir a energia elétrica, a água e o gás – e também supermercado”. E completa: “parte do que for diminuído vai para você, de mesada”.

Logo, com o tempo, de mesada econômica, você passa a dar à ela uma mesada financeira!

5 – A Mesada Ecológica

O próprio nome já diz o que é, não é mesmo?

Mas, se você não sabe, vamos explicar: é o reuso do dinheiro.

Comece a perceber que, em média, se a gente juntar uns R$ 25 durante pouco mais de 20 anos, a gente vai ter um patrimônio acumulado de R$ 10 mil.

6 – A Mesada Empreendedora

Essa talvez seja a ideia mais incrível que conseguir colher para esse texto.

É muito bacana pensar na mesada empreendedora porque você incentiva a criança ao empreendedorismo dela, a iniciativa dela mesmo pensar.

Tem muitas crianças que já praticam isso hoje em dia, sabia?

Como funciona? Mais ou menos assim: eu vou levar na escola alguma coisa para vender e ganhar dinheiro com isso (se a escola não permitir, pode ser outro lugar público).

Então, vocês fazem pipas ou até brigadeiro, enfim, alguma ideia em que a criança tem que ser incentivada e quando ela faz isso, você precisa ficar atento para apoiá-la nesse empreendedorismo, auxiliando, especialmente, nas contas!

7 – A Mesada de Troca

É fazer o movimnto lá na sua casa ou junto aos seus vizinhos incentivando a troca.

Como? Principalmente, pegando aqueles brinquedos que as crianças não utilizam mais e fazer um grande movimento de troca de presentes.

Geralmente, a criança quer o presente da outra criança e vice versa. Então, nada mais justo e econômico do que a troca!

E esse é o momento bacana porque não envolve dinheiro e acima de tudo contribuir com o meio ambiente.

Paramos de produzir e vivemos muito mais com aquilo que temos.