Tesouro Direto ainda Vale a Pena – Saiba como Investir Dinheiro no Título Público

ANÚNCIO

O Tesouro Direto é considerado o investimento mais conservador do Brasil – se deixarmos de lado a poupança, que tem uma rentabilidade abaixo: ao todo são mais de 100 milhões de aplicações nesse investimento, o que dá 10% do PIB brasileiro em 2016.

Por que então é aconselhável migrar da poupança para o Tesouro?

ANÚNCIO

Para Richard Rytenband diz que desde o início da crise econômica brasileira – que aconteceu em 2014 – a inflação e a taxa básica de juros – Selic – sofreram importantes mudanças, o que foi determinante na mudança de rendimento da poupança e de outros investimentos.

Conforme Richard, há alguns questionamentos para explicar por que essa transação é positiva:

O que adianta, por exemplo, você ganhar em uma aplicação financeira 10%, mas o preço de tudo, na média, subir 20%. Mesmo você ganhando, percebe que está conseguindo menos coisas agora?

ANÚNCIO

Isso explica o fato de que entre os anos de 1999 a 2016, as pessoas tiveram perda de dinheiro em dois anos, ao aplicarem na poupança, que ficou abaixo da inflação. Entre 2010 e 2014, a poupança alcançou ganhos menores do que 1%.

Para Rytenband, esses ganhos são muito baixos.

Rendeu abaixo de 1%, ganhou da inflação, mas ficou muito próximo de zerar. O poupador manteve seu poder de compra, mas poderia ter feito aplicações, como no Tesouro Direto que teria ganhos muito maiores do que esse.

Richard também conta que existem alternativas diretas à poupança, além do Tesouro Direto, como o CDB – Certificado de Depósito Bancário e os Fundos DI.

No caso do Tesouro, há várias opções – como o Tesouro Selic, que é seguro e acompanha a taxa básica de juros.

Já nos Fundos DI, normalmente, a taxa da instituição financeira é cobrada, por isso, torna-se fundamental observar muito bem a taxa de administração, que é um valor cobrado para gerenciar o seu dinheiro.

 – É muito comum uma taxa de administração de 4%, principalmente para valores menores. Então, muito cuidado. Só entre em fundos de investimento com baixíssima taxa de administração. Fora disso, não vale a pena. Quanto maior o horizonte com uma taxa de administração alta, maior será o estrago.

Outro ponto observado por Rytenband é o fato de que correntistas usam o cheque especial que se recusam a cobrir o rombo na conta com recursos que estão na poupança. Para ele, o melhor investimento é sair das dívidas.

Toda dívida é frágil porque se não você vai entrando na bola de neve, daqui a pouco você vai ver quanto está pagando de juros, e vai ser maior do que todas as suas outras despesas domésticas.

74 Minutos: Curso Gratuito Ensina Como Sair das Dívidas e Ficar Rico Rapidamente

Por que o Tesouro Direto ainda Vale a Pena

No cenário atual, o rendimento de um investimento em Tesouro IPCA+2024 será superior ao de uma LCI ou LCA – Letra de Crédito Imobiliário e do Agronegócio – que paguem 90% do CDI.

Isso mesmo com o recuo da inflação no ano, já que o rendimento do Tesouro Direto é em parte composto pelo resultado do IPCA – antigas NTN-B – que devem, portanto, continuar atraentes em relação aos seus concorrentes financeiros.

Espera-se que até o fim do ano, o IPCA esteja em 3,46%, conforme economistas consultados pelo Banco Central.

Assim, conforme o prazo do título e da perspectiva de melhora da economia, o rendimento pode superar as LCA e LCI, que são as queridinhas do mercado – já que tem a isenção do Imposto de Renda e são garantidas pelo Fundo Garantidor de Crédito – em um limite de até 250 mil reais.

O professor de finanças da Fundação Instituto de Administração (FIA), Alexandre Cabral, mostrou que, como o atual cenário, o rendimento pode ser maior. Isso porque o IR pode ser de 17,5% sobre o rendimento se manter um bom prazo de aplicação.

Na simulação do especialista, em um investimento de 10 mil reais o ganho líquido – já descontando o IR – seria de 784,17 para o Tesouro IPCA com vencimento em 2024 e de 767,21 para LCI ou LCA de 90% do CDI, após 1 ano de aplicação.

Para um CDB – Certificado de Depósito Bancário – que pague até 100% do CDI, o ganho líquido seria de 706,20 reais no mesmo prazo.

Sendo que a maior parte das LCs estão atreladas ao CDI, esse indexador acompanha a taxa de juros, sendo o que o rendimento deve ser menor à medida que a Selic cair. Ao final do ano, a previsão é a de que a taxa básica de juros fique em 8,5% ao ano.

Como Investir em Títulos Públicos

O Tesouro Direto é um programa que negocia títulos públicos para pessoas físicas pela internet – é considerado uma opção de investimento seguro e de baixo custo: ideal para o pequeno investidor, substituindo a poupança.

“A grande diferença é que o Tesouro Direto costuma ter melhor rentabilidade”.

Na prática, quem compra títulos públicos empresta dinheiro ao governo e se torna seu credor. Em troca, o investidor recebe juros por essa negociação.

A principal mudança aconteceu em 2002, já que até então só grandes investidores conseguiam comprar esses títulos, enquanto que os pequenos só tinham acesso aos fundos. Isso mudou.

Fernando Pinho é economista e mestre em finanças pela Universidade Mackenzie e lista 5 vantagens do Tesouro Direto.

  1. O rendimento é significativamente mais alto do que alguns fundos de investimento,
  2. Tem data e vencimento definida, que é quando o governo federal quita as dívidas,
  3. Tem liquidez diária,
  4. Não tem necessidade de fazer investimentos vultuosos,
  5. Podem ser comprados em um banco, corretora de valores ou site.

Por que o Tesouro Direto é considerado o investimento mais seguro do país mesmo na Crise?

Para começar um investimento como esse, basta entrar no site do Tesouro Direto e ter uma corretora. Lá, está a lista de todas as entidades autorizadas para investir no Tesouro Direto, inclusive, com as taxas cobradas.

Depois, basta fazer o cadastro na corretora em destaque, abrir a conta e transferir o dinheiro. O valor mínimo para cada aplicação é de 30 reais.

Em cada compra realizada, o investidor recebe um certificado da Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia – CBLC, um documento que assegura que seu dinheiro será encaminhado para o título que escolheu.

Quanto ao resgate, ele é feito automaticamente e cai direto na sua conta com o valor da aplicação mais os juros pertinentes de cada título. Mas, você pode resgatar antes do vencimento, no entanto, correrá o risco de ter a rentabilidade prejudicada.

Desvendamos a fórmula para Ficar Rico no Tesouro Direto em Menos Tempo

Para início de conversa, não vamos te enrolar: se você é um investidor, ainda que amador, que gosta de aplicar dinheiro na Bolsa de Valores e sabe que ela pode alavancar sua vida financeira, saiba que você tem toda razão para fazer isso, porém, este artigo não é para você.

Se você quer aprender mais sobre a Bolsa de Valores e descobri como é possível investir nela sem Correr Riscos, faça esse curso totalmente gratuito, clicando aqui.

Agora, se o seu negócio ainda não é a Bolsa de Valores, então, seja bem-vindo ao nosso artigo.

A ideia aqui não é exaltar esse título nacional ou falar bem do governo federal, nem nada disso. Vamos focar no Tesouro Direto, que é uma aplicação que tem ganhado o coração (que romântico) de muitos brasileiros. Mas, se você não sabe por que isso está acontecendo, confira agora!

Com informações do R7, G1 e Globo

ANÚNCIO