Descubra quais as taxas dos fundos de investimento

ANÚNCIO

Taxas dos fundos de investimentos? A gente nem sempre sabe quais são elas. Mas, na hora de aplicar dinheiro em um fundo, saber disso pode ser uma boa ideia para quem não tem tempo ou disposição para buscar a compra de ativos individualmente e opta por essas aplicações.

Por isso, fizemos esse conteúdo para falar das principais delas. Então, leia o artigo até o fim e descubra todas as cobranças que podem ser feitas, desde a taxa de administração até o IOF, que é um tipo de imposto que vai para a Receita Federa.

ANÚNCIO

Inclusive, é importante saber que o estudo para conhecer as taxas é importante para descobrir se um fundo vai ser bom para você ou não. De modo geral, fundos com taxas muito altas costumam valer apena apenas se tiverem rendimentos altos também. No caso contrário, não.

Ah, curiosamente, no final do artigo a gente ainda vai explicar como funciona o programa de cashback dos fundos do banco Inter. É uma opção bem diferenciada do mercado nacional, sendo que o banco Inter é o único a fazer isso até o momento.

Conheça todos os custos envolvidos nos fundos

O banco Inter listou todos os custos envolvidos em um fundo de investimento disponível na sua plataforma de investimentos, chamada de PAI. Confira quais são eles.

ANÚNCIO

1 – Taxas

Esse primeiro tópico é focado em falar das taxas dos fundos de investimento do banco Inter. Logo, elas são divididas entre a de administração, a de performance e a de entrada e saída.

No entanto, o banco Inter diz que não tem como definir uma taxa fixa para cada um desses gastos. Isso porque elas “variam para cada produto e são cobradas em relação com o patrimônio do fundo para o pagamento dos serviços de operação”.

Portanto, a melhor dica, nesse caso, é que você consulte o regulamento do fundo para ter mais detalhes sobre quais os custos das taxas envolvidos neles.

2 – Tributação

Logo em seguida vem a tributação. Ela também é variável e isso se dá por classificação ou por período de aplicação do fundo – tudo com base em informativos e regulamentos da Receita Federal.

Logo, “a classificação do fundo se refere à composição da carteira por ativos ou alocação”. Outra informação importante é saber que o imposto de renda, da Receita Federal, incide diretamente na fonte do investimento.

Dessa forma, os fundos de curto prazo possuem taxa de IR de 22,5% para aplicações até 180 dias ou de 20% para aquelas acima de 180 dias. Já os de longo prazo possuem cobrança semelhante, mas com algumas mudanças.

Sendo assim, temos 22,5% para até 180 dias, 20% para entre 181 e 360 dias, de 17,5% para entre 361 e 720 dias, e de 15% para acima dos 720 dias.

3 – Come-Cotas

O come-cotas também pode ser considerada uma das taxas dos fundos de investimento do banco Inter. Ou, pelo menos, é um dos custos envolvidos em praticamente todo fundo.

Logo, é um imposto que é recolhido com base em uma alíquota incidente. Assim sendo, sempre acontece no último dia de Maio e também de Novembro. Ele incide em fundos de curto ou longo prazo. “O valor do IR é sobre o rendimento e calculado em cotas”.

4 – IOF

Outro imposto que pode ser cobrado é o Imposto sobre Operações Financeiras. Nesse caso, ele incide sobre os rendimentos quando o valor é resgatado antes dos 30 dias após o início da aplicação. Ele segue uma tabela regressiva, variando de 96% a 0%.

Exemplos!

Vamos usar como exemplo o CA Indosuez DI Master FIRF Ref. DI Longo Prazo, que é um dos fundos mais conservadores disponíveis no PAI. Ele tem uma aplicação mínima de R$ 1 mil – o mesmo valor para movimentações. E é para investidores em geral.

A ideia é ter uma rentabilidade acima do CDI, Certificado de Depósito Interbancário. Para isso, aplica em títulos da renda fixa públicos e também privados, tanto prefixados como pós-fixados.

Já sobre as taxas dos fundos de investimento do banco Inter, nesse caso temos uma de administração que varia entre 0,30% até 0,50% ao ano. O lado bom é que não há taxa de performance. E a tributação você já sabe: quanto mais tempo aplicado, menor é a incidência.

Para saber mais

Todas as informações citadas nesse conteúdo são autorizadas e até mesmo divulgadas pelo banco Inter. Para saber mais sobre elas ou conhecer as opções dos fundos, entre os mais seguros e os mais arriscados, você pode visitar o site do banco.

taxas dos fundos de investimento do banco Inter

Nessa mesma página, o banco Inter também deixa informações de contato para o cliente ou futuro cliente que quiser ter mais descrições ou tirar dúvidas. Por exemplo, tem o chat online e os telefones gratuitos, como o 0800-940-0007.

Bônus – saiba o que é o cashback nos fundos do Inter

Hoje mesmo, mais cedo, publicamos um conteúdo falando sobre o programa de cashback dos fundos do banco Inter. É uma espécie de devolução de parte do dinheiro para o investidor. Isso pode ser bom porque aumenta a rentabilidade final ou diminui o custo com taxas.

Nessa matéria que fizemos, que você poderá ler no link acima, nós explicamos o que é o cashback dos fundos, qual é o valor de devolução para o investidor, citamos alguns exemplos práticos e reais, além de terminarmos falando sobre como investir no banco Inter.

ANÚNCIO