5 Verdades Para Enriquecer

5 Verdades Para Enriquecer

 

Essa semana a escola Trovó Academy recebeu um convite para participar de uma matéria na Revista Exame, da editora Abril, sobre as 5 Verdades Para Enriquecer. Inclusive, em nome da Trovó Academy, eu quero agradecer a jornalista Julia Leogore, que foi super carinhosa e atenciosa com a gente.

Muito bem, quais são essas 5 verdades para Ficar Rico?

“É só ganhar bastante, Trovó”. Não é não!

1 – Importe-se com o seu dinheiro.

Se você não se importar com o seu dinheiro, ninguém vai se importar.

Hoje em dia a situação do nosso país esta terrível, então, pare de esbanjar. Aprenda a controlar o seu capital. Pare de viver em função dos outros. Pelo amor de Deus: ostentação não leva a nada. Isso não é pensamento de quem quer enriquecer. Quem ostenta está caminhando para a pobreza.

Está aí a explicação do porquê de muitas pessoas – quando ganham na mega sena, na lotérica, no caramba a quatro – torrarem tudo em 15 anos.

Por quê? Não tem a mentalidade para ganhar dinheiro.

Como Investir Dinheiro Para Ficar Rico em 2017 em 6 Passos.

Então, importe-se com seu dinheiro, cuide dele como se fosse um filho seu, mas sem se apegar muito.

2 – Só dinheiro, não traz felicidade.

“Ah Trovó, eu queria tanto ser rico para eu viver bem”.

Esquece! Junto com o dinheiro, tem algumas outras áreas da sua vida que você precisa aprender a desenvolver porque, senão, você vai para o buraco.

Então:

  • Seu lado mental tem que estar super bem,
  • Seu lado família tem que estar bem,
  • Seu lado espiritual tem que estar bem,
  • Seu lado solidário tem que estar bem.

E por que você vai ganhar dinheiro ein… Vai ficar só para você? Você vai virar as costas para todo mundo? Você acha que isso é legal? Não é, né?

Então, Você tem que evoluir como pessoa.

O dinheiro, somente o dinheiro pelo dinheiro, é pura ostentação.

Você tem que ter um objetivo do que fazer com esse dinheiro.

Por exemplo, vocês estão cansados de ver aí, em Hollywood, milionários e bilionários se suicidando. Por que vocês acham que acontece isso? Porque tinham outras áreas da vida deles que não estavam legais.

3 Mentiras que os Filmes de Hollywood Contam sobre o Mercado Financeiro!

O cara estava depressivo, estava triste.

E os amigos se afastam, se você prestar atenção que só isso é importante.

As pessoas que estão ao seu redor precisam crescer junto com você.

3 – Você tem que gastar menos do que você ganha.

Eu vou entrar nessa tecla todo santo dia: riqueza e pobreza.

Para enriquecer tem que receber juros! Para receber juros tem que sobrar dinheiro! E para sobrar dinheiro tem que gastar menos do que ganha!

Workshop 100% Online e Gratuito: Risco Zero nos Investimentos

Isso é a riqueza, independente do salário que você ganha.

4 – Dinheiro Consignado e Cartão de Crédito.

Esse aqui é de cortar o coração, né? Eu conheço muitas pessoas que falam assim: “Trovó, meu salario é 3 mil reais e tem mais uns mil de consignado, então, eu ganhei 4 mil”.

Deus me livre, né? O Dinheiro Consignado não dá nem para usar. Isso é uma artimanha que o banco utiliza para você, para te pegar na curva.

Vamos ver uma metáfora: Sabe quando você vai pescas e joga aquela linha para pegar o peixe? É a mesma coisa com os consignados. O banco joga aquela linha para pegar você, mas você não pode cair nisso, ok?

Tem pescador assistindo o vídeo, não tem?

O salário que você ganha… Bem, você tem que considerar o salário líquido!

“Ah Trovó, eu ganho 10 mil reais, mas desconta Imposto de Renda. Desconta o INSS e não sobra nada”.

Então você não tem 10 mil. Pega o valor líquido que você ganha.

Esse é o valor que você vai considerar para contabilizar suas despesas e os 10% do que sobra para começar a investir. Falo disso com muito detalhe em outro vídeo, veja aqui.

Então, consignado e cartão de crédito não são salários nem complementos.

Cartão de Crédito – Ter ou não Ter ?

5 – Comece Sua Aposentadoria Agora!

Não adianta começar a se preocupar com isso quando você já estiver velhinho, sofrendo. “Aí eu tô com dor”. Porque aí já vai ser tarde.

E outra coisa, não dá para ficar dependendo de INSS. De jeito nenhum!

Comece desde agora porque quando você chegar aqui – e você não tiver planejamento – sabe o que vai acontecer? Ferro na boneca, né.

Então, começa a planejar desde já.

Descubra como ter um Planejamento Pessoal Simples e Eficaz utilizando apenas 10 envelopes.

Tem um estudo que diz que o dinheiro que você ganha – o pico de dinheiro – é dos seus 13 anos aos seu 50 anos.

A partir dos 50 anos, você começa a consumir tudo aquilo que você fez de riqueza na sua vida.

Então, se você morrer com 80 ou 90 anos você vai ter 30 ou 40 anos para viver com esse dinheiro que você fez dos 20 aos 50.

“Trovó, eu estou com 55 anos e agora que eu fui correr atrás”? Ainda dá para escapar.

Se você é novo, comece agora.

“E como é que eu me preparo Trovó”? Começando a receber juros, caminhando para a riqueza.

6 Dicas para Aprender a Calcular Juros Compostos e Ficar Milionário!

7 Passos Para Atingir Sua Independência Financeira

7 Passos Para Atingir Sua Independência Financeira

 

Essa semana a revista Infomoney, especializada em negócios e dinheiro, fez uma entrevista super bacana comigo. E o resumo da obra foi o seguinte, eles me fizeram as seguintes perguntas:

“Trovó, você foi uma das pouquíssimas pessoas que conseguiu, praticamente do nada, ganhar dinheiro no mercado financeiro. Como é que você conseguiu chegar a um milhão de reais? Qual foi a sua trajetória? Cite quais são os 7 passos para conseguir atingir a independência financeira”.

Porque, vamos combinar pessoal, conseguir dinheiro, todo mundo consegue: jogando futebol, político… Agora, no mercado financeiro o bicho pega.

Por sinal, eu já fui entrevista pelo G1 Economia também para falar sobre a queda na Taxa Selic. Já viu? Trovó Academy comenta queda da Taxa Selic. Porque, afinal, essa queda vai mudar para o consumidor final ou não? A teoria diz que sim! Diz que você vai pagar mais barato por um produto parcelado… Mas, e na prática? Leia e saiba qual é a resposta.

Voltando ao assunto de hoje… Eu resumi para o Infomoney quais eram esses 7 passos! Na minha visão, como Trovó, tudo bem? Esses são os 7 passos que eu considerei – e considero – super importantes para que você consiga atingir a sua independência financeira!

Quer saber quais são?

Vamos lá:

1 – Planejamento para a Aposentadoria

Desde cedo, de preferência entre os 17 e 18 anos, é preciso começar a pensar na sua aposentadoria!

Afinal, um dia você vai envelhecer!

E se tudo ocorrer bem, quando você estiver mais idoso, o que vai acontecer?

  • O plano de saúde ficará mais caro,
  • O remédio ficará mais caro,
  • E, se bobear, o seu filho e a sua filha, que já vão estar adultos, ainda vão depender de você e vão pedir dinheiro emprestado.

Então, você tem que se planejar! E não dá pra depender de INSS!

Então, comece a se planejar desde já!

Leia Mais: Controle Financeiro de Forma Simples e Eficaz!

2 – Pare de se preocupar com o que os outros pensam!

O brasileiro – e isso é típico do brasileiro mesmo – tem uma cultura super chata perante a sociedade: se você está um pouquinho abaixo da média, você é considerado um fracassado e se você está acima da média, você ostenta!

Definitivamente, pare de ficar preocupado com o que os outros pensam!

Você ter carrão, ter uma casa bonita, andar com roupas super chiques… Para a sociedade isso é sinônimo de sucesso!

Já na minha visão, sucesso é o seguinte: Você gastar menos do que você ganha!

É simples: tem que sobrar dinheiro todo final de mês!

Saiba quais são os 7 Passos para Viver de Juros!

O que acontece quando não sobra dinheiro no final do mês? Você precisa fazer um empréstimo, que resulta em pagamento de juros (Fuja dos Juros dos Bancos). Pagar Juros é caminhar para a pobreza, você sabe né? É o mesmo que acontece quando você faz um financiamento (Fuja do Financiamento de Carros) ou quando decide pagar apenas a fatura mínima do seu Cartão de Crédito.

Então, fiquem atentos: se não está sobrando dinheiro é porque você está gastando mais do que deveria! E, geralmente, esse gasto vem porque você se preocupa demais com o que os outros pensam! Mas, na hora que você tiver em uma situação ruim, ninguém vai te ajudar!

3 – Você tem que aprender a economizar com disciplina.

Tem uma regrinha que eu sigo desde que eu comecei. É a seguinte:

70% de tudo que eu ganho eu uso para os gastos do dia a dia!

O que é que tem nesses 70% aí? Gastos com casa, ou seja, as contas da casa: telefone, água, luz, aluguel – se você pagar aluguel – e manutenção do carro, restaurante, cineminha, educação – se você paga faculdade ou tem um filho e paga escola para ele.

Uma dica super importante: o ideal é que estes gastos não ultrapassem 70%, certo? Essa é a regra de ouro!

“E os outros 30%, Trovó”? Bem, 20% você usa para quitar suas dívidas ou para fazer um saldo emergencial. E os outros 10% você destina para os investimentos.

Como Poupar 10% do meu Salário.

Sim, você precisa destinar parte do seu salário para investimentos – e mesmo que esteja com dívidas em aberto. Primeiro que não é preciso ter muito dinheiro para começar um investimento, segundo que investir no mercado financeiro não é assim tão complicado e terceiro que… Bem, saiba Quais São os 10 Maiores Mitos do Mercado Financeiro.

Ah, não posso terminar esse tópico sem dizer uma coisa muito importante: poupança! Você precisa saber que quando digo “economizar com disciplina” não estou dizendo para você colocar seu banco na poupança, ok? Está bem claro isso né?

E se você quer saber o porquê disso, eu listei aqui 3 artigos interessantíssimos sobre o assunto. Depois que ler, duvido que você vai ter a mesma visão sobre poupar dinheiro na poupança! Leia e comprove:

4 – Fuja do imediatismo!

Vamos começar com um exemplo!

Pense em uma árvore grande. Imagine uma sequoia, aquelas árvores gigantescas que ultrapassam mais de 110 metros de altura. Então, durante a vida toda, ela precisa de uma média de 100 mil litros de água para sobreviver.

Fato comprovado cientificamente: é essa quantidade que ela consome durante a vida toda!

Agora, vamos imaginar que você plantou uma árvore dessa espécie. Daí, você tem a grande ideia de despejar um caminhão pipa em cima dessa semente! Com a mesma quantidade!

Vai colocar lá os 100 mil litros de água na árvore! Aliás, é tudo o que ela precisa, não é?

Mas, pense bem, o que você acha que vai acontecer? Você vai afogar a semente, oras! Coitadinha da Sequoia: ela não vai conseguir se desenvolver e sobreviver!

E adivinhem só: no mundo das finanças acontece a mesma coisa! Você não pode dar um passo maior do que a perna! As coisas vão acontecer devagar!

Essa é uma das lições que o Futebol pode nos ensinar referente ao mercado de finanças. Fizemos uma lista com mais 6 comparações então, se você gosta de Futebol, leia esse artigo: 7 Lições que o Futebol pode nos Ensinar Sobre Finanças.

E o primeiro ponto para atingir a independência financeira é saber que eu preciso fazer com que sobre dinheiro no final do mês! Quanto mais sobrar, melhor é!

Se eu conseguir poupar 10% do meu salário, excelente!

Se eu conseguir poupar 20% da minha renda mensal… Meu Deus do céu, é o melhor dos mundos, e você já pode comemorar!

A partir daí, você começa a investir esse capital, essa sobra financeira!

Outra dica importante: comece com uma Renda Fixa!

Isso é super importante: uma Renda Fixa, entendeu?

Saiba quanto você vai receber de Juros na Renda Fixa.

Você não sabe quais são os tipos de Renda Fixas que existem? Não faz ideia de qual é a melhor para o seu perfil? CDB, LCI ou LCA… nunca ouviu falar? Não entre em pânico! E leia esse artigo: Saiba Quais São os Tipos de Rendas Fixas.

E a partir daí, você vai começar a receber juros, vai sair desse ciclo vicioso, que pode te gerar dívidas atrás de dívidas!

3 Coisas que são Dívidas e Ninguém Considera.

Ah, lembra que eu comentei lá no comecinho desse texto?

Quando falei que a sociedade vai tender a te puxar para baixo?

Pois é. Isso realmente acontece porque quando você sai da sua zona de conforto… hum… Isso incomoda as pessoas que estão a sua volta!

Então, você vai ter que ser independente na sua forma de pensar!

Tem que aprender a falar não! “Eu não quero ser como a maioria”! “Eu quero atingir a minha independência financeira e pra isso eu preciso começar a poupar dinheiro”!

Você já sabe como poupar dinheiro, né? Dá para poupar dinheiro com os serviços domésticos, com o carro, cultura, lazer… até com a Educação e Saúde, que são itens prioritários no seu orçamento familiar, sabia? Como Economizar: 33 Maneiras de Juntar Dinheiro Rápido.

Você começa a poupar dinheiro: e aí, as coisas começam a acontecer!

5 – Seja transparente com a sua família!

Isso é super importante, tá?

Se você estiver passando por dificuldades financeiras, converse com a sua mulher, com o seu marido, com o seu pai, com a sua mãe… Exponha a situação porque quando você trabalha em conjunto, fica muito mais fácil!

O que acontece quando as pessoas estão com dívidas? Geralmente, elas ficam envergonhadas! Elas falam: “Meu Deus do céu, não posso falar para ninguém que eu estou endividado”!

Mas, saibam você que aqui no Brasil são, pelo menos, 60 milhões de pessoas que estão nessa mesma situação! Então, estar endividado não é motivo de vergonha!

Por isso, junta a família, junta as pessoas que estão ao seu redor, aquelas que você se importa e seja transparente com elas! Seja verdadeiro e franco!

Se não, você pode ficar desesperado! E isso sim é um perigo danado! Quando você está desesperado, você tende a aumentar os seus vícios. Sabia que boa porcentagem das causas de divórcios no Brasil é por questões financeiras? Pois é!

Desesperado, você pode começar a ter reações agressivas também. E mais monte de coisas! Então, não se desespere.

Está com a Corda no Pescoço? Respire, não se desespere e saia já da dívida.

Então, é importante que você seja transparente com as pessoas que estão a sua volta!

Antes que você pense o que não é: saiba que os maiores investidores tem apoio familiar, contam com suas famílias e fazem tudo para passar o final de semana com eles! Tire da cabeça essa ideia de festas, champanhes e mulheres! Isso é coisa de filme: Mentiras que os Filmes contam Sobre o Mercado Financeiro.

6 – Planeje o seu objetivo!

Saiba aonde você quer chegar! Porque que eu falo isso?

“Trovó, eu quero conseguir dinheiro”!

Mas, dinheiro pra que?

Workshop 100% Online e Gratuito: Risco Zero nos Investimentos

Parece até uma pergunta boba, não?

Parece, mas se você não souber o quanto de dinheiro você precisa e pra qual finalidade, você vai ficar patinando!

“Ah Trovó, eu quero para poder comprar uma casa”. Show de bola: qual é o valor dessa casa? 100 mil? 200 mil? 500 mil? Isso é super importante: você ter esse planejamento!

Saiba como ter um Planejamento Financeiro Pessoal Simples e Eficaz usando 10 envelopes.

Eu sempre soube aonde eu queria chegar e quanto eu queria bater de meta. Se você não tiver isso bem claro, você não vai conseguir atingir a sua independência financeira!

7 – Aplique a regra do 0,01 e 0,4!

Em minha opinião, é o ponto mais importante de todos! Preste atenção que vai ter uma regrinha matemática! Como é que você sabe qual é o capital que você precisa ter para poder viver de renda? Afinal de contas, esse é o sonho de todo mundo! E convenhamos pessoal, viver de renda é muito gostoso!

Você vai pegar os seus gastos mensais… Bom, vou dar um exemplo prático!

“Trovó, eu fiz umas contas aqui: eu gasto uma média de 3 mil reais por mês”. Você está gastão, hein? Mas, vamos lá! Se o seu gasto está numa média de 3 mil reais por mês, o que você vai fazer? Você vai pegar esse valor de 3 mil reais e vai dividir por 0,01!

Por que dividir por 0,01? Essa é uma média de rentabilidade de 1% ao mês, que você consegue em uma renda fixa!

Então, você vai pegar o que você acha que você gasta no mês – nesse exemplo 3 mil reais – dividir por 0,01 e dividir novamente por 0,4!

Por que dividir por 0,4? Esse valor representa 40% que você precisa reter!

Então, nesse exemplo de 3 mil reais, você divide por 0,1 e depois por 0,4, e vai dar exatamente 750 mil reais! 750 reais: esse é o capital que você precisa ter investido para ter a sua independência financeira à longo prazo!

Simples assim! Com um salário de 3 mil reais, e se você quer ter independência financeira e viver de renda como eu, então você precisa ter 750 mil reais investidos! Beleza?

Não deixe de ler também: Como Investir Dinheiro para Ficar Rico em 2017 em 6 Passos! Clique e descubra como Ficar Rico mesmo em época de crise e como Investir o Seu Dinheiro corretamente!

7 Passos para Viver de Juros

7 Passos para Viver de Juros

 

Hoje vou compartilhar com vocês uma coisa super importante.

Uma coisa que eu gosto de fazer…

Aliás, está na moda caçar Pokémon, não é?

Mas… E caçar juros? Já Tentou caçar juros? Não?

É muito mais gratificante!

E isso eu posso falar por experiência própria: viver de juros é muito gostoso.

Fazer o dinheiro trabalhar para você – e não o inverso!

Então, hoje eu vou falar para vocês quais são os 7 passos para você começar a viver de juros:

1 – Controle Financeiro

Tem um vídeo aqui no canal que eu explico como fazer o controle financeiro usando a regra do envelope, tá? Planejamento Financeiro Pessoal Simples e Eficaz Usando apenas 10 Envelopes.

Para que serve o controle financeiro, se você não sabe o quanto você ganha e não sabe o quanto você gasta?

Você nunca vai conseguir fazer sobrar dinheiro para investir e começar a receber juros!

Então, o primeiro passo é o Controle Financeiro.

2 – Poupar 10% do seu salário

Essa é a sobra que você vai começar a investir.

Se não sobra dinheiro, você não investe. Se você não investe, você não recebe juros. Se você não recebe juros está caminhando para onde mesmo? Ó, para a pobreza.

Aprenda a Poupar 10% do seu Salário! 

“Mas, eu tenho dinheiro ainda, Trovó”.

Mas você ainda não recebe juros, por isso, você está caminhando para a pobreza.

Saiba Como Funciona a Pobreza! 

Então, é o seguinte:

Uma vez que você economizou 10% do seu salário, a regra é: 90% do que poupou você deve colocar em uma Renda Fixa para começar a receber juros, os outros 10% vai para a Renda Variável.

E o item 3 e o 4 – Vocês nunca devem colocar todo capital na Renda Variável

Isso é amadorismo!

Um profissional tem que proteger seu patrimônio.

Esse conceito de 90% na Renda Fixa e 10% na Renda Variável é chamado de conceito de Risco Zero porque o lucro que vem dos 90% da Renda Fixa é suficiente para cobrir todo o prejuízo dos 10% da Renda Variável, caso você venha a falir esse patrimônio aqui ó.

Se você falir 10% que estão na bolsa, a única coisa que você vai perder é tempo.

Mas se você tiver dinheiro guardado na poupança e o seu banco falir… Bem, aí a história é diferente. Saiba o porquê.

Não vai perder dinheiro não, vai perder tempo.

Ano que vem você começa dessa forma.

Como Investir Dinheiro para Ficar Rico em 2017 em 6 passos.

Seu capital vai crescer de forma saudável, sem se expor.

5 – Dedicar pelo menos 2 horas por dia ou à noite

“Ah, Trovó, eu trabalhei o dia inteiro, chego em casa cansado, quero assistir novela..”.

Novela é gostoso né, mas 2 horinhas por dia para dedicar aos investimentos é super importante.

E não precisa mais do que isso.

Tem que ficar o dia todo acompanhando investimento? Não, não, não, não!

Só 2 horas é o suficiente.

Enquanto sua esposa está assistindo à novela ou seu marido está jogando futebol, você pode estar acompanhando seu investimento.

Entenda o que é o Mercado Financeiro.

6 – Ter um planejamento de investimento

Uma vez que você sabe qual é o capital que você tem para investir, vindo da sobra dos 10%, você pode estar perguntando:

“O que vou fazer com esse dinheiro, Trovó? Quanto dinheiro eu tenho? Para onde vai?”.

No link abaixo eu explico que, dependendo do capital que você tem, existe uma boa Renda Fixa para você pode investir, tá?

Escolhendo a Melhor Renda Fixa! 

É a mesma coisa na Renda Variável!

Vamos esclarecer uma coisa muito importante: Capital Baixo!

O que é capital baixo?

São destinados para os investimentos abaixo de 5 mil reais.

Eu também acho que 5 mil reais é muito dinheiro, mas para efeito de investimento, é considerado de capital baixo… Não me culpem, tá?

  • Abaixo dos 5 mil reais, a gente vai investir nos turbinadores de lucro.
  • Entre 5 e 30 mil reais, o nosso foco vai ser mini índice de mercado nacional.
  • E acima de 30 mil reais, aí sim, a gente começa a investir em ações.

Então, se o seu capital é baixo, você não deve investir em ações…

Por quê?

Por que as taxas cobradas pelas corretoras são muito altas para quem tem capital baixo e aí seu lucro vai para o ralo.

Aprenda a Comprar Ações na Bolsa de Valores em 3 Passos

7 – Conseguir que seu capital cresça, pelo menos, 20% ao ano

E não 20% ao mês ou ao dia.

É uma meta bem profissional.

Aí, em 4 anos, com os juros compostos, você dobra o seu capital.

Curta esse vídeo e se inscreva no nosso curso gratuito de como Investir com Risco Zero, tá?

Workshop 100% Online e Gratuito: Risco Zero nos Investimentos

Esse curso é gratuito mesmo, só clicar e cadastrar seu e-mail.

Tem muita dica legal e eu tenho certeza de que se você gostou desse vídeo, você vai gostar desse curso também.

Compartilhem conhecimento que é super importante.

Um abraço, até o próximo vídeo.

Tchau.

Planejamento Financeiro Pessoal Simples e Eficaz Usando 10 Envelopes

Planejamento Financeiro Pessoal Simples e Eficaz Usando 10 Envelopes

Uma enorme dificuldade para a maior parte das pessoas está em encontrar uma forma de fazer um planejamento financeiro simples e eficaz. Como sua saúde financeira pessoal pode depender disso, você precisa dar devida importância ao assunto e prestar atenção neste método criado por Trovó. Vamos supor que você seja parecido com os típicos brasileiros, aqueles que adoram churrasco…

3 coisas que são dívidas e ninguém considera

3 coisas que são dívidas e ninguém considera

 

Hoje vamos falar sobre 3 coisas que são dívidas e ninguém as consideram como tal.

1 – Financiamento de Casa

É dívida ou não é dívida?

O critério de dívida é o seguinte: dívida é quando você caminha para a pobreza. E você caminha para a pobreza quando paga juros. Você paga juros, normalmente, quando faz um empréstimo.

SAIBA COMO FUNCIONA A POBREZA.

Então, podemos concluir que o financiamento de uma casa é um pagamento de empréstimo, que gera juros para você, então, sim, é uma dívida.

Fato diferente de quando você faz um investimento, que você recebe juros. É quando você está caminhando para a riqueza.

Ah, oras oras, você ainda tem medo de investir ou não faz ideia por onde começar? Bem, nesse caso, você tem uma ótima opção: ler esse texto que publiquei mostrando de onde vem esse medo de investir.

Voltando ao assunto da sua nova habitação, vamos imaginar que você queira me dizer: “Mas, quando eu terminar de pagar a minha casa, ela estará super valorizada”.

A resposta é: não, não e não!

Essa valorização que você diz, acontecerá daqui a três décadas. E eu estou falando do agora: você está pagando juros? Então você tem uma dívida e não um investimento.

“Mas a casa é minha”, você pode querer retrucar.

E eu lhes digo: não! A casa só será sua quando você terminar de pagá-la. Se em 30 anos, você não conseguir pagar, a casa não será sua! Enquanto isso, ela é do banco.

Você vai querer me perguntar o seguinte:

“Trovó, então o que compensa mais: financiar uma casa ou viver pagando mensalidades de aluguel”?

Esse é um assunto ótimo, mas que reservamos para o próximo vídeo. Porém, vou adiantar o seguinte: se os juros que você recebe do seu investimento for suficiente para pagar o aluguel, então, a resposta é: compensa pagar o aluguel.

Por quê?

Eu não estou utilizando o meu capital para pagar o aluguel! Eu estou utilizando os juros que rendeu desse capital para pagar o aluguel. Isso faz toda diferença.

“Mas, a única opção que tenho é financiar uma casa”, você afirma.

Bom, nesse caso eu tenho uma regrinha de ouro para vocês: saiba qual é o valor da casa que você pode financiar!

Como fazer isso?

Segue um exemplo: você recebe um salário mensal de 3 mil reais. Ok?

Você vai pegar esses 3 mil reais e multiplicar por 12 meses, o que vai dar em 36 mil reais por ano.

Esse é o seu salário anual, que quando multiplicado por 3, resulta em 100 mil reais, aproximadamente.

Esse é o resultado. 100 mil reais é o valor máximo para você financiar uma casa, se for acima disso, você vai caminhar para a pobreza e entrar em ruína financeira.

Falando de ruína financeira, eu selecionei um texto muito bom para você com as melhores dicas para você não entrar em estado de falência.

3 comportamentos que podem te levar à falência”.

Vai chegar uma hora que seu orçamento ficará muito apertado com o valor da parcela e isso vai te comprometer.

Ah, e antes que eu me esqueça, saiba que “Mesmo ganhando pouco não significa que você seja pobre”. Dúvida? Leia esse post.

2 – Financiamento de Carro

Ficou fácil: Você está pagando juros ou recebendo juros?

Então, você já pode considerar esse financiamento como uma dívida.

Por sinal, eu gravei um vídeo mostrando como perder 28 mil reais em 5 anos. Porque é exatamente isso que você perderá, se financiar um carro 2009, como usei de exemplo. Veja agora esse vídeo.

“Como eu vou comprar um carro à vista”?

Saiba que é possível. E vamos falar disso em uma próxima oportunidade!

3 – Fatura mínima do cartão de crédito

Esse é o grande vilão.

E já vou avisando: seu cartão de crédito não é salário! E nem complemento do salário. Ele é como a kriptonita do superman: terrível, destruidora.

O cartão de crédito pode até facilitar a sua vida e parcelar as suas compras, mas olhem só: pagando a parcela mínima, você está pagando juros.

Você está falando assim para o banco: “Eu quero pagar juros!”.

Saibam que o cartão de crédito é legal sim, mas só quando você quita o valor integral porque aí você não paga juros!

E por que é bom? Porque você pode comprar parcelado e ganhar milhas, além de outras bonificações.

Temos vários vídeos explicando tudo isso – Cartão de Crédito: Ter ou não Ter – mas vou adiantar a regra para você saber se está caminhando para pobreza ou para riqueza. É a seguinte:

Se você está pagando juros, você está enriquecendo alguém e se está enriquecendo alguém, você está caminhando para a pobreza. Se o objetivo é enriquecer você próprio, você tem que receber juros.

A partir de agora, então, vamos focar no jeito certo: com estratégias corretas e agindo com a razão para você ficar buscar equilíbrio financeiro.

Aproveite e veja nosso vídeo sobre Controle Financeiro Simples e Eficaz.

Se você gostou desse vídeo quer aprender um pouco mais se inscreva gratuitamente no nosso curso Risco Zero de Investimentos.

Um abraço e até o próximo vídeo.

Aprenda a Poupar 10% do seu Salario… É a hora de receber juros!

Aprenda a Poupar 10% do seu Salario... É a hora de receber juros!

Olá Pessoal, aqui é o Trovó!

Você já deve estar se perguntando o que o Bob Esponja está fazendo aqui.

Esse cara é um exemplo. E sabe porque ele é um exemplo?
Porque ele é uma esponja. Vocês já viram um esponja no mar, de verdade?
Ela não faz nada, nem se mexe. Mas o Bob Esponja por ser uma esponja, ele pode tudo.

Ele pode cantar, ele pode andar, pode pensar, sacanear os outros, brincar, gargalhar, pode fazer sucesso. O Bob Esponja é um exemplo e, se ele pode tudo, você também pode.

E hoje chegamos agora no tão almejado… O que fazer com os 10% do salário?

Porque agora você não tem mais dívidas e está sobrando dinheiro, certo?
Agora você quer começar a receber juros.

Ah, compartilhe este conteúdo com as pessoas que você gosta.

Muito bem… Ontem eu recebi um e-mail super legal de uma pessoa que estava inscrita no nosso canal, falando o seguinte:

“Trovó, está top demais. Estou conseguindo e já tenho mais ou menos R$3.000,00 na Poupança e estou começando a receber juros. Isso não é legal?”

Pela amor de Deus, nãããããão, poupança, não!

Você acha que está recebendo juros na poupança?
Vou mostrar para vocês que não!

Hoje, mais de 100 milhões de brasileiros tem dinheiro guardado na poupança. É muita gente!
Se somar este valor, dá mais ou menos, 650 bilhões de reais na poupança.

E porque que as pessoas investem na poupança?
Por falta de conhecimento e porque não estão assistindo este vídeo aqui ou acompanhando este conteúdo. Também porque não tiveram Educação Financeira quando eram crianças.

A partir de agora não tem mais desculpa, por isso recomendo que você compartilhe este conteúdo.

A regra da poupança mudou desde 2012. Qual que é a regra de rendimento da poupança hoje?
O rendimento da poupança está atrelado a uma taxa chamada SELIC.

O que é taxa SELIC?
SELIC é menor taxa de juros que pode ser cobrada pelo mercado. Essa taxa é medida anualmente e hoje está por volta de 13.8% ao ano.

O que a taxa SELIC tem a ver com a poupança?
Segundo a nova regra, toda vez que a taxa SELIC tiver igual ou maior a 8,5%, que é o que está acontecendo agora, a poupança vai render 70% da taxa SELIC.

Como está acima de 8,5% a poupança vai render 70%, e isso é alguma coisa próxima a 9,6% ao ano. Isso é o que vai render a poupança.

O problema é que temos um outro fator aqui chamado inflação, que hoje está por volta de 10,6% ao ano.

A inflação é 10.6% e a poupança paga 9.6%…

Presta atenção porque Isso é importante.

Você está perdendo 1% ao ano do seu patrimônio, do seu poder aquisitivo e está perdendo dinheiro na poupança.

Para você entrar no caminho da riqueza, você tem que receber juros. Aqui você não estará recebendo juros, você estará perdendo 1% e aqui o juros acumulados é -1%, está descapitalizando.

Pensa comigo agora…
650 bilhões de reais na poupança. Se no ano perde 1% de 650 bilhões. São quase sete bilhões que vão para o ralo todos os anos. Você fica cobrando políticos, não fica? Que politico não nada e está desviando verba? Que está torrando o dinheiro e não investe em educação, transporte, segurança, não investe em nada.

Isso é culpa dele e você está fazendo sua parte?
Você está contribuído com essa desvalorização da poupança. Se hoje tem 650 bilhões na poupança, você também é culpado.

Essa perda de rentabilidade de -1% é um desastre para a economia. A partir de agora não basta você passar regrinha dos 10% do salário, você tem que investir de forma consciente.

Poupança você não aumenta patrimônio, você perde poder aquisitivo. A partir de agora, poupança é carta fora do baralho.

No próximo vídeo eu vou mostrar pra vocês uma outra tentativa em relação à poupança que é tão segura quanto, e você ainda recebe juros.

Eu te espero em nosso curso. Clique no link e se inscreva gratuitamente. Venha aprender a investir de forma segura e sem risco.

Compartilha esse vídeo, se inscreva no nosso canal. Te espero no próximo vídeo.
Ah… E seja como o Bob Esponja, determinado.

Um abraço!