Descobri o Motivo de Você não Ser Rico!

Descobri o Motivo de Você não Ser Rico!

Hoje tem um puxãozinho de orelha virtual: “Por que será que os brasileiros não conseguem economizar dinheiro”? – Eu me faço essa pergunta todo santo dia!

  • Será que tem resposta para isso?
  • Será que isso é típico do brasileiro?
  • Será que o brasileiro tem um tipo de comportamento padrão quando se trata de investimentos?
  • Por que é tão difícil economizar?
  • E por que é ainda mais difícil começar a investir?

Para gravar o vídeo de hoje, eu mandei fazer uma camiseta em homenagem ao pé de meia começa com atitude!

Essa é uma palavrinha mágica!

Se você está endividado e está se sentindo envergonhado, não fique triste!

Sabe por quê?

Porque hoje, praticamente, ⅓ dos brasileiros, quase 60 milhões de pessoas, estão na mesma situação que você!

Está com a Corda no Pescoço? Respire, não se desespere e saia da dívida!

Agora, por que será que é tão difícil economizar?

Vou abrir umas aspas aqui para falar sobre um recente artigo que publicamos: “Como Economizar: 33 Maneiras de Juntar Dinheiro Rápido”. Nele, nós listamos 33 atitudes diárias e simples que podem fazer toda a diferença no seu orçamento familiar mensal.

Você sabia, por exemplo, que evitar abrir e-mails de ofertas é uma boa atitude para não cair em tentações? Ou já pensou que reduzir os cafezinhos diários pode gerar uma economiza de 900 reais anuais? Até com a decoração da sua cada é possível economizar dinheiro! Veja as outras 30 dicas aqui.

Vamos voltar à falar dos endividados! Vou citar o primeiro ponto, que é o mais importante e que faz com que a maioria dos brasileiros troque os pés pelas mãos! Aliás, eu falo isso o tempo inteiro com os meus alunos, mas nunca é demais repetir:

1 – Parem de viver em função do que os outros pensam!

Se você não parar, você vai caminhar para a pobreza! (Se você não sabe exatamente qual a diferença entre caminhar para a pobreza e para a riqueza, precisam ler a explicação: aqui).

O que é que eu quero dizer com isso? Vou explicar, mas antes me respondam:

– “Você quer um carro mais luxuoso: por que você precisa ou por que, na sua cabeça isso e sinônimo de ser bem sucedido”?

– Outra pergunta: “Você quer uma casa maior: por que você realmente precisa desse conforto ou por que você quer mostrar para as pessoas que te conhecem que você está bem de vida”?

Esse é um perigo danado! E se você caminhar por essa linha de pensamento, sabe o que vai acontecer? Você vai trocar os pés pelas mãos!

Ou seja, você vai começar a fechar o mês no vermelho! E vai começar a faltar dinheiro. E quando falta dinheiro o que você faz? Pega dinheiro emprestado de alguém, aí você paga juros e enriquece outra pessoa, no caso os bancos!

Não é a toa que, segundo pesquisa da Revista Exame, no último ano o lucro dos 3 maiores bancos privados do Brasil chegou à 100 bilhões reais! Ou sejam, os bancos enriquecem, enquanto que 60 milhões de brasileiros estão endividados. Por isso, Fuja dos Empréstimos dos Bancos!

Afinal de contas, você não acha isso uma sacanagem: pagar dinheiro para os outros? Você prefere enriquecer os bancos ou enriquecer você? Responda com sinceridade.

“Ó Trovó, eu prefiro me enriquecer”.

Então, para você começar a enriquecer você precisa ter atitude!

Quer saber por que quando você faz um empréstimo você enriquece o banco? Porque atualmente usa-se o cálculo de Juros Compostos! Já ouviu falar? É o que chamam de Juros sobre Juros ou de Efeito Bola de Neve.

“Mas, e para Ficar Rico Trovó, como eu faço”?

É o mesmo processo, só que ao invés de pegar dinheiro emprestado, você empresta do dinheiro! Na prática, funciona mais ou menos assim: Vamos supor que você empreste ao banco 300 reais – um valor baixo – e feche um acordo de juros compostos de 3% ao mês.

No final do primeiro mês, seu valor inicial será de 309 reais, somado os 3% de juros. A partir do segundo mês, os juros serão cobrados sobre os 309 já acumulados. Ao final de seis meses, você terá um patrimônio de 358,21 reais.

Ainda ficou com dúvidas sobre os Juros Compostos? Entenda tudo aqui, nesse artigo: 6 Dicas para Entender Como Calcular os Juros Compostos e Ficar Milionário!

Em tese, a primeira atitude para tomar, se você quiser ficar rico, é parar de se preocupar com o que os outros pensam!

2 – Gastos supérfluos!

Poxa vida, o que tem de gente gastando com porcariadas…

Entenda que esses gastos não vão te render juros!

E é aqui que está o pulo do gato, pessoal!

Você tem que investir o seu capital em algo que seja gostoso, que seja gratificante, mas que, ao mesmo tempo, possa te render juros! E isso que vai te fazer aumentar de patrimônio.

“Eu, Trovó, o que faço para conseguir poupar dinheiro todo final de mês”?

Porque eu também tenho conta para pagar… Ou você pensa que eu não tenho? Eu tenho, sim!

Qual é o segredo, então?

Você pega o seu salário…

Bem, vou explicar algo aqui: o seu salário, a sua comissão, o seu pró-labore, não importa da onde vem esse dinheiro, você tem que considerar uma quantia mensal. Porque tem gente que fala assim: “Ah, Trovó, eu ganho 5 mil reais por mês, mas é sacanagem só cai na minha conta 3,5 mil reais”.

Então, o seu salário é 3,5 mil reais! O resto é imposto, é do governo! Você não pode contar com ele, então, não conte! Para fazer essa conta, pegue o seu salário líquido!

Bom, vamos lá, 70% desse salário líquido é o que você pode gastar!

Como e com o que você vai gastar isso?

Via de regra, os gastos do dia a dia são gastos de casa, como aluguel, água, luz, telefone; gastos com carro, como IPVA, combustível, manutenção; gastos com alimentação, passeio, supermercado, compras, roupa, bolsa, sapato, etc.

Tudo isso aí tem que caber dentro do seu universo de 70% do seu salário líquido!

“Trovó, usar só esse valor para gastos é impossível”!

Então você vai caminhar para a pobreza! Aliás, nada é impossível!

O problema é o porquê que você não consegue gastar somente 70%!

Você sabe por quê?

Porque, infelizmente, aqui no Brasil a gente foi educado para viver em função do que os outros pensam e não em função do que te faz feliz!

Você se sente incomodado porque, perante a sociedade, se você não tiver uma casa legal, um emprego legal e um carro bacana, você é um fracassado!

Esse é o erro!

Quer um exemplo? Experimenta vender o seu carro hoje e falar assim: “Olha, vou vender meu carro porque não compensa mais. Vou andar de Uber”. Fica mais barato, dependendo de onde você mora e dependendo do tanto que você anda por dia. Realmente pode ser mais barato! Mas, o que acontece se você vender seu carro?

“Ê, você está apertado, está passando aperto, está tendo que vender o carro”. É isso que vão falar de você e isso vai te incomodar muito! E sabe o que você faz? Você não vende o carro. Você continua pagando um valor absurdo que não precisaria!

Então, você tem que considerar o seguinte: eu tenho que viver com 70% do que eu recebo do meu salário líquido!

E ponto final!

Uma dica infalível para você conseguir colocar todos os seus gastos mensais dentro desses 70% é usar a técnica dos envelopes. É muito simples: você vai até a papelaria e compra 10 envelopes de carta. Em cada um deles, você escreve itens dos quais serão destinados o seu dinheiro. Em seguida, vai por nele qual o valor você acha que gasta com aquele item. Bom… Clique aqui e descubra qual é a Técnica do Envelope!

“Trovó, mas e os outros 30% do meu salário”?

Para darmos continuidade na explicação, vamos arredondar o seu salário líquido para 10 mil reais – Pô, você está bem pra caramba! – Mas é só pra facilitar as contas, certo?

Desse total, exatos 3 mil reais você não vai usar para nada!

Como assim? Você vai tirar 20% do seu salário, ou seja 2 mil reais, e vai deixar de reserva emergencial!

O que é Reserva Emergencial? É um valor que você deve ter guardado para quando alguma coisa que você não controla acontecer.

Por que vai acontecer alguma coisa com a qual você não está esperando. Por exemplo, você pode ser mandado embora do seu serviço, pode precisar fazer uma cirurgia que o seu plano não cobre, pode ter um divórcio e ter que pagar uma indenização e um monte de coisa!

Por que se algo acontecer e você não tiver esse dinheiro, o que você vai fazer? Vai pegar emprestado do banco e vai pagar juros! E aí vai se endividar e vai caminhar para a pobreza! E essa atitude não faz parte dos passos que você deve seguir para chegar á sua Independência Financeira.

Leia os 7 Passos Para Atingir sua Independência Financeira.

Então, 20% do seu salário líquido você guarda e não usa, ele vai para a reserva de emergência! Definimos esse ponto!

Os outros 10% restantes, você investe para começar a receber juros!

Como investir dinheiro?

Se você é novato no Mercado Financeiro, saiba que atualmente existem várias opções de investimentos. Tais como as Rendas Fixas (Veja os Tipos de Rendas Fixas), na qual é possível, inclusive, calcular o seu rendimento financeiro (Veja Quanto Você Vai Receber na Renda Fixa).

Aliás, nessa semana publicamos um artigo com o tema “Qual o Melhor Investimento para 2016”. E nele destacamos, de forma muito didática, os melhores investimentos para quem tem até 5 mil reais, entre 5 e 30 mil reais e também para quem acima de 30 mil reais. Vale a leitura!

Resumo da ópera!

Para essa pergunta: “Por que os brasileiros não conseguem economizar”? Minha dica de hoje é: porque eles vivem em função do que os outros pensam e não controlam seus gastos! Os brasileiros não controlam e não tem a menor ideia disso! Não sabem viver com o salário que tem!

“Trovó, eu estou perdido nas finanças. Não sei quanto eu ganho e muito menos quanto eu gasto. Mas ouvi dizer que existem aplicativos financeiros bons, que dá para usar”. Se você é um dos leitores que me enviou essa questão, leia esse artigo: Controle Financeiro de Forma Simples e Eficaz.

Está aqui o meu desabafo e eu espero que vocês se atentem a essas dicas simples que fazem toda diferença!

E não querendo comparar, mas já comparando, nos Estados Unidos praticamente ⅓ da população investe! Por que vocês acham que eles investem? Porque eles fazem sobrar dinheiro no final de cada mês!

Já aqui no Brasil apenas 1% investe – número extremamente baixo! Ou seja, os outros 99% dos brasileiros nunca conseguem fazer sobrar dinheiro no final do mês! Ou eles estão endividados ou a sobrinha que tem no final do mês, eles colocam na poupança!

Você ouviu poupança? Você sabe por que investir na poupança não é um bom negócio? Você sabe que você pode estar descapitalizando se colocar seu dinheiro na poupança? Existem 3 motivos muitos claros e objetivos que traduzem as respostas para essas perguntas. Descubra: 3 Motivos para Não Investir na Poupança.

Enfim, esse é um problema conceitual, está bem?

E antes de terminar tem um recadinho para vocês!

Se você acompanhou esse texto até o final, você provavelmente ficou pensando em todas as formas para Ser Rico. Por isso, eu resolvi criar um curso – ou um minicurso, como você queira chamar – de 4 vídeos gratuitos.

Nele, eu conto os 5 segredos que a maioria dos investidores não sabem sobre como aplicar dinheiro no mercado financeiro!

Se você quer aprimorar seus conhecimentos e participar – sem custos – é muito simples: basta clicar nesse link, cadastrar o seu e-mail e fazer parte deste minicurso, está bom?

E não se esqueça de curtir este artigo e compartilhar com os amigos!

Por sinal, se você gosta de desafios e quer saber se é possível sair dos 5 mil dólares e chegar à 1 milhão de dólares em 10 meses, leiam esse artigo: “De 5 mil a 1 milhão de dólares. É Possível“? Esse será o desafio dos meu alunos que, anteriormente não sabiam nada do mercado financeiro, e agora tem essa grande batalha pela frente.

7 Passos Para Atingir Sua Independência Financeira

7 Passos Para Atingir Sua Independência Financeira

 

Essa semana a revista Infomoney, especializada em negócios e dinheiro, fez uma entrevista super bacana comigo. E o resumo da obra foi o seguinte, eles me fizeram as seguintes perguntas:

“Trovó, você foi uma das pouquíssimas pessoas que conseguiu, praticamente do nada, ganhar dinheiro no mercado financeiro. Como é que você conseguiu chegar a um milhão de reais? Qual foi a sua trajetória? Cite quais são os 7 passos para conseguir atingir a independência financeira”.

Porque, vamos combinar pessoal, conseguir dinheiro, todo mundo consegue: jogando futebol, político… Agora, no mercado financeiro o bicho pega.

Por sinal, eu já fui entrevista pelo G1 Economia também para falar sobre a queda na Taxa Selic. Já viu? Trovó Academy comenta queda da Taxa Selic. Porque, afinal, essa queda vai mudar para o consumidor final ou não? A teoria diz que sim! Diz que você vai pagar mais barato por um produto parcelado… Mas, e na prática? Leia e saiba qual é a resposta.

Voltando ao assunto de hoje… Eu resumi para o Infomoney quais eram esses 7 passos! Na minha visão, como Trovó, tudo bem? Esses são os 7 passos que eu considerei – e considero – super importantes para que você consiga atingir a sua independência financeira!

Quer saber quais são?

Vamos lá:

1 – Planejamento para a Aposentadoria

Desde cedo, de preferência entre os 17 e 18 anos, é preciso começar a pensar na sua aposentadoria!

Afinal, um dia você vai envelhecer!

E se tudo ocorrer bem, quando você estiver mais idoso, o que vai acontecer?

  • O plano de saúde ficará mais caro,
  • O remédio ficará mais caro,
  • E, se bobear, o seu filho e a sua filha, que já vão estar adultos, ainda vão depender de você e vão pedir dinheiro emprestado.

Então, você tem que se planejar! E não dá pra depender de INSS!

Então, comece a se planejar desde já!

Leia Mais: Controle Financeiro de Forma Simples e Eficaz!

2 – Pare de se preocupar com o que os outros pensam!

O brasileiro – e isso é típico do brasileiro mesmo – tem uma cultura super chata perante a sociedade: se você está um pouquinho abaixo da média, você é considerado um fracassado e se você está acima da média, você ostenta!

Definitivamente, pare de ficar preocupado com o que os outros pensam!

Você ter carrão, ter uma casa bonita, andar com roupas super chiques… Para a sociedade isso é sinônimo de sucesso!

Já na minha visão, sucesso é o seguinte: Você gastar menos do que você ganha!

É simples: tem que sobrar dinheiro todo final de mês!

Saiba quais são os 7 Passos para Viver de Juros!

O que acontece quando não sobra dinheiro no final do mês? Você precisa fazer um empréstimo, que resulta em pagamento de juros (Fuja dos Juros dos Bancos). Pagar Juros é caminhar para a pobreza, você sabe né? É o mesmo que acontece quando você faz um financiamento (Fuja do Financiamento de Carros) ou quando decide pagar apenas a fatura mínima do seu Cartão de Crédito.

Então, fiquem atentos: se não está sobrando dinheiro é porque você está gastando mais do que deveria! E, geralmente, esse gasto vem porque você se preocupa demais com o que os outros pensam! Mas, na hora que você tiver em uma situação ruim, ninguém vai te ajudar!

3 – Você tem que aprender a economizar com disciplina.

Tem uma regrinha que eu sigo desde que eu comecei. É a seguinte:

70% de tudo que eu ganho eu uso para os gastos do dia a dia!

O que é que tem nesses 70% aí? Gastos com casa, ou seja, as contas da casa: telefone, água, luz, aluguel – se você pagar aluguel – e manutenção do carro, restaurante, cineminha, educação – se você paga faculdade ou tem um filho e paga escola para ele.

Uma dica super importante: o ideal é que estes gastos não ultrapassem 70%, certo? Essa é a regra de ouro!

“E os outros 30%, Trovó”? Bem, 20% você usa para quitar suas dívidas ou para fazer um saldo emergencial. E os outros 10% você destina para os investimentos.

Como Poupar 10% do meu Salário.

Sim, você precisa destinar parte do seu salário para investimentos – e mesmo que esteja com dívidas em aberto. Primeiro que não é preciso ter muito dinheiro para começar um investimento, segundo que investir no mercado financeiro não é assim tão complicado e terceiro que… Bem, saiba Quais São os 10 Maiores Mitos do Mercado Financeiro.

Ah, não posso terminar esse tópico sem dizer uma coisa muito importante: poupança! Você precisa saber que quando digo “economizar com disciplina” não estou dizendo para você colocar seu banco na poupança, ok? Está bem claro isso né?

E se você quer saber o porquê disso, eu listei aqui 3 artigos interessantíssimos sobre o assunto. Depois que ler, duvido que você vai ter a mesma visão sobre poupar dinheiro na poupança! Leia e comprove:

4 – Fuja do imediatismo!

Vamos começar com um exemplo!

Pense em uma árvore grande. Imagine uma sequoia, aquelas árvores gigantescas que ultrapassam mais de 110 metros de altura. Então, durante a vida toda, ela precisa de uma média de 100 mil litros de água para sobreviver.

Fato comprovado cientificamente: é essa quantidade que ela consome durante a vida toda!

Agora, vamos imaginar que você plantou uma árvore dessa espécie. Daí, você tem a grande ideia de despejar um caminhão pipa em cima dessa semente! Com a mesma quantidade!

Vai colocar lá os 100 mil litros de água na árvore! Aliás, é tudo o que ela precisa, não é?

Mas, pense bem, o que você acha que vai acontecer? Você vai afogar a semente, oras! Coitadinha da Sequoia: ela não vai conseguir se desenvolver e sobreviver!

E adivinhem só: no mundo das finanças acontece a mesma coisa! Você não pode dar um passo maior do que a perna! As coisas vão acontecer devagar!

Essa é uma das lições que o Futebol pode nos ensinar referente ao mercado de finanças. Fizemos uma lista com mais 6 comparações então, se você gosta de Futebol, leia esse artigo: 7 Lições que o Futebol pode nos Ensinar Sobre Finanças.

E o primeiro ponto para atingir a independência financeira é saber que eu preciso fazer com que sobre dinheiro no final do mês! Quanto mais sobrar, melhor é!

Se eu conseguir poupar 10% do meu salário, excelente!

Se eu conseguir poupar 20% da minha renda mensal… Meu Deus do céu, é o melhor dos mundos, e você já pode comemorar!

A partir daí, você começa a investir esse capital, essa sobra financeira!

Outra dica importante: comece com uma Renda Fixa!

Isso é super importante: uma Renda Fixa, entendeu?

Saiba quanto você vai receber de Juros na Renda Fixa.

Você não sabe quais são os tipos de Renda Fixas que existem? Não faz ideia de qual é a melhor para o seu perfil? CDB, LCI ou LCA… nunca ouviu falar? Não entre em pânico! E leia esse artigo: Saiba Quais São os Tipos de Rendas Fixas.

E a partir daí, você vai começar a receber juros, vai sair desse ciclo vicioso, que pode te gerar dívidas atrás de dívidas!

3 Coisas que são Dívidas e Ninguém Considera.

Ah, lembra que eu comentei lá no comecinho desse texto?

Quando falei que a sociedade vai tender a te puxar para baixo?

Pois é. Isso realmente acontece porque quando você sai da sua zona de conforto… hum… Isso incomoda as pessoas que estão a sua volta!

Então, você vai ter que ser independente na sua forma de pensar!

Tem que aprender a falar não! “Eu não quero ser como a maioria”! “Eu quero atingir a minha independência financeira e pra isso eu preciso começar a poupar dinheiro”!

Você já sabe como poupar dinheiro, né? Dá para poupar dinheiro com os serviços domésticos, com o carro, cultura, lazer… até com a Educação e Saúde, que são itens prioritários no seu orçamento familiar, sabia? Como Economizar: 33 Maneiras de Juntar Dinheiro Rápido.

Você começa a poupar dinheiro: e aí, as coisas começam a acontecer!

5 – Seja transparente com a sua família!

Isso é super importante, tá?

Se você estiver passando por dificuldades financeiras, converse com a sua mulher, com o seu marido, com o seu pai, com a sua mãe… Exponha a situação porque quando você trabalha em conjunto, fica muito mais fácil!

O que acontece quando as pessoas estão com dívidas? Geralmente, elas ficam envergonhadas! Elas falam: “Meu Deus do céu, não posso falar para ninguém que eu estou endividado”!

Mas, saibam você que aqui no Brasil são, pelo menos, 60 milhões de pessoas que estão nessa mesma situação! Então, estar endividado não é motivo de vergonha!

Por isso, junta a família, junta as pessoas que estão ao seu redor, aquelas que você se importa e seja transparente com elas! Seja verdadeiro e franco!

Se não, você pode ficar desesperado! E isso sim é um perigo danado! Quando você está desesperado, você tende a aumentar os seus vícios. Sabia que boa porcentagem das causas de divórcios no Brasil é por questões financeiras? Pois é!

Desesperado, você pode começar a ter reações agressivas também. E mais monte de coisas! Então, não se desespere.

Está com a Corda no Pescoço? Respire, não se desespere e saia já da dívida.

Então, é importante que você seja transparente com as pessoas que estão a sua volta!

Antes que você pense o que não é: saiba que os maiores investidores tem apoio familiar, contam com suas famílias e fazem tudo para passar o final de semana com eles! Tire da cabeça essa ideia de festas, champanhes e mulheres! Isso é coisa de filme: Mentiras que os Filmes contam Sobre o Mercado Financeiro.

6 – Planeje o seu objetivo!

Saiba aonde você quer chegar! Porque que eu falo isso?

“Trovó, eu quero conseguir dinheiro”!

Mas, dinheiro pra que?

Workshop 100% Online e Gratuito: Risco Zero nos Investimentos

Parece até uma pergunta boba, não?

Parece, mas se você não souber o quanto de dinheiro você precisa e pra qual finalidade, você vai ficar patinando!

“Ah Trovó, eu quero para poder comprar uma casa”. Show de bola: qual é o valor dessa casa? 100 mil? 200 mil? 500 mil? Isso é super importante: você ter esse planejamento!

Saiba como ter um Planejamento Financeiro Pessoal Simples e Eficaz usando 10 envelopes.

Eu sempre soube aonde eu queria chegar e quanto eu queria bater de meta. Se você não tiver isso bem claro, você não vai conseguir atingir a sua independência financeira!

7 – Aplique a regra do 0,01 e 0,4!

Em minha opinião, é o ponto mais importante de todos! Preste atenção que vai ter uma regrinha matemática! Como é que você sabe qual é o capital que você precisa ter para poder viver de renda? Afinal de contas, esse é o sonho de todo mundo! E convenhamos pessoal, viver de renda é muito gostoso!

Você vai pegar os seus gastos mensais… Bom, vou dar um exemplo prático!

“Trovó, eu fiz umas contas aqui: eu gasto uma média de 3 mil reais por mês”. Você está gastão, hein? Mas, vamos lá! Se o seu gasto está numa média de 3 mil reais por mês, o que você vai fazer? Você vai pegar esse valor de 3 mil reais e vai dividir por 0,01!

Por que dividir por 0,01? Essa é uma média de rentabilidade de 1% ao mês, que você consegue em uma renda fixa!

Então, você vai pegar o que você acha que você gasta no mês – nesse exemplo 3 mil reais – dividir por 0,01 e dividir novamente por 0,4!

Por que dividir por 0,4? Esse valor representa 40% que você precisa reter!

Então, nesse exemplo de 3 mil reais, você divide por 0,1 e depois por 0,4, e vai dar exatamente 750 mil reais! 750 reais: esse é o capital que você precisa ter investido para ter a sua independência financeira à longo prazo!

Simples assim! Com um salário de 3 mil reais, e se você quer ter independência financeira e viver de renda como eu, então você precisa ter 750 mil reais investidos! Beleza?

Não deixe de ler também: Como Investir Dinheiro para Ficar Rico em 2017 em 6 Passos! Clique e descubra como Ficar Rico mesmo em época de crise e como Investir o Seu Dinheiro corretamente!