Descubra Como Sair das Dívidas Usando o Cartão de Crédito – Universidade do Investidor ► AULA #01

Descubra Como Sair das Dívidas Usando o Cartão de Crédito - Universidade do Investidor ► AULA #01

 

Primeiramente quero desejar os parabéns para todo mundo, por estarem aqui, em plena quarta-feira, 8 horas da noite. Poderia estar assistindo uma novelinha, estar assistindo um filminho, mas estão aqui, decididos a aprender. Isso é super importante, tá?

Para quem está vendo a gravação, saiba que a “Universidade do Investidor” é todo dia ao vivo, de segunda à sexta, às 20 horas. Ok? Então, para quem não está sabendo, vai ver a gravação depois e vai conseguir acompanhar a gente ao vivo, que ao vivo é diferente, né? É outra vibe, outra pegada.

O objetivo do projeto aqui, primeiramente, é tentar passar um pouco da minha trajetória, passar um pouco, vamos dizer assim, dos caminhos que todo mundo precisa percorrer para tentar atingir… Até almejar a independência financeira que é o que todo mundo busca.

7 Passos Para Atingir Sua Independência Financeira

Só que para poder chegar lá, primeiro a gente tem que saber em que situação a gente se encontra e esse é um dos pontos que eu vou estar focando bastante hoje.

  • Será que você é uma pessoa que tem o perfil de endividado?
  • Um perfil de acomodado?
  • Um perfil de investidor?
  • Qual o perfil que você está?
  • Qual perfil que você se encontra?
  • Será que você está se enriquecendo ou enriquecendo os bancos?

Isso é uma coisa super importante que vocês tem que estar ciente porque se você tiver enriquecendo o banco, com certeza você está caminhando para a pobreza.

E nessa primeira aula, de hoje, a gente vai falar exatamente sobre isso. Sobre parar de enriquecer banco para começar a enriquecer você, porque você tem que pensar em você, seu futuro, ó… Você piscou o olho, já está velhinho.

E quando você tiver velhinho, você tem que estar com tudo preparado. Não dá para esperar ficar idoso para poder correr atrás das coisas, você não vai ter fôlego mais, não vai ter saúde mais, poucas pessoas vão te ajudar. Então, é importante correr atrás agora, enquanto ainda tem pique.

Vamos lá, vamos conhecer os perfis, o perfil que você pode estar.

A gente, aqui na “Universidade do Investidor”… Vão ser algumas semanas de aulas ao vivo, a gente vai caminhar desde o perfil devedor, dando dicas, até chegar no perfil investidor, tá?

Então, existe uma etapa, uma trajetória, que a gente vai subindo a escadinha até chegar em como abrir conta em corretora, como que a gente faz, que papéis a gente opera, etc, etc.

Mas, para chegar lá, estar investindo mesmo, começar a receber juros, a gente tem que primeiro, fazer sobrar dinheiro no final do mês. E para sobrar dinheiro no final do mês, você não pode estar no perfil devedor.

E como é que você escapa do perfil devedor? Primeiro, eu preciso te conscientizar do que acontece quando você, por exemplo, paga o mínimo da fatura do seu cartão.

Leia Também: Está Atolado até o Pescoço? Respire Fundo e Saiba o que Fazer!

Tem um dado aqui, que é um dado um pouco assustador, mas é importante que vocês vejam. Aqui está o lucro, em bilhões. Bilhões de reais, dos 3 maiores bancos, tá? Do Brasil! Então, a gente tem aqui Santander, Itaú e Banco do Brasil. Vocês podem ver que desde 2015 praticamente, né? A gente está gerando aí em torno de 14 bilhões de reais de lucro para os bancos, esse é um dado assustador. É muita grana.

Sobre o Lucro dos Bancos:

  1. Em ranking de 10 empresas que mais valorizaram em 2016, 5 são bancos!
  2. Empresas de Capital Aberto somam lucro de R$ 25 bilhões e 4 são bancos
  3. 7 Mentiras que os Bancos Contam e Como não Cair nessas Conversas Fiadas
  4. 9 dicas realmente eficazes para renegociar dívidas com os bancos

Por outro lado, hoje, a população economicamente ativa é de 200 e pouco milhões de brasileiros, mas apenas  100 milhões geram receita. Desses 100 milhões, 66 milhões de pessoas estão no perfil devedor, estão endividadas. 66% da população economicamente ativa está endividada. Isso é um absurdo.

E porque que endivida tanto? Porque ainda acreditam que o banco é um amigo.

Fuja dos Empréstimos dos Bancos

Poxa, quando eu tiver numa hora difícil, o banco que vai me ajudar, tem onde eu recorrer, inclusive eu converso com muitas pessoas que ainda acham que o rotativo, por exemplo, faz parte do salário, que o consignado faz parte do salário. O pessoal conta com esse dinheiro. Não pode ser assim.

Se não, o que acontece? Vai acontecer esse roubo aqui, ó. Vocês vão enriquecer os bancos.

Hoje, a gente vai ter 3 camisetas aqui na “Universidade do Investidor”, a vermelha que vai ser um sinal de alerta, vai ser o dia que eu vou estar puxando a orelhinha de vocês. Vai ter a branca, que vão ser dicas de investimento e vai ser a verde que vai ser conteúdo.

Então, hoje a gente vai começar inaugurando com a vermelha: puxando a orelha.

Como é que os bancos enriquecem? Quando eles emprestam dinheiro para você. E quando que eles emprestam dinheiro para você? Quando você, por exemplo, usa o seu cartão de crédito e paga o mínimo da fatura.

Sabe o que acontece quando você paga o mínimo da fatura? “Ah, eu pago o mínimo da fatura. Eu pago uma parcela que caiba no seu bolso … que caiba no meu bolso”. Teoricamente é isso. Geralmente, claro que depende de banco para banco, tá? Mas, geralmente, o mínimo da fatura equivale a 15% do valor total da fatura, tá?

Então se a fatura, por exemplo, for 1 mil reais total, o mínimo gira em torno de 150 reais. Aí o que começa a acontecer? Você fala: “Poxa, não tenho o dinheiro para pagar a fatura inteira, vou pagar somente o mínimo, vou pagar esses 15% do total”. E quando você faz isso, automaticamente, você está dizendo para o banco: “Opa, pode cobrar juros de mim”.

Na média… Na média, esses bancos aqui que vocês estão vendo, na média, a soma deles está dando por volta de 14 bilhões por trimestre, e eles cobram na média aí, vou falar bem devagar, 200% ao ano de juros. 200% ao ano de juros.

Para você ter uma ideia, hoje a Melhor Renda Fixa paga em torno de 13% ao ano. (Leia TambémComo Investir em Renda Fixa: O Guia Definitivo!)

Então, impossível você conseguir algo que vai conseguir competir os juros que você paga, não dá. Os juros que você recebe nunca vai ser igual, nunca vai ser igual, aos juros que você paga. É um absurdo.

E agora eu vou mostrar para você um absurdo maior ainda, quando você paga o mínimo da fatura do cartão. Usar cartão de crédito não tem problema nenhum, eu concordo que tem muitas facilidades. Ajuda no controle das finanças, você vai pagar as contas tudo de uma vez só, você vai conseguir ter um controle do que você está gastando, vai acumular milha. Um monte de coisa! O problema é se você vai ter disciplina para pagar o valor total da fatura.

A fatura chega dia 15, por exemplo, você vai lá e quita tudo. E recomeça.Não tem problema nenhum!

Se você paga o mínimo, olha o que acontece: Eu vou simular aqui para vocês um empréstimo de 500 reais, apenas 500 reais, pagando o mínimo da fatura do cartão de crédito. Olha o que acontece ao final de 1 ano, a sua dívida que era de 500 reais, vamos pegar por exemplo o Itaú, que é o que cobra a maior taxa e é o que ganha mais dinheiro, hoje ele é o banco que tem mais faturamento.

Um empréstimo de 500 reais, você está pagando o mínimo do cartão, em um ano, a sua dívida que era de 500 reais vai para 3,6 mil reais. Você praticamente multiplicou a sua dívida por 7. Agora eu vou colocar um exemplo um pouquinho mais pesado.

Se você gastar 10 mil reais no seu cartão de crédito. 10 mil reais no seu cartão de crédito e pagar somente o mínimo todo mês, em 1 ano a sua dívida, que era de 10 mil reais vai passar a ser 70 mil reais.

E aí, dificilmente você sai. E aí você vai fazer parte, infelizmente, da estatística dos 66 milhões de pessoas que estão devendo hoje no nosso Brasil. A dívida média gira em torno de 5 mil reais. É muita coisa, é muita coisa. Então, parem com esse negócio de ter que ficar pagando o mínimo porque cabe no bolso. Não! Vocês estão enriquecendo o banco, não tem condição. Em 1 ano aqui, ó, se você tiver no Itaú, por exemplo, a sua dívida multiplica por 7.

Então, você tem que mudar o conceito, você está caminhando… toda vez que você paga juros, você está caminhando para a pobreza.

Quando você recebe juros, independente do valor, está caminhando para a riqueza, está caminhando para a riqueza. Então para começar a enriquecer, o que tem que fazer? Parar de pagar juros e começar a receber. E para parar de pagar juros, primeiro tem que parar de pagar o mínimo da fatura. Esses dados eu sei que são assustadores e revoltantes, né?

Saiba Como Funciona a Pobreza – Genial

Porque quando você pega, por exemplo, é… Um lucro absurdo desses bancos e vê as pessoas hoje todas endividadas, chega a ser uma baita de uma sacanagem, então o que acontece? As pessoas, elas não são orientadas, né? Elas não são orientadas. Então, eu estou aqui para isso, para procurar orientar vocês, tá? Isso que é importante.

Então, tem que se sentir revoltado, tem que se sentir enganado e começar a pensar: “Poxa, será que vale a pena? Será que é isso que eu quero para mim?”. Daí você fala assim: “Não Trovó, o meu perfil é um perfil de investidor”. Aqui vai a primeira dica, a primeira tarefa de casa para vocês, tá?

Aqui é o nosso blog para quem ainda não conhece. Eu vou deixar aqui a descrição abaixo do vídeo: trovoacademy.com/dinheiro. Eu vou deixar o link aqui desse teste, que é um teste gratuito, com algumas perguntinhas, muitas, com alternativas que vai te dizer qual é o seu perfil, se é um perfil acomodado, se é um perfil poupador, se é um perfil de investidor ou se é um perfil devedor.

Descubra o Seu Perfil para Investir: 

Qual é o seu Perfil Para Investir?

Às vezes, a pessoa não tem essa consciência e com algumas respostas aqui, o teste vai conseguir te direcionar. O ideal é que você esteja num perfil investidor, já esteja parando de pagar juros e começando a receber, mas… a dica de hoje, tá?

A gente vai começar subindo escadinha, na última aula vocês vão estar analisando as ações já, analisando gráfico, abrindo conta em corretora, tudo certo. Mas, antes da gente começar é o seguinte, ó. Lição de casa, pegar a sua fatura do cartão de crédito e falar: “Pô, a partir de agora… a partir de agora nunca mais vou pagar o mínimo da fatura”.

Por quê? Eu não quero mais enriquecer o banco, eu quero eu enriquecer. Eu quero parar de pagar juros e quero começar a receber, tá? Então, é obrigatório.

Você está vendo essa “live” aqui, ao vivo, ou quem está vendo a gravação depois, tem entrar aqui no link, está na descrição do vídeo: Trovoacademy.com/dinheiro, fazer esse teste. Vou passar para vocês aqui ó, tem algumas perguntinhas, faça o teste e depois, analise o seu perfil. Pelos pontos que você fez, ele vai te dizer, vai te dar algumas orientações. Perfeito?

A “Universidade do investidor”, qual que é o objetivo? É estar conscientizando as pessoas no mundo dos investimentos. Eu sou de uma família super tradicional, onde desde criança, a gente não teve educação financeira e acho que a grande maioria de vocês que estão assistindo também não tiveram isso.

Então, a gente tem alguns conceitos, né? Por exemplo, casa própria é importante ter, um carro é importante ter. É… Investir na poupança é importante. Então, aos poucos a gente vai desmistificando tudo isso aí, tá? Eu prometo para vocês que eu vou dar a minha parte para fazer o melhor. As aulas vão ser super curtinhas, todo dia um pouquinho, mas super pontual.

Vou fazer igual quando você aprende com o idioma, você aprende pouco, mas com o contato diário, aí quando você soma tudo lá na frente, você vai ver a gama de conhecimento que vocês vão ter. Então para hoje, vocês tem 2 lições de casa:

  1. Fazer o teste no blog: trovoacademy.com/dinheiro, e
  2. Prometer para você mesmoque você vai parar de pagar o mínimo do cartão!

E na “live” de amanhã eu vou explicar para você algumas dicas de como conseguir pagar a fatura do cartão. Porque é muito fácil falar: “Ah Trovó, tem que pagar, mas eu não consigo. Por onde eu começo? Quais contas são mais importantes? Onde que eu consigo cortar gastos?”.

Então, a gente vai caminhando, conforme eu falei, em uma escadinha até conseguir chegar lá no perfil de investidor. As aulas vão ser diárias, vão ser aulas curtas, de 20 minutos, mas vão ser de extremo conteúdo prático.

O objetivo aqui, da “Universidade do investidor”, é fazer o conteúdo prático, para vocês estarem absorvendo, estarem crescendo e daqui a algumas semanas, estarem voando. Tá bom?

Então, eu espero que para os próximos você possa convidar a sua família, convidar o esposo, a esposa, os filhos, todo mundo para estarem participando. E a tendência, conforme vocês forem participando, a gente vai começar a interagir mais, tá bom, pessoal? Então, eu espero vocês amanhã às 20 horas para aula número 2.

Lição de casa, então: fazer o teste no nosso blog e conscientizar que não dá mais para pagar o mínimo da fatura porque multiplicar a dívida por 7 realmente não dá, né gente? É um absurdo. Virar a chavinha, parar de empobrecer para começar a enriquecer.

Para você começar a enriquecer tem que começar a receber juros e parar de pagar juros. Para parar de pagar juros o primeiro ponto é controlar o seu cartão de crédito. Tá bom?


Recado do Trovó: Olá pessoal, aqui é o Trovó e nesse vídeo eu quero fazer um convite super especial para você que quer muito aprender do zero e na prática, a investir o seu dinheiro no mercado financeiro ou você que já investe, porém ainda não conseguiu enxergar resultados.

Sabia que existem outros tipos de investimento que geram mais recebimentos de juros do que a tão conhecida poupança?

Então se quiser se juntar a um grupo de pessoas que estão a caminho de alavancar a sua independência financeira e se você quer cuidar melhor do seu dinheiro, eu quero te convidar para participar do meu Workshop gratuito.

Você terá acesso a uma série de vídeos de dicas e técnicas 100% gratuitos.

São conceitos poderosos e que abrirão a sua mente e mudará a sua maneira de enxergar o mercado financeiro. Então aqui nesse vídeo, em algum lugar por aqui, tem um link para você clicar e se inscrever.

Da Redação

Investindo em Renda Fixa – Na prática

Investindo em Renda Fixa – Na prática

 

O pessoal pediu que eu mostrasse uma simulação de como investir em uma Renda Fixa na prática. Bom, a primeira dica, e como vocês sabem que eu bato muito na tecla é que vocês evitem investir em Renda Fixa através do banco de vocês.

Porque no banco… Primeiro, vocês só vão saber a taxa que o seu banco está pagando e nunca o do banco concorrente. Porque o seu gerente jamais vai falar: “Olha, a Renda Fixa minha está pior do que a do banco A, B ou C”. Não vai falar isso. E, segundo: tem uma comissão, que o gerente vai receber.

Leia Também: Serviços, Taxas, Pacotes, Contas Grátis, Gerentes… Veja um Guia Completo de como se comportar com o seu banco!

Então, é importante que vocês tenham conta em alguma corretora, pode ser qualquer corretora, tá? Temos várias hoje. Na verdade, o que essa corretora faz? Aqui eu vou usar a XP Investimentos como exemplo. Primeiro que hoje ela é o maior shopping financeiro que existe.

Então, ela consegue, vamos dizer assim, ter um leque onde mostra todos os tipos de Renda Fixa que existe. (Descubra quais são os tipos de Renda Fixa). Então, a gente consegue comparar diversos bancos, mesmo que eu não seja correntista de nenhum desses bancos.

Eu, tendo conta na XP, consigo Investir em Renda Fixa de qualquer banco.

Então, é super tranquilo, super fácil. Basta eu abrir uma conta na corretora, vou enviar a documentação, comprovante de endereço, comprovante de CNH. Tudo isso pode ser feito online, tá? E, uma vez que o cadastro for aprovado, super rápido, em 2 ou 3 dias você já tem a conta aprovada.

Corretora de Investimentos – Como Escolher a Melhor para Você: Eu falo por experiência, se colocar um capital mais alto lá e a corretora trava ou dá um problema na hora de executar uma ordem, você dança. Por isso eu digo que o barato sai caro. O preço de uma corretora não é critério e tem que ser qualidade de serviço, confiabilidade do assessor e uma corretora que tenha lastro, isso é o mais importante. Leia Mais!

Vocês vão receber login e senha pra entrar no site. Vão entrar no site. Aqui eu estou usando a XP como exemplo porque é a que tem mais oportunidades. Mas vocês podem estar usando qualquer corretora, mas, de preferência, não invistam via banco, conversando com o gerente tête-à-tête. Porque vocês vão tá limitado a rentabilidades muito pequenininhas, tá?

Antes de a gente ir pra Renda Fixa: Nós estamos em Janeiro de… Fevereiro já! Nós estamos em Fevereiro de 2017. Hoje, quais são as melhores Rendas Fixas que têm?

Como Investir em Renda Fixa: O Guia Definitivo

Se você for investir em um CDB com a intenção de sacar qualquer momento, que é chamado CDB liquidez diária, o ideal é que essa rentabilidade do CDB seja acima de 101% do CDI. Então o CDB acima de 101% do CDI eu posso estar aplicando. Rende mais do que a poupança, mesmo pagando imposto de renda. Isso se o objetivo for você ficar pouco tempo investido.

Se o objetivo for ficar mais de 1 ano investido, aí a gente tem o CDB, LCI ou LCA. O CDB é ideal para quem vai ficar mais de 1 ano, tá? O ideal é, no máximo, você fique 3 anos investido. Nunca mais do que 3 anos. Porque, a nossa economia muda muito, né, as taxas mudam muito. Então, 3 anos eu acho que é um período limite.

Então, pra quem vai investir em um prazo maior, para o CDB é ideal que consiga acima de 115% do CDI para prazos longos. 115% do CDI. Abaixo disso não é legal. LCI ou LCA o ideal é que você consiga acima de 94% do CDI. Se não tiver isso aí. Aguarde. Tá bom?

“É toda corretora que oferece isso?”

Não. Por isso tem que tomar cuidado. Eu estou aqui na XP porque ela que oferece o maior número de oportunidades. Ela compara diversos bancos. Primeiro, eu vou olhar aqui o CDB. Então eu já sei que se for para um prazo longo tem que ser acima de 115% do CDI. Então, eu venho aqui nas opções que tem e vou colocar CDB. Cliquei no CDB. Vamos procurar, agora, a Taxa.

Primeiro eu vou na taxa. 111. IPCA. Ó, pra quem vai utilizar a inflação como referência. “Pode ser utilizado?” Pode. O ideal é IPCA+ 7,5%. IPCA+ 7,5% é legal. Não tem IPCA+ 7,5. Tem IPCA+ 7.1, IPCA 6,95. Opa. 116% do CDI. Show de bola. Vencimento 2019. 2 anos. Valor mínimo: 1 real. Pô, tranquilaço.

Basta eu transferir dinheiro para a corretora.

Vocês vão receber no cadastro como faz isso e apertar aplicar. Pronto. Simples assim. Em 2019 no dia 21 de julho, o dinheiro volta pra minha conta. Quando tem vencimento longo, vocês dificilmente vão conseguir sacar antes do vencimento. Então só pode fazer isso se for certeza que você sabe que você não vai precisar do dinheiro. Lembrando que o CDB paga Imposto de Renda. O Imposto de Renda vai caindo conforme… Vai passando o tempo.

Neste prazo que está aqui, que está com 2 anos e pouquinho, você vai pagar 15%, tá, de imposto de renda. Ao final do contrato, então, 116% do CDI é um excelente CDB.

Tem algumas porcarias aqui, você está vendo, ó. 103%, 101%, 117,5. Opa. Fantástico. Só que o vencimento é pra 2021. 4 anos. Já não acho legal. Muito tempo. Valor mínimo seria 1.000. Então, por enquanto, aqui. Esse de 116% do CDI tá top, tá?

Vamos ver se a gente acha outro aqui. 101… 101… 99… Tudo isso aqui é porcaria, ó. Não vale a pena, tá? 106… 108… 106… 114… 117. Vencimento 2020. 3 anos. Tá legal. Mais a gente viu lá, é, por enquanto esse aqui acho que é o melhor. É, valor mínimo 1 real. Tranquilo, ó. Posso aplicar, só que eu tenho que ficar com o dinheiro preso até julho de 2020. Rende bastante. 117% mesmo que o CDI caia, mesmo que o CDI caia próximo de 10%. A SELIC caia próximo de 10%, ainda vai ser mais lucrativo que a poupança, tá.

Investindo em Renda Fixa – Na prática

Reprodução: GoogleAinda não sabe quais os tipos de Renda Fixa disponíveis no Mercado Financeiro? Não conseguiu notar a vantagem dela sobre a poupança? E também não conseguiu definir qual a melhor aplicação para o seu perfil: se é a longo ou curto prazo? Saiba tudo sobre isso, disponível no Guia Definitivo: Como Investir em Renda Fixa.

Antes que me perguntem: “Ah, mais vai cair a taxa”. Não tem problema nenhum. Por isso que a gente tem que pegar a Taxa alta. Se a SELIC cair, o CDI cai, só que a rentabilidade tá alta.

Leitura Complementar: A Taxa Selic Despencou! O Que Acontece Com A Renda Fixa? A perguntinha da semana, aliás, acho que essa foi a pergunta mais feita entre os alunos e os participantes do canal nos últimos tempos: “Trovó, ainda está valendo a pena investir em Renda Fixa com essa queda da Selic”? A resposta é: SIM. Quer saber os motivos? Continue Lendo…

108. 106. 118. 2021, poxa a taxa está excelente, mas o prazo tá muito longo. Eu já acho muito. 2020 seria o máximo que a gente estaria investindo. E estou olhando ó, IPCA+ 7.3, quase. Se fosse 7,5 já valeria a pena. O prazo tá bom 2020.

Vamos ver se tem mais algum interessante aqui. 110, 108, 106, 103, 117. 2020, top. Mínimo de 1.000, tá. Aparentemente esse aqui é o melhor. 116, 104. Se tivesse que investir no CDB agora seria esse de 117, tá? Para 2020. Esse aqui ó. Banco Fibra. Estão vendo? Mínimo: 1000 reais. Se eu tivesse dinheiro na conta eu venho aqui aplicar e bala, isso para um CDB de longo prazo.

Então, aquela conversa, “Aí não acho CDB acima de 110%”. Não acha no seu banco, né? Mais existe ó, está aqui. E LCI, LCA: no mínimo, 94. “Ah, no meu banco só acha 80, 85.” Vamos ver, então. Vou vim aqui, então. Vou ver primeiro LCA. 91,5… 96… Uau, sensacional. Já achei aqui uma fantástica, ó. Vencimento 2020, mínimo 1.000 reais. Pronto. Já seria essa aqui de cara. Top, 96% do CDI.

Lembrando que LCI e LCA não paga imposto de renda. Então uma LCI de 96% equivale a um CDB de 117. Dá elas por elas porque o CDB apesar de pagar mais, você vai pagar imposto de renda. Então, 96% numa LCI, LCA equivale a 117% no CDB.

Conheça um pouco mais sobre a LCI e a LCA

Então é essa que vale, tá? Então essa LCI, essa LCA aqui estaria perfeita. 96%. Vencimento 2020, top. Isso aqui no banco dificilmente vocês vão conseguir. O gerente do banco, no máximo, vai oferecer para vocês é 82, 83 uma LCI. Bem difícil 96. Existe, tá? Tá aqui.

Vamos ver se tem mais alguma… Não. O resto é porcaria.

Vamos ver LCI. Tem uma de 94 aqui para 2019. Então, se eu tivesse que escolher uma que eu não pagasse imposto de renda não ia ser LCI, nesse exemplo aqui. Ia ser a LCA de 96%, com vencimento em 2020. Transferiria o dinheiro para a corretora e apertaria aplicar. Simples assim.

Na descrição do vídeo, eu vou deixar um link para quem quiser abrir conta na corretora, é super facinho, tá? Bem simples. Show de bola, então, pessoal? Está aqui, mostrando como faz para investir em renda fixa. Simples.

Na verdade, a XP é como se fosse um banco, só que ela compara taxas entre os bancos e você. Por exemplo, esse Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais… Eu não tenho conta nele. Num tem problema nenhum, eu posso investir. Isso que é o legal. Eu não preciso ter conta nesse banco da renda fixa para investir, tá? Eu tendo conta na XP, eu posso investir em qualquer banco.

Já conhece os Certificados de Recebíveis (CRA e CRI)? “Eles viraram as novas LCAs e LCIs”

Os Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRAs) e os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) começaram 2017 com tudo. E isso não é à toa: essas opções de investimentos de Renda Fixa foram as que mais cresceram em emissões para pessoas físicas no ano passado. Para se ter uma ideia, em dezembro a emissões de CRAs era 10 vezes maior do que em 2015 e atingiu 4,8 bilhões de reais. Já os CRIs era 4 vezes maior e chegou á 8,6 bilhões de reais. Os dois bateram um recorde histórico! Leia Mais!

Da Redação

 

A Taxa Selic Despencou! O Que Acontece Com A Renda Fixa?

A Taxa Selic Despencou! O Que Acontece Com A Renda Fixa?

 

Oi pessoal, aqui é o Trovó e a perguntinha da semana, aliás, acho que essa foi a pergunta mais feita entre os alunos e os participantes do canal nos últimos tempos: “Trovó, ainda está valendo a pena investir em Renda Fixa com essa queda da Selic”? A resposta é: SIM.

Sempre a Renda Fixa vai valer a pena, ainda mais se comparar com a poupança. Por quê? Funciona assim pessoal, para vocês entenderem a dinâmica: a Selic é uma taxa que é a… Vamos dizer assim: que é a taxa de juros de base. Lembra lá do comecinho do canal? É praticado onde? Quando um banco empresta dinheiro para outro banco, esse é o juros mínimo que pode ser cobrado pelo mercado. Isso é chamado Taxa Selic.

Quando você vai investir numa aplicação financeira, numa Renda Fixa, por exemplo, tem outra taxa que é chamado de CDI, que acompanha a Selic. Então toda vez que a Selic sobe o CDI também sobe, né? E, geralmente, quando a Selic sobe é porque a inflação também está subindo.

Por que a sobe? Porque é uma forma. Quando a inflação está subindo, o governo aumenta os juros. É uma forma de conter o consumismo. Quando os juros sobem, tudo sobe! A taxa de financiamento sobe, a taxa de parcelamento sobe, a do comércio sobe, tudo sobe. Então o que acontece? Para o governo conter a inflação, ele precisa subir os juros.

Então o que acontece: para a gente o que manda são os juros reais, está? O que são os juros reais? É quanto o meu dinheiro vai render quando eu comparo com a inflação.

Então não adianta nada! Não adianta nada a taxa Selic, por exemplo, chegar a sei lá, 15% e aí o CDI ficar aí por volta de 14,75, por exemplo, e a inflação 10% ao ano.

“Nossa, a Renda Fixa está pagando bem, Trovó”.

15% é 14,75 a CDI, só que a inflação tá 10. Então se eu pegar uma Renda Fixa com 100% de CDI, por exemplo, meu capital está aumentando 4,75 de juros reais ao ano nesse exemplo aqui.

Guia Definitivo de Como Investir Em Renda Fixa!

É isso que meu capital está crescendo. Eu estou aumentando poder aquisitivo, perfeito? Então a Renda Fixa está alta, mas em contrapartida a inflação também está alta.

Vocês nunca vão ver a taxa Selic em 15 e a inflação em 4, isso não existe.

Por que o que começa a acontecer: quando a inflação começa a ser controlada, que tem tudo a ver com uma diminuição do consumismo, o governo começa a reduzir a taxa Selic porque a inflação está caindo.

Isso é um bom sinal pra economia do país, está? Aí o CDI cai também e a inflação caí também. Então, hoje, ela está por volta aqui de 13% ao ano e o CDI por volta de 12,88. A meta para a inflação para esse ano de 2017, sendo que estamos em fevereiro de 2017, é por volta de 5% ao ano.

Então se a gente for considerar aqui, é juros reais. 12,88. Estou considerando um rendimen… Uma Renda Fixa de 100% do CDI, está? Juros Reais 7,88.

É muito melhor do que no ano passado para investir em Renda Fixa, mesmo com a Selic caindo! Por quê? Porque a inflação vai cair muito mais, muito mais em relação à queda da Selic.

Isso é bom pra economia e outro ponto: vamos supor que a Selic despenque, tá, vai despencar, vai despencar e vai chegar a 8% ao ano. Se acontecer isso aí, o CDI vai ficar por volta de 7 e alguma coisa ao ano, tá? E a inflação vai ficar por volta de uns 3% ao ano.

“Mas aí não vale mais a pena Trovó, está pagando pouco”.

Só que a poupança pessoal, segundo a nova regra, toda vez que a Selic fica abaixo de 8 e meio, a poupança vai pagar 70% disso, tá?

Então vamos fazer a continha aqui: 8 vezes 0,7. 5,6! É isso que a poupança vai pagar ao ano de rentabilidade. 5,6 vou até circular aqui, ó. Isso é o que a poupança vai pagar. Se eu pegar. por exemplo. um CDB que paga 100% do CDI, ele vai pagar 7,88. Ou seja, mais que a poupança.

Vamos dividir pra ver quantos por cento a mais. 7,88 dividido por 5,6. 40% a mais.

A diferença é que você não vai investir num CDB, num CDB que paga 100% do CDI. Eu já falei isso no outro vídeo. CDB acima de 1 ano e meio. O ideal é 115, 118% do CDI. Então sempre vai ganhar da poupança, mesmo que despenque tudo. Porque o que manda para gente é o poder aquisitivo. São juros reais. Isso aqui é o que manda. Então mesmo a taxa Selic caindo, caindo o CDI num tem problema nenhum porque a inflação também cai. Então seu poder aquisitivo, ele vai tender a aumentar.

E a poupança compensa? Não! Porque, conforme a taxa Selic caindo, caindo, caindo vai chegar uma hora que vai estabilizar. Ela vai pagar 70% da Selic, abaixo de 8 e meio. Então não tem jeito, a Renda Fixa sempre, sempre, sempre, sempre, sempre, vai pagar mais do que a poupança. Independente se vai subir a Selic ou vai cair a Selic, ai a comparação que vocês têm que ter é com relação aos CDB’s, para os prazos maiores. CDB sempre acima de 115% que o CDI e LCI, LCA sempre acima de 93% do CDI. Lembrando que LCI e LCA são isentos de Imposto de Renda.

Você tem dinheiro na poupança? Descubra como investir melhor, mais fácil para obter mais resultados

Show de bola? Então, agora acabou aquele problema de ficar preocupado quando a taxa Selic cai. Se cair é porque a inflação também vai cair. Nunca a taxa Selic vai cair e a inflação disparar ou a inflação despencar e a taxa Selic disparar. Isso não existe, os dois caminham juntos.

Eu sei que você acompanha o nosso conteúdo e pensando nisso eu resolvi criar um curso. 4 vídeos gratuitos ou mini curso como você queira chamar. Sobre 5 segredos que a maioria dos vencedores não sabem como aplicar no mercado financeiro. Para participar é muito simples: basta clicar nesse link aqui, cadastrar seu e-mail e fazer parte desse mini curso, está bom?

Da Redação