5 Verdades Para Enriquecer

5 Verdades Para Enriquecer

Essa semana a escola Trovó Academy recebeu um convite para participar de uma matéria na Revista Exame, da editora Abril, sobre as 5 Verdades Para Enriquecer. Inclusive, em nome da Trovó Academy, eu quero agradecer a jornalista Julia Leogore, que foi super carinhosa e atenciosa com a gente.

Muito bem, quais são essas 5 verdades para Ficar Rico?

“É só ganhar bastante, Trovó”. Não é não!

1 – Importe-se com o seu dinheiro.

Se você não se importar com o seu dinheiro, ninguém vai se importar.

Hoje em dia a situação do nosso país esta terrível, então, pare de esbanjar. Aprenda a controlar o seu capital. Pare de viver em função dos outros. Pelo amor de Deus: ostentação não leva a nada. Isso não é pensamento de quem quer enriquecer. Quem ostenta está caminhando para a pobreza.

Está aí a explicação do porquê de muitas pessoas – quando ganham na mega sena, na lotérica, no caramba a quatro – torrarem tudo em 15 anos.

Por quê? Não tem a mentalidade para ganhar dinheiro.

Como Investir Dinheiro Para Ficar Rico em 2017 em 6 Passos.

Então, importe-se com seu dinheiro, cuide dele como se fosse um filho seu, mas sem se apegar muito.

2 – Só dinheiro, não traz felicidade.

“Ah Trovó, eu queria tanto ser rico para eu viver bem”.

Esquece! Junto com o dinheiro, tem algumas outras áreas da sua vida que você precisa aprender a desenvolver porque, senão, você vai para o buraco.

Então:

  • Seu lado mental tem que estar super bem,
  • Seu lado família tem que estar bem,
  • Seu lado espiritual tem que estar bem,
  • Seu lado solidário tem que estar bem.

E por que você vai ganhar dinheiro ein… Vai ficar só para você? Você vai virar as costas para todo mundo? Você acha que isso é legal? Não é, né?

Então, Você tem que evoluir como pessoa.

O dinheiro, somente o dinheiro pelo dinheiro, é pura ostentação.

Você tem que ter um objetivo do que fazer com esse dinheiro.

Por exemplo, vocês estão cansados de ver aí, em Hollywood, milionários e bilionários se suicidando. Por que vocês acham que acontece isso? Porque tinham outras áreas da vida deles que não estavam legais.

3 Mentiras que os Filmes de Hollywood Contam sobre o Mercado Financeiro!

O cara estava depressivo, estava triste.

E os amigos se afastam, se você prestar atenção que só isso é importante.

As pessoas que estão ao seu redor precisam crescer junto com você.

3 – Você tem que gastar menos do que você ganha.

Eu vou entrar nessa tecla todo santo dia: riqueza e pobreza.

Para enriquecer tem que receber juros! Para receber juros tem que sobrar dinheiro! E para sobrar dinheiro tem que gastar menos do que ganha!

Workshop 100% Online e Gratuito: Risco Zero nos Investimentos

Isso é a riqueza, independente do salário que você ganha.

4 – Dinheiro Consignado e Cartão de Crédito.

Esse aqui é de cortar o coração, né? Eu conheço muitas pessoas que falam assim: “Trovó, meu salario é 3 mil reais e tem mais uns mil de consignado, então, eu ganhei 4 mil”.

Deus me livre, né? O Dinheiro Consignado não dá nem para usar. Isso é uma artimanha que o banco utiliza para você, para te pegar na curva.

Vamos ver uma metáfora: Sabe quando você vai pescas e joga aquela linha para pegar o peixe? É a mesma coisa com os consignados. O banco joga aquela linha para pegar você, mas você não pode cair nisso, ok?

Tem pescador por aqui, não tem?

O salário que você ganha… Bem, você tem que considerar o salário líquido!

“Ah Trovó, eu ganho 10 mil reais, mas desconta Imposto de Renda. Desconta o INSS e não sobra nada”.

Então você não tem 10 mil. Pega o valor líquido que você ganha.

Esse é o valor que você vai considerar para contabilizar suas despesas e os 10% do que sobra para começar a investir. Falo disso com muito detalhe em outro artigo, veja aqui.

Então, consignado e cartão de crédito não são salários nem complementos.

Cartão de Crédito – Ter ou não Ter ?

5 – Comece Sua Aposentadoria Agora!

Não adianta começar a se preocupar com isso quando você já estiver velhinho, sofrendo. “Aí eu tô com dor”. Porque aí já vai ser tarde.

E outra coisa, não dá para ficar dependendo de INSS. De jeito nenhum!

Comece desde agora porque quando você chegar aqui – e você não tiver planejamento – sabe o que vai acontecer? Ferro na boneca, né.

Então, começa a planejar desde já.

Descubra como ter um Planejamento Pessoal Simples e Eficaz utilizando apenas 10 envelopes.

Tem um estudo que diz que o dinheiro que você ganha – o pico de dinheiro – é dos seus 13 anos aos seu 50 anos.

A partir dos 50 anos, você começa a consumir tudo aquilo que você fez de riqueza na sua vida.

Então, se você morrer com 80 ou 90 anos você vai ter 30 ou 40 anos para viver com esse dinheiro que você fez dos 20 aos 50.

“Trovó, eu estou com 55 anos e agora que eu fui correr atrás”? Ainda dá para escapar.

Se você é novo, comece agora.

“E como é que eu me preparo Trovó”? Começando a receber juros, caminhando para a riqueza.

6 Dicas para Aprender a Calcular Juros Compostos e Ficar Milionário!

Comprou um veículo? Saiba quais são os gastos

Comprou um veículo? Saiba quais são os gastos

Olá pessoal!

Outro dia eu fiz um texto sobre os 3 motivos para você pixar fora do financiamento de carro, lembra?

Nele eu cito um exemplo real: de um carro 2009 que vale 36 mil pela tabela FIP, mas que eu pago 49.720 mil reais quando pego ele através de um financiamento. Ah, sim, quando eu termino de quitar todas as parcelas, o carro passa a valer 21.200 mil reais devido à desvalorização.

No fim, com o financiamento, eu tenho uma perda financeira de quase 30 mil reais.

Bom, dá uma olhada lá no blog que você vai entender muito melhor essa história!

Inclusive, depois disso, eu recebi muitos e muitos e-mails, vocês não fazem ideia da quantidade.

E os principais comentários… Bem, os principais comentários não eram comentários, eram alguns chororôs, vejam:

– “Trovó, não dá para comprar um carro à vista”!

– “Trovó, a única opção que tenho é financiar um carro, se não, fico à pé”.

– “Trovó, está difícil a situação do país”.

Oras, e vocês acham que eu não sei. Mas vocês precisam admitir que financiar um carro em 60 vezes também não dá.

O Financiamento de Carro faz parte das 3 coisas que são dívidas e ninguém considera.

E por que não dá?

Porque esse é um dos comportamentos que vão te levar à falência, é o segundo comportamento que eu cito em um dos meus materiais: PAGAR JUROS ABUSIVOS.

Veja todos os comportamentos que podem te levar à falência.

Então, é o seguinte, se você acha que não tem mesmo nenhuma opção a não ser financiar o seu tão querido bem de consumo, você tem que seguir uma dica de ouro.

Dica de ouro: qual o valor máximo do carro que você pode financiar?

Saiba que quem dá a resposta é o seu salário e não você.

Leia também: Controle Financeiro de Forma Simples e Eficaz.

Bom, e essa é a 1ª questão!

1 – Qual o valor do veículo que será financiado?

A regra é a seguinte: pegue o valor do seu salário mensal e multiplique por 6. O resultado é o valor máximo do carro que você poderá financiar.

Exemplo: um salário de 3,3 mil reais multiplicado por 6 vai dar um valor médio de 20  mil reais.

“Mas Trovó, quero um carro que custa 50 mil reais”.

Ok. Dê um jeito de melhorar o seu salário e aí você poderá comprar um carro de 50 mil reais.

Preste atenção! E pare de viver em função do que os outros pensam, já falamos sobre isso. Ostentar é jogar dinheiro fora!

Ganhar pouco não significa ser pobre, lembra disso não é?

Se você conseguir o equilíbrio com base nesses valores, você vai financiar o seu carro por pouco tempo e assim pagará menos juros.

2 – Gastos anuais com seu veículo

“Trovó, eu gasto mais ou menos uns 300 reais no mecânico. Pneu quase não precisa trocar mesmo”.

Não é assim que se faz um planejamento, você sabe né?

Aliás, as pessoas se endividam justamente por não contar com aquele gasto extra, o que gera um empréstimo. E pegou empréstimo, pagou juros. Pagou juros, caminhou para a pobreza.

Saiba como funciona a pobreza!

Vamos á regra do tópico 2!

Seu gasto anual com o carro é, em média, 12,5% o valor do automóvel.

Lembre-se que vai entrar IPVA, seguro e manutenção.

No exemplo acima, com uma pessoa que recebe salário de 3,3 mil reais e que tem um carro de 20 mil reais, os 12,5% dará, em média, 2,4 mil reais.

Seu gasto anual com o veículo será de 2,4 mil reais.

Então, pegue esse valor e já deixa reservado para não ter surpresas. Aliás, pode ser que esse gasto venha de uma só vez. E como você já sabe: fazer empréstimo não é um bom negócio.

3 – Depreciação

Esse é o mais importante!

Vamos relembrar o que é a depreciação: a cada ano que passa, o seu carro desvaloriza em média 10%.

Então, olha que interessante, se você comprar um carro que esteja em um valor muito acima dos 6 meses de salário e você não considerar os gastos anuais, você vai entrar em um ciclo vicioso de dívidas.

Nessa aula de hoje o importante é entender que não é preciso comprar um carro muito caro porque quanto maior é o valor do carro, maior será o gasto anual.

E prestem atenção nessa frase de Tony Robbins:

Na vida um monte de gente sabe o que fazer, mas poucos fazem, de fato, o que é preciso. Saber não é suficiente. Você precisa agir”.

Aqui no blog tem mais 9 frases célebres dele, leia.

Um abraço