Revelada a Fórmula para Investir Dinheiro mesmo Ganhando Pouco – Universidade do Investidor ► AULA #02

Revelada a Fórmula para Investir Dinheiro mesmo Ganhando Pouco - Universidade do Investidor ► AULA #02

 

Boa noite, sejam todos bem vindos ao segundo dia da “Universidade do Investidor”.

Estou super feliz. Ontem realmente foi fantástico: a gente teve quase 1,6 mil pessoas participando até o final da primeira aula. Estou super contente e lembrando que é um projeto para toda a família, então, se você está na sua casa agora, pega o papai, mamãe, namorada, namorado, marido, esposa, filho, os amigos, os vizinhos. Traga todo mundo aqui para aprender.

Como eu falei ontem, o objetivo da “Universidade do Investidor”…

Hoje a gente está de camisa nova, camisa branca, lembrando que sempre que for branca vai ser sobre dicas, tá? Vermelha vai ser puxão de orelha, a branca vai ser dica e a verde vai ser conteúdo.

A gente criou aqui um personagem, chamado Zequinha. O Zequinha é um personagem que representa o povo brasileiro, então ao longo desta série de vários vídeos da “Universidade do Investidor”, a gente vai estar acompanhando a trajetória do Zequinha.

Hoje, o Zequinha é uma pessoa endividada, como a maioria dos brasileiros. Hoje, infelizmente, ele não ganha muito e a gente vai acompanhar a trajetória dele desde quando ele sai das dívidas.

Todos os conteúdos, toda a sabedoria que ele vai precisar ter, todos os macetes para:

  • Conseguir sair da dívida,
  • Começar a sobrar dinheiro,
  • Começar a escolher uma corretora,
  • Começar a investir,
  • Parar de pagar juros e
  • Começar a receber juros.

Então, essa é uma trajetória super bonita, super bacana e se o Zequinha vai conseguir, vocês também conseguem, tá?

Então, é bacana estar acompanhando aula a aula, não perder nenhum capítulo porque as aulas são todas sequenciais para que vocês possam realmente acompanhar a trajetória do Zequinha desde o comecinho, que é endividado, né, até o pescoço. Aqui de dívida. Até onde ele consegue o sucesso dele, a independência financeira dele.

Está com a Corda no Pescoço? Leia Agora!

Ahn… Ontem a gente falou um pouquinho…

Antes de a gente começar a falar da trajetória do Zequinha, a gente falou um pouquinho ontem sobre o grande perigo, o grande vilão do brasileiro, principalmente, que é com relação a empréstimo. O descontrole na hora de adquirir o cartão de crédito! Esse é o grande problema.

Ontem, eu comentei sobre o perigo de estar pagando o mínimo da fatura, vocês viram lá que a maioria dos bancos, ao longo de 1 ano, com você pagando o mínimo da fatura, a sua dívida multiplica por 7. Então, se você porventura, faz um empréstimo e sai gastando tudo, gasta lá seus 10 mil reais no mês e a partir daí começa a pagar o mínimo da fatura, ao final de 1 ano, a sua dívida que era de 10 mil reais passa a ser de 70 mil reais e aí dificilmente você consegue sair.

Leia Também: Vilão FinanceiroNovas Regras passam a valer para o Cartão de Crédito, entenda como elas funcionam!

O Zequinha não está em uma situação tão ruim assim, mas a partir de amanhã a gente vai começar já a mostrar a situação que ele se encontra, a gente vai começar a alinhar, passar as dicas para ele, o que ele precisa fazer.

E quem estiver na mesma situação pode seguir a trajetória do Zequinha, tá?

O objetivo é que ao final da “Universidade do Investidor”, o Zequinha, que começou endividado, começou sem saber nada, totalmente confuso, nunca teve noção nenhuma de educação financeira, vai chegar lá no último capítulo e ser um investidor top, conseguindo receber juros com as suas aplicações.

E hoje, como eu prometi, eu falei que eu ia dar algumas dicas para vocês de como escapar, como não pagar o mínimo da fatura do cartão, tá? Então, a gente tem que tentar pagar a fatura integral e começar a fazer alguns controles em cima disso.

Dei para vocês também ontem duas atividades:

1 – Que vocês entrassem no nosso blog: Trovoacademy.com/dinheiro e fizesse o teste de perfil para vocês se situarem aonde vocês estão. Como eu falei, o nosso personagem que é o Zequinha, ele está num perfil devedor, a gente vai acompanhar toda a trajetória dele durante todos esses capítulos, até o ultimo dia, onde ele vai conseguir se tornar um investidor top, tá?

Então, é importante vocês fazerem esse teste de perfil lá no nosso blog, na trovoacademy.com/dinheiro, para vocês se identificarem aonde que vocês se encontram nessa trajetória aí. Vai ser uma trajetória bem bonita, bem bacana, bem prática. Então, para você que nunca ouviu falar sobre investimento, também está com dívida que não sabe por onde começar, acompanhe todos os episódios.

A gente começou ontem. Se você está chegando agora, eu recomendo que você pause esse vídeo, assista o vídeo 1 para entender toda a sequência e a partir daí começa a assistir as aulas na sequência, tá bom? Assista o 1º Vídeo da Série Universidade do Investidor!

Então, hoje, conforme prometido, a gente vai passar o “macetinho” para vocês de como escapar de pagar o mínimo da fatura. E a partir daí, é onde a gente vai começar a ajudar o Zequinha a escapar da dívida até conseguir chegar à sua independência financeira. Como eu falei, as aulas são super curtas, mas super práticas. Com situações reais, que eu vou estar passando para vocês aqui, para que vocês possam estar aplicando dinheiro, tá?

E a primeira dica que eu vou passar hoje é uma dica para vocês começaram a aplicar amanhã para controlar a fatura do cartão de crédito. Para evitar pagar o mínimo da fatura… Se pagar o mínimo da fatura o que acontece ao final de 1 ano? A dívida multiplica por 7. Então, dificilmente vai conseguir sair. Show de bola?

Vamos, então, para as dicas.

A primeira dica né, que tem até algumas regras de ouro para que vocês não paguem o mínimo da fatura. A primeira dica, a dica mais importante, vou pegar o exemplo aqui do Zequinha, que é o nosso exemplo, que a gente vai acompanhar o Zequinha até o final da “Universidade do Investidor” é você saber o seu salário líquido, tá?

Porque que eu falo isso?

Muitas pessoas falam assim: “Ah Trovó, eu ganho 3 mil reais, só que quando eu vou ver lá no banco só tem 2 e pouco”. Então seu salário não é 3 mil reais, infelizmente. Você recebe bruto isso, mas uma boa parte é para imposto, é descontada. E hoje um dos impostos mais caros que existem no nosso país é o imposto de renda, ele pesa para chuchu.

Então, você não pode contar com esse dinheiro, você não pode contar com esse dinheiro. Então é muito bonito você falar assim: “Nossa, meu salário é 3 mil reais, Trovó”, só que você não tem 3 mil reais. No caso do Zequinha, ele ganha 3 mil reais bruto, então, a gente vai começar a acompanhar a trajetória dele desde já.

Então, o que eu tenho que descontar aqui é… Como ele já ganha acima de 3 mil reais, vai pagar aí o máximo de imposto de renda, né: 27,5%! Então, vamos contar já. Vamos ver quanto que realmente sobra de dinheiro para ele, tá? 2.190 reais… 2.190,00 reais!

O salário bruto do Zequinha é 3 mil reais, só que ele não pode contar com isso; e o líquido é 2.190 reais: esse é o dinheiro que o Zequinha vai poder utilizar.

Primeira regra, mesmo para você que está endividado, é super importante começar já – eu sei que é difícil, eu sei que é complicado, mas começar já – a criar o hábito de começar a separar uma parte do seu dinheiro, pelo menos 10% do seu salário para começar a investir.

Por quê é importante começar a investir?

Quando você quitar as dívidas, provavelmente, esses seus 10% vai passar a ser 20, 25% do seu salário e esse aporte mensal, esse montante, que você começa a depositar todo mês da sobra do seu salário vai fazer muita diferença na sua vida financeira lá na frente, mas muita mesmo, tá?

Aprenda a Poupar 10% do seu Salario… É a hora de receber juros!

Então, no caso do Zequinha, a gente já vai orientá-lo a estar investindo aqui 10% do salário bruto, que é o que realmente sobra para ele.

Então, vai ser 2 mil reais… 2 mil reais não né: 219 reais. Isso é o que o Zequinha vai separar para começar a receber juros. E ele não sabe ainda como fazer, não sabe onde colocar o dinheiro, não sabe que corretora escolher, não sabe nada, mas ele vai aprender ao longo dessa trajetória junto com vocês, tá bom?

Por enquanto, o que ele sabe é o seguinte: Zequinha, não vamos mais pagar o mínimo da fatura do cartão, vamos já começar a encaixar os pingos nos i’s.

Ponto número 2! Então, 10% do salário reservar para o recebimento de juros.

Ao longo dos próximos capítulos, a gente vai aprender juntos aonde colocar esse dinheiro, como escolher renda fixa, como escolher corretora, como abrir corretora, porque não ficar no banco, etc, etc… Aguardem! Enquanto isso, leia o nosso e-book GRATUITO e COMPLETO de como investir nas Rendas Fixas!

Como Investir em Renda Fixa: O Guia Definitivo

Passo número 3! Essa aqui é uma dica super importante. Se você mora de aluguel ou se você paga o financiamento de uma casa, não importa … Não importa. O ideal é que você utilize no máximo 30% do seu salário bruto, então, 30% do seu salário bruto pode (até 30%) pode ser utilizado para pagar aluguel ou pode ser utilizado para financiar uma casa, nunca mais do que 30% do bruto e não do líquido.

Se você levar em consideração o salário líquido, lá na frente a conta não vai fechar. Porque os 3 mil reais que o Zequinha achou que ele ganhava, na verdade ele só pode usar 2.190 reais, o resto foi embora, desapareceu para o governo. Então, 30%!

Vamos ver, então, quanto que o Zequinha pode pagar de aluguel, tá?

Por enquanto, o Zequinha está morando de aluguel. O que é melhor: aluguel ou financiar uma casa? Isso é um assunto mais para frente que a gente vai comentar. Por enquanto vamos apenas ajustar o montante do Zequinha, vamos lá então. A conta é o seguinte: 30%. 2.190 reais. 657 reais. Esse aqui seria o valor máximo de aluguel que o Zequinha poderia estar pagando.

Comprar Casa é para Otário! Será mesmo?

Ah Trovó, não tem como, não acha casa nesse valor”. Acha sim, pode procurar, tá? Eu fiz uma pesquisa, acha casa de… Você não pode achar a casa dos seus sonhos que você quer morar, mas você encontra sim muitas casas boas, muitas casas boas nesse valor. Casas aí, com 2 dormitórios, banheiro, algumas até com 2 banheiros, tá? Sala, cozinha.

É claro que cada cidade é uma realidade, mas se a sua situação financeira é essa, você não pode ultrapassar esse valor porque você não vai conseguir fechar no azul. Você vai ficar… O que a gente não quer? O que a gente quer fazer nesse momento: tirar o Zequinha daquele grupo de 66 milhões de brasileiros que estão endividados.

E por que estão endividados? Porque estão desequilibrados com as suas finanças. E, infelizmente, essa é uma realidade, tá? Hoje a grande maioria dos brasileiros… Os casais acabam se unindo para dividir as contas, tanto as contas da casa quanto as contas de plano de saúde, etc, etc. Isso é super importante, acho super válido isso.

Inclusive, se você estiver assistindo esse vídeo sozinho, chama seu companheiro, sua companheira para estar aqui junto. Em família tudo é mais fácil, é tudo mais prático. É super importante que vocês tenham esse contato, tá? Então vamos lá.

Problemas com Dinheiro é a principal causa dos divórcios: 3 passos para ter um Bom Planejamento Financeiro Familiar em 2017

Então, no caso aqui do Zequinha, qual é a situação dele? Ele pode estar pagando 657 reais em financiamento.

Amanhã eu vou apresentar a “planilhinha” do Zequinha, a situação que ele se encontra e a partir daí a gente vai começar a seguir as regras, tá? E o restante, 70% do salário, pode ser gasto com coisas do dia a dia, plano de saúde, passeios, etc. Vamos ver quanto sobra nessa brincadeira, então. Então, 2.190 reais. 70%. 1.533 reais.

Vamos confirmar, então: 2.190 reais vezes 70% é igual 1.533 reais. Na teoria, tá? Esse é o valor que o Zequinha poderia estar pagando na fatura do cartão de crédito dele. Se ele precisasse usar o cartão de crédito, o máximo que ele poderia utilizar seria 1.533 reais. Por quê? Dessa forma, ele vai conseguir pagar a fatura integral. E nessa fatura aí estaria tudo, né? Estaria compras no supermercado, abastecimento de carro, passeio, presente, plano de saúde, manutenção do carro, etc, etc, etc.

Tem que caber tudo dentro desses 1.533 reais, tá? Vou voltar aqui para minha cara, então. Vocês estão vendo, pessoal: essa é uma situação real em que vamos estar acompanhando desde o início da situação do Zequinha até a hora que ele consegue realmente ser um cara que vai ser um baita investidor, que vai conseguir sair dessa situação super complicada.

Então, com o salário de 3 mil reais bruto, ele só pode usar 2.190 reais. Desses 2.190 reais:

  • Ele vai reservar 219 reais para investimento (que ele ainda não sabe o que fazer com o dinheiro, mas ele já vai reservar),
  • 657 reais para financiar uma casa ou para pagar um aluguel (a gente vai discutindo isso ao longo de todos os episódios) e
  • 70% do salário bruto, 1.533 reais ele poderá estar usando da forma que ele quiser (inclusive se ele quiser usar o cartão de crédito ele pode, desde que não ultrapasse esse valor).

E quando vencer a fatura dele, próxima de 1.533 reais, ele vai pagar a fatura integral porque ele não vai mais enriquecer os bancos, tá bom? Então, está aqui uma situação real de um personagem hipotético que a gente vai estar acompanhando ao longo de toda a série.

A dúvida do Zequinha agora é a seguinte: “Trovó, como é que eu vou fazer para me virar com 1.533 reais”? Amanhã vou passar uma dica para vocês de como fazer esse controle para que vocês consigam viver tranquilamente sem precisar desesperar com apenas 70% do salário bruto.

E, a partir de agora, vocês vão começar a acompanhar a trajetória do Zequinha e vocês vão ver que eu vou colocar aqui exemplos bem reais, bem compatíveis com a situação do nosso “Brasilzão” até o último capítulo, onde ele vai saber, exatamente, o que fazer:

  • Como controlar finanças,
  • Como parar de pagar juros,
  • Como investir,
  • Onde investir,
  • Qual corretora escolher,
  • Quais ações comprar,
  • Quais riscos correr, etc.

Já adiantamos uma coisa: Veja Como Investir sem Risco com esse Curso Gratuito!

E não esqueça, então de curtir esse vídeo, que é super importante, compartilhar com o amigo, convidar a família e principalmente se inscrever no canal, tá bom? Daqui a pouquinho, conforme o Zequinha for evoluindo na sua trajetória, ao longo desses dias, vão haver alguns bônus, alguns prêmios para quem estiver ao vivo aqui participando da “Universidade do Investidor”, show de bola?

Então, amanhã não percam o próximo episódio que eu vou ensinar para o Zequinha e para vocês como conseguir equilibrar, para conseguir viver, ter uma vida bacana com apenas 1.533 reais, que é 70%.

Vamos voltar aqui para finalizar: que é 70% de tudo aquilo que o Zequinha tem, que ele pode usufruir, para que ele não se endivide. É claro que todo mundo quer ter aquela vida de bruxo, né? Quer ter um casão, quer ter um carrão. Isso pode acontecer? Isso é legal? Isso é legal, mas isso tem que vir com o tempo, vocês tem que caminhar juntos, tá? Caminhar no passo a passo sem desesperar. Esse é o ponto mais importante. Show de bola?

Então, amanhã é o dia que eu vou ensinar para vocês o que fazer com os 70%, como controlar. Vou colocar aqui a situação do Zequinha, uma planilhinha e todos os gastos dele.

A gente vai começar a cortar aquilo que é supérfluo, aquilo que ele pode economizar, aquilo que ele pode gastar um pouquinho mais, para caber dentro desses 1.533 reais e, a partir de agora, a gente vai ajudar o Zequinha a começar a sair da dívida, começar a sobrar dinheiro para começar a caminhar rumo à independência financeira dele; é claro que isso não é do dia para noite, vão ser vários episódios, vários capítulos e eu espero que você não perca nenhum, tá bom?

Então deixa um joinha aqui no vídeo, compartilhe e se inscreva no nosso canal gente.


Recado do Trovó: Olá pessoal, aqui é o Trovó e nesse vídeo eu quero fazer um convite super especial para você que quer muito aprender do zero e na prática, a investir o seu dinheiro no mercado financeiro ou você que já investe, porém ainda não conseguiu enxergar resultados.

Sabia que existem outros tipos de investimento que geram mais recebimentos de juros do que a tão conhecida poupança?

Então se quiser se juntar a um grupo de pessoas que estão a caminho de alavancar a sua independência financeira e se você quer cuidar melhor do seu dinheiro, eu quero te convidar para participar do meu Workshop gratuito.

Você terá acesso a uma série de vídeos de dicas e técnicas 100% gratuitos.

São conceitos poderosos e que abrirão a sua mente e mudará a sua maneira de enxergar o mercado financeiro. Então aqui nesse vídeo, em algum lugar por aqui, tem um link para você clicar e se inscrever.

Da Redação

Você é otário ou quer Ficar Rico?

Você é otário ou quer Ficar Rico?

 

Como é que o pobre fica rico?

Esse, vamos dizer assim, é o tipo de reclamação que a gente recebe o tempo todo nos comentários do nosso canal. “Ah é muito fácil, Trovó, quem é rico ganhar dinheiro e para quem é pobre só sobra as contas para pagar, não sai do lugar”.

Vamos clarear um pouquinho a sua mente sobre isso aí, tá?

Primeiro, se você é pobre e quer ficar rico, a primeira coisa que você tem que fazer é se afastar da manada, literalmente. O que é manada? São as pessoas que ficam lhe puxando para baixo e que tem aquele pensamento – aquela limitação, aquela crença – limitante na cabeça.

Desde quando você cresceu você escuta a mesma coisa: “Poxa, você precisa estudar, fazer faculdade, ter um bom salário, comprar uma casa, ter um bom plano de aposentadoria para quando você envelhecer você não sofrer”. Só que o que mais temos hoje são idosos passando um aperto danado no nosso país e o que mal eles ganham, serve para pagar os remédios e o plano de saúde.

Então, você só vai conseguir ser rico pensando diferente da maioria e isso é muito difícil. Se você pensar igual à maioria sabe o que vai acontecer? Você vai ser pobre. A maioria da população é pobre. Isso é estatística, pessoal. 90% da população é pobre. Então, se você continuar fazendo exatamente o que todo mundo faz, não tem como você ser rico, você vai ser pobre.

“Ah aquele cara abriu um comércio e está ganhando dinheiro, vou fazer igual”.

Você vai ser pobre. Por que sabe quem vai ganhar dinheiro? Quem sai da caixinha, quem revoluciona, quem faz coisa diferente, quem tem ideias. Não adianta copiar as outras pessoas, você não vai conseguir fazer igual, não vai. Você tem que ter iniciativa. Para de copiar as pessoas, para de copiar o que a maioria faz. A maioria é pobre, se você quer ser rico, você não pode copiar a maioria.

É muito simples na minha cabeça, isso. Nossa! Para de copiar a maioria, pare de ficar escutando conselho de quem não consegue chegar lá. Você vai ter que mudar a chavinha que fica na sua cabeça. Todo santo dia tem 10 novos brasileiros que alcançam a marca de 1 milhão. Bom, se têm 10 brasileiros que alcançam por que não ser você?

Brasil insere 208 mil pessoas entre os 10% mais ricos do mundo.

O que eles têm diferente de você? Você acha que deram sorte? Eles fazem coisas diferentes. Eles procuram ideias. Hoje, para você ganhar dinheiro, basta você ter ideia e força de vontade. Você não precisa nem ter dinheiro, basta ter ideia e força de vontade e começar a receber juros. 90% desses milionários começaram do zero absoluto.

“Ah Trovó, é muito fácil: é só você casar com uma pessoa rica”.

Se você tiver o dom da lábia e for o Don Juan aproveita esse talento, faça isso. Faça, aproveita! Se você tem o dom da lábia e tem a cara de pau de conseguir casar com uma pessoa por dinheiro, faça isso.

Ganhar na loteria é para poucos e o menos provável: receber herança. Também pouquíssimas pessoas vão receber isso aqui tudo. Isso aqui não passa de um conto de fadas. A população se prende a isso porque quando você é criança é isso que você escuta: se você não casar com uma pessoa rica, não ganhar na loteria, não receber herança não tem como você ser rico, filho.

4 coisas sobre dinheiro que deveriam ser ensinadas na escola.

E você vai colocar isso como uma limitação na sua cabeça. E sabe o que vai acontecer? Você vai continuar pobre, vai invejar quem é rico e vai achar a vida inteira que aquilo não é para você. Que você é um azarado! Isso aqui é o menos provável. Isso aqui é conto de fadas, só acontece na história da Disney.

A minoria das pessoas passa por isso, a maioria tem ideias, a maioria investe, a maioria recebe juros. A mágica dos juros compostos faz toda diferença para você aumentar patrimônio. Esse é o pulo do gato!

Outro ponto: se você é pobre e quer ficar rico vai ter que controlar suas finanças independente de quanto você ganha, não tem jeito. Se você quer ganhar dinheiro, primeiro você tem que parar de perder dinheiro e a forma mais rápida de parar de perder dinheiro é parar de pagar o mínimo da fatura do seu cartão.

Se você tem o costume de pagar o mínimo da fatura do seu cartão – me desculpe o que eu vou te falar, mas eu vou repetir – se você tem o costume de pagar o mínimo da fatura do seu cartão, você nunca vai ser rico sabe por quê? Porque toda vez que você paga o mínimo da fatura do seu cartão, você está pagando juros.

Já falei isso aqui, em outros vídeos, a diferença entre a pobreza e a riqueza é que na riqueza você recebe juros e na pobreza você paga juros. Se você está pagando juros, está caminhando para a pobreza e quem que está enriquecendo é o banco. Então, controla as finanças!

“Qual é a regrinha para controlar as finanças, Trovó”?

Para você não se perder, pega 70% do seu salário líquido – não é o bruto porque tem desconto: uma parte vai para o governo e isso faz parte da regra do jogo, não adianta você chorar. Então, o que você tem que considerar? Tem que considerar o seguinte: é o seu salário líquido, independente do valor, pega 70% disso e aprenda a viver com esse dinheiro.

Se você não consegue viver com 70% do valor do seu salário para pagar as contas, você nunca vai ser rico, nunca. Aprenda a viver em cima do seu padrão de vida. Se você quer melhorar o seu padrão de vida, aprenda a viver no seu padrão. Se você quer ter um estilo de vida que não é compatível com o seu salário, você nunca vai ser rico. Isso é super importante, tá?

Já sabe o que são dívidas. Descubra!

Outro ponto: 20% do seu salário líquido você tem que guardar para uma emergência porque ela vai acontecer uma hora. Você vai bater o carro e não vai ter seguro, outra hora você vai ter um divórcio e você vai ter que pagar alguma coisa, vai ter que pagar pensão, outra hora você vai perder o emprego e vai precisar do dinheiro de emergência.

Essas dificuldades da vida vão acontecer, vão acontecer e quando você não tem reserva de emergência, sabe o que é que vai acontecer? Você vai ter que fazer um empréstimo do banco e aí quando você empresta dinheiro do banco você paga juros e se pagou juros vai continuar pobre. Então, você não pode depender de banco. O banco não está aqui para te ajudar, o banco está aqui para enriquecer e ele vai enriquecer em cima de pessoas que não tem controle de finanças. Então você não pode ser assim.

Fuja dos Empréstimos dos Bancos.

Se existem pessoas que conseguem porque que você não consegue? Onde é que está a sua dificuldade? “Ah, eu não sei por onde começar”? Então, siga essa regra aí!

E 10 % você investe! Só vai conseguir aumentar de patrimônio recebendo juros. Isso é muito claro, anota na parede de sua casa: só vai conseguir ficar rico recebendo juros e não pagando. Pagou juros, não vai sair do lugar, vai ficar pobre.

Você vai pegar 10% do seu salário e vai investir em empresas que estão valorizando e não desvalorizando. Essa é outra burrice que a gente aprende quando criança que tem que comprar coisa barata. Coisa barata! Vou esperar ficar barato que é bom! Tomem cuidado com: comprar barato é bom! Tem uma diferença enorme entre uma coisa ser barata e uma coisa ser desvalorizada.

Temos um vídeo específico e bem curtinho explicando detalhadamente como é possível poupar 10% do salário. Veja aqui.

Como Investir Ações?

Se você comprar uma coisa que é desvalorizada a tendência e ela ficar cada vez mais barata e você vai perder dinheiro, então, o barato é diferente de desvalorizado. Vou dar um exemplo para vocês: empresa barata é muito diferente de empresa desvalorizada.

Coloquei aqui para vocês duas ações de duas empresas. Olha que interessante: a primeira empresa aqui é a empresa A. O preço da ação custava 50 reais e quando chega a 30 a população pensa assim: “Nossa, está barata vou comprar porque se voltar a 50 eu quase dobro o meu patrimônio”.

Então, esse é o pensamento de uma pessoa pobre. Por quê? Ela aprendeu, desde criança, que só vale a pena comprar coisas baratas.

Aí a empresa chegou a 35 reais e aí daqui a pouco “boom”, caiu para 20! “Nossa, agora está muito barata. Essa empresa chegou a custar 50 e agora está 20. Meu Deus do Céu, eu tenho que aproveitar e comprar essa ação de qualquer jeito. E vou comprar a 20 porque se ela voltar a 50 eu quase triplico o meu capital”.

Reprodução: Google
Reprodução: Google

Aí ela sobe mais um pouquinho e cai para 18. ”Nossa, se eu tivesse mais dinheiro eu ia investir tudo aqui. Queria ter mais dinheiro”. E aí você vai e fala para o seu amigo: “Cara, você tem dinheiro aí? Porque tem uma empresa aí que está muito boa e ela está muito barata. Se tem um carro, vende o carro, vende a casa, cara. Compra essa empresa, ela está 18 reais. Na hora que voltar para 50 reais, você vai lavar a égua. E está barato. Caiu mais: 15 reais. 10 reais. Vamos comprar que está barato. 5 reais, está barato. 2,50”.

Vocês estão percebendo o que está acontecendo? Está barato desde os 30 reais e o que está acontecendo? As pessoas estão comprando uma ação que está desvalorizando, estão se prendendo a preço e não estão conseguindo enxergar o geral que a cada ano que passa o preço da ação só desvaloriza.

Então é muito ruim você comprar o barato porque o barato ele pode ser 30 reais ou pode ser 1 centavo. E como é que você sabe se a empresa é boa ou não? Poxa, olha o preço: está valorizando com os anos ou desvalorizando? Pô, está desvalorizando então isso não é uma empresa barata, isso é um empresa que está desvalorizando.

E você nunca vai investir em uma empresa que está desvalorizando porque esse aqui é um pensamento pobre porque você vai comprar, comprar e comprar e você nunca mais vai conseguir ter lucro. Vai torrar todo o seu dinheiro numa empresa porcaria dessa por quê? Porque você cresceu acreditando que tem que comprar barato para receber dinheiro.

8 Papéis para investir em 2017

Olha para a empresa B!

Aa empresa B custava 20 reais e aí subiu para 30 aí agora caiu para 25, está barato. “Nossa, mas custava 20”. A visão do pobre: está caro. “Eu tinha que ter comprado a 20. Está tarde, agora já foi”. Aí a empresa foi para 35 reais. “Poxa vida porque que eu não comprei a 20”. Aí a empresa caiu para 30. Teve um desconto aqui, um desconto enorme aqui, de 35 para 30 e um super desconto.

Você tem que comprar, imagina se você for numa loja e perguntar assim: “Quanto custa esse remédio aí”? Custa 35 reais! “Você faz por 30”? “Ah, eu faço”. Você não compra? É um baita desconto, quase 10% de desconto. Nem no comércio você dá 10% de desconto.

Aí você não compra a 30 reais, está muito caro. Aí, de repente, vai lá para 40 reais. Aí você fala: “Por que eu não comprei a 30”. Aí de novo tem desconto: 35 reais. Poxa, de 40 para 35 é um baita desconto, é quase 10% de novo de desconto. E vai e vai e vai…

Então, eu posso compra a empresa até 40 reais. Não tem problema nenhum pagar 40 reais na empresa porque ela está valorizando com o tempo. Valorizando, então, independente do quanto eu estou pagando – pagando barato ou caro.

Analisando friamente agora, o que é melhor comprar: a empresa do lado esquerdo – à dez reais – ou comprar a empresa do lado direito – à 40 reais? As duas estão baratas.

A diferença é que o lado direito – a empresa B – ela está valorizando com o passar dos anos. Eu posso comprar a 40, que ela tem uma grande expectativa de chegar à 60, 50, 55.

A de 10 reais, eu posso comprar ela agora, ano que vem ela vai custar 5 e se eu compra a 5 no outro, vai custar 2,50 porque eu estou vendo claramente a desvalorização por mais barato que ele esteja. Às vezes é melhor comprar numa empresa mais cara porque ela tem potencial de valorização.

Então, a partir de agora, preste a atenção no que eu vou falar: empresa desvalorizada, você vai ficar longe é pensamento pobre e a empresa que deu desconto no preço da ação aí vale a pena.

Desconto: a empresa custava 30 foi para 25, isso foi um desconto e a empresa não está desvalorizando.

16 ações que mais valorizaram na Bolsa de Valores

Vocês percebem que o preço está tendendo a subir com o passar dos anos? Então, eu não preciso comprar a 20 para ganhar com essa ação, posso comprar a 25, ganharia dinheiro. Se eu comprasse a 30, eu também ganharia dinheiro, ganharia menos do que se tivesse comprado a 25, mas tudo bem, ganhei dinheiro. Se eu comprasse a 35, eu também ganharia dinheiro. Se eu comprar a 40 eu também vou ganhar dinheiro.

Olha a valorização que eu tive: de 40 para 55, então, o importante é comprar quando tiver desconto. Optem por empresas que estão valorizando com o tempo. Parem de achar que empresa barata é empresa boa. Esse é pensamento pobre.

Perfeito? Então, o que você vai fazer com os 10% do seu salário? Você vai investir em empresas que estão valorizando e quando que você vai entrar? Quando essa empresa estiver valorizando e lhe der desconto, aí você entra comprando.

Está dado o recado, então. Esse é o caminho para você conseguir sair da pobreza e ir para a riqueza. Faça isso todo mês com 10% do seu salário em empresas que estejam valorizando, no momento que houver um desconto. Tá bom? Um abraço e até o próximo vídeo.

Entendendo a Bolsa de Valores

Sabe por que o mercado de ações é um dos mais indicados para enriquecer? Porque esse mercado financeiro funciona muito bem mesmo diante da crise. Antes que vocês pensem em me dizer que “eu posso perder todo o meu dinheiro com as ações”, eu vou logo afirmando que isso não vai acontecer, se você for um bom estrategista que tenha controle financeiro.

Pode acontecer, realmente pode. Mas, assim também como acontecer os acidentes fatais de trânsito. Eles existem e acontecem todos os dias, mas você não deixa de dirigir, não é? Simplesmente porque entende quais são as causas daqueles acidentes. Na Bolsa de Valores, quando você entender o mercado, você diminui os riscos e passa a ter boas probabilidades de lucro.

No Brasil, a compra e venda de ações acontece na BM&FBovespa (Bolsa de Valores de São Paulo). Essas negociações são feitas por meio das corretoras habilitas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Lembretes: não há valores exatos para serem investidos e comprar ações. Mas, se for para começar com valores baixos, é indicado começar investindo em fundos, já que os custos não serão tão altos. Vamos falar mais sobre os tipos de investimentos abaixo.

Agora, vamos entender um pouco sobre a Bolsa de Valores: em resumo, é um mercado online de negociação de ações e produtos. Foi criada com o intuito de arrecadar recursos para as próprias empresas. Hoje, quem tem participação nessas empresas, recebe parte dos lucros da mesma, já a empresa capta dinheiro à um preço mais baixo do que se fizesse um empréstimo bancário, por exemplo.

Reprodução: Google
Reprodução: Google

Para entrar no mercado de ações, você precisa escolher uma Operadora de Valores: normalmente, Bancos ou Corretoras de Valores.

Ela será sua intermediária e responsável pelos seus investimentos. Depois, durante as transações, seu contato será feito com analistas dessa corretora.

E você também pode investir pela internet, através do Home Broker, uma ferramenta que informa as cotações das ações, ordens de compra e venda de ações. Aqui, é importante estar atento á palavras como Ativo, Quantidade, Preço e Validade.

Os custos para investir na bolsa de valores são: a corretagem – quando você compra e venda ações – e a taxa de custódia – valor cobrado mensalmente pela corretora para guardar suas ações. Você também vai precisar pagar a tributação do Imposto de Renda, que normalmente é de 15% sobre o ganho de capital de ações.

* A isenção do IR ocorre apenas para vendas de até 20 mil reais no mês.

Caso tenham interesse em saber mais detalhadamente como o Mercado Financeiro de Ações é o melhor investimento, acessem esse link.

E entenda tudo sobre a Bolsa de Valores no link.

Curso Online e Gratuito

Oi, aqui é o Trovó!

E eu sei que você acompanhou nosso vídeo e ficou pensando nisso!

Eu resolvi criar um curso de 4 vídeos, gratuitos – ou um minicurso como você queira chamar. Sobre os 5 segredos que a maioria dos investidores não sabem como aplicar no mercado financeiro.

Para participar é muito simples: basta clicar nesse link aqui abaixo, cadastrar seu e-mail e fazer parte deste minicurso, tá bom?

E não se esqueça de curtir e compartilhar com os amigos!