7 passos para o sucesso financeiro que você deve seguir em 2018

ANÚNCIO

Esse é um conteúdo que vai servir de inspiração e motivação para você que já passou bons perrengues na vida, mas nunca desistiu de alcançar o sucesso financeiro porque sabe que com foco e determinação tudo é possível – inclusive, ficar rico.

E para você que também acredita nisso, está aqui uma lista com 7 sacadas que você já deve ter cogitado realizar ao longo dos seus dias, só que nunca parou para pensar a atenção nisso!

ANÚNCIO

Os 7 passos listados aqui é para você, que conseguiu sobreviver a tantas crises econômicas e a tanta falta de desemprego, contas atrasadas, boletos por vencer… E agora está mais forte, mais otimista, mais inteligente.

– Porque é nos momentos difíceis que a gente aprende mais!

Então, vamos direto ao ponto e, obviamente, começaremos pelo 1º passo para você realizar o seu sonho de ter sucesso financeiro, que nada mais é do que ter dinheiro de sobra para ter qualidade de vida.

ANÚNCIO

O Passo Número 1 – Comprar à Vista

Esqueça essa vida de fazer várias compras parceladas no carnê das Casas Bahia em 10 ou 12 vezes porque comprar à vista é melhor, é mais barato, é o ideal para você agora!

Você sabe o quanto de dinheiro você tem pra fazer aquilo que você está fazendo? Se não sabe, vai ter que saber por que não dá para ficar no escuro com o seu orçamento. Não mais!

O que acontece, de fato?

Quando eu parcelo uma compra, independente de qual ela seja, o que eu estou fazendo na verdade?

Nada mais nada menos do que antecipando um estilo de vida que eu ainda não tenho condições de bancar!

Aliás, só existe um momento em que você vai parcelar uma compra. Quer saber qual é esse momento? Quando você tiver o dinheiro todo para comprar à vista.

Ué, se você tem o dinheiro à vista, então, porque você vai parcelar? É nesse ponto que você tem que chegar, entendeu?

Se você não tem o dinheiro à vista, você não vai parcelar – isso se quiser chegar ao sucesso financeiro, lógico!

Se você fizer isso, você não vai (nunca mais) pagar juros aos bancos e as financeiras ou aos lojistas pelas compras parceladas – e aí você pega esse dinheiro e usa para outros fins.

Aliás, tem um jeito de fazer um bom uso para esse dinheiro que você não vai gastar ao pagar juros, sabe qual? Investindo do jeito certo!

Opte por colocar o seu dinheiro a mais, que você não gastou com os juros das compras parceladas, em uma boa aplicação financeira – e aqui você estará dando o seu 1º passo para o sucesso financeiro!

Já ouviu falar de Tesouro Direto, né?

Ou alguma coisa do tipo que seja menos arriscado para você, mas que renda alguns juros.

Opa! Você deixou de pagar juros e vai começar a receber juros, é isso mesmo produção?

Show de bola, você está no caminho certo, no caminho da luz, no caminho dos ricos!

– Porque rico não paga juros, e sim recebe juros!

Conclusão do Passo Número 1

Não faça compras parceladas.

Opte pelos pagamentos à vista.

Com isso, você consegue desconto na compra.

Pegue o valor que você conseguiu com o desconto e invista.

Busque aplicações financeiras que rendam juros e não seja arriscado.

Se você fizer isso, você acabou de dar o seu 1º passo para enriquecer neste ano!

Bora para dar o 2º passo nessa caminhada rumo ao sucesso financeiro?

O Passo Número 2 – Cartão de Crédito

Muita gente que é especialista no assunto das finanças pessoais é totalmente contra o uso frequente do cartão de crédito – inclusive, nós aqui da Trovó Academy já pregamos isso.

Mas, e você, o que acha do cartão de crédito?

E aqui falamos em Nubank, Digio, Credicard, Cartão Carrefour, Cartão Renner, Cartão Submarino, Cartão Mercado Livre, entre todos os outros que estão disponíveis no mercado financeiro.

Não há como negar que o cartão de crédito tem seus benefícios, como as milhas que te deixam viajar sem gastar quase nada na passagem.

Ou a vantagem de ter um “crédito” nas mãos para os casos mais imprevistos, como em uma viagem internacional onde você ficou sem almoço ou quando o carro quebrou.

Bom, o fato é que você até pode gostar de usar o cartão de crédito. Só que como é que eu faço para que ele não seja um vilão na minha vida?

Ah, e considerando isso depois que você conseguir limpar o seu nome né. Porque com a restrição do nome em órgãos como SPC e Serasa, dificilmente você vai conseguir ter um cartão de crédito.

– Exceto se for um cartão de crédito pré-pago.

Bem, o jeito certo de usar o cartão de crédito é fazendo compras com os valores exatos que você tem na sua conta corrente e não prolongado uma compra para o mês seguinte, que você nem sabe se terá salário.

É basicamente a mesma coisa que comprar as coisas à vista – isso só vai acontecer se eu tiver dinheiro na conta.

Ao invés de eu comprar no débito, eu vou lá e compro no crédito só pra poder ganhar as milhas – mas, já sabendo que vou ter o dinheiro para pagar essa conta.

E se você não tem esse autocontrole, o que você pode fazer? Usar algum aplicativo para pagar o seu cartão de crédito de forma antecipada.

Conclusão do Passo Número 2

Então, digamos que se você quer comprar uma garrafa de 100 reais lá no seu cartão, então, ao invés de você passar no débito, o que você faz?

– Você passa no crédito e já paga o boleto do cartão de crédito no mesmo valor! Entendeu?

Porque aí você não fica com esse dinheiro na conta achando que tem ele.

Na real, você já antecipa o pagamento do cartão de crédito garantindo as suas economias e usando como se ele fosse um cartão pré-pago.

O Passo Número 3 – Controle de Gastos

O controle de gastos é um dos pontos mais importantes quando você entende para onde o seu dinheiro está indo porque com isso fica muito mais fácil de você tomar as melhores decisões financeiras da sua vida.

Eis que estamos no 3º degrau para alcançar o sucesso financeiro.

Às vezes, a gente recebe um dinheiro e nem sabe para onde ele foi, né?

Acontece, acontece, acontece. E mesmo que seja sem querer querendo, isso prejudica o seu bolso e o seu sonho.

Porque quando você não sabe por onde o dinheiro foi, você não sabe o que está gerando todos esses gastos e o que está fazendo com que você não tenha um bom patrimônio acumulado!

Logo, você não consegue realizar as coisas da sua vida da forma com que gostaria.

Então, qual a dica aqui: controlar os gastos!

E acredite: por mais fácil que pareça, é bem difícil sair por aí cortando uma besteirinha, um cafezinho e todas essas coisas que você já sabe quais são.

O fato é que quando você tem controle, você acaba segurando um pouco mais do seu orçamento financeiro e evita ficar gastando com besteira, com coisa que você vai comprar e vai ficar jogado em casa.

Portanto, o controle de gastos é algo muito importante!

Conclusão do Passo Número 3

Controlar os seus gastos.

E principalmente quando você for controlar os seus gastos, você começar a perceber quais são as coisas que você está comprando que estão gerando mais custos.

E também quais são as coisas que você está comprando e que estão gerando dinheiro para você – como os investimentos financeiros.

Para entender melhor: entender onde estão as contas para poder tomar as melhores decisões da sua vida e saber onde é que você vai colocar o seu dinheiro a partir de agora.

Bora para o 4º passo para o sucesso financeiro!

sucesso financeiro

O Passo Número 4 – Pague-se Primeiro

Outra dica é você se pagar primeiro. E isso é bem fácil entender: se pagar primeiro é ao invés de pagar primeiro as contas, você paga a si mesmo.

Mas, como pagar a si mesmo? Invista o seu dinheiro.

Sabe aquilo que falamos sobre você guardar muito bem o seu dinheiro que sobrou daquela compra à vista que você fez? Então, some uma parcela da sua renda mensal a ele.

A dica, portanto, é deixar de pagar isso ou aquilo, como o documento do carro, o IPVA, o aluguel e todas as outras coisas que você tem que pagar durante o mês.

Logo, primeiro você separa o quanto você se comprometeu a investir mensalmente para o seu futuro, para o seu sonho de alcançar o sucesso financeiro.

O fato é que a maior parte das pessoas não consegue economizar 10% do salário para investir. Logo, você não tem que começar com essa porcentagem, mas pode iniciar com 1% ou 2% e ir subindo para 5% ou 7%… Tudo gradativamente.

O fato é que ninguém constrói um patrimônio juntando apenas 1% do salário, mas esse é um bom começo até que você consiga chegar ao número de 20, 30 ou até mesmo 50%.

Sim, as pessoas mais ricas do mundo conseguem poupar 80% de tudo que ganham e investem esse dinheiro em aplicações que rendem juros – é por isso que nunca deixam de ganhar mais e mais dinheiro.

Eis o segredo para enriquecer – investir dinheiro… Cada vez mais!

Bom, aqui a ideia é justamente essa: o que fazer para conseguir poupar essas porcentagens todos os meses? Justamente o título deste passo: pague-se primeiro!

Conclusão do Passo Número 4

Você primeiro se paga e aí depois você paga os outros, sacou!

E aí você fica devendo alguém se vai dar um jeito de pagar porque é muito mais fácil dar um jeito de pagar outra pessoa do que pagar a si mesmo, né.

O Passo Número 5 – Renda Extra

Rumo ao sucesso financeiro, vamos ao outro passo: encontrar uma fonte de renda extra!

Você não vai ficar parado achando que simplesmente vai ganhar sempre o mesmo tanto e sem conseguir ficar poupando apenas 5% do seu salário, né?

É muito importante você começar a pensar em formas de aumentar a sua renda!

Como você pode ganhar mais? Talvez pedindo aumento ao seu patrão.

Ou pode ser que seja fazendo alguma coisa e vendendo isso no estádio de futebol?

Sei lá, cara. Existem várias formas de ganhar dinheiro extra de forma justa e limpa, pense aí!

Pode ser também fazendo alguma coisa na escola dos seus filhos, sei lá, vendendo alguma coisa na faculdade… De fato, não importa! O importante mesmo é encontrar uma fonte de renda extra.

E se a gente pudesse dar uma dica, qual é a fonte de renda que a gente recomenda você ter hoje para ganhar dinheiro extra e caminhar mais rapidamente para o sucesso financeiro?

O mercado digital!

Existe algo que se chama mercado de afiliados, que nada mais é do que um mercado na qual você vende vários produtos pela internet e ganha uma comissão por essa venda.

Logo, você não precisa ter um grande investimento para isso.

Mas essa é só uma dica porque você pode pensar em outras maneiras também.

Note que a ideia é ganhar dinheiro extra para investir cada vez mais. Aqueles 5% tem que se tornar 20% ou 50% de invesitmento com base na sua renda total do mês.

Quando você chegar ao ponto de conseguir poupar 50% até 80%, então, você não está no caminho certo, como está também bem perto de chegar ao paraíso – de ficar rico rapidamente!

Conclusão do Passo Número 5

Resumo do passo 5: comece juntando pouco dinheiro para você mesmo. Só que com o tempo aumente esse valor até que chegue a 80% de toda a sua renda mensal, combinado?

O fato de investir e reinvestir dinheiro tem que ser um ato constante para você ter uma vida próspera a partir de agora.

E olhe só como é a vida: se antes você estava começando a comprar à vista para deixar de pagar juros, agora você está investindo cada vez mais para receber mais e mais juros!

Isso é uma virada de jogo, não é mesmo, campeão?

O Passo Número 6 – Plano Financeiro

Agora vamos falar dos planos financeiros!

Como assim?

Você já sabe que vai pegar tudo o que você ganhou e vai investir uma parte disso.

Isso vai ser muito importante para o seu sucesso financeiro.

Mas, a partir do momento que você começa a ter bons resultados e começar a juntar mais dinheiro, você tem que fazer uma reavaliação dos seus investimentos.

E é isso que é o plano financeiro: saber quanto investir em quê.

  • Porque vamos lá… Investir em educação é importante? Sim.
  • Investir na aposentadoria é importante? Também.
  • Investir no curto prazo, para reserva de emergência é importante? Com certeza.

E por aí vai.

Então, você tem que ter um plano financeiro, que nada mais é do que criar prazos para os vários investimentos que você vai fazer – mesmo porque o hábito de juntar dinheiro não tem que ser um martírio para você.

Imagine que todos os meses você poupe 20% do seu salário… Isso dá um dinheiro bom.

Mas, como você vai fazer isso é que vai fazer toda a diferença.

Se você deixar esse investimento na poupança, você não estará sendo esperto o suficiente para realizar o seu sonho mais rapidamente.

A poupança rende muito pouco.

E o que acontece? Você está perdendo a oportunidade de colocar seu dinheiro para trabalhar para você.

Ou seja, deixando de ganhar dinheiro ao longo do tempo.

Existem muitas opções de aplicação financeira para você destinar o seu dinheiro poupado nesse tempo.

Para isso, você vai ter que considerar várias coisas importantes, como:

  • O seu tempo de investimento [quando você vai realizar o seu sonho],
  • O valor do seu investimento [quanto dá os 20% do seu salário],
  • O investimento inicial [será que você não tem algum valor para adicionar?].

Por exemplo, se o seu intercâmbio for ser feito daqui há 3 anos, então, você tem o período de 36 meses para juntar o dinheiro.

Nesse caso, poderia escolher um CDB (Certificado de Depósito Bancário), que tem resgate nesse período.

Mas, se o seu sonho for acontecer daqui há 1 ano, então, o ideal é você encontrar uma aplicação com liquidez diária, onde você poderá sacar os recursos a qualquer momento.

Por outro lado, se você tem mais de 20 mil reais para começar pode encontrar as Letras de Crédito dos bancos, que remuneram muito bem.

E isso porque elas nem descontam o IR (Imposto de Renda).

Conclusão do Passo Número 6

Crie um plano financeiro, que nada mais é do que traçar objetivos, com prazos e valores e realizar isso ao longo do tempo.

sucesso financeiro

O Passo Número 7 – Renegociar dívidas

Renegociar as dívidas com bancos e financeiras é o último tópico para você alcançar o sucesso financeiro.

Normalmente, eles abatem uma boa parte dessa dívida que você está devendo e que é horrível para você porque você está pagando juros por elas.

Essa análise detalhada das suas finanças tem que ser feita para identificar os problemas dos seus gastos excessivos. Antes de iniciar uma renegociação da dívida, aprenda a não fazer outras, novamente, iguais.

O jeito mais simples de conseguir isso é baixar o padrão do estilo de vida.

Depois, feito isso, tenha um planejamento financeiro verdadeiro, listando todas as suas dívidas financeiras. Tente entender, principalmente, as taxas cobradas, o período de quitação e outras informações importantes.

Assim, vá até seu credor e tenta renegociar tudo, buscando melhores condições. Você pode optar, por exemplo, por fazer um empréstimo financeiro pessoal, que costuma ter juros menores, e quitar todas as outras dívidas, que tenham juros mais altos.

Aí, você terá uma única dívida, com valor mais acessível, menos juros e terá todas as condições possíveis para quitá-la o mais brevemente possível.

Além de renegociar a dívida, tenha comportamentos que vão agregar valor ao seu potencial financeiro, como eliminar o cartão de crédito e diminuir o limite (e o uso) do cheque especial.

Esses produtos são considerados os verdadeiros vilões do orçamento financeiro e não a toa, já que tem as maiores taxas de juros.

Conclusão do Passo Número 7

Para concluir esse último tópico, não vamos escrever muita coisa. Mas, se você ver o vídeo abaixo, vai entender tudo o que estamos querendo dizer aqui.

E lembre-se que esse é um passo muito importante para concretizar o seu sonho de ter sucesso financeiro na vida, assista:

Financiamento de Casa

É dívida ou não?

O critério de dívida é o seguinte: dívida é quando você caminha para a pobreza.

E você caminha para a pobreza quando paga juros.

Você paga juros, normalmente, quando faz um empréstimo.

Então, podemos concluir que o financiamento de uma casa é um pagamento de empréstimo, que gera juros para você, então, sim, é uma dívida.

Fato diferente de quando você faz um investimento, que você recebe juros.

E essa é a melhor dica para ficar rico!

Para ficar rico é preciso saber onde investir.

E temos alternativas para aumentar seu patrimônio: Tesouro Direto, LCI, LCA, etc.

Vamos voltar ao financiamento:

“Mas, quando eu terminar de pagar a minha casa, ela estará super valorizada”.

Essa valorização que você diz, acontecerá daqui a três décadas.

E eu estou falando do agora: você está pagando juros?

Então você tem uma dívida e não um investimento.

“Mas a casa é minha”.

E eu lhes digo: não!

A casa só será sua quando você terminar de pagá-la.

Se em 30 anos, você não conseguir pagar, a casa não será sua!

Enquanto isso, ela é do banco.

“Então, compensa mais eu viver pagando aluguel”?

Esse é um assunto ótimo, mas que reservamos para o próximo vídeo.

Porém, vou adiantar o seguinte: se os juros que você recebe do seu investimento for suficiente para pagar o aluguel, então, a resposta é: compensa pagar o aluguel.

“Mas, a única opção que tenho é financiar uma casa”.

Bom, nesse caso eu tenho uma regrinha de ouro para vocês: saiba qual é o valor da casa que você pode financiar!

Como?

Segue um exemplo: você recebe um salário mensal de 3 mil reais. Ok?

Você vai pegar esses 3 mil reais e multiplicar por 12 meses, o que vai dar em 36 mil reais por ano.

Esse é o seu salário anual, que quando multiplicado por 3, resulta em 100 mil reais, aproximadamente.

Esse é o resultado: 100 mil reais é o valor máximo para você financiar uma casa.

Se for acima disso, você vai caminhar para a pobreza e entrar em ruína financeira.

Descubras as outras 3 coisas que são dívidas e ninguém considera, clicando aqui.

Com informações do Youtube

ANÚNCIO