7 séries sobre o mercado financeiro – algumas na Netflix

ANÚNCIO

Os assuntos de finanças pessoais sempre são “estranhos”. E não por que são difíceis, mas porque são pouco conhecidos. Neste artigo, vamos mostrar como estudar através das séries sobre o mercado financeiro.

E por que estudar através de séries?

ANÚNCIO

Porque essa é uma ótima maneira de unir a vida social e o lazer com a educação, sem que ela se torne um assunto chato ou cansativo.

No Brasil, a cultura não é a dos livros – são poucas as pessoas que gostam de ler.

Por isso, as cenas, os filmes, as histórias televisionadas e as séries sobre o mercado financeiro ganharam grande importância desde os primórdios da comunicação.

ANÚNCIO

E será que é possível aprender sobre um tema desconhecido através de séries?

Sim, com certeza.

E, além de tudo, há vantagens. Confira!

As vantagens de ver séries sobre o mercado financeiro…

Em casa – ao invés do cinema!

Se você é daqueles que ainda não se convenceu de que ver filme em casa pode ser tão gostoso quanto ir ao cinema, selecionamos alguns pontos a serem observados. Curte aí.

Filas

Em casa não tem fila. No máximo, você vai precisar esperar os 5 minutos até a pipoca ficar pronta ou até a discussão com a sua esposa terminar, na hora de escolher o filme.

Se você é uma pessoa impaciente, já se convenceu, não é?

Conforto

Se você costuma ir ver filme em salas especiais, tudo bem, até existe certo conforto. Se não vai nessas salas, então já deve ter passado por momentos de desconfortos.

Como uma sala suja, uma cadeira dura, frio ou uma sensação horrível de não poder esticar as pernas.

Pipoca

Gosta de pipoca? Então, com certeza, já notou o quão caro é uma pipoca de cinema, não é?

Em casa dá para fazer aquele brigadeiro ainda ou selecionar os melhores ingredientes para a sua pipoca, tem quem goste de manteiga, sal, temperos, molhos, pimenta, entre outros.

Cobertor

No cinema ninguém vai te levar um cobertor e por mais que você esteja bem acompanhado, o frio pode ser um fator de “irritabilidade”.

Stream Demand

Para quem não sabe é o tipo de serviço que o Netflix oferece, que tem uma gama de opções, categorias, gostos, atores, diretores.

É uma realidade nova, mas que vem mudando o conceito de ver filmes.

Pause

No cinema, uma piscada que você der e você poderá perder toda a história. Em casa, basta pausar e voltar alguns segundos.

Banheiro

Comeu muita pipoca ou bebeu muito refrigerante? Pause o filme e vá ao banheiro.

No cinema, não é incomum encontrarmos pessoas saindo e entrando da sala para ir ao banheiro e como dissemos, qualquer cena perdida pode por tudo a perder, literalmente.

Arrependimento

No cinema, você cria a expectativa pelo filme e logo nos primeiros minutos se arrepende de ter pagado tão caro porque aquela “porcaria”. Isso pode acontecer.

Como o dinheiro é um assunto menos conhecida, esse arrependimento pode acontecer ainda mais.

Portanto, se você começar a ver séries sobre o mercado financeiro e não gostar, você pode pausar e assistir outra.

Se você está em casa, você simplesmente escolhe outra opção.

Sossego

Em casa você dificilmente terá o problema com o sossego.

Já no cinema, pode ser que você esteja em uma sala com crianças chorando, casais cochichando ou adolescentes rindo escandalosamente.

Dinheiro

Em casa você gasta bem menos, não tenha dúvidas. E isso nos vamos provar no decorrer do texto, acompanhe!

7 séries sobre o mercado financeiro

Sobre o mercado financeiro, as séries podem ser ótimas formas de buscar o conhecimento. E essas 7 dicas provam isso. Confira cada um delas!

1 – Abstract: The Art of Design (2017)

Tente montar a seguinte cena: um ilustrador, uma cenógrafa, um arquiteto, um fotógrafo e uma designer de interiores.

Agora, imagine que cada um conte as suas histórias, com as técnicas e as estratégias que fazem parte do seu trabalho.

O foco central é o designa, mas ele não é tudo.

Essa série sobre o mercado financeiro é indicada para todas as pessoas, especialmente as empreendedoras, considerando que têm muitas lições valiosas.

Da concretização dos projetos pessoas até as etapas de comportamento da vida profissional.

Aqui, temos como empatia, persistência e inovação.

2 – Chef’s Table (2017)

Os chefes gastronômicos são de diferentes tipos e nacionalidades.

E, de forma sincera, passam a contar suas trajetórias, seus aprendizados e até mesmo seus segredos no mundo dos negócios e das finanças.

Essa é outra, entre várias séries sobre o mercado financeiro que é indicada devido à sua produção, montagem e descoberta sobre os assuntos das finanças.

O foco é a superação de cada protagonista.

Porém, entenda que ela não trata necessariamente de comida, mas de empreendedorismo.

3 – Billions (2016)

É uma das séries sobre o mercado financeiro que foi criada nos Estados Unidos é um das mais indicadas para quem tem conta na Netflix.

Dinheiro é o assunto principal, mas há muitas questões jurídicas também.

O enredo é mais ou menos esse: Bobby Axelrod é um bilionário dono de uma empresa de investimentos que se relaciona (profissionalmente) com Chuck Rhoades, um promotor de Nova Iorque.

A batalha é jurídica e detalha várias questões sobre os fundos de investimentos e o mercado de ações – sim, da bolsa de valores.

4 – Silicon Valley (2014)

Outra série americana, só que agora de comédia.

E como comédia se une as finanças?

Sim, acredite: Silicon Valley é uma das séries sobre o mercado financeiro e exibida pela HBO.

O enredo mostra um grupo de jovens programadores que moram no Vale do Silício, uma região de empresas de tecnologia – as mais conhecidas.

5 – House of cards (2013)

É uma série americana e sem gênero (alguns dizem ser drama, mas para a maioria é política).

E por que estaria então em uma citação de séries sobre o mercado financeiro? Porque Frank Underwood começa o programa como deputado e, aos poucos, chega à presidência.

Ainda não entendeu? A série fala sobre as movimentações e maquinações dos personagens.

Se você acha que não vale a pena, saiba que ele recebeu indicações ao Emmy.

6 – O sócio (2013)

O programa foi criado por Marcus Lemonis, que é um empresário rico.

A ideia é apresentar e buscar oportunidades de investimentos a partir da experiência dele e do mercado.

Lemonis coloca o próprio dinheiro nos negócios que estão a beira da falência.

A série é um reality show da History Channel.

7 – Suits (2011)

É outra que está no Netflix e a principio é do gênero de crime policial.

Em resumo, é assim: Harvey Specter é sócio de uma empresa que chega a fama após vencer todos os processos.

A questão financeira acontece quando aparece no escritório grandes bancos, investidores e startups.

Os advogados precisam cuidar de investimentos financeiros e em vários episódios o que acontece é uma verdadeira aula de finanças.

Para o canal BuddyTV essa é a 2ª melhor série de TV de 2011.

Sobre investir em conhecimento

Esse é um detalhe valioso e que faz toda a diferença para a conquista do sucesso financeiro.

E por isso incluímos a lista de séries sobre o mercado financeiro – porque pode ser que você já tenha sentido “preguiça” para estudar o setor, não é?

Mas que a maioria das pessoas ignora ao chegar à vida adulta: investir em conhecimento.

Em toda parte inicial do artigo falamos em equilíbrio financeiro, mas como aprender a economizar dinheiro, poupar dinheiro e investir dinheiro sem conhecer, praticamente nada, sobre isso?

Esse é um ponto fundamental que está presente na vida da maioria das pessoas – a falta de educação financeira.

É claro que tudo tem que partir da família, afinal, em termos históricos e culturais, quase sempre, os filhos seguem os exemplos dos pais.

No entanto, isso não costuma acontecer, em termos de educação financeira, no Brasil.

Daí que nem mesmo as escolas ensinam o assunto às crianças, como podemos ver no vídeo abaixo:

Sem dúvida, essa dedicação aos estudos financeiros foi definitiva para muitas pessoas chegarem aonde estão hoje.

A partir disso, elas passam a ter liberdade para fazer escolhas inteligentes.

Até existem casos de pessoas de grande sucesso que não precisaram ter esse tipo de educação formal para prosperar – mas são raríssimos.

E, aliás, saiba que conforme pesquisas, das pessoas que ganham dinheiro fácil (como em reality shows ou em loteria) a maior parte delas perdem tudo.

A proporção é de 3 pessoas para cada 4 vencedores.

Nunca acredite quando disserem que o sucesso é resultado de boas ideias e, principalmente, de sorte – ao invés do conhecimento!

Se você pensa assim, infelizmente está tudo errado!

A busca pelo conhecimento

Mesmo sem diplomas, é possível conseguir adquirir conhecimento para buscar o equilíbrio financeiro.

Nem todas as pessoas investiram muito tempo na aquisição de conhecimento via universidades ou colegiados.

Elas simplesmente tiveram como obsessão o aprimoramento de conceitos e processos para entender ao máximo como otimizar seus negócios!

Por isso, você precisa encontrar uma maneira de adquirir ou aperfeiçoar seu conhecimento.

Crie hábitos para atingir esse objetivo: leia livros, pesquise sobre assuntos de seu interesse profissional, seja curioso, faça cursos – existe uma série de opção gratuita na internet.

Aqui mesmo no blog da Trovó Academy temos duas opções sem gastos:

O primordial é que você mantenha sua mente ativa para sempre aprender mais.

Se você acredita que o estudo não cabe no seu orçamento, trate a educação como um investimento.

Reveja os seus gastos e, se possível, diminua o seu padrão de vida para que você possa arcar com seu progresso intelectual.

O conhecimento entra no currículo e sua empregabilidade só aumenta quando você investe em mais formação.

Some a isso a networking que você faz quando conhece pessoas nesses cursos.

Além do que nessa troca pode surgir um parceiro, um sócio ou até um novo chefe para você seguir crescendo na sua carreira.

Conhecimento é a chave para o progresso.

E você, dedica tempo e investimento para se qualificar e ter equilíbrio financeiro?

Falar de dinheiro

Sala de aula, professor falando sobre que um dinheiro poupado poderia se transformar em investimento, crescer ao longo da vida e lá na frente ser parte daquilo que a gente chama de independência financeira!

Esse parece um sonho distante – mas, não é!

Se todos soubessem que escolhas feitas desde o início da sua vida, desde o seu primeiro salário, pudessem mudar suas vidas, todos fariam isso agora mesmo!

Escolhas no sentido de pensar em mais qualidade de vida, talvez mais simplicidade e cotar com o futuro, que é um futuro não fruto de sacrifício, de esforço, de poupança, mas fruto de uma organização pessoal.

Organização pessoal que leva ao equilíbrio financeiro.

Se soubessem que isso é algo acessível a qualquer pessoa, de qualquer nível de renda, de qualquer nível de conhecimento, nós teríamos uma sociedade muito melhor.

É importante que você entenda que planejamento financeiro não é cortar gastos e fazer poupança ou cortar mais gastos ainda e fazer sacrifício para o futuro, como se o futuro fosse resultado de uma vida de sacrifícios.

Muito pelo contrário, planejamento financeiro é você fazer boas escolhas com seu dinheiro hoje.

Ou seja, aproveitando ao máximo o seu momento presente, vivendo bem, vivendo com qualidade, vivendo melhor do que os outros, com alguns cuidados adicionais para que esse bom presente, essa boa vida de hoje, não se perca amanhã.

Estamos falando de equilíbrio, estamos falando de boas escolhas.

Estamos falando de uma inteligência financeira para que você faça escolhas melhores do que aquelas que a maioria das pessoas fazem hoje.

Isso está em estatísticas: um brasileiro médio endividado em uma sociedade que não consegue pagar suas contas, em uma sociedade que não tem bons planos para o futuro.

Estamos falando de viver melhor.

Com informações de oseudinheirovalemais

ANÚNCIO