Financeiramente falando, vale a pena fazer seguro para carros velhos?

ANÚNCIO

Quando a gente compra um carro novo, logo pensamos no seguro de veículos para ele porque essa é uma forma de assegurar imprevistos ou, ao menos, reduzir os gastos desses acontecimentos.

Mas, e quando se tem um carro velho, que tem um valor de mercado menor, será que vale a pena contratar um seguro de veículos para ele?

ANÚNCIO

A ideia deste conteúdo é discutir um pouco mais essa relação de carros, de seguro, de coberturas e saber se vale a pena ou não, já que essa é uma questão que pode ter uma variação enorme de respostas!

Como surgiu a dúvida?

Na internet encontramos, em um grupo de discussão de finanças, a dúvida. E achamos conveniente escrever um conteúdo para falar sobre isso.

Separamos em tópicos o que o internauta disse para que você entenda muito bem do que ele está falando e o assunto tem tudo a ver com o seguro de carros velhos. Vai lá:

ANÚNCIO

– Não gosto de gastar dinheiro com o carro

– Eu faço investimentos mensalmente

– Tenho uma boa carteira de investimentos

– Tenho um carro velho, com 12 anos de fábrica

– O valor de mercado dele não é muito alto

– Quero saber se o seguro dele vale a pena?

Fizemos uma rápida busca na internet e vimos que o carro mencionado pelo internauta (um Renault Clio 2007) está sendo vendido por R$ 12 mil atualmente. E essa é uma informação importante!

Como funciona o seguro de carro?

O seguro de veículos serve para proteger a pessoa com relação àquele bem que ela tem.

E, como a pessoa diz, ela realmente quer proteger o carro dela.

Agora, a dúvida surge tendo em vista que quanto mais antigo for o carro, realmente, o custo benefício do seguro dele não ser menor.

Isso pode acontecer a ponto de que montante que você tem a perder, caso você tenha um sinistro com o veículo, seja menor do que se você juntasse o dinheiro no ano todo. Entende isso?

Então, a essa relação risco retorno vai ficando cada vez mais intrigante a ponto de que o seguro passa a não valer a pena.

Agora, vamos entender que cotar o valor do seguro é importante antes de tudo. E o seguro é aquele tipo de produto que muita gente tem, mas ninguém quer usar.

Só por isso, já dá para notar que trata-se de uma questão pessoal de cada indivíduo.

Agora, apesar disso, a gente tem que pensar em outro serviço do seguro, que não tem a ver especificamente com o roubo dele, já consideramos o valor total dele. Mas, tem a ver, com os acidentes!

O seguro de carro velho pode valer a pena!

Financeiramente falando, vale a pena fazer seguro para carros velhos?

Em um dado momento, lá em cima, quando fizemos a conta, vimos que quase nunca vai valer a pena ter o seguro de carro velho se pensarmos no roubo do veículo.

Mas, agora vamos pensar de outro ponto de vista, no caso de acidentes.

Porque não é só o veículo que você protege quando você faz um seguro!

A verdade é que você está protegendo também outras coisas importantes.

Por exemplo, imagina que você pega o seu carro velho e bate em um carro de R$ 500 mil.

Só o conserto do para choque dele vai custar mais do que o seu carro, de R$ 12 mil, com certeza.

Então, pensando dessa forma, fica claro que sim, o seguro de carro vale a pena!

Porque aí o prejuízo que você vai ter é muito maior que o prejuízo do valor do seu carro.

Outro exemplo é: imagine que você, acidentalmente, atropela uma pessoa ou que você se envolveu no acidente daí tem algum outro carro que atropelou um ciclista por culpa sua…

Todo esse contexto é pavoroso, mas pode acontecer.

Nesse caso, com o que você iria segurar? Estamos falando de pessoas machucadas e morte!

Se você tem o seguro, no máximo vai ter que pagar a sua franquia, que é uma parte do valor do seu carro. Agora, a maior parte do prejuízo ficará para a seguradora e não para você.

O seguro é importante

Quando você faz o seguro de carros velhos e olha no sentido de assegurar o veículo em si, todo mundo vai concordar com você que quanto mais antigo carro menos vantajoso é o valor do serviço.

Isso porque o valor do carro é baixo frente ao valor do seguro.

Mas, tudo que envolve o risco de ter um carro, tem o outro lado.

Portanto, não é só o património próprio do carro, mas sim todas as situações que ele pode envolver que podem gerar pra você um transtorno absurdo.

E, aí sim, isso pode gerar um prejuízo muito maior do que o próprio valor do carro. Então, nesse caso, o seguro vale a pena mesmo para carros mais velhos.

Análise e cote!

Por fim, não há melhor dica do que dizer para você avaliar com um pouco mais de critério essa possibilidade de contratar o seguro.

E faça isso não olhando somente para o valor do seu carro, mas, sobre tudo o que você pode ter de transtorno.

Às vezes, o montante do seguro vai te dar uma tranquilidade que em um eventual momento de muito prejuízo, você possa evitar um dano maior para o seu bolso.

ANÚNCIO