Rico vs pobre – conheça 4 detalhes que fazem toda a diferença

ANÚNCIO

A gente criou esse conteúdo de forma ilustrativa como se fosse uma batalha entre rico vs pobre. No entanto, a ideia é apenas uma: mostrar como você pode estar tanto do lado do rico ou do pobre apenas observando seus comportamentos diários.

Se você se acha pobre, então, é hora de saber como mudar de lado. E para isso, nós separamos 4 detalhes que são diários, simples, indolor e que fazem toda a diferença. Você vai ver que enriquecer ou empobrecer é sim questão de escolha.

ANÚNCIO

E cuidado porque você pode estar se auto sabotando. Por exemplo, se você tem uma única fonte de renda, se tem o sonho da casa própria ou do carro próprio, se não estuda sobre finanças ou ainda se tem muitas dívidas… Bom, vamos explicar isso em detalhes, leia tudo.

Rico vs pobre

Ah, somente lembrando um último detalhe, lembre-se que aqui não estamos em um ringue, ok? A ideia é muito simples: mostrar algumas diferenças entre ricos e pobres. E, mais do que isso, falar como dá para sair de uma posição e ir para a outra mudando comportamentos.

1 – Renda

O primeiro detalhe é sobre a fonte de renda. O rico tem várias fontes de rendas. E ele tem não porque é rico, mas porque sabe a importância disso. Dessa forma, ele tem um trabalho, ele tem investimentos, ele tem ações, ele tem formas de ganhar juros.

ANÚNCIO

Na mesma comparação, o pobre tem uma única fonte de renda. Assim, quando ocorro dele perder essa fonte de renda, ele fica zerado. E se você vai reclamar que não tem dinheiro para ter outra fonte de renda, desculpe, mas você está enganado.

O Tesouro Direto permite ativos a partir de R$ 30 enquanto isso, há fundos de investimentos em ações a partir de R$ 100 no mercado. Portanto, todo mundo que tem alguma primeira renda poderá ter uma segunda renda, se investir dinheiro.

2 – Gastos

Um segundo ponto importante nessa luta saudável entre rico vs pobre é sobre os gastos. O rico inclui os investimentos como se fosse um tipo de gasto. Além do mais, ele evita compras que vão gerar mais gastos.

Se você analisar os maiores investidores e mais ricos do mundo vai ver que eles não têm carros de luxo ou mansões. Justamente porque isso gera gastos maiores também. Sendo assim, sempre optam por investir mais em ativos do que passivos.

Já quem está do outro lado, do lado menos favorecido financeiramente, considere que há muitos gastos com a compra de carros do ano, com casas caras, com tênis da Nike e assim por diante. Porém, isso tudo é passivo e não vai gerar renda, ou seja, não é ativo.

3 – Dívidas

Esse terceiro ponto também é importante. Você já parou e pensou sobre o que mais pode lhe trazer dívidas. Provavelmente, se não se ligou ainda, saiba que a resposta pode estar em nomes como “cartão de crédito”, “cheque especial”, “financiamentos”, “empréstimos”.

Então, vamos à nossa boa e velha comparação: o rico quase não faz uso de tais recursos. Mas, o pobre sim. Ele financia a casa, depois o carro, depois a moto. Também faz empréstimo para pagar os impostos do carro e da casa e da moto. Então, usa o cartão e parcela a fatura.

Isso nos faze entender ainda mais a diferença do rico vs pobre, né? A forma de usar o dinheiro e até mesmo o uso dos meios de pagamentos fazem toda a diferença. Umas são mais vantajosas, como o pagamento à vista, que gera desconto e evita as dívidas futuras.

4 – Educação

E para fechar, um último ponto que julgamos ser importante aqui é sobre a educação financeira. Não é raro encontrar pessoas bem instruídas, ricas e investidoras que compram jornais, assinam revistas e leem livros de todos os tipos.

Por outro lado, uma pequena parte dos pobres faz isso. Enquanto a maioria deles gasta com assinaturas de games, séries, filmes. Essas são boas pedidas também, mas tudo vai depender da qualidade do que você está vendo ou lendo.

Os livros, de uma forma geral, nos trazem um conhecimento que pouquíssimas séries ou filmes conseguem trazer. Além do que, a leitura estimula a imaginação, a criatividade e nos faz pensar em conceitos diferentes. Enfim, se você não tem o hábito de ler, deveria.

5 passos para deixar de ser pobre e começar uma nova vida

Ah, mas, falando mais especificamente da educação financeira, comente aqui, o que você tem visto ou lido ultimamente? Se não gosta de livros, ao menos, tem visto canais no Youtube ou páginas do Instagram de gente que conhece da área e do mercado? É um começo.

Qual é o seu lado nessa história?

Assim, a gente termina esse conteúdo, perguntado a você de qual lado você está. Se está do lado pobre, tudo bem. Mas, saiba que dá para mudar. Se está do lado rico, mesmo que ainda não seja rico, ótimo, esse é o caminho a ser trilhado.

Rico vs pobre

É importante considerar que, como já mencionamos, pequenas mudanças podem fazer toda a diferença. Comece então a evitar dívidas, criar outras fontes de renda, gastar o dinheiro de forma mais inteligente e investir, obviamente. Além disso, invista na sua educação.

Isso tudo prova que o rico não é rico apenas porque tem dinheiro. De modo geral, ele sabe o que fazer com a renda que tem, sabe investir em si próprio e busca maneiras de sempre ganhar mais dinheiro – do que ficar, simplesmente, pagando boletos, contas e financiamentos.

ANÚNCIO