Notícia Atualizada: Como ter uma Renda Mensal de 8 mil reais hoje?

ANÚNCIO

As recentes notícias sobre a Reforma da Previdência Social trouxe aos brasileiros a preocupação com a aposentadoria – que, ao que tudo indica, parece estar por um fio. Assim, quando mais cedo começarmos um planejamento financeiro, mais tranquilidade nós teremos na velhice.

Sobre investir dinheiro na atualidade, com as possíveis reformas e a queda da Selic, separamos alguns tópicos interessantes. Confira!

ANÚNCIO

Onde os Milionários Estão Investindo Dinheiro atualmente?

Pode parecer incrível, mas os milionários estão investindo dinheiro na previdência privada e nos fundos multimercados, que foram consideradas as aplicações financeiras favoritas dos milionários no primeiro semestre do ano.

A pesquisa foi feita pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), que mostrou também que os recursos aplicados avançaram em 17 e 13%, respectivamente.

Outros destaques foram os FIDCs (Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios), com alta de 38%. Seguido dos títulos públicos (7%) e a renda variável (4%).

ANÚNCIO

Com os Juros Baixos – Onde Investir Dinheiro?

A queda dos juros tem tudo a ver com os investimentos financeiros, principalmente na renda fixa.

Antes era muito comum termos rendimentos de 1% nos pós-fixados – isso quando a Selic estava em 14% ao ano. Agora, a rentabilidade caiu para 0,6%, considerando uma taxa básica de juros em 8%.

A tendência é que ela continue recuando.

Pensando nisso, qual o melhor investimento? “Se for volátil, os gestores brasileiros precisam operar na renda variável. Ou precisarão aprender a fazer isso. Se a taxa ficar estável, a indústria de fundos tem que mudar muito”, garantiu Marco Freire, da Kinea.

Como Investir em Renda Fixa: O Guia Definitivo

Na opinião dele, no atual cenário, o importante é começar a olhar para o micro das operações – “nos juros isso pode ser feito pegando o movimento de um vértice contra o outro”.

“Será preciso analisar bem as empresas. Fazendo long & short, você compra as ações que enxerga bom potencial e vende aqueles que acredita na queda, sempre em pares”, avalia.

O fundo multimercado Kinea Chronus aposta em títulos prefixados com vencimento em 2021 e a NTN-B, que são títulos de inflação com vencimento entre 2021 e 2022.

“A oportunidade não está em apostar se a Selic vai ficar em 7% ao ano ou em 6,5%. Está em acreditar se a taxa vai voltar a subir em breve ou não”, ele conta.

“Se achar que é uma queda duradoura você tem que se posicionar com juros longos. Nós acreditamos que a Selic vai ficar baixa por mais tempo, por isso temos estes vencimentos”, garante.

O especialista fala que quem quer rentabilidades maiores precisará ver o mercado com outros olhos – a se começar por analisar os fundos multimercados. “Este tipo de fundo não é tão volátil como o fundo de ações e também não é direcional”, ele avalia.

Investir Dinheiro nos Fundos Multimercados

Essa também é a aposta do Andbank Brasil, um banco europeu que é especializado em gestão de patrimônio.

A orientação é aumentar a alocação dos fundos multimercados e em ativos pós-fixados.

“Os prêmios nos vértices mais curtos da curva de juros continuam baixos”, avaliam os analistas do Andbank.

“Essa sobrealocação protege o investidor e os fundos multimercados devem apresentar boas oportunidades no curto e médio prazos”, diz o superintendente do banco Leonardo Hojaij.

“Os títulos indexados à inflação devem apresentar retornos abaixo do CDI no curto prazo em função dos prêmios menores e baixo carrego inflacionário”, aponta o relatório.

Tesouro Direto tem Recorde de Valor

O estoque do Tesouro Direto alcançou mais de 47,5 bilhões de reais em agosto e as aplicações de até 5 mil reais representaram 80% do total.

Os dados mostram que o programa criado em 2002 tem se tornado cada vez mais democrático com a ampliação da participação de pequenos investidores – o título mais demandado foi o indexado à Selic, chamado Tesouro Selic.

Quanto ao número de investidores, houve um aumento de 10 mil pessoas em agosto, levando a um total de 531.461 mil participantes. O número de inscritos é 72% maior do que no último ano.

O estoque do Tesouro é composto, na maior parte (44%) por títulos com vencimentos entre 1 e 5 anos. Os com prazos maiores (5 e 10 anos) correspondem a segunda maior fatia (33%) e os acima dos 10 anos ficam com 17% do total.

Erro dos Brasileiros na Hora de Investir Dinheiro

A Geração Y não tem muitos pensamentos sobre fazer uma Reserva de Emergência. Esse é o erro na hora de investir dinheiro – eles simplesmente desistem antes mesmo de tentar.

Isso está comprovado em uma pesquisa feita pelo banco Neon, que analisou mais de 10 mil pessoas dessa faixa etária, a partir da sua base de clientes.

Conforme o banco, quase 80% das pessoas querem atingir a reserva financeira de até 5 mil reais e para isso destinam investimentos de até 300 reais, porém, sem serem consistentes.

O banco descobriu que mais de 40% do total desiste da aplicação após algum tempo.

Entre todas as aplicações 81% não eram programadas.

Em termos comparativos, nos Estados Unidos, uma pesquisa mostrou que com respeito aos investimentos acionários, o comportamento da mesma geração não diferente do hábito dos pais – eles investem com base no sentimento em relação às marcas.

“Há não muito tempo atrás, investidores inexperientes, atraídos pelo potencial de uma internet que ia mudar tudo, jogaram pilhas de dinheiro em novas ‘ponto com’ e empresas como a Cisco”, disse um especialista na coluna Market Watch.

“Ninguém esperava que a fase boa acabaria, mas é claro que acabou. E mesmo investidores fora do day-trade, que apostaram pesado em internet e tecnologia, perderam tudo”.

Investir Dinheiro na Poupança

Esse tópico também tem a ver com a queda dos juros – isso porque o Banco Central acionou o gatilho que faz com que a rentabilidade da poupança caia para 70% da Selic e some com a Taxa Referencial (TR).

Assim, a caderneta da poupança para a render algo em torno de 5,7% por ano mais a TR.

Paulo Henrique Correia é da Valor Investimentos e diz que no atual cenário alguns investimentos com um pouco mais de risco devem ficar mais atrativos.

“Quem quiser continuar na renda fixa pode optar por recursos em títulos pré-fixados, alongando o máximo possível. Quem tiver mais adesão ao risco, pode ir para os fundos multimercados, fundos imobiliários ou ações”, disse.

“Alguns desses fundos tem valor de aplicação de 5 mil reais e essa sugestão serve para os investidores de médio prazo, olhando dois a três anos para frente. Aqueles que vão necessitar dos recursos no curto prazo, podem seguir as aplicações atreladas à Selic”, comentou.

Investimento Financeiro para quem tem mais de 50 anos de idade

O tempo é sempre uma vantagem para quem é jovem. No assunto das aplicações financeiras, a variável é a mesma – quanto mais tempo se investe, maiores são os lucros devido aos juros compostos.

No entanto, nem todo mundo começa a poupar dinheiro cedo – o que é um erro. Como fica, então, os investimentos para as pessoas mais velhas?

Fernanda Zucatelli é assessora da Cash Invest e diz que nunca é tarde para começar a poupar dinheiro, mesmo que já se tenha uma idade avançada.

“Porém, é sabido que, quanto mais tarde começamos, maior deverá ser o aporte financeiro para garantir uma condição de vida mais confortável naquele momento em que não mais estaremos aptos a produzirmos renda”, observa.

O ideal é, ao menos, ter 6 anos para poupar dinheiro se pensarmos em aposentadoria que não precisa ser, necessariamente, a previdência privad.a

“Não deve ser levado em conta um eventual imóvel para moradia, pois este não produz renda. Mas como disse, nunca é tarde para começar”, avalia.

Zucatelli comenta que para quem tem mais de 50 anos, acumular os recursos em uma aplicação segura, como os títulos públicos ou ativos da renda fixa que são garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) é o aconselhável.

“Mais tarde, com um capital já acumulado poderá pensar em alternativas de investimentos financeiros”, comenta.

Porém, enquanto está no estágio de forma da reserva financeira, é prudente a contratação de um seguro de vida para a família – caso alguma coisa aconteça no meio do caminho que impeça a formação da reserva suficiente, avalia a assessora.

Investir Dinheiro para uma Renda Mensal de 8 Mil Reais

Junior Jandir Reginatto é assessor da Futuro Investimentos e afirma que é possível traçar uma estratégia em linhas gerais para ter essa rentabilidade no futuro.

Primeiro, ele diz, é preciso definir qual a estratégia será usada para a fase de acumulação de patrimônio e depois na rentabilização do mesmo.

Cada um desses pensamentos trará ideias diferentes – que vai depender do perfil do investidor.

“Também devemos levar em consideração a inflação, que corrói o poder de compra ao longo dos anos – fato que muitas vezes é esquecido pelas pessoas”, afirma.

Para se chegar à 8 mil reais mensais, Reginatto levou em conta a base das taxas acumuladas no último ano até agora, com a CDI em 11,8% e a inflação em 2,46%.

“Nesse cenário, os juros reais ganhos será de 7,26% – considerando 15% do imposto de renda sobre o rendimento e a inflação do período”, avalia.

Assim, se o investidor pensar em um rendimento baixo, como de 100% do CDI, precisaria de 1,3 milhão de reais investidos, o que daria uma renda anual de 96 mil reais – ou 8 mil reais por mês sem beliscar o patrimônio acumulado.

“È claro que com o cenário vigente, com a Selic em 8,25%, os valores vão mudar. Mas a projeção acima serve para ilustrar a resolução do problema e algumas das variáveis envolvidas”, diz.

Para ter sucesso nessas contas, o assessor lembra que é preciso observar fatores como o tempo disponível para formar a reserva financeira, o perfil de investidor, a capacidade de aportes mensais e outros.

Onde Investir 10 Mil Reais?

“Pode-se optar por títulos pré-fixados, que rendem 9% ao ano. Mas com a taxa de juros caindo, o ideal é tomar um pouco mais de risco, migando para fundos multimercados e renda variável”, diz Paulo Henrique Correa.

“Sugiro acessar o site do Tesouro e procurar por corretoras que não cobram taxa de administração para investir. O ideal é manter o investimento por maior período possível para garantir liquidez”, diz Renan Lima.

Onde Investir 20 Mil Reais?

“Considerando um valor um pouco maior, o investidor tem a opção de diversificar em mais produtos, o que dilui o risco da carteira. Alocaria preferencialmente em renda fixa pré-fixada e colocaria uma parte em fundos multimercados, fundos imobiliários e renda variável”, diz Paulo Henrique Correa.

“Com esse valor já dá para acessar bons fundos multimercados e incluir ações na carteira. O ideal é definir o quanto poderá ser aplicado em um prazo maior e quanto poderá ser no prazo menor. Com isso em mente, é possível diversificar a carteira”, diz Renan Lima.

Onde Investir 50 Mil Reais?

“Vale o mesmo para quem investe os 20 mil reais, porém, com esse volume, o investidor poderá ter acesso a mais produtos fazendo com que haja uma melhor diversificação do portfólio e, por consequência, diluindo o risco do mesmo”, diz Paulo Henrique Correa.

“Dá para diversificar em ações que tenham até 10% deste valor, buscando boas opções emc asas de investimento independentes. Há também a opção de aplicar na ETF (Exchange Traded Funds), que replicam o índice da Bolsa de Valores de São Paulo”, diz Renan Lima.

Comece Agora!

Se os juros compostos trabalham a seu favor e tem o tempo como principal aliado, o que você está esperando para começar?

As aplicações financeiras, quando escolhidas da forma certa, podem significar uma rentabilidade durante sua vida toda. Isso mesmo, você pode viver de juros se quiser. Só precisa entender que tudo é construído com o tempo.

Tenha confiança para mudar de vida!

Se você gostou do assunto, mas ainda conhece pouco do mercado financeiro, temos 2 conteúdos TOTALMENTE GRÁTIS para você ler e assistir agora.

O primeiro é sobre o mercado de renda fixa, que tem os melhores produtos financeirospara as pessoas que não gostam de arriscar, mas que sabem que existem opções que vão além da previdência privada, ou seja, mais do que 0,5% ao mês.

E-BOOK GRATUITO DA RENDA FIXA

O outro é uma série de 4 vídeos, também gratuitos, que ensina sobre a renda variável. Essa opção exige mais conhecimento, mais disciplina e, portanto, não é indicado para quem ainda não conhece da renda fixa.

Se você já entende tudo de rentabilidade, taxas, mas ainda não conseguiu realizar o sonho de viver de juros, talvez essa seja sua chance.

WORKSHOP GRATUITO DA RENDA VARIÁVEL

“O importante é guardar e ter sempre reserva para emergências ou aproveitar uma oportunidade de negócio vantajosa que surja”, diz, sobre investir dinheiro, o economista do Ibmec, Gilberto Braga.

Notícia Atualizada: Como ter uma Renda Mensal de 8 mil reais hoje?
Reprodução: Google

Com informações do Infomoney

ANÚNCIO