Qual é a diferença entre a renda fixa e a renda variável?

Onde eu devo aplicar os meus recursos? Quais as vantagens e desvantagens? Renda fixa e renda variável? Quem nunca se perguntou tudo isso ao tentar ficar rico investindo que atire a primeira pedra!

A verdade é que há uma diferença enorme entre os dois tipos de investimentos e acredite: você pode ganhar dinheiro nos dois. O importante é entender as características de cada um para saber o melhor para você.

E é justamente isso que vamos fazer neste conteúdo, portanto, preste a atenção para não investir errado e perder tudo ao invés de lucrar com o tempo.

A diferença!

Qual é a diferença entre a renda fixa e a renda variável?

Em primeiro lugar, o que é uma renda fixa e o que é uma renda variável?

Na renda fixa…

Basicamente, a diferença é que na renda fixa você sabe a remuneração que você vai ter depois de um determinado período ou pelo menos a base que você terá para remunerar o seu investimento.

Vamos citar aqui alguns exemplos!

Você vai ao banco e aí o banco oferece um certificado de depósito bancário, que é o CDB.

E esse CDB vai dizer exatamente, como vai ser lastreado esse seu investimento nos títulos de governo.

Tem também o multimercado, que são papéis do banco, ou seja, ele vai me dizer qual será a base que vai proporcionar a taxa de correção do investimento.

Você vai para o Tesouro Direto e também tem essa base de cálculos.

Você tem lá o Tesouro Selic, o Tesouro IPCA e por aí – todos são pré determinados e você já tem a base de remuneração.

Inclusive, até no próprio pré-fixado você já sabe também a taxa de juros será aplicado para aquele investimento em um determinado período de tempo.

O importante é entender que você já sabe qual será a base de remuneração de rendimento da sua aplicação!

Na renda variável…

Já a renda variável, as coisas não funcionam tão bem assim.

Ela sofre a influência do mercado, da política, da economia, do mercado nacional e internacional.

Vamos citar exemplo!

Você aplica na bolsa de valores em uma empresa. Assim, você vem se tornando um pequeno sócio com uma ação dessa empresa. E ela pode ter um desenvolvimento muito bom no futuro.

Assim como pode não ter, portanto, pode ter um resultado negativo também.

E, na renda variável, o dólar (por exemplo) pode influenciar nos resultados. Inclusive, o dólar é como uma renda variável, já que pode se alterar sem você saber o resultado dele no futuro.

A diferença para a renda fixa é que na variável você não sabe exatamente qual vai ser o rendimento que você vai obter no futuro!

O que o fazer: ficar na renda fixa ou na para a variável?

Qual é a diferença entre a renda fixa e a renda variável?

Qual é o conselho para os investidores?

Na renda fixa…

Aquela aplicação que você vai fazer para o imprevisto do dia a dia ou também para investimentos de curto prazo te quem ser na renda fixa.

Por que? Quando você já tem uma data determinada que você vai sacar aquele recurso para fazer um determinado investimento ou uma determinada despesa você aplica em renda fixa e não aplica em renda variável.

O motivo é que você tem uma data exata para lançar mão dela e vai que na véspera deste dia você ou aquela investimento tem um rendimento muito baixo… Aí daria ruim!

Porque você vai sacar e vai perder!

Portanto, para o dia a dia e para o curto prazo (até para o médio prazo, na maioria das vezes), sempre aplica-se em renda fixa.

Na renda variável…

Agora, você vai investir para o longo prazo?

Neste caso, você pode se optar por investir parte das suas reservas em renda variável.

Só que aí você vai ter que entender que em alguns casos ela pode render muito, mas não quer dizer que vai ficar assim sempre. Já que em outros, a sua ação pode até ficar negativa.

Também pode ter um momento em que ela vai ter uma renda baixa, mas vai chegar o momento em que ela vai se recuperar.

Na verdade, a renda varável é mesmo variável.

Então, como investir na bolsa?

É necessário um acompanhamento, é necessário fazer um bom estudo antes você investir em renda variável, é necessário que você esteja seguro dos riscos que você vai ter durante um determinado período.

Então, não é nada difícil ou impossível… Dá para investir na bolsa.

Só que isso exige um custo de tempo e de conhecimento bem maior do que na renda fixa, que já tem um “final programado” e um “juros acertado”.

Mesmo que você seja conservador, em primeiro lugar, considere proteger os seus recursos e se você já tem recurso suficiente para correr um pouquinho de risco, então, você vai para renda variável!