Saiba qual é a sua relação com o dinheiro conhecendo 5 tipos de pessoas

Na hora de estudar a nossa relação com o dinheiro, uma coisa bacana é tentar entender os tipos de pessoas que existem. Por exemplo, a gente sempre vai ver aquela pessoa que nasceu rica e perdeu tudo ou aumentou o patrimônio.

Também tem a pessoa que não tinha nada, inclusive, passava necessidades básicas. Mas, com esforço, ela deu a volta por cima e enriqueceu. Outro grupo é o das pessoas que não ligam para o dinheiro. Para elas, tanto faz.

Só com essas poucas linhas, a gente consegue ver que existem vários tipos de pessoas. Ou seja, várias formas de se relacionar com o dinheiro. Mas, a grande pergunta é: qual tipo de pessoa é você? Para que você tenha a resposta, nós criamos essa matéria.

Sendo assim, separamos aqui os 5 principais tipos de pessoas e, com certeza, você se encaixa em uma delas. Continue lendo e entenda cada um dos grupos.

1 – As pessoas que não está nem aí

Entre o rico e o pobre, a gente pode falar que existe um tipo de pessoa que não está nem aí para nada, sabe? Alguns profissionais falam em pessoas medianas. Ou seja, que vivem com o pensamento de que está sempre tudo bem.

Isso é ruim? Não necessariamente. Mas, do ponto de vista financeiro, saiba que são aquelas pessoas que até vivem bem e compram bens materiais, como carros e casas. No entanto, elas nunca realizam grandes feitos, como o enriquecimento.

Se você se enquadra nesse perfil, está tudo bem mesmo. Afinal, esse é o seu pensamento mais comum, certo? Aliás, você tem uma casa para morar e um carro para andar. Então, o que mais quer na vida?

2 – As pessoas que nasceram ricas

Também existe um outro grupo, que é formado pelas pessoas que são ricas por natureza, se é que a gente pode falar assim. Obviamente, é um grupo mais raro de ser encontrado, mas que existe, ainda que pareça estar em extinção.

Ele é formado por pessoas que nasceram em berço de ouro. Ou seja, que possuem pais ricos, com heranças. De modo geral, se a sua relação com o dinheiro envolve viagens internacionais desde criança, sempre vai de motorista para a escola ou coisas assim, então, você está aqui.

Esse é um julgamento? Claro que não. Afinal, a gente conhece gente assim que é super simples, acessível e simplesmente administra a fortuna que tem. Ou seja, não há mal algum nisso, viu. Só queremos dizer que é um tipo de pessoa que existe também.

3 – As pessoas que são pobres de espírito

Aqui sim, talvez a gente tenha que fazer um julgamento. Aliás, esse pode ser o pior tipo de pessoa que existe atualmente. O pobre de espírito é aquele que conseguiu acumular dinheiro ao longo da vida e hoje tem muitos bens e investimentos.

No entanto, essa pessoa se julga pobre. O motivo? Geralmente, ela pensa que um dia pode perder tudo. Mais do que isso, costuma falar em fim dos tempos, por exemplo. De modo comum, são ultraconservadoras e privam os filhos de quase tudo – o motivo é a economia.

Então, resumidamente, esse é um grupo formado por pessoas ricas. Mas, não como as ricas que citamos. Nesse caso, mesmo com o dinheiro na conta elas são pobres de espírito.

4 – As pessoas que enriquecem do zero

Agora, ao contrário do que falamos acima, saiba que esse é um grupo de pessoas que merece todo respeito e admiração. Inclusive, está cada vez mais comum encontrar pessoas que se enquadrem aqui. Aliás, tomara que você seja uma delas no futuro.

5 leituras obrigatórias para quem quer ficar rico começando do zero

Assim, se a sua relação com o dinheiro tem a ver com a infância em famílias pobres ou sem muitos recursos, já é um começo para estar aqui. O que vai mudar é que com os bons hábitos financeiros, essa pessoa consegue, literalmente, dar a volta por cima.

Para isso, elas batalham, lutam, se esforçam e enriquecem a partir dessa disciplina. É o grupo que forma as pessoas que são verdadeiramente ricas. Ou seja, mesmo não tendo nascido em berço de ouro, elas enriquecem sem deixar de serem pobres de espírito.

5 – As pessoas que são pobres

Por último, como não poderia deixar de ser, temos as pessoas pobres. Ou seja, independentemente do passado delas, elas acreditam que sempre serão pobres. Ou seja, não vão conseguir enriquecer um dia. Assim, esse é o pior tipo de gente.

O motivo: elas realmente vão continuar pobres. E mesmo que ganhem na loteria, saiba que com esse pensamento não vão conseguir administrar os recursos. Então, em pouco tempo, voltarão a ser pobres. Esperamos que você não esteja aqui nesse grupo.

A mistura dos grupos

relação com o dinheiro

Para contextualizar tudo o que falamos sobre a relação com o dinheiro que as pessoas têm, considerando esses grupos, saiba que dá para mesclar eles. Ou seja, pode acontecer que uma pessoa saia de um grupo e vai para outro.

Por exemplo, imagine alguém que já nasceu rico (grupo 2). Agora, pense que ela foi atrás de aumentar o patrimônio que tinha. Para isso, estudou muito e conseguiu esse objetivo. Assim, elas também fazem parte do grupo 4. E não que enriqueceram do zero. Mas, são guerreiras também porque foram atrás dos sonhos.

Ou pense na pessoa que nasceu pobre (grupo 5). Daí, ao longo da vida ela consegue enriquecer. No entanto, ao invés de prosperar, ela se torna pobre de espírito (grupo 3). Entendeu? A boa notícia é que sempre dá para sair de um grupo e ir para outro.