Aprenda como regularizar o CPF online no site da Receita Federal

Estar com o CPF negativado é ruim para o mercado financeiro. No entanto, estar com o CPF em situação não regular é ruim para outras áreas, como no impedimento para receber benefícios sociais. Logo, a saída é regularizar o CPF online. Até mesmo porque isso é simples.

Lembrando que você pode fazer esse procedimento presencialmente seja em uma unidade da Receita Federal ou em bancos (como na Caixa econômica Federal e no Banco do Brasil). Mas, ultimamente, os meios digitais têm sido a melhor alternativa.

E sabe por que? Primeiro porque evita a aglomeração de pessoas no mesmo espaço. Mas, não é só isso: o processo online é gratuito enquanto nos bancos você teria um gasto de R$ 7, como vamos explicar mais abaixo.

Dessa maneira, fica fácil entender porque se deve optar pela regularização do Cadastro de Pessoa Física pelo meio digital. A dica, no entanto, é que você acesse a página direta da Receita Federal e não entre em links que chegam por e-mail ou Whatsapp.

As situações do seu CPF

Você sabe que existem vários motivos para você buscar a regularização do seu documento pessoal. E, de forma convicta, isso é sempre o melhor a se fazer. Mas, antes de aprender a fazer isso de maneira bem simples, vamos entender quais as situações do CPF.

  • Regular – é quando não há pendências no cadastro.
  • Pendente de Regularização – quando faltam documentos, como o imposto de renda.
  • Suspensa – é quando o cadastro está incorreto ou incompleto.
  • Cancelada – acontece quando o CPF é cancelado por multiplicidade.
  • Falecido – é quando há a inclusão do óbito do titular.
  • Nula – acontece quando tem fraudes na inscrição do CPF.

Sendo assim, após consultar o CPF grátis (se você não sabe ainda fazer essa consulta pela internet, aprenda no último tópico deste artigo), você pode averiguar que está com problemas no seu CPF – que é quando ele não está regular.

Nesses casos, você vai ter uma solução para cada problema. Por exemplo, se estiver pendente de regularização deverá enviar o imposto de renda. Se estiver suspenso, você deve enviar comprovantes e dados, assim por diante. Abaixo, descubra como regularizar o CPF online.

A regularização online do CPF

A própria Receita Federal diz que “o pedido de regularização do CPF pode ser feito pelo próprio contribuinte (quando for maior de 16 anos), seu representante legal, judicial ou procurador”.

Além disso, diz que “o pedido de regularização pela internet, no caso de o CPF estar com a situação cadastral suspensa, é gratuito. Nas agências dos bancos tem o custo de R$ 7”. Para maiores de 16 anos serão exigidos alguns documentos pessoais, como:

  • Documento de identificação do contribuinte (como carteira de identidade),
  • Número de inscrição no CPF,
  • Título de eleitor ou certidão da Justiça Eleitoral,
  • Foto de rosto (selfie) segurando o documento de identidade.

Mas, a Receita também diz que em alguns casos pode ser preciso que a pessoa responsável compareça até uma unidade de atendimento para concluir a regularização. E isso é informado durante a solicitação. O prazo é de 90 dias a partir do pedido feito online.

Como solicitar o pedido de regularização do CPF online

Dessa forma, fica fácil notar que o jeito mais simples e mais barato de regularizar o CPF é pela internet, no site da Receita Federal, ligada ao Ministério da Economia.

Nesse local, você vai precisar preencher um formulário, antes de tudo, com os seguintes dados: número do CPF, nome completo, nascimento, sexo, naturalidade, título de eleitor, nome da mãe, documento e dados residenciais.

É dessa forma que se faz o pedido online para regularizar o documento. Porém, caso o erro ainda persista e você não tenha um retorno por parte da Receita, saiba que o melhor caminho é mandar uma mensagem pelo site da instituição.

Curiosidade – saiba como comprovar o número do CPF

A Receita Federal também diz que para comprovar o número do CPF, as pessoas podem usar de vários documentos. Por exemplo, o número pode estar inscrito no RG (Carteira de Identidade), na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e Certidão de Nascimento.

Além disso, também pode estar incluída na Certidão de Trabalho e Previdência Social, na Carteira de Identidade Profissional ou nas Carteiras Funcionais dos órgãos públicos. Por isso, é bem interessante informar o número do CPF quando for emitir esses documentos.

regularizar o CPF online

Além do mais, para quem ainda não fez o CPF, saiba que o número é gerado ao final do atendimento, podendo ser em um cartório, que atualmente possui sede em vários locais, até mesmo dentro de hospitais. E se você não sabe o seu número ainda, pode consultar online.

Bônus – veja como consultar o CPF grátis

Agora, se você tem uma primeira dúvida, que é sobre consultar o documento e não necessariamente regularizar o CPF online, saiba que a gente já fez um conteúdo bem completo explicando o passo a passo para isso.

A primeira coisa é saber que o principal canal de comunicação é a internet. E que o principal órgão de proteção ao crédito é o Serasa. Sabendo disso, fica bem mais fácil você captar onde e como dá para fazer essa consulta online sem sair de casa.

Inclusive, na matéria que fizemos (descubra o passo a passo para consultar o CPF grátis), você vai poder ver que usando dados pessoais você já poderá fazer isso sem complicações. Outra boa notícia é que você pode fazer isso quando quiser e onde estiver, tudo gratuito.

Tanto é que tem um aplicativo que permite a consulta pelo celular e usando o mesmo cadastro que você já tiver criado antes. Então, em alguns cliques você fica sabendo a situação do seu documento. Veja sobre a consulta e o aplicativo na matéria que indicamos acima.