Veja 3 dicas para recuperar a perda dos investimentos causada a pandemia

ANÚNCIO

A gente sempre se preocupa em trazer aqui as informações mais completas possíveis. Hoje, vamos fazer diferente: temos 3 dicas bastante objetivas para quem está preocupado com os resultados negativos das aplicações. A ideia é ensinar como recuperar a perda dos investimentos causada a pandemia.

Até mesmo porque é bem comum que a gente encontre pessoas, tanto os novos como os mais experientes investidores, mostrando suas carteiras de ativos negativas. Para se ter uma ideia, a bolsa de valores caiu quase 30% entre janeiro e março. Logo, os resultados negativos são “comuns”. O segredo é não desesperar.

ANÚNCIO

Sendo assim, esse pode ser um bom momento para começar a recuperar esse rendimento ruim. Tanto é que muitos analistas dizem que esses momentos de baixa são ótimos para quem quer realinhas as estratégias ou investir em ativos que possuem uma boa expectativa de valorização ao longo do tempo.

As 3 dicas óbvias e objetivas para conhecer hoje

Antes de irmos para a primeira dica, saiba que é importante considerar que para cada perfil de investidor haverá um investimento ideal e mais recomendado. Mas, em todo caso, esse momento de pós-pandemia pode ser ótimo para pensar em empresas de setores fortes da economia. Logo, isso explica alguns tópicos abaixo.

1 – O varejo regular

O varejo regular é aquele que a gente conhece muito bem. Ele está ligado a venda de produtos que nem sempre são vistos como essenciais. Só que com o isolamento social eles tiveram alguma queda nas vendas físicas. Porém, eles conseguiram aumentar o lucro no e-commerce.

ANÚNCIO

No fim das contas, o que é importante notar é que esse varejo regular deve ganhar mais força agora nos próximos meses. O motivo é que a economia está se recuperando e que estamos chegando em uma ótima época para vendas, que vai da Black Friday ao Natal.

Aqui, a gente pode pensar em empresas de setores que não tiveram quedas tão bruscas durante a pandemia e que podem evoluir ainda mais no período de pós-pandemia. Por exemplo: alimentação e bebidas, eletrônicos, saúde e bem-estar, brinquedos.

Isso tudo considerando que as vendas online devem continuar em ótimos patamares nos próximos meses. Afinal, muita gente “aprendeu” a usar a internet para fazer compras e essa tendência ganhou força rapidamente.

2 – As ações de longo prazo

E para os mais novatos, ainda tem uma lição muito importante que a pandemia ensinou: escolher ações para o longo prazo é uma ótima forma de montar uma carteira mais perene e sólida. Ainda que vale a pena ver o mercado atual, leve em conta o longo prazo, também.

Tanto é que a bolsa de valores, mesmo sendo muito mais arriscada que a renda fixa, também é aconselhável para quem está pensando em aposentadorias. Obviamente, para isso é preciso escolher ações de empresas sólidas e fazer um bom estudo antes da compra.

A ideia é simples: se a empresa é perene e com bons resultados, ainda que não tenha um crescimento exponencial repentino, ela tende a valorizar, aos poucos, no longo do tempo. Assim, o preço da ação sobe junto com os negócios.

Isso explica porque tanta gente ficou eufórica com a queda da bolsa de valores. A explicação é que algumas boas empresas se desvalorizaram e tornaram o seu preço mais atrativo. No entanto, como são sólidas, elas devem crescer muito após o período de crise.

3 – As empresas de serviços básicos

O último ensinamento que a gente pode tirar desse período de crise é que quem teve ações de empresas de serviços básicos na bolsa acabou tendo resultados negativos menos intensos. Portanto, aqui tem outra boa dica para recuperar a perda dos investimentos causada a pandemia.

Essa dica é sobre pensar que mesmo em crise, as empresas de setores essenciais são boas opções de compra – e isso também considerando o longo prazo. Logo, dá para pensar em ações de companhias de energia, de saneamento básico e até mesmo o de alimentos.

Inclusive, nós temos uma matéria que cita os melhores setores para investir no pós-pandemia. Leia no final do artigo.

Nota importante – lembre-se que uma boa parte dessas companhias que estão listadas na bolsa são públicas. Logo, há algumas leis que estão em tramitação para liberar a possibilidade de torná-las privadas. E isso também pode movimentar o mercado nos próximos dias ou meses.

Bônus – os melhores setores para investir no pós-pandemia

Acima falamos um pouco sobre esse tema. Agora, a ideia é que você tenha detalhes sobre as empresas desses setores. E entenda também porque eles estão na lista dos bons ativos para os próximos meses.

recuperar a perda dos investimentos causada a pandemia

Por exemplo, vamos citar um deles para você entender. O setor financeiro tem os bancos e também por fintechs (empresas de tecnologia focadas nesse setor). Assim, além de os bancos não terem sofrido tanto com a crise, as fintechs ganharam espaço.

A ideia é que há um movimento que indica um cenário favorável para o mercado financeiro. Assim, essa também pode ser uma forma de você aprender como recuperar a perda dos investimentos.

Quer conhecer mais dos outros setores, como o imobiliário, de transporte e energia, de varejo e o de alimentos e bebidas? Então, leia a matéria na íntegra e saiba tudo.

ANÚNCIO