O que é rebate de fundos de investimentos? Entenda tudo sobre a taxa

O rebate de fundos de investimentos ou o rebate financeiro é algo que significa, na linguagem mais simples, um desconto ou uma restituição. Então, é uma coisa bacana para o investidor que aplica em fundos que têm esse rebate, certo? Calma, vamos entender tudo sobre a taxa.

Até mesmo porque pouca gente sabe o que isso significa na prática. Assim, podemos começar a matéria dizendo que a taxa de rebate é uma comissão destinada para quem vende cotas de participação em produtos financeiros, como é o caso dos fundos.

Portanto, quem recebe o valor, na maioria das vezes, são os gerentes dos bancos ou até mesmo os funcionários das corretoras de valores, que negociam as cotas de participação e acabam fazendo esse papel intermediário.

Entendendo a taxa de rebate na prática

A gente sabe a teoria. Mas, o que isso quer dizer na prática. Uma das coisas que quer dizer é que nem sempre esse valor fica visível para quem compra uma cota do fundo, que é o investidor. Logo, essa pessoa acaba não sabendo do custo envolvido na operação.

Outra coisa que você tem que saber é que essas taxas podem influenciar em recomendações de investimentos que esses intermediários fazem. Por isso, de fato, nós temos sempre que desconfiar de recomendações de compra de ativos, como os fundos.

A gente sentiu a necessidade de criar esse tópico primeiro porque ele é um alerta para todo mundo. Mas, agora, vamos continuar entendendo, de fato, o funcionamento da taxa de rebate, especialmente em fundos de investimentos.

A taxa de rebate de fundos de investimentos

No caso dos fundos, considere que a taxa é direcionada pelos próprios gestores de fundos. Logo, elas provêm da taxa de administração que é paga pelo cotista. Está aqui uma coisa que você não sabia, não é mesmo?

Então, na taxa administrativa do fundo, além da taxa de rebate também está o custo da gestão dos ativos e a remuneração dos gestores. Apesar de você não saber disso (pouca gente sabe), considere que o mercado está sando mais atenção (e transparência) para o assunto.

Assim, com essas informações das taxas sendo melhores explicadas, o investidor poderá entender as reais condições de cada opção disponível no mercado. Logo, isso permite uma melhor comparação de investimentos também.

Entendemos bastante coisa até aqui. Porém, ainda ficou uma dúvida: qual é o valor da taxa de rebate? Vamos falar disso nos próximos tópicos.

Os modelos de remuneração de fundos

Antes de falar sobre o valor, porém, vamos entender que atualmente há 2 formas de fazer a remuneração de fundos no mercado financeiro. A gente vai explicar de forma simples para que você não tenha dúvidas sobre isso e entenda, inclusive, o rebate.

I – Fee-based

Esse primeiro modelo é menos comum. Ele diz que a instituição financeira será remunerada pela gestão da carteira de investimento de cada cliente. Logo, quem investe paga uma taxa única com base no seu patrimônio aplicado.

Os pagamentos por parte do investidor acontecem mensalmente. Mas, também pode acontecer desse pagamento acontecer apenas na hora do resgate dos recursos.

De modo simples e geral, saiba que é um modelo bastante vantajoso para quem investe. No entanto, é bem menos comum de encontrar. Isso porque a taxa paga não vai variar conforme os produtos indicados. Então, o gestor realmente indicará o melhor para o cliente.

Por isso também, esse modelo é considerado bem mais transparente do que o outro.

II – Commission-based

Já esse outro modelo de remuneração de fundos é baseado na quantidade de indicações de produtos que os agentes fazem. Logo, na tradução mais simples, considere que eles recebem comissões pelas vendas (negociação). Logo, isso é chamado de taxa de rebate.

Como você deve ter imaginado, essa é a forma mais comum de acontecer hoje em dia. Porém, é o modelo que mais exige atenção do investidor para não comprar um produto simplesmente porque alguém está indicado. Afinal, isso pode ser bom para ele e nem sempre para você.

Agora que conhece esses modelos, saiba que se o seu for o de comissão, então, você terá que ter um cuidado extra para encontrar o melhor fundo ou ativo.

O valor cobrado pela taxa de rebate

Como as taxas de administração dos fundos variam, saiba que a de rebate também pode variar. Logo, tudo vai depender da política do fundo e do agente financeiro que faz o intermédio dos negócios.

Descubra quais as taxas dos fundos de investimento

Mas, para que você tenha uma ideia geral disso, considere que ela deve ficar entre 15% e 35%. Assim, podemos considerar que é uma parte importante da taxa total, não é? E se você ainda acha pouco, vamos a um exemplo.

Imagine um fundo que cobre taxa administrativa de 15% ao ano. Assim, se um investimento total for de R$ 100 mil, a pessoa pagará R$ 1,5 mil só de taxa de administração. Logo, a partir disso se faz a conta para saber a taxa de rebate.

Então, se a gente usar o exemplo de 15%, teremos um valor de rebate no fundo igual a R$ 225. Mas, se a cobrança for o valor mais alto, de 35%, então, o total será de R$ 525 de rebate.

O que nos leva a crer que…

rebate de fundos de investimentos

Entender essa cobrança nos leva a crer que, de fato, nem sempre a alternativa indicada pelo gestor do seu banco (gerente do banco, por exemplo) pode ser a melhor para você. Afinal, ele tende a indicar o que mais vantajoso (lucrativo) para ele e para a empresa, que é o banco.