Saiba se vale a pena fazer a reabertura do comércio em São Paulo [5 análises rápidas]

ANÚNCIO

A verdade é que o lojista ou empreendedor que atua na internet não parou. Mesmo na pandemia, as vendas continuaram acontecendo. Por outro lado, quem tem pontos físicos pode estar começando a pensar na reabertura do comércio em São Paulo.

Só que na verdade, as análises que vamos citar aqui vale para todas as outras regiões do país. Sendo assim, se você está pensando em sair correndo e abrir as portas da sua loja, saiba que o ideal é estudar sobre esse movimento para não arriscar demais.

ANÚNCIO

Até mesmo porque não vamos entrar no mérito de discutir sobre as medidas de isolamento ou de flexibilização. O fato é que alguns lugares já estão com o comércio funcionando normalmente e outros permitiram abertura das lojas de forma menos intensa.

As análises rápidas antes de abrir as portas

Essas dicas são realmente rápidas. No entanto, serão decisivas para você saber se está dando o passo certo nessa reabertura do comércio em São Paulo ou qualquer outro lugar. Afinal, não adianta levar a ideia adiante se ela não for rentável para você, certo?

1 – O risco da abertura

A primeira coisa é fazer uma avaliação sobre o risco da abertura da loja. É preciso fazer isso com calma, mesmo que tudo tem acontecido de forma tão veloz. Por exemplo, qual é o risco de abertura de uma loja que vende suplementos para idosos? Alto.

ANÚNCIO

Afinal, os idosos estão no grupo de risco, correto? Então, esse é um caso que precisa ser analisado muito bem. Já que nessa reabertura, considerando que o grupo de risco deve ficar em isolamento por mais tempo, o seu negócio pode ir por água baixo e ter prejuízo.

Agora, se o seu caso for bastante complicado, como esse citado, a ideia mais sensata é investir nas vendas online, que pode dar retornos impressionantes. Outra coisa é que ao reabrir as lojas, você voltará a ter custos mensais, como energia e aluguel, logo precisará de vendas.

2 – O estoque do produto

Dica número 2. Agora, a gente tem que considerar que você já viu que não tem tanto risco assim em abrir as suas unidades físicas. O próximo passo é avaliar o seu estoque de produtos – isso se você trabalha com produtos, obviamente.

Considere que é uma boa hora para saber o que está lá há bastante tempo e pode ser vendido a um preço promocional. Ou então aquilo que precisa ser descartado. Pense ainda em adicionar novos produtos. Afinal, agora você teve um tempo a mais para pensar nisso, né?

3 – O método de entrega

Essa sim é uma dica interessante. Afinal, mesmo com a reabertura do comércio em São Paulo e outras cidades, saiba que muita gente conheceu a forma de comprar online ou de comprar sem precisar sair de casa. Sendo assim, avalie a entrega.

Por exemplo, mesmo com as portas abertas, você pode oferecer o serviço de delivery para compras por telefone, pelo aplicativo, pelo site, etc. Atualmente, os serviços delivery têm se mostrado interessante para muitos lojistas. E isso cabe em praticamente todos setores.

No caso da alimentação, isso é bastante visível. Porém, dá para pensar ainda em outros produtos, como sapatos, roupas, perfumes. Dependendo do tamanho da empresa, você mesmo pode fazer algumas entregas, com taxas acessíveis.

4 – A segurança do cliente

Esse tópico não poderia faltar, de forma alguma. Saiba que mesmo com a reabertura do comércio em São Paulo, o vírus da Covid-19 continua circulando no mundo todo. Por isso, tomar as devidas medidas de proteção e segurança é imprescindível.

O que isso quer dizer? Jamais se esqueça da importância de disponibilizar para os clientes e funcionários o álcool em gel, por exemplo. A entrada só é possível para pessoas com máscaras, também. E a limpeza dos ambientes deve ser constante.

Essa limpeza inclui bancadas, torneiras, maçanetas, banheiros, telefones, computadores e não apenas o chão ou produtos.

5 – O pagamento parcelado

Para terminar, uma dica mais financeira do que as outras. Saiba que o período de pandemia complicou a vida de muita gente. Logo, ainda que muitas instituições estejam oferecendo linhas de crédito, nem todas as pessoas possuem reservas e vão preferir comprar no crédito.

O risco está no fato dela não conseguir arcar com esse custo depois. Afinal, por mais otimista que o brasileiro esteja, ainda há um grande número de desempregados e muita gente endividada. A dica é evitar vendas em carnês ou modos que não dão segurança ao empresário.

Saiba quais são as regras da sua cidade

Essa é uma dica bônus só para reafirmar a importância de estar ligado às notícias locais. Saiba que dentro de um mesmo país, existem regiões e cidades que possuem regras diferenciadas. Isso porque é feito um estudo com base no número de casos e mortes.

reabertura do comércio em São Paulo

Então, talvez a sua cidade ainda não esteja apta para a reabertura do comércio. Mas, se tiver, considere estar sempre dentro da lei para evitar problemas ou ter prejuízos. O fato é que dá para realizar vendas e atender os clientes seguindo todas as normas das vigilâncias.

Saiba como fazer o pró-labore da empresa corretamente

Geralmente, essas regras têm a ver com o horário de funcionamento, com a limitação no atendimento dos consumidores com base no tamanho do estabelecimento, com a distância entre cada pessoa, na distribuição de senhas, na organização de filas e muito mais.

ANÚNCIO