Ranking 2016: saiba qual é a empresa que tem mais fundo investido e quais são as melhores gestoras

ANÚNCIO

Os fundos de investimentos são uma forma de aplicação financeira, formada pela união de vários investidores que se juntam para realizar um investimento financeiro, não possuindo personalidade jurídica, e sendo constituído tal qual um condomínio, buscando um determinado objetivo ou retorno esperado, dividindo as receitas geradas e as despesas necessárias para o empreendimento.

Essa é a definição que podemos usar para os fundos de investimentos, conforme o Wikipedia. Parece muito complicado, mas não é! Vamos simplificar: os investidores, ao aplicarem dinheiro, compram cotas. E, para além disso, pagam uma taxa de administração à alguém para que essa pessoa coordene as tarefas exigidas e gerencie os recursos do mercado.

ANÚNCIO

É assim que funciona o mercado dos fundos de investimentos. E por que eles têm sido tão pautados nos últimos tempos? Porque, segundo dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), o Brasil possui atualmente cerca de 14,8 mil fundos de investimento. Desse total, quase 2 mil aplicam exclusivamente em ações.

Saiba quanto o seu investimento pode render com a queda da Selic para 13,75% ao ano

Com esse foco, o sistema ComDinheiro fez um levantamento e mostrou qual o papel do Ibovespa que tem os fundos com mais recursos investidos. O ranking foi criado com base nas carteiras de investimento do mês de setembro desse ano, divulgadas pelas instituições.

Observação Importante: como os fundos têm um prazo de 90 dias para apresentarem seus documentos, o levantamento engloba entre 85% e 90% dos fundos que atuam no mercado hoje.

ANÚNCIO

Vamos aos fatos: a grande campeã foi a CPFL Energia (CPFE3), com valor investido nos fundos de 5,70 bilhões de reais e retorno ao ano de 65,41 por cento.

Leia Também: Efeito Trump faz o Ibovespa registrar o pior novembro do século: veja as 10 ações que mais caíram

Ranking das Gestoras dos Fundos 2016

Outra pesquisa, o Ranking Exame de Fundos, elaborado pelo Centro de Estudos em Finanças da FGV (Fundação Getúlio Vargas), também avaliou o desempenho dos fundos de investimentos até setembro desse ano.

Em específicoco, focou no nível de risco e, no caso das carteiras que seguem índices de mercado, como o Ibovespa, na capacidade dos gestores de seguir o comportamento desses indicadores.

O passo-a-passo para investir na Renda Fixa dos Fundos DI e as 3 Melhores Vantagens

No total, foram analisados mil fundos voltados para pessoas físicas, empresas e investidores institucionais, como os fundos de pensão. E todos estavam abertos para captação até a data de elaboração do ranking.

Entenda como funciona a Pesquisa da FGV

A FGV classifica os fundos com estrelas, numa escala de que vai de um, para os piores, a cinco, para os melhores. Com base nisso, escolhe os melhores gestores de recursos do ano, na categoria de grandes instituições e especialistas.

Grandes instituições são aquelas que detêm, individualmente, mais de 0,5 por cento do patrimônio total dos fundos analisados — engloba os bancões e as gestoras de maior porte. Os especialistas detêm, individualmente, até 0,5 por cento do patrimônio total dos fundos analisados. A FGV também divide os fundos de acordo com o perfil de renda de seus investidores. Assim, foram premiados os melhores gestores nas seguintes categorias:

  1. Varejo: inclui os fundos em que os investidores aplicam menos de 50 mil reais;
  2. Varejo seletivo: inclui os fundos em que os investidores aplicam entre 50 mil reais e 250 mil reais;
  3. Alta renda: inclui os fundos em que os investidores aplicam mais de 250 mil reais;
  4. Atacado: inclui os fundos voltados para empresas e investidores institucionais, como fundos de pensão.

15 papéis para investir na Bovespa

O ranking aponta ainda os melhores fundos de acordo com sua estratégia de investimento, sendo classificadas da seguinte forma:

  1. Ações: inclui os fundos que seguem o comportamento de índices de mercado, como o Ibovespa, e os fundos com gestão ativa, em que o gestor escolhe quais papéis comprar;
  2. Multimercados: são fundos que podem aplicar em diferentes mercados, como bolsa, renda fixa e moedas, aqui e no exterior;
  3. DI e curto prazo: reúne os fundos que seguem o comportamento dos juros de mercado (CDI);
  4. Renda fixa: os fundos parte dessa categoria têm o objetivo de render mais que o CDI.

Fundos de Investimentos vencedores do Ranking 2016

1 – Itaú

O banco Itaú (ITUB4) foi o grande vencedor do ranking de melhores gestores de fundos do país feito pela Exame. Além disso, a instituição também levou outros 7 prêmios, entre eles, o de melhor gestor de fundos de ações, multimercados e renda fixa.

2 – Santander

Já o Santander (SAN) ganhou o prêmio de melhor gestor de fundos DI e de curto prazo.

3 – XP

Na categoria de gestoras especialistas, que reúne as instituições especializadas e de menor porte, a empresa de investimentos XP ganhou o prêmio de melhor gestora do ano e também o de melhor gestora de fundos multimercados.

4 – BNP, BTG e JGP

Os demais ganhadores foram os bancos BNP e BTG Pactual e a gestora JGP.

Com informações da Revista Exame

ANÚNCIO