Quer Ficar Rico? Descobrimos o que os Milionários fazem em comum para ganhar dinheiro

ANÚNCIO

Nós descobrimos e quem nos contou foi Tom Corley. Antes de contar sobre os hábitos dos milionários, vamos dedicar uma partezinha desse texto para contar a história desse escritor especialista em educação financeira. Se você gosta de saber a resposta da pergunta logo no início do texto, aí vamos nós: “Colocar todos os ovos em uma mesma cesta é a receita para um desastre financeiro”.

Tudo começou quando o pai de Corley perdeu todo o seu armazém em um incêndio. Na época, eles moravam em Todt Hill, um bairro nobre de Nova York e eles viram mais de US$ 3 milhões se transforarem em cinzas. Os 15 anos posteriores foram bem difíceis.

ANÚNCIO

É esse o nosso breve resumo da história que vamos contar hoje. E por que ela é tão importante? Porque foi o ponto de partido para que Tom iniciasse os estudos focados em pessoas ricas e nos hábitos delas.

Nos últimos 60 meses, Corley analisou o cotidiano de vários milionários e ele constatou algo importante: aproximadamente 65% dessas pessoas tinham 3 fontes de renda, 45% tinham 4 fontes de renda e 29% tinham 5 ou mais fontes de renda.

Acha que isso não quer dizer nada? Então, vai dizer isso para o pai de Corley, que perdeu tudo naquele incêndio. “Multiplicar suas fontes faz muito sentido”, comentou Corley. “Quando uma é negativamente afetada por crises econômicas sobre as quais você não tem controle, as outras podem vir como salvamento e ajuda-lo a sobreviver à crise, sem ter de mudar drasticamente seu estilo de vida”.

ANÚNCIO

Mas, e se você só tem um trabalho fixo, ou seja, uma única fonte de renda, o que fazer? São 3 as dicas do estudioso: Poupar, Iniciar um Negócio Paralelo e Diversificar os Investimentos. “Os riscos são avessos à excessos, seja de bebida e comida, seja de trabalho e gastos. Eles economizam de 10 a 20% dos ganhos mensais”, diz Corley. De fato, guardar dinheiro é muito importante para 88% dos ricos, ante 52% dos pobres.

Reprodução: Google
Reprodução: Google

Informação Extra: as informações e a pesquisa didática estão no livro, escrito por Tom Corley, que chama-se “Rich Habits: The Daily Sucess Habits of Wealthy Individuals”, que na tradução fica: “O diário dos hábitos de sucesso de pessoas ricas”. (Na Amazon, o Livro sai por 9 dólares).

“Eu percebi, não é tanto o que está acontecendo no mundo dos negócios, são os hábitos diários, as atividades, que são a razão de sua riqueza ou sua pobreza”, Thomas C. Corley. Agora, se você quer conhecer um pouco do dia a dia das pessoas mais ricas do mundo (Veja Lista das Pessoas Mais Ricas do Mundo), nós, através da pesquisa de Tom, separamos alguns hábitos diários, veja!

1 – Ricos Acordam Cedo

Segundo o autor, 44% das pessoas entrevistadas acordam muito cedo. Normalmente, 3 horas antes do horário comum de trabalho. Alguns usam essas horas para exercitar ou ler. A intenção é melhorar e pratica a mente e o corpo.

2 – Ricos consideram o Tempo precioso

Quando eles chegam ao escritório, já sabem o que fazer e tem, geralmente, 70% do planejado para aquele dia. Eles têm um checklist, com as atividades diárias. E, mais importante, eles seguem os planos de longo prazo. Resultado? Eles dedicam 30 minutos do dia anterior para planejar o dia seguinte, isso pode poupar horas de trabalho.

Brasil insere 208 mil pessoas entre os 10% mais ricos do planeta

3 – O Almoço é importante

A pesquisa revelou que mais da metade dos entrevistados não almoçam sem a presença de um parceiro de negócio. O almoço serve para negociar e, normalmente, é bem rápido.

4 – Ricos cuidam da saúde

A maior parte das pessoas que tem muito dinheiro moderam a ingestão de álcool e fast foods. Sim, eles fazem esforços para estarem saudáveis e ter mais tempo para enriquecer. 85% dos endinheirados acreditam que a saúde física e financeira estão relacionadas, enquanto que apenas 13% dos pobres acreditam nisso. “Um dos meus entrevistados disse que não poderá fazer dinheiro se estiver em um hospital”, afirma Corley.

5 – Quem é rico não perde tempo com fofocas

É isso mesmo! E esse é um dado impressionante: 80% dos pobres fazem fofocas, enquanto apenas 6% dos ricos fazem isso. O faz com quem o hábito de “cuidar da vida alheia” não seja positivo para os negócios. “Evitar participar de fofocas é um comportamento que mantém as portas abertas”, comenta Corley.

6 – Ricos têm metas e não apenas sonhos

Por exemplo, ganhar 1 milhão de reais na loteria é um sonho e não uma meta. “Meta é algo que pode ser alcançado por meio de ações práticas e prazos para cumpri-las”, afirma Corley. Então, transforme um sonho em meta, define objetivos menores que dê para serem alcançados em curtos intervalos de tempo. Esse é o plano.

7 – Encarar os problemas

70% da lista de tarefas diárias tem que ser cumprida. Pelo menos é isso que a pesquisou indicou e é o que as pessoas ricas fazem. “Pessoas que enriqueceram sozinhas encararam os problemas”, afirma Álvaro Modernell, especialista em Educação Financeira.

Outro dado: 10% dos ricos acreditam em destino, já quanto aos pobres, essa porcentagem é de 90%. “É mais fácil colocar a culpa na genética ou no governo, mas a verdade é que você é responsável por sua situação financeira”.

8 – Estudar é essencial

É importante ler conteúdos de qualidade. Na pesquisa foi constatado que os ricos passam menos de 1 hora diante da televisão e quando o fazem, é para assistir aos telejornais, filmes ou documentários. Ele também tem os bons hábitos de lerem jornais e livros. Resultado: 88% dos ricos leem diariamente, enquanto apenas 2% dos pobres fazem isso.

Workshop 100% Online e Gratuito: Risco Zero nos Investimentos

9 – Assumir Riscos

63% dos entrevistados de Corley afirmaram que existe relação entre ganhar dinheiro e correr riscos. Já entre os mais pobres, apenas 6% concordam com isso. Dos afortunados, 27% disseram que já fracassaram pelo menos uma vez na vida, seja no trabalho ou negócios.

Enriquecer requer sacrifícios: 4 atitudes que você precisa começar a ter o mais rápido possível

Bem, os bons hábitos você já sabe. Agora, basta apenas colocar em prática. Mas, se você ainda está perdido com todas essas informações, nós vamos dar uma ajudinha. Separamos as 4 atitudes que você precisa ter e que devem começar a serem feitas já! Antes, trace suas metas, coloque objetivos que podem ser alcançados em curtos prazos, aliás, o melhor dia para começar a fazer isso é hoje (mesmo que não seja uma segunda-feira).

1 – Ser produtivo

Por isso era importante traçar as metas! Agora, você precisa começar a produzir, subir os degraus para chegar ao topo e pegar o troféu.

2 – Falsos Prazeres

Deixe de lados os falos prazeres, o consumo desnecessário. Pense aí: o que pode ser evitado, diminuído ou cortado?

3 – Comece a Investir

Poupança não é investimento, ok? Faça um esforço, junte um dinheiro e aplique. Assim, receberá juros e começar a enriquecer.

Reprodução: Google
Reprodução: Google

4 – Controle as finanças

De nada adianta começar a investir, se estiver fazendo empréstimos e usando o cheque especial. Então, controle suas finanças.

5 motivos que te fazem continuar pobre

Acompanhando o raciocínio: você já sabe quais hábitos diários deve ter e também já descobriu quais atitudes deve tomar imediatamente. Agora, então, vamos mostrar algumas atitudes que você deve evitar porque só te levam para baixo. Confira as 5 razões que te fazem estar sempre sem dinheiro. Para tal, Grant Cardone, um empreendedor e especialistas americano, é quem vai nos ajudar.

Descubra como Funciona a Pobreza

1 – Analfabetismo financeiro

Isso já foi dito (e muito), mas nunca é demais reforçar. Então, estude, meu amigo. Cardone comenta que a maioria das pessoas não sabe nada de finanças. Nem os fundamentos mais simples e básicos. Planilha de Despesas é o mínimo que você pode fazer.

2 – A casa da mamãe (e não é da mamãe Joana)

Segundo o especialista, jovens que ficam na casa dos pais, na maior parte das vezes, não arcam com os custos extras de quem mora sozinho, por exemplo. Sair de casa pode te fazer crescer pessoalmente e também a criar novos jeitos de ganhar dinheiro. Saia da Zona de Conforto. (Mais abaixo, no decorrer do texto, vamos dar dica de como sair das casas dos pais mesmo com pouco dinheiro, leia).

3 – Tire a culpa do governo

Para Cardone, apostar tudo no governo não é uma boa opção. Você precisa trabalhar e não ficar apenas dependente dele.

4 – Comparar-se com quem está pior

“Não estou tão mal assim”. Isso é uma comparação que não deve ser feito. O lance é olhar para frente, se você quiser crescer. O importante é se espelhar em quem está melhor do que você.

Reprodução: Google
Reprodução: Google

5 – Trabalhar 8 horas por dia

Nós respeitamos se você trabalha 8 horas por dia, aliás, isso é comum. Mas, conforme Cardone, as oportunidades de sucesso não aparecem apenas no horário comercial, de segunda à sexta-feira. Esteja disposto à buscar uma renda extra.

Tem pouco dinheiro? Conheça 3 Dicas para sair das casa dos pais

Promessa é dívida, então, aqui estamos nós, para dar as melhores dicas de como se organizar e sair da casa dos pais sem passar sufoco. Caneta e papel na mão? Anota aí, e preste atenção porque são poucas dicas, mas fundamentais!

Comprar Casa ou Alugar ?

1 – Testando…

Faça uma análise do que você, provavelmente, vai gastar com o aluguel e os outros custos, tais como água, luz, alimentação e outros. Para isso, use dados da casa dos seus pais (ou com quem você mora). Sem sair de lá, por 3 meses, lave sua roupa, pague as contas e chame o encanador quando precisar. “Não é só organização financeira que importa. Há muito mais coisas para resolver, das quais não temos ideia antes”, comenta Álvaro Modernell, educador financeiro.

Se depois de fazer esse teste, você ficou apavorado, é melhor repensar. Buscar um aluguel mais baixo, mudar hábitos ou arranjar uma grana extra, por exemplo. “Você precisará saber quanto ganha e ganhar para manter sua liberdade”.

E, quando for escolher o seu cantinho, lembre-se que seus pais batalharam muito para conseguir chegar até ali, então, você, muito provavelmente, não vai conseguir comprar algo semelhante, pelo menos, por enquanto. “Não saia de casa com a expectativa de manter o padrão de vida. Estabeleça objetivos adequados”, afirma Calil.

2 – Ter uma Reserva Financeira

É assim que acontece na vida e não só quando vai sair de casa. Reserva Financeira é fundamental. Claro que é impossível prever um valor exato do prejuízo que terá no futuro, mas, especialista afirma que guardar o mesmo salário que você tem atualmente por 6 meses é o suficiente. Por exemplo, se ganha 2 mil reais por mês, a sua reserva deve ser de 12 mil reais.

8 passos para ter um bom planejamento em 2017

Já Calil, da Academia do Dinheiro, especificamente no caso de sair de casa, o recomendável é juntar o equivalente à 1 ano de despesas. Para tal, ele ainda informa que a melhor forma de guardar dinheiro é aplicar no Tesouro Selic.

3 – Tenha ideia da Tramitação

Muitas vezes vai ser preciso um fiador, título de capitalização ou depósito de aluguéis antecipados. Ou ainda, se for o financiamento de uma casa, vai ser preciso um bom valor de entrada. Para todos os casos, também vai precisar de comprovação de renda e, por praxe, tantos alugueis quanto financiamentos não devem passar de 30% do seu salário ok? Se o valor for menor que isso, melhor ainda. Mas cuidado com os juros.

Além disso, é recomendável que seja faça uma revisão das contas mensalmente para a checagem dos gastos.

Com informações da Época, UOL e Abril

ANÚNCIO