Aprenda a dar os 3 primeiros passos nos investimentos financeiros

ANÚNCIO

Dar os primeiros passos nos investimentos financeiros não é algo tão simples para todo mundo. Aliás, para quem já fez o primeiro aporte, isso pode parecer simples. Porém, tem muita gente na poupança que não tem a mesma confiança.

Sendo assim, o nosso objetivo foi trazer aqui algumas dicas para quem quer começar, mas ainda se sente inseguro com essa ideia de investir dinheiro. Afinal, melhor ter o dinheiro que foi juntado e não ganhar nada do que perder, não é?

ANÚNCIO

O problema é que você não precisa perder dinheiro ao investir. Ao menos, não se fizer isso do jeito seguro, do jeito confiável. O primeiro dos passos é para falar exatamente disso. Leia e entenda mais sobre os investimentos financeiros.

1 – Os investimentos mais seguros

Se há uma primeira dica para quem quer começar a investir, ela tem a ver com a segurança da aplicação. Afinal de contas, o grande medo que muita gente tem de investir é achar que isso ou aquilo é arriscado demais. Porém, não é bem assim que as coisas funcionam, ok?

Logo, considere que atualmente temos a renda fixa como opção segura. Assim, o assunto se conclui ao falarmos sobre os títulos do Tesouro Direto e aqueles que são bancários ou até mesmo de empresas. Mas, há uma questão importante.

ANÚNCIO

Você não deve escolher um ativo apenas pensando na rentabilidade ou taxa dele, ok? Isso porque para cada objetivo existe um ativo mais indicado. Por exemplo, o Tesouro IPCA só serve para o longo prazo. Já um CDB com liquidez diária é ótimo para o curto prazo.

Atualmente, tem gente com rendimentos negativos dizendo que a renda fixa não é segura. O problema é que eles escolherem ativos errados para seus objetivos. Ok?

Saiba como usar o simulador online de investimentos da Rico Corretora

Curiosamente, saiba que o risco de calote na renda fixa é mínimo. Na maioria das vezes, os ativos são assegurados pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) ou pelo Governo. De qualquer modo, estude as opções que tenham essa proteção.

2 – Os aportes mensais ou periódicos

O próximo dos primeiros passos nos investimentos financeiros é saber que muito mais do que ter muito dinheiro para investir, o que você precisa mesmo é fazer aportes mensais. Essa constância e regularidade é muito mais importante.

O motivo é simples: ninguém precisa ter muito para começar a investir e os investimentos são bons porque trabalham com juros compostos. Logo, R$ 100 mensais vai dar R$ 1.200 no ano. Só que isso não dá só R$ 12 mil em 10 anos. Dá mais justamente por conta dos juros.

Então, de modo simples, é assim que se começa a ganhar dinheiro. Obviamente, quanto maior for sendo o patrimônio, então, mais juros você recebe para reinvestir ou usar como quiser. De qualquer modo, o mais importante é começar e se manter regular, ok?

O Tesouro Direto tem um simular bem legal que permite você entender isso. Assim, investindo R$ 100 mensais no Tesouro IPCA 2045 você terá acumulado R$ 29.500 ao longo do tempo. Porém, vai ter isso e mais os juros.

Logo, a soma fica em quase R$ 70 mil. Ou seja, 2 vezes mais do que você aportou. Legal, né? Você pode ver isso no site do Tesouro.

3 – As etapas para ganhar mais

Um próximo ponto importante, que é o último desses primeiros passos nos investimentos financeiros, é saber que sim, vai haver um momento em que você poderá dar um passo a mais para ganhar mais dinheiro ou ter rendimentos melhores. Porém, jamais você deve pular etapas. Isso pode arruinar, totalmente, o seu sonho de riqueza.

Mas, sobre o que estamos falando? Sobre uma escada. Uma escada com vários degraus, sabe? O primeiro você viu que é a renda fixa. Então, considere que só após isso e conhecer outras opções é que você pode ir aportando até chegar na bolsa de valores.

Logo, a bolsa não é para iniciantes. Além do mais, temos as etapas da sua vida também.

Como assim? Antes de investir para a viagem, saiba que é preciso ter uma reserva de emergência. Depois, considere que você também pode pensar em objetivos em ordem de prioridade. Talvez, algo como: intercâmbio do filho, festa da filha, aposentadoria, etc.

Entenda que cada etapa da sua vida é importante. Assim, mesmo que se tenha um salário baixo, investir dinheiro e alcançar objetivos é possível. Para isso, é preciso subir no primeiro degrau da escada, que é justamente começar a investir.

Curiosidade – veja alguns dos tipos de investimentos

Para quem ficou curioso com esse último tópico, considere que temos aqui um resumo de algumas opções. A gente vai citar elas só para que você entenda melhor essa ideia dos degraus da escada, está bem?

A renda fixa – é a parte que tem os investimentos mais seguros. Dentro dela, há os mais arriscados e menos arriscados. Mas, de um modo geral, são bem mais seguros do que as outras opções.

Os fundos imobiliários – essa é uma opção para quem vai começar a investir na bolsa de valores. Ainda não é sobre comprar ações de empresas. No entanto, compra-se e vende-se papéis na bolsa de valores.

A renda variável – agora sim, temos a renda variável, das ações na bolsa de valores. Sem dúvidas, é uma das formas mais arriscadas de se investir dinheiro aqui no Brasil. No entanto, também é a que pode gerar mais ganhos.

primeiros passos nos investimentos financeiros

Logo, se há uma boa dica ela é sobre conhecer tudo sobre a renda fixa primeiro. Então, pense em ativos como CDB e LCI. Depois, estude o Tesouro Direto. Passe também pelas debêntures, CRI, etc. Após isso, temos os fundos de investimentos. Mais tarde, os imobiliários. Por fim, as ações. É como se fosse uma ordem de riscos, entende?

ANÚNCIO