7 dicas para não perder dinheiro em sua primeira viagem de avião

É a sua primeira vez em uma viagem de avião? Então, fique lendo até o fim porque vamos dar dicas importantes para você estar preparado.

E isso significa você não perder dinheiro no passeio. Afinal, um simples detalhe pode te fazer perder o voo e perder o passeio e, por fim, obviamente, perder dinheiro também.

Afinal, a gente sabe que é normal ter medo de viajar de avião. Ainda mais para quem nunca fez isso antes. Mas, o fato se explicar porque toda vez que vamos enfrentar uma novidade, a gente sente medo.

É algo intrínseco no ser humano.

Agora, se você considerar essas dicas vai ver que o processo de embarcar em uma aeronave é bastante simples. E se você fizer isso seguindo todas as regras que existem, saiba que nada vai dar errado.

Abaixo separamos algumas dicas para você ficar mais confiante. Leia.

7 dicas para não perder dinheiro em sua primeira viagem de avião

1 – A compra da passagem aérea

A primeira dica que é tão importante para não ter medo na hora de viajar como para não perder dinheiro é quanto à compra das passagens.

Geralmente, você pode fazer isso pelo site da companhia aérea, pelo aplicativo da companhia ou mesmo direto no aeroporto.

Agora, considere que você também pode comprar em sites que fazem promoções de passagens. E aí, o segredo para não se prejudicar, é ler muito bem o que cada promoção dessa inclui.

Quase sempre você recebe um código localizador, que vem com letras e números. É a partir dele que você faz o check-in no aeroporto.

Agora, considere que depois que você comprou a passagem, se você confia no site em que fez isso, você não precisa mais se preocupar.

É só chegar no aeroporto com 2 horas de antecedência.

Hoje em dia, esse é o tempo recomendado para você evitar qualquer desgaste e se é a sua primeira vez, mais ainda.

2 – A bagagem

Você não pode esquecer da sua bagagem, obviamente.

Lembre-se que você pode optar por uma bagagem de mão de até 23 quilos e com as medidas estipuladas em lei.

Ou você também pode optar pela bagagem despachada, que pode ser cobrada pela companhia aérea e pode ser maior e mais pesada do que a de mão.

Claro que em termos financeiros, optar pela bagagem de mão é melhor e mais barato. Só que dependendo do tempo de viagem ou lugar de destino, você vai precisar ter uma bagagem despachada – que é mais cara.

3 – A documentação obrigatória

Todo passageiro que embarca em voo nacional precisa estar munido de um documento de identificação original e com foto – que pode ser o RG ou a CNH (carteira nacional de habilitação).

Agora, saiba que não valem aqueles documentos como a carteirinha do clube que você frequente e nem mesmo a carteira estudantil ou outras carteiras que não tem validade em território nacional.

Fique atento porque sem esse documento você não embarca. Aí, você perde o voo, perde a viagem, perde o dinheiro.

Após apresentar isso no guichê do aeroporto você vai pegar o seu cartão de embarque.

Mas, afinal, o que é um cartão de embarque? É aquele papel que parece com uma passagem aérea. Lá tem informações importantes dos eu voo, como o portão de embarque, o horário, o número do vôo, a data e o nome do passageiro.

4 – O caminho no aeroporto

Muitas vezes, o caminho dentro do aeroporto, para quem nunca viajou antes pode ser confuso.

Têm entradas diferentes, por exemplo. Aí, a dica é ficar atento no cartão de embarque para ir par ao portão correto.

Logo vai ter um raio x de segurança, por onde passam todos os passageiros obrigatoriamente. Esse lugar você já deve conhecer porque viu em filmes ou na TV, né.

É nele que são detectados os problemas de segurança e você pode se solicitado a abrir a sua bagagem para fazer uma revista mais minuciosa, em alguns casos.

Portanto, evite levar objetos pontiagudos, como facas, tesouras muito grandes e outros como esses.

5 – Na aeronave

Após seguir toda a orientação do seu cartão de embarque e seguir o trilho dentro do aeroporto, você vai entrar na sua aeronave.

Siga direto para o seu assento. E se você tiver dificuldade para localizar o seu assento, não se preocupe porque os comissários de bordo vão te ajudar.

Depois que você sentar no seu assento é hora de atar o cinto de segurança. Esse procedimento é obrigatório.

Lembrando que nem todas as companhias aéreas oferecem opção de refeição gratuita. E as que não oferecem costumam ter um cardápio na frente, com os preços das comidas disponíveis.

6 – Durante o voo

Na sua primeira vez dentro do avião é normal que você sinta um desconforto. Aliás, você vai ficar um pouco nervoso e isso é absolutamente compreensível.

Por isso, não se preocupe! E, na dúvida, peça ajuda aos passageiros do lado.

Saiba que se você tiver realmente passando mal tem um saquinho à frente da sua poltrona. Ele pode ajudar na hora de uma emergência.

7 – A chegada

Ao final do voo, vai acontecer o pouso e os procedimentos de segurança são muito semelhante ao da decolagem. Por isso, basta seguir as orientações dos comissários de bordo que tudo vai correr bem.

Você vai sair da aeronave e seguir as placas indicativas de retirada de bagagens.

Normalmente, existem telões que mostram as esteiras. Fique atento e pegue a sua bagagem na esteira correspondente.

Se a sua mala não aparecer, basta procurar um funcionário do aeroporto que vai lhe indicar o melhor caminho para encontrá-la. Considerando que em casos de extravios, as companhias aéreas são responsáveis pela devolução.