Quitar as Dívidas ou Poupar Dinheiro para Investir?

ANÚNCIO

Essa é uma pergunta habitual na vida de qualquer pessoa. Afinal, hoje são mais de 60 milhões de brasileiros endividados, mas, desse total muitos querem mudar de vida e isso só acontece, de fato, quando essas pessoas começam a investir dinheiro em aplicações financeiras que rendem bons juros.

No entanto, em meio há tantas dívidas e juros, será que compensa ir pagando-as aos poucos e usar uma parte do dinheiro para investir nessas aplicações financeiras?

ANÚNCIO

Bom, se você quer uma resposta rápida, aqui vai ela: SIM! Vale a pena ir pagando as dívidas aos poucos e começar a investir agora mesmo.

Mas, claro que tudo vai depender de você mesmo, dos seus gastos, da sua disciplina financeira, da sua dedicação, planejamento e objetivos financeiros.

Se você ainda não entendeu como os especialistas financeiros aconselham começar a investir mesmo estando com dívidas, acompanhe este artigo!

ANÚNCIO

Consciência Financeira

Antes de darmos continuidade neste texto, entenda que você é o agente principal dessa missão. Logo, o seu sucesso financeiro vai depender de você e do seu esforço. Isso quer dizer que você, com certeza, terá que abrir de muitas coisas e fazer escolhas que levam em conta a prioridade financeira.

Se você tem o costume de jantar fora todos os dias, tem que começar a repensar isso. Se não abre mão das baladas todos os sábados do ano, também precisa rever esse conceito.

E esses são apenas exemplos da mudança de comportamento e hábito que deve acontecer na sua vida se você realmente quiser enriquecer mesmo tendo algumas dívidas a pagar.

Juros das Dívidas versus Juros dos Investimentos

É lógico que se você entende o mínimo do mercado financeiro, deve ter se questionado:

  • “Como essa lógica faz sentido se os juros das dívidas são muito maiores do que os dos investimentos”?

Você está totalmente certo quanto à isso e não há contra argumentos para este caso.

No entanto, se você mudar a direção da sua visão, pode perceber que o endividamento acontece por 2 motivos básicos: quando surge algum gasto imprevisto (ou seja, que não era esperado) ou quando adquirimos algum bem que não tínhamos dinheiro a vista (ao qual acabamos por financiá-lo).

Sendo assim, ainda que opte por quitar essas dívidas, você vai precisar juntar dinheiro, concorda?

Essa ação – de juntar dinheiro – é que é o 1º passo para entrar no mercado de investimentos. Logo, mesmo que opte por quitar as suas dívidas, o ideal é fazer isso investindo dinheiro, ao mesmo tempo.

Se você ficou confuso, observe que, de forma prática, quando conseguimos organizar nossa vida financeira, pensando em investir dinheiro, conseguimos frear o consumo e os hábitos consumistas. E isso faz sobrar dinheiro no final do mês.

Sim, você consegue fazer sobrar dinheiro mesmo estando endividado e esse é o grande segredo!

Por Que Investir Dinheiro

Você tem que ter um motivo para Investir Dinheiro e no caso das pessoas endividadas, o melhor objetivo é pensar em uma Reserva Financeira. Desse modo, o novo investidor passa a ter o que os analistas chamam de “Segurança Financeira”, onde as possibilidades de você precisar de um novo “empréstimo” vão ser diminuídas.

Em termos emocionais, o sentimento de conseguir economizar dinheiro todos os meses serão tão prazeroso que acaba por incentivar as pessoas não apenas a economizar mais e mais, mas também a estudar e buscar conhecimento sobre o mercado do dinheiro.

Quitar as Dívidas ou Poupar Dinheiro para Investir?
Reprodução: Google

Assim sendo, mesmo quando você tiver um imprevisto, a sua vida financeira não vai precisar virar de cabeças para o ar, sendo que você terá o dinheiro a vista ou, no mínimo, vai conseguir encontrar as melhores alternativas para manter o equilíbrio financeiro.

Como Enriquecer mesmo com Dívidas

Bem, a regra é muito simples, mas nela há muitos detalhes. Portanto, vamos combinar o seguinte: nós adiantamos qual é o segredo para você enriquecer mesmo tendo algumas dívidas a pagar, porém, se você quiser ir além e conhecer os investimentos certos para aplicar dinheiro, você terá que assistir à 4 vídeo-aulas TOTALMENTE GRATUITAS.

Pode ser assim?

Então, nós vamos cumprir a nossa parte do contrato.

É o seguinte: você vai precisar ter um excelente cronograma financeiro. Essa é a chave do negócio. Nesse planejamento tem que estar tudo, realmente tudo: gastos e receitas. Centavo por centavo… até a bala que você comprou na padaria.

Depois, você vai precisar dividir seu planejamento da seguinte forma:

  • 70% para cobrir as despesas mensais,
  • 20% para pagar as dívidas,
  • 10% para investimento.

Essa é a regra, ok?

Se a sua renda mensal não der para cobrir os 70% dos gastos, você terá 2 opções de escolha:

  1. Aumentar a receita (com trabalhos freelancers, por exemplo), ou
  2. Diminuir esses gastos (cortando os jantares fora de casa, por exemplo).

A melhor notícia de todas é que essas 2 opções são possíveis de serem realizadas e, melhor do que isso, de formas muito mais simples do que você imagina.

Aqui no blog nós já fizemos várias listas de como você pode conseguir economizar dinheiro e diminuir os gastos, assim como já mostramos como é possível conseguir um dinheiro extra mesmo mantendo o atual emprego. Se você não viu nada disso, vamos deixar algumas indicações no final do artigo.

Depois, sobre os 20% para pagar dívidas, não há muitas questões. Você vai precisar renegociar todas as suas dívidas e, se possível, coloca-las em uma única dívida.

Aí, você tem que saber quanto representa 20% do seu salário e combinar com o seu credor de fazer esse pagamento mensal, mesmo que para tanto aumente o prazo de pagamento final.

Já sobre os 10% para investimentos, o único grande segredo é saber qual a melhor aplicação a escolher. E isso, vamos combinar, não é tão fácil quanto parece. Você precisará analisar muitos fatores, como taxas, impostos, rentabilidades, liquidez, entre outros.

Bom, a nossa parte do contrato foi feita. Fizemos uma síntese de como é possível caminhar para a riqueza sem deixar de pagar as dívidas. Agora, se você quer saber detalhes de como conseguir isso, escolhendo os melhores investimentos e renegociando as dívidas, acesse nosso curso. E não se esqueça, ele é totalmente gratuito.

Por que Essa metodologia tende a Dar Certo

Muitos profissionais de finanças, assim como os psicólogos, têm provado que quando as pessoas tenta reduzir o tamanho da dívida usando todo excedente financeiro que tem, sem que haja uma reserva financeira estrutura, elas corram o risco de fazer outro empréstimo.

Logo, quanto mais empréstimos, mais juros e quanto mais juros, mais dívidas.

Com o passar do tempo, ao invés de diminuir as dívidas, essas pessoas só as aumentam. Portanto, não resta muita dúvida quanto ao fato de que investir dinheiro para ter uma reserva financeira e assim conseguir quitar as dívidas é umas das melhores opções existentes no mercado atual.

7 Dicas para Juntar Dinheiro em 2017

Janaína Gimael é especialista em Economia e tem pesquisas na área da Psicologia Econômica. Recentemente ela postou na internet um artigo muito bacana mostrando 7 dicas para juntar dinheiro levando em conta a atual economia.

Nós fizemos uma adaptação deste texto. Confira!

1 – Sites de Vendas

Os sites de venda são ótimas oportunidades para quem está sem dinheiro. Seja para quem quer vender e conseguir uma grana extra ou para quem quer comprar, mas pagar valores mais baixos do que os reais.

Nesses sites é possível por praticamente tudo a venda: móveis, roupas, eletrônicos…

O segredo para se dar bem é usar boas fotografias e imagens, acertando também na descrição exata do produto, com informações detalhadas e pesquisas de preço antes de preencher os dados finais exigidos pelas plataformas.

2 – Sites de Hospedagem

Essa é uma nova forma de ganhar dinheiro, afinal, os sites de hospedagem têm oferecidos bons lugares a preços realmente acessíveis em qualquer lugar do mundo. Quem não tem gostado muito dessa história são os hotéis, logo, eles precisarão se reinventar.

Essa é uma opção interessante para quem viaja e também para quem quer ganhar um dinheiro extra alugando algum cômodo de casa para outras pessoas. Pode ser só um quarto ou a casa toda, tudo vai depender da sua disponibilidade.

3 – Sites de Hospedagem para Animais

Quem tem algum animalzinho de estimação sabe a preocupação que é sair de casa sem ter onde deixar o pet. Por isso que os sites que hospedagem animais têm ganhado tanto mercado e dinheiro.

Essas plataformas são de todo tipo e algumas oferecem, inclusive, garantias veterinárias caso o seu cãozinho precise enquanto estiver hospedado nos lugares de destino.

É uma boa para quem vai viajar e para quem tem amor pelos pets e possibilidades de hospedá-los.

4 – Feiras de Trocas de Roupas e Objetos

Nelas você encontra uma variedade de roupas que estão em bom estado e podem ser trocadas por outras que lhe sirvam melhor, conforme disponibilidade. Tudo é feito de forma muito fácil e prática, além de resultar em uma excelente economia de dinheiro.

A ideia tem a ver com os antigos brechós, mesmo que neles o foco seja vender coisas usadas a um valor bem menor.

Quitar as Dívidas ou Poupar Dinheiro para Investir?
Reprodução: Google

5 – Troca de Moeda e Venda de Bitcoins e Metais

Existem aplicativos que permitem isso. Neles, as pessoas interessadas em trocar moedas ou bitcoins podem se encontrar e fazer a transação de forma rápida e econômica em qualquer canto do mundo. As dicas de segurança precisam existir de forma séria.

6 – Redes do Bem

São grupos que visam ajudar o outro de uma forma efetiva e educada. Essas redes têm crescido principalmente se pensadas em grupos minoritários.

7 – Plataformas de Financiamento Coletivo

Nessas plataformas é possível cadastrar vários projetos e fazer uma espécie de “vaquinha virtual”, onde os interessados ajudam e apoiam a ideia, através do patrocínio. Para conseguir mais adeptos, leia as regras.

7 #Vídeos para Aprender como Sair as Dívidas e Ganhar Dinheiro em 2017

Imagine só você aprender as principais técnicas de como sair das dívidas rapidamente e começar a ganhar muito dinheiro logo em seguida… Agora, suponha que essas técnicas serão transmitidas de forma online e sem custos.

Vamos imaginar, então, que você só tenha o período noturno para ler, ouvir e assistir algumas dicas sobre finanças…

 

Aula 1 – Descubra o Seu Perfil

Para poder chegar lá, na Sua Independência Financeira, primeiro a gente tem que saber em que situação a gente se encontra e esse é um dos pontos que eu vou focar bastante hoje.

  • Será que você é uma pessoa que tem o perfil de endividado?
  • Um perfil de acomodado?
  • Um perfil de investidor?
  • Qual o perfil que você está?
  • Qual perfil que você se encontra?
  • Será que você está se enriquecendo ou enriquecendo os bancos?

Isso é uma coisa super importante que vocês tem que estar ciente porque se você tiver enriquecendo o banco, com certeza você está caminhando para a pobreza.

E nessa primeira aula, de hoje, a gente vai falar exatamente sobre isso. Sobre parar de enriquecer banco para começar a enriquecer você, porque você tem que pensar em você, seu futuro, ó… Você piscou o olho, já está velhinho.

E quando você tiver velhinho, você tem que estar com tudo preparado. Não dá para esperar ficar idoso para poder correr atrás das coisas, você não vai ter fôlego mais, não vai ter saúde mais, poucas pessoas vão te ajudar. Então, é importante correr atrás agora, enquanto ainda tem pique. Continue Lendo…

Aula 2 – Regra de Ouro sobre o Mínimo do Cartão de Crédito

Conforme prometido, a gente vai passar o “macetinho” para vocês de como escapar de pagar o mínimo da fatura. E a partir daí, é onde a gente vai começar a ajudar o Zequinha a escapar da dívida até conseguir chegar à sua independência financeira.

Como eu falei, as aulas são super curtas, mas super práticas e com situações reais que eu vou passar para vocês para que vocês possam aplicar dinheiro, tá?

E a primeira dica que eu vou passar hoje é uma dica para vocês começaram a aplicar amanhã: é controlar a fatura do cartão de crédito. Para evitar pagar o mínimo da fatura… Se pagar o mínimo da fatura o que acontece ao final de 1 ano? A dívida multiplica por 7. Então, dificilmente vai conseguir sair dela.

Vamos, então, para as dicas.

A primeira dica, a dica mais importante, é você saber o seu salário líquido, tá? Continue Lendo a Aula 2…

Aula 3 – Como Controlar seus Gastos

Dei uma sugestão super simples para ele e que até hoje eu uso, porque é super funcional. E se você em casa fizer isso aí, junto com os seus familiares, esposa, esposo, filho, todo mundo unido, vocês vão ser divertir fazendo esse controle financeiro, que é bacana.

Eu sou um pouco contra aplicativo para controle financeiro porque eu acho que no comecinho você tem que sentir o dinheiro na mão, é diferente. Então, você sente o dinheiro saindo da sua mão, faz diferença.

A sugestão que eu dei para o Zequinha é a seguinte: Você vai numa papelaria e vai comprar 8 envelopes de cartas, esses baratinhos que custam 5, 10 centavos e você vai escrever alguns itens nesses envelopes, tá? É claro que isso é um geral. Se você tiver mais algum item que não se enquadra aqui, você pode criar um envelope extra e colocar aquele item que você acha que é importante estar controlando.

Então, a sugestão é a seguinte: 8 envelopes. Eu coloquei aqui os principais no exemplo do Zequinha, mas você pode se adequar com a sua realidade, tá bom?

  1. O primeiro envelope é Carro! O que é o carro? Tudo que envolve gasto com carro, tudo, desde IPVA, seguro, manutenção, combustível. Tudo que envolve carro vai entrar aqui, tá?
  2. Educação! Se você faz algum curso de informática, de inglês, paga escola para o seu filho, não importa, vai entrar aqui.
  3. Saúde. Praticamente remédio, plano de saúde, tá bom?
  4. Supermercado. Todas as compras para a casa, comida, produtos de limpeza, guloseimas, etc.
  5. Compras. Aqui são compras que não estão no supermercado. Que tipo de compra que vai entrar aqui? Bolsa, sapato. No caso do Zequinha, é tênis, tá… Adora comprar tênis. Então, vai entrar em coisas que geralmente não tem no supermercado.
  6. Contas da casa. O que vai entrar nesse envelope? Água, luz, telefone, aluguel, tudo que vem boleto para você pagar na sua casa vai entrar aqui. Compra de gás, etc.
  7. O envelope dos 10% do salário(risos). É aqui que vai ser a grande dificuldade do Zequinha.
  8. O envelope de Dívida caso ela exista, tá?

O Zequinha está “perdidinho” com as contas dele. Como é que vocês vão trabalhar com esses envelopes?

Continue Lendo para Descobrir…

Aula 4 – Controle Financeiro para Sair do Vermelho

Você está sem emprego? Se sim, leia este artigo até o final que vamos te ajudar a manter suas finanças em dia mesmo sem um salário fixo mensalmente.

Agora, se não está desempregado, a leitura também vale para você. Isso porque, conforme uma pesquisa da Manpower Group, entre abril e junho deste ano, o recrutamento em todo o país deve ser negativo, o que também deve gerar novos desempregos. Isso torna esse texto imprescindível para você que se preocupa com o futuro e com o seu bem-estar financeiro.

Então, o que a gente vai fazer?

Como o Zequinha está endividado, 20% do salário líquido dele, automaticamente, vai ser para pagar dívida. Não vai mais pagar mínimo, por que o que acontece: a dívida vai aumentando e apesar de ser um valor pequenininho, pô, daqui a pouco você paga, paga, paga, paga, paga e a dívida continua igual, está pagando só os juros.

E é o que o Zequinha falou para mim: “Pô Trovó, eu estou pagando, pagando, estou indo para o 5º mês e a dívida não diminui”. Não diminui mesmo, os juros do cartão é absurdo. Então, eu vou orientar o Zequinha a fazer o certo. E se você estiver nessa situação, faz a mesma coisa, tá?

A partir de agora 20% do seu salário líquido tem que reservar para pagar a dívida, quanto antes paga a dívida melhor, menos juros você paga. Lembre-se toda vez que você paga juros, você está caminhando para a pobreza, você não vai enriquecer.

Continue Lendo…

Aula 5 – Modo de Pensar e quem Já Atingiu 1 Milhão de Reais

Há alguns anos, dois americanos fizeram uma pesquisa muito interessante, Thomas Stanley Williams Dunk. A pesquisa que eles fizeram, pessoal, era a seguinte: eles queriam saber o que as pessoas que conseguiram atingir 1 milhão de dólares tinham em comum, se é que elas tinham algo em comum.

E eles foram fazer a pesquisa. Essa pesquisa, para vocês terem uma ideia, durou aproximadamente 20 anos.

Sabe a conclusão que eles chegaram?

Sim, as pessoas que atingem 1 milhão, na grande maioria, agem e pensam de forma muito parecida, antes mesmo delas conseguirem essa enorme façanha, que, infelizmente, uma pequena parte da população consegue.

Descubra como pensam as pessoas que tem mais de 1 milhão de reais…

Aula 6 – Motivos que te impedem de Investir Dinheiro

O Medo é o primeiro é esse aqui: medo. Brasileiro é “cagão”, literalmente, “cagão”. Desculpe o palavreado, mas aqui a gente está jogando limpo, está batendo um papo, mas eles são “cagão”. Por quê? Porque ele tem medo de tudo que é desconhecido. Não é a nossa cultura investir dinheiro. A gente conhece poucas pessoas que investem e a grande maioria se dá mal. E são essas histórias que ficam na nossa cabeça.

Só que nós ficamos com medo. Por quê? “Oh, ouvi falar que muita gente perdeu dinheiro na bolsa”. Você ouviu falar que perdeu dinheiro na bolsa? E se eu te falar que muita gente também morre em acidentes de trânsito. Milhares, todo santo dia, no mundo todo.

Você para de dirigir por causa disso? Eu aposto que não. E porque que você não para de dirigir sabendo que milhares de pessoas morrem todo dia? Sabe por que você não para de dirigir? Porque você conhece os motivos e algumas atitudes que você precisa evitar para que você não sofra acidente.

Então, você previne, você toma atitude correta. Como, por exemplo, não vai dirigir embriagado, não vai ultrapassar em faixa dupla, vai respeitar a sinalização, vai respeitar limite de velocidade. No mercado financeiro é igualzinho, se você seguir regras e fazer da forma correta, esse medo cai por terra. Você tem que entender porque que as pessoas perdem dinheiro e evitar fazer a mesma coisa.

Continue Lendo para ver quais são os outros motivos que te impedem de investir dinheiro...

Aula 7 – Tirando Dúvidas sobre o Mercado Financeiro

“Trovó, tem investimento tão seguro quanto a poupança?” Um monte. Um monte. Um monte, um monte, que tem a mesma segurança da poupança e paga muito mais. “Quais são Trovó?” Já emendou a pergunta aqui: “Quais são Trovó?” Essa aí eu vou responder um pouquinho mais para frente, falei para o Zequinha: “Zequinha, quando você tiver pronto para investir os 20% na Reserva De Emergência, é aí que a gente vai conversar sobre os investimentos, e aí eu vou passar para vocês a aula, tá?

Então, tem um monte de investimento tão seguro quanto a poupança, que rende muito mais e que o seu banco nunca vai te dizer, tá?

Confira outras dúvidas…

Com informações do dinheirama

ANÚNCIO