30 Dicas Práticas para Poupar Dinheiro no Fim de Ano

ANÚNCIO

“Deixar de Gastar Dinheiro reduzindo Gastos e Cancelando Compras”… Isso é Economizar Dinheiro. Mas, estamos falando em Poupar Dinheiro, que é algo parecido com “Guardar Dinheiro para o Futuro, formando uma Reserva Financeira”.

Este artigo tem a missão de te ajudar a Poupar Dinheiro no Fim de Ano, que é um período de festas, gastos e muito consumo!

ANÚNCIO

Não estamos falando dos seus objetivos financeiros, mesmo que eles possam ser muitos. A ideia é como conseguir juntar dinheiro para aumentar o patrimônio, independente do motivo pelo qual esse valor será usado.

Então, para você não ficar confuso, funciona assim:

  • Você tem um OBJETIVO FINANCEIRO.
  • Para chegar até ele, vai precisar POUPAR DINHEIRO.
  • Isso é feito através da ECONOMIA DIÁRIA DOS GASTOS.

Por fim, se você conseguiu seguir esse breve passo a passo, faltará apenas saber COMO INVESTIR DINHEIRO – mas como falamos isso é assunto para outros artigos.

ANÚNCIO

Entenda que nem toda economia é uma poupança. Logo, nem sempre economizar dinheiro é o mesmo que poupar dinheiro.

Por quê? Suponha que você tenha deixado de comprar um tênis de 500 reais. Mas, aí, você vai lá e compra 2 chinelos de 250 reais. Entende que você economizou no tênis, mas gastou no chinelo?

Portanto, nesse caso, não houve Poupança de Dinheiro.

Poupar dinheiro no fim de ano só vai valer a pena e ser verdadeiramente eficaz quando você tiver o foco de criar uma reserva financeira.

Brevemente falando, a economia auxilia o seu Poder de Poupança, portanto, ela é sempre bem vinda. Mas não adianta só economizar, é preciso poupar principalmente.

Você é o tipo de pessoa que sempre quer guardar dinheiro, mas nunca consegue? Está sempre com dívidas, e por isso o seu dinheiro simplesmente some depois do pagamento? Calma, você não está sozinho!

Os brasileiros têm dificuldade em poupar dinheiro no fim de ano

A Confederação Nacional do Comércio (CNC) realizou uma pesquisa e apontou que mais de 62% das famílias brasileiras estavam endividadas.

Economizar realmente não é fácil, é preciso dedicação e seguir à risca algumas dicas, afinal cada centavo faz diferença no final do mês.

Sempre vemos vários depoimentos de pessoas que querem muito começar a investir dinheiro, mas nunca conseguem.

Isso geralmente acontece por que as pessoas esperam sobrar um dinheiro para então pensar em guardar, mas para investir é necessário ter um planejamento financeiro e se programar para conseguir aquele dinheiro todo mês.

O que geralmente acontece é que as pessoas ainda gastam mais do que ganham, e assim não irão conseguir se programar para investir.

O problema não é quanto você GANHA, mas quanto você GASTA!

Por isso, é preciso primeiro reorganizar o planejamento financeiro, quitando as dívidas e economizando todos os dias.

Infelizmente, as escolas brasileiras não ensinam nada sobre educação financeira, caso contrário a realidade econômica do país seria outra. Então, vamos tentar diminuir esse problema.

Decidimos apresentar 30 dicas práticas para você poupar dinheiro no fim de ano pensando nos diversos gastos do dia a dia especialmente nessa época do ano – e isso inclui itens como alimentação, carro, educação, saúde, ou outras.

Se seguir essas dicas eu te garanto que você verá uma grande diferença a longo prazo, afinal como diz o ditado, é de grão em grão que a galinha enche o papo.

É de centavo em centavo que você constrói sua independência financeira e os pequenos gastos tem sim impacto na conta final.

O que é Preciso Saber sobre Poupar Dinheiro?

Já Mark Cuban é um milionário que contou ao mundo como conseguiu alcançar a riqueza: “É possível ter 1 milhão de dólares no banco, mesmo que você não seja um empreendedor”, disse.

Ele é integrante do programa Shark Tank e diz que a disciplina é o fundamento mais importante para conseguir êxito financeiro. Ele também é dono do time de basquete Dallas Mavericks.

“A ideia do livro é que se você pode economizar 1 milhão de dólares e viver como um estudante [orçamento reduzido], você consegue se aposentar cedo. Mas você precisa ter disciplina de poupar o dinheiro. Eu realmente acredito nisso”, ele disse ao falar da obra “Cashing in on the American Dream: How to Retire at 35”, de 1988.

Ele seguiu esse conselho e a ideia de poupar dinheiro foi radical.

“No início da minha carreira, eu fiz coisas como ter cinco colegas de quarto, comer macarrão com queijo por semanas porque era mais barato, tinha um carro velho usado… No começo a gente passa por momentos difíceis, mas que fazem parte da história”, revelou.

Para ele, ficar rico requer não apenas sorte, mas também saber assumir riscos.

“Você pode economizar 1 milhão? Pode, mas você realmente precisa ser disciplinado e não pode ter medo de assumir riscos. Isso inclui fazer um investimento incerto, mas que tenha uma chance de retorno alta, por exemplo”, exemplifica.

Aos 59 anos, o patrimônio acumulado de Cuban era de 3,7 bilhões de dólares.

30 Dicas Práticas para Poupar Dinheiro no Fim de Ano
Reprodução: Google

30 Dicas Práticas para Poupar Dinheiro no Fim de Ano

As dicas abaixo têm a ver com todas as pessoas que tem a intenção de poupar dinheiro. Isso pode não ser tão fácil quanto parece, mas é o primeiro passo para uma mudança de vida – rumo à riqueza.

1 – Quite todas as suas dívidas

Esse é o primeiro passo e tem sim a ver com o fato de você poupar dinheiro. Porque quando se tem dívidas, paga-se juros e isso é exatamente o oposto de poupar dinheiro.

O conselho, inclusive, é pagar aquelas que têm juros mais altos, especialmente, as do cartão de crédito ou do cheque especial.

Reinado Domingos é especialista no assunto e diz que é possível usar o 13º salário para quitar tais débitos e evitar problemas maiores no futuro.

“É importante levar todas as dívidas com as mais completas informações – valor devido, credor, taxa de juros. Assim poderá priorizar as de maiores juros e as que referem a produtos e serviços essenciais que não podem ser cortados – como água e luz”, afirma.

2 – Avalie onde é possível economizar dinheiro

Faça um diagnóstico financeiro mensal e identifique a forma como você gasta o seu dinheiro.

Após esse período, comece a reduzir as despesas.

A ideia tem a que ser de criar uma reserva financeira para o início do próximo ano.

Para analisar os gastos corretamente, tenha uma lista de anotação de tudo que for comprado. Até mesmo os menores (e insignificantes) custos.

As planilhas eletrônicas pode ser uma boa pedida. Além disso, há aplicativos de celular e o bom e velho caderno de anotações.

3 – Reveja todas as Despesas Fixas

O final do ano é um ótimo período para avaliar os seus gastos fixos – será que eles realmente são necessários?

Entre esses custos que toda família tem estão os pacotes de TV a cabo, a internet e os planos para celular – tudo precisa ser revisto com muita atenção.

Aqui vale uma dica importante: com o tempo e novos produtos no mercado, as empresas passam a ter melhores opções de planos e nem sempre isso é repassado ao cliente antigo.

Fora isso, também é recomendável adotar atitudes conscientes como diminuir as contas de água e energia em casa.

4 – Tenha um registro de todas as despesas mensais

Esse comportamento pode parecer entediante, só que essa é a forma ideal para descobrir para onde o dinheiro está indo.

Guarde os talões de tudo que for gasto, as notas fiscais, comprovantes… E anote tudo em caderno. No final do mês, verifique quais gastos estão foram do que é praticável.

Repita o processo até afinar suas contas com a sua realidade financeira.

5 – Faça um Planejamento Financeiro

O verão é uma ótima chance que você tem para viajar e frequentar festas, certo? Então, faça essa programação a partir de hoje e viaje muito no próximo ano… Se você tem dinheiro guardado para esse fim, sua diversão será muito melhor.

A ideia é ter um orçamento para cada “sonho”. E, a partir disso, começar a destinar o seu dinheiro para tais fins. Juntando um pouco por mês, o seu sonho se concretiza sem dor de cabeça.

A ideia central do planejamento é a de criar um orçamento no qual torne possível poupar dinheiro para o futuro.

“A maioria das pessoas aprendeu a fazer ganhos menos gastos. Mas o ideal é priorizar os sonhos. Procure fazer ganhos-sonhos-gastos. Dessa maneira, os objetivos serão prioridade e o padrão de vida será reestabelecido, evitando o endividamento inconsciente”, diz Domingos.

6 – Pense com a Cabeça

Por mais engraçado que isso pareça, a ideia é exatamente essa – pensar com a cabeça. Você vai comprar aquele que será seu 35º sapato porque achou ele bonito ou porque você precisa de um para trabalhar?

Pensar com a cabeça é ser racional o suficiente para entender que comprar é fundamental nos dias atuais, no sistema capitalista, mas comprar por impulso significará um gasto desnecessário.

Sobre esse ponto, vale analisar o comportamento das crianças – nem sempre elas preferem os presentes mais caros do mundo e sim aqueles que mais lhe agradam. Uma boneca de pano pode ser muito agradável do a coleção completa da Barbie, por exemplo.

Se falar em casa própria, a ideia da casa nova é ter ansiedade de querer comprar tudo de uma só vez – lembre-se, por exemplo, que os móveis e os eletrodomésticos são caros.

Outro ponto é que as pessoas tem o hábito de guardar o dinheiro na poupança para comprar a casa própria, porém, existem opções mais rentáveis, ainda mais se você tiver um planejamento financeiro definido. Isso é pensar com a cabeça.

7 – Considere comer em casa – evite ir todas às vezes a restaurantes

A simplicidade da comida caseira está representando também na economia de dinheiro.

Se você trabalha muito longe do seu lar, então, opte pela marmita. As comidas fora de casa costumam sair bem caras e podem representar um gasto dispensário no final do mês.

Por exemplo, 15 reais hoje podem parecer pouco significativos a principio, mas multiplique isso por 20 e vai chegar a 300 reais, o que é um montante representável.

Uma alternativa para quem quer variar é fazer piqueniques, levando em conta que você pode comprar os próprios alimentos – isso também barateia o passeio.

Além de tudo, quando você prepara a própria refeição consegue aproveitar melhor os alimentos, incluindo cascas, talos e sementes.

8 – Troque Roupas com Amigos

Essa é outra medida altamente sustentável para o mundo e para o seu bolso.

Se você está cansado de sempre usar as mesmas roupas, mas não tem muito dinheiro para comprar roupas novas, faça permutas com os amigos. Troque peças, faça empréstimos e desfaça daquelas que não lhes são mais úteis.

Essa é uma medida ótima para o bolso e para o meio-ambiente tanto é que existem sites e aplicativos especializados neste tipo de troca. Procure na internet e conheça também os bazar da sua cidade – você não precisa gastar muito para estar bem vestido.

30 Dicas Práticas para Poupar Dinheiro no Fim de Ano
Reprodução: Google

9 – A Pesquisa de Preço

O maior erro de todos é quando a pessoa tem um eletrodoméstico quebrado e necessita de um novo: ela corre na loja mais próxima e passa o cartão de crédito.

Isso é um erro porque a pesquisa de preços é importante. Um mesmo produto, da mesma marca, pode ter diferença de até 30% no valor final do produto.

Mesmo que seja uma compra urgente, tire alguma parte do seu dia para fazer pesquisas!

Lembre-se que nesse ponto a internet está trabalhando a seu favor – você pode fazer buscas online, comparar com outras lojas, observar o valor do frente, dos juros, das especificações.

Entre os comparadores de preços mais conhecidos estão o Buscapé, Bondfaro, JáCotei, Zoom, Google Shopping Brasil, Preço Mania e outros.

Os concorrentes sempre tem a versatilidade de bater o preço da outra loja, portanto, não tenha vergonha de pedir descontos – isso é importante para Poupar Dinheiro no Fim de Ano.

Cuidado!

Quando você faz uma busca na internet, as informações usadas ficam armazenadas no seu navegador e todas as vezes que você se conectar na internet, eles vão te “mostrar” os produtos pelos quais você está interessado. Então, faça sempre uma limpeza de histórico.

10 – O Custo Benefício

Na hora de escolher os modelos de cada eletrodoméstico você não tem que considerar apenas o preço em si, mas sim o seu custo-benefício. Isso leva em conta avaliar a marca e o que as pessoas contam sobre suas experiências.

Na internet também é possível encontrar essas avaliações de forma gratuita. Existem sites, como o Reclame Aqui e o Procon, que fazem muito bem esse trabalho.

A qualidade do produto está quanto ao consumo de energia, por exemplo. Essa economia é boa para o seu bolso e também para a sustentabilidade do planeta.

11 – Fique de olho nas liquidações e promoções

Dependendo da sua urgência, é possível ficar antenado nas promoções que aparecem no noticiário, nas revistas, nos folhetins e nas propagandas de forma geral.

Ainda que algumas empresas queiram trapacear, de forma geral, o comércio trabalha sim com a queima de estoque, que nada mais do que o momento em que os produtos ficam mais baratos para que novos e mais atualizados entrem no lugar deles.

Imagine que uma loja tenha um liquidificador de 2 pás. No próximo mês, ele começará a vender um novo, de 3 pás. É óbvio que o preço daquele de 2 pás vai cair – considere esse apenas um exemplo, algo hipotético.

Na internet é muito comum encontrar os cupons de descontos – que está se popularizando no comércio online.

As lojas mais organizadas usam o cadastro do cliente para dar descontos nas primeiras compras e em vários produtos. Essa pode ser uma chance de economizar.

Entre os sites de cupons mais usados estão Cuponomia, Cuponeria, Busca Descontos, Meliuz, entre outros.

12 – Tente fazer a manutenção

Esse é um ponto muito importante porque na maior parte das vezes as pessoas pensam: “ah, mandar arrumar é mais caro do que comprar um novo” – e isso, claramente, nem sempre é verdade.

De forma geral, as prestadoras de serviço não cobram para fazer um orçamento, então, vale a pena cogitar essa possibilidade antes de pensar em um novo. Se o valor for muito alto, ai sim o melhor negócio é optar pela compra de um novo.

Ainda neste tópico, podemos pensar em comprar usados. Esse passo é um pouco mais complexo porque você vai precisar confiar muito no seu vendedor ou saber fazer as avaliações do produto semi novo.

Se você consegue fazer isto, vale a pena pensar em comprar usados. Mas lembre-se que os eletrodomésticos tem vida útil, ou seja, conforme o tempo de uso, eles quebra, ficam ruins e sem atuarem em sua total capacidade.

13 – Opte pelos Programas Populares

Nos finais de semana, quase todas as opções são caras demais: o show é mais de 100 reais, o barzinho também fica por aí e assim por diante. Resta à você, portanto, encontrar programas gratuitos ou populares, como festivais livres.

Também dá para aproveitar lugares que não cobram taxas, como a de entrada, couvert, entre outras. O ideal é pesquisar, pechinchar e economizar dinheiro.

Você trabalhou duro a semana toda e quer descansar no sábado? Quer curtir os amigos? Tomar um suco natural? Por que não faz um encontro americano, do tipo que cada pessoa leva um pouco e todo mundo participa de tudo?

Isso é bem econômico… Até o local que for alugado pode ser dividido entre os participantes.

Você adora ouvir uma música sertaneja ou um rock e está doido para ir a um show na sua cidade, mas… Não tem dinheiro. Uma alternativa é participar de promoções, como em rádios, páginas do Facebook e sites que fazem o sorteio de ingressos.

14 – Planos de Telefonia e Canais de TV

Esse tópico também é interessante porque aqui estamos falando tanto do celular, que é tem aparelhos verdadeiramente caros, como dos serviços prestados, como com os pacotes de internet e dados móveis.

No primeiro caso, opte sempre por comprar algo que seja necessário para você – será que precisa ser aquele lançamento que custa bons mil reais? Talvez uma opção mais econômica seja a versão mais antiga, que tem usos totalmente parecidos.

Já quanto aos serviços, note que você não precisará de tudo que está no pacote, mas, ainda assim, o valor dele será mais atrativo. A questão aqui também é analisar o que não é prejudicial para o seu bolso.

Aliás, se o plano for ruim, troque e fique atento às fidelidades que você pagou no início.

Poupar Dinheiro no Fim de Ano tem a ver com rever todos os gastos que você tem. Alguns realmente são desnecessários, considere isto!

15 – Aluguel e Condomínio

Não há regras, mas especialistas afirmam que o correto é nunca usar mais do que 30% do salário para gastos com moradia. Isso inclui o valor do aluguel, do condomínio e da prestação do bem, em casos de financiamento.

Quando o valor passa disso, as contas ficarão bastante apertadas e o seu caminho, infelizmente, é o endividamento – portanto, atente-se!

Para esse caso, o ideal é saber fazer as contas antes de comprar ou alugar o imóvel. Ter um fundo de emergências torna-se imprescindível para todos os casos.

Em casos de alugueis, dá para considerar um pagamento anual, que gerará descontos, por exemplo. Mas tudo vai depender da sua situação financeira atual.

No caso de condomínios, normalmente, o valor é fechado e é difícil alterar. A dica, nesse caso, é evitar serviços adicionais, que serão taxados, como coberturas de estacionamentos e outros.

16 – Gastos Eventuais

Fique sempre atento aos gastos eventuais.

Por exemplo, você já sabe que todo início de ano terá as contas fixas do IPVA, IPTU, Material Escolar, Rematrícula, etc. Portanto, o melhor jeito de pagar é pechinchar e se preparar para fazer o pagamento à vista – que gera descontos.

Com esse mesmo pensamento, podemos considerar ainda os gastos com a manutenção do carro, por exemplo, que são eventuais, mas sempre acontecem, obviamente.

Essa é a forma certa de viver saudável no mundo das finanças. Nem sempre é possível prever os gastos, mas quase sempre é possível ter uma ideia daqueles que vão vir nos meses seguintes, principalmente se forem eventuais.

17 – Repense sobre Eletrônicos Novos

É muito comum encontrar problemas em smartphones como o “efeito fantasma”, quando ele começa a desligar sozinho ou a tela fica estremecida. Além disso, há o risco dele cair no chão e, literalmente, espatifar-se.

A dica nesse caso é não optar pelos lançamentos – ou seja, aqueles lançados recentemente – que são caros e podem ter poucas diferenças para modelos mais antigos. O ideal é sempre optar pelo custo benefício.

Saiba como Ganhar Dinheiro com o Celular Usado – na venda e na compra

Todo lançamento custa caro e nem todo aparelho “mais antigo” é ruim. Aqui vale a mesma ideia do ter o próprio estilo, lembre-se que você está

18 – Opte pelo pagamento à vista

O melhor jeito de comprar, o que quer que seja, é fazendo o pagamento a vista. Portanto, se você não tiver muita pressa, vale a pena planejar a compra e fazer o pagamento em dinheiro – isso pode gerar descontos de até 20%.

Fique sabendo que no Brasil, as compras parceladas estão muito enraizadas na vida do consumidor – só que todo pagamento a longo prazo gera juros e pagar juros é perder dinheiro.

Sempre que você paga a vista, você ganha poder de negociação, lembre-se disso!

Na hora de comprar os presentes natalinos, não deixe o seu mantra de lado “Poupar Dinheiro no Fim de Ano”. Se você tem dinheiro à vista, conseguirá um bom desconto!

19 – Cuidado com aparelhos ligados no Stand By

O desperdício é feito de várias formas, uma delas é quando a televisão está ligada por várias horas, com apenas aquele barulhinho no fundo. Esse gasto pode se equivaler à 4 quartos iluminados por uma lâmpada fluorescente durante 5 horas.

Mas, saibam que o “Modo Espera” é um dos ladrões mais silenciosos de energia. A comprovação foi feita pelo Instituto Akatu, que afirmou que um DVD, por exemplo, pode ter um gasto maior com ele em stand-by do que com ele ligado, propriamente.

A dica, para esses casos, é: tirar da tomada todos os equipamentos que são poucos utilizados e que ficam em modo de espera.

20 – Aproveite a Facilidade da Tecnologia

Hoje em dia existem muitos aplicativos de celular que podem te ajudar nessa missão financeira de economizar dinheiro em todas as fases da vida – o controle de gastos é importante.

Só com esse controle você vai entender para onde está indo o seu dinheiro, o que pode ser reduzido, o que pode ser cortado, o que pode ser aumentado, o que pode ser revisto… Se você não tem noção dos gastos, perde-se todo fio da meada.

No vídeo abaixo temos um desses aplicativos, que foi lançado recentemente, e tem o objetivo de ajudar com o assunto do dinheiro.

Nele há informações sobre o mercado, opções de investimentos para o seu perfil e muito mais… Conheça-o!

21 – Planejar com Antecedência

Ainda que a vontade de viajar seja muito instantânea, você não tem que programa-la para o mês que vem – isso seria um erro financeiro.

Citamos a viagem como exemplo prático, mas o planejamento em longo ou médio prazo é um hábito que precisa ser criado em todos os objetivos da vida.

Ainda considerando o caso da viagem, a dica é colocar tudo na ponta do lápis – o destino, os valores, as pessoas, o transporte, a data – e a partir daí, fazer um prévio orçamento financeiro para a viagem.

Dessa forma, você consegue comprar passagens aéreas com antecedência e mais baratas, além de outros benefícios econômicos.

Com esse planejamento você consegue economizar dinheiro e poderá se dar a luxos como de ir comer em restaurantes conhecidos e frequentar locais badalados no seu passeio.

Viajar requer um plano especifico – já que são muitos detalhes.

22 – Dinheiro Extra nas Férias

Todos nós sabemos que existem leis que beneficiam o adolescente, não permitindo, por exemplo, o trabalho infantil. Mas, ao mesmo tempo, se isso não interfere nos estudos, o adolescente pode aproveitar as férias para conseguir um dinheiro extra.

Já cogitou a possibilidade de cortar a grama do vizinho, passear com os cachorros do seu condomínio, ficar de babá dos primos por um tempo enquanto seus tios descansam? São formas simples para, mais do que economizar dinheiro, ganhar dinheiro. Pense nisto!

25 Aplicativos para Ganhar Dinheiro Extra Rapidamente

Adultos também podem ter essa mesma visão – podem ganhar um dinheiro a mais nas férias ou em horários que não atrapalhem o serviço fixo.

Na internet é possível encontrar várias histórias de pessoas que ficaram ricas com trailers de sanduíches ou vendendo docinhos para festas.

A grande questão é entender que usar a criatividade é fundamental, além, claro, de ter planejamento para organizar o dia a dia e os horários.

23 – Gastos com a Diversão

Se o salário é curto, um dos primeiros gastos que precisam ser reduzidos é a diversão. Note que não estamos dizendo para você não fazer nada que é divertido, ao contrário, você precisa disso. Mas opte pelos programas gratuitos como está no tópico 13.

Por exemplo, prefira reunir os amigos em casa ao invés de irem a barzinhos e restaurantes caros. É disso que estamos falando, jovem!

Aqui também vale se atentar com o que é prioridade para você.

Falamos que a diversão é o primeiro a ser cortado porque outras categorias, como alimentação e saúde, costumam ser as prioridades financeiras das famílias brasileiras.

24 – Crie o Hábito de Pesquisar os Preços

Para quem quer economizar dinheiro em compras, essa é praticamente uma regra: pesquise os preços de tudo.

Evite sair comprando tudo que vê pela primeira vez – além disso, nunca saia de casa para comprar algo sem saber o valor que se pode gastar para tal produto.

Custo benefício também é uma palavra de ordem nesse caso – existem bons produtos que tem qualidade alta e preço baixo, basta encontra-los.

A internet também propicia um ambiente vantajoso na pesquisa de preços- alguns aplicativos fazem todo “trabalho sujo” para você, desde que você configure exatamente o produto que quer comprar.

  • Vai renovar a matrícula da escola?
  • Comprar materiais escolares?
  • Tem reforma da casa?
  • Trocar o pneu dos carros?

Crie o hábito de pechinchar! Isso não é feio e pode significar economia de dinheiro no fim do mês.

25 – Aproveite os Exercícios Físicos Gratuitos

A questão da saúde quase nunca deve ser cortada das prioridades, de fato. Porém, na maior parte das vezes, esse gasto pode ser reduzido de alguma forma.

Além de conseguir remédios e exames de forma gratuita, você também pode levar em conta praticar exercícios gratuitos, que influenciam diretamente na sua saúde.

Se você for trabalhar a pé ou de bicicleta, vai conseguir se exercitar sem gastar nada para isso – “matou dois coelhos com uma cajadada”, meu caro!

Mas, vamos supor que você não fez isso.

Então, nesse caso, tem que prestar a atenção para não gastar muito dinheiro na hora de praticar atividades físicas – elas são importantes sim, mas não podem representar muito da sua renda se você está pensando em Poupar Dinheiro no Fim de Ano.

Leve em conta as Academias ao Ar Livre, os passeios aos finais de semana nos parques e praças, caminhadas rotineiras e diárias, a academia do seu condomínio, entre outras opções.

26 – Escolha o Modelo Ideal para Você

A ideia de ter um carro é para se locomover, certo? E, na real, todos os carros fazem isso. A grande questão é entender que o que vai mudar de um modelo para o outro é o conforto e os acessórios.

Uma Ferrari te levaria muito mais rapidamente para o seu destino. Mas o mesmo trajeto poderia ser feito por um Fusca. Considere isso.

Faça pesquisas sobre o modelo na qual você consegue pagar, tanto no preço inicial quanto no custo da manutenção e outros gastos. Se for um financiamento, leve em conta observar o valor total dele – aposto que vai dar para comprar 2 carros do mesmo modelo a vista.

O modelo ideal tem a ver não apenas com automóveis, mas também com casa, viagens, escolas, diversões… Inclusive, tem a ver também com os investimentos financeiros. O ideal é encontrar produtos que tenham a ver com sua atualidade e seu perfil.

27 – Alugar pode ser a Melhor Ideia

Quase tudo é possível de ser alugado – como o vestido de noiva. Procure lojas de aluguel em tudo que precisa para um casamento. Até a decoração da festa pode ser alugada.

Em outros aspectos, que não o casamento, podemos concluir que tudo é passível de aluguéis. Se você ainda não sabe, existe um aplicativo que aluga cômodos. Isso, se você tem um quarto que não usa, pode alugar para um viajante através do Airbnb.

Existe também plataformas que alugam carros particulares, sabia? Pois é! Atualmente, tudo é passível de aluguel, pense nisso para economizar dinheiro e, além disso, juntar dinheiro!

28 – Listas

Se você quer economizar dinheiro vai precisar entender que quanto menor for sua lista de convidados, menores serão os gastos com a cerimônia, celebrações, etc. Isso em se tratando de festas, como os casamentos.

Sem Dinheiro? 5 Passos para Organizar um Casamento Simples e Elegante

Além disso, as listas costumam sem indicadas para outros casos, como no caso das compras feitas nos supermercados. A recomendação é sempre ir com uma lista feita, onde tem que estar anotado todos os produtos que precisam ser comprados.

Isso evita gastos a mais, já que você vai ser direcionado apenas para os produtos a serem comprados e não precisará ficar lembrando de tudo que falta na dispensa.

Ir às compras sem uma lista é um dos maiores erros – vá sempre acompanhado com ela e não se desvie do que foi definido antes de sair de casa. Compre apenas o necessário!

A lista também é interessante na hora de selecionar as prioridades, os objetivos, as vantagens, os benefícios… Tudo é praticável com listas!

29 – Marcas Diferentes

O produto que passa na propaganda da novela costuma ser bem mais caro do que os seus concorrentes – justamente para custear a publicidade. Esteja sempre aberto à testar novos produtos que ainda não conhece e comece logo a economizar dinheiro.

Isso tem a ver, por exemplo, com estar aberto a testar novos produtos, sem preconceitos.

30 – Invista no curto prazo – até juntar um patrimônio maior

No mercado financeiro existem muitas opções para aplicar dinheiro, porém, alguns exigem um valor inicial mais alto, a partir de 5 ou 20 mil, por exemplo.

O ideal, dessa forma, é juntar dinheiro na poupança, mas só até que esse volume seja alcançado. Isso porque a poupança não é uma boa opção para o curto prazo – a rentabilidade é muito baixa.

“Invista o dinheiro poupado de acordo com o prazo do sonho, sendo os de curto prazo indicados para o Tesouro Direto ou a caderneta da poupança. Os de médio, tem os CDBs, Tesouro e os Fundos de Investimentos”, diz o especialista.

Já para o longo prazo, Domingos recomenda o Tesouro e as ações.

O que Fazer com o Dinheiro Economizado?

Com tanta economia de dinheiro, é importante saber que tudo isso precisa ter um foco, um objetivo maior. Afinal, para que você está economizando dinheiro? Uma das melhores respostas é aquela que diz que com a economia de dinheiro se deve investir para gerar ainda mais riqueza.

Poupar Dinheiro para Ficar Rico Definitivamente – 70 Dicas

Existem várias formas de economizar dinheiro, mas poucas de ganhar dinheiro extra, sem ser pelo esforço do trabalho diário ou com a venda de produtos.

Uma dessas formas de ganhar dinheiro é investindo dinheiro – imagine que você vai ganhar rentabilidade, ganhar dinheiro, simplesmente por investir dinheiro. É assim que funciona.

Como Investir em Renda Fixa: O Guia Definitivo

Por exemplo, sabe na poupança, quando você deixa o dinheiro lá e no final do ano tem um pouquinho a mais do que você deixou? Então, nas aplicações financeiras acontece o mesmo, só que de forma muito mais rentável e segura.

“A fuga da caderneta é uma consequência da falta de planejamento financeiro dos brasileiros”, diz Dany Rogers, que doutor e pesquisador do dinheiro.

Com informações do iBahia, JJ e SaberPoupar

ANÚNCIO