Planilha de custos fixos e variáveis: entenda como diferenciar os gastos

ANÚNCIO

A verdade é que na internet você encontra diversos tipos de planilhas de orçamentos financeiros, planilhas de gastos, planilhas para empresas. Porém, não é sempre que achamos uma planilha de custos fixos e variáveis. Afinal, nem todo mundo sabe diferenciar esses gastos.

Por isso mesmo, a ideia deste conteúdo é ir além desses materiais que são oferecidos de graça na internet. É claro que você pode ir lá e baixar uma planilha grátis da XP, da UOL ou de qualquer outra instituição. Mas, antes de tudo é preciso aprender a diferenciar os gastos.

ANÚNCIO

Até mesmo porque um gasto fixo é aquele que não se move, né? E o gasto variável é aquele que a gente não sabe o valor fixo dele, né? Parece fácil na teoria. Mas, será que na prática é assim mesmo que funciona? A gente vai falar disso agora mesmo.

A diferença entre os gastos

Para início de conversa, saiba que se você tem ou vai ter uma planilha de custos fixos e variáveis, ótimo. Você está mesmo no caminho certo para ter uma boa organização financeira. Isso é importante porque esses gastos são diferentes sim e precisam ser divididos.

Agora, o problema é que muita gente não consegue entender que eles podem existir nas mesmas categorias. Por isso, existe uma certa dificuldade em criar planilhas orçamentárias pessoais ou para empresas.

ANÚNCIO

No entanto, isso poderia ser facilmente resolvido. Por exemplo, você pode criar a categoria de gastos fixos e incluir lá o que é fixo dentro de habitação, transporte, etc. Depois, pode criar a categoria de gastos variáveis e também incluir aqueles de habitação, transporte, etc.

Nada impede que você tenha 2 categorias para gastos dos mesmos assuntos. Ok? O importante é você separar eles porque você tem que saber quanto tem de gasto fixo todos os meses e quanto tem daqueles que podem variar mensalmente.

Isso tudo sem contar com os gastos extras. Mas, vamos falar sobre isso no final do artigo.

As categorias dos gastos

Para facilitar a sua compreensão e divisão desses gastos, a gente vai trazer aqui as categorias principais que as pessoas têm. E dentro delas, vamos diferenciar o que é gasto fixo do que é gasto variável na sua planilha de custos fixos e variáveis. Continue lendo e descubra mais.

HABITAÇÃO

A primeira das categorias que a gente tem em toda planilha de gastos é a habitação. Então, vamos diferenciar os tipos de gastos. Bora lá?

  • Gastos Fixos – aluguel, condomínio, prestação do financiamento, seguro da casa, diarista e mensalista, IPTU entre outros.
  • Gastos Variáveis – luz, água, energia, telefone, celular, gás, TV a cabo, internet, assinaturas, etc.

TRANSPORTE

O transporte também acaba consumindo uma boa parte do salário das pessoas. Então, é muito importante considerar essa categoria na sua planilha.

  • Gastos Fixos – prestação do financiamento do carro, o seguro do carro, o estacionamento do trabalho ou da faculdade, IPVA etc.
  • Gastos Variáveis – passagens de metrô, do ônibus, do combustível, etc.

SAÚDE

A área da saúde também é outra que tem gastos que são variáveis e fixos dentro da planilha de custos fixos e variáveis. Por isso, temos que analisar.

  • Gastos Fixos – plano de saúde da família, seguro de saúde, outros.
  • Gastos Variáveis – medicamentos, exames extras, etc.

EDUCAÇÃO

A educação também pode ter gastos diferentes, entre fixos e os que variam.

  • Gastos Fixos – mensalidades e matrículas de colégios, faculdades, cursos.
  • Gastos Variáveis – xerox, materiais escolares, etc.

OUTROS

Saiba que os outros gastos podem ser somente fixos ou somente variáveis. Como é o caso daqueles com cuidados pessoais, que geralmente são variáveis. Agora, se você tem um gasto dessa categoria que acontece todos os meses pode criar uma área nos fixos para ele.

Os gastos extras da planilha de custos fixos e variáveis

Por último, como prometemos no começo do texto, agora trouxemos aqui alguns gastos que são extras. Ou seja, eles não entram nos fixos e também não acontecem nas variáveis porque são a mais – além do que estava na previsão de gastos.

Em resumo, também temos vários temas dentro dessa categoria. Por exemplo, do lado da saúde a gente tem aqueles com médicos particulares, com dentistas ou internações – ainda mais no caso de quem não tem planos de saúde.

Ainda temos aqueles de manutenção de carro, de moto, de casa. Ou os de lazer, como com cinemas, teatros, livros, filmes, restaurantes, bares. E não podemos esquecer de um último gasto extra que sempre assusta pelo valor: com o vestuário, entre roupas e calçados.

Bônus – considere também as suas receitas

Para terminar o artigo, saiba que além das despesas, você também deve considerar as suas receitas, que é todo aquele dinheiro que entra e vai contrabalancear os seus gastos. Obviamente, o ideal é que as receitas sejam maiores do que os gastos.

Planilha de custos fixos e variáveis

No caso das receitas, no entanto, você também pode criar divisões para tipos de entrada de dinheiro na sua vida. Por exemplo, além do salário, nós temos as horas extras, o 13º salário, o pagamento das férias, os dividendos dos investimentos, as bonificações e os reembolsos.

Agora, se você tem alguma dificuldade para montar a usa planilha de gastos e controle financeiro, saiba que existem várias que estão disponíveis sem custos na internet. Acima, trouxemos algumas opções, leia e aprenda como baixar no seu celular ou computador.

ANÚNCIO