O Passo a Passo do Planejamento Financeiro para Quem não tem Salário Fixo!

ANÚNCIO

Quando você ganha um salário fixo todos os meses… Bem, mesmo que você o ache pouco, você consegue, ao menos, nos primeiros anos, fazer um planejamento financeiro em cima desse valor. Isso vale ainda mais porque você tem uma expectativa muito provável das suas futuras rendas, incluindo, as férias e o 13º salário.

Porém, se você tem uma renda que é variável, esse cronograma pode ser um pouco mais complicado de ser feito.

ANÚNCIO

Esse pensamento é muito atual se levarmos em consideração que o número de Empreendedores Individuais está em uma crescente progressiva nos últimos anos. O mesmo vale para os empresários liberais. E isso, apesar de ter vários benefícios, pode ser um fator preocupante, visto que os planejamentos orçamentários geralmente veem de uma renda fixa.

Então, talvez possa ser que o seu 1º pensamento seja: “Como ficará a minha aposentadoria”? Nesse caso, a preocupação pode ser diminuída com os vários tipos de investimentos com baixos valores mensais dos quais já falamos muito aqui no blog. Mas, como nunca é demais reforçar, citaremos os 2 principais: Tesouro Direto e o CDB, ambos da Renda Fixa.

Saiba um pouco mais sobre esses 2 investimentos:

ANÚNCIO
  • O que é Tesouro Direto? Os 5 Melhores Motivos para aplicar no Investimento Mais Democrático do Brasil! Segundo o site da Fazenda, o Tesouro Direto é a oportunidade que o Tesouro Nacional abre para você ter a rentabilidade de grandes investidores, a partir de 30 reais. Justamente por isso é considerado o ativo com menor risco em uma economia. Leia Mais!
  • Tudo o que você precisa saber para Investir em CDB (Certificado de Depósito Bancário)! O CDB é um ativo de Renda Fixa, sendo assim, é um empréstimo que uma pessoa física ou jurídica faz a um banco. Essa ação gera um lucro para o investidor, que ao final do prazo de duração do investimento, recebe de volta o valor aplicado acrescido de juros proporcionais. Leia Mais!

O que vale é que, mesmo para você (profissional liberal), o orçamento financeiro é necessário e pode ser feito, sem que você corra muitos riscos financeiros. Com foco nisso, vamos mostrar um passo a passo para você fazer um planejamento financeiro, mesmo que você não tenha um salário fixo. Confira!

1 – Controle Sobre as Contas

Esse tópico sempre está em quase todos os textos e você já deve, inclusive, estar cansado de ler. Mas, como você controla as suas contas? Se você estiver pensando em dizer que é tudo de cabeça, larga a mão, meu caro. Estamos falando de Controlar de Verdade! Colocar todos os pingos no is. Centavo por Centavo. Sacou?

Controlar não é apenas listas as despesas. O correto é analisar as contas com carinho, fazer o exercício do planejamento, saber aonde é possível economizar, evitar multas em atraso, evitar pagamento de juros… Todo esse tipo de coisa! Aqui, para o Controle sobre as Contras, é preciso ter muita disciplina e organização. Crie esse hábito, antes de tudo!

Curiosidade6 em cada 10 brasileiros não tem Planejamento Financeiro Pessoal, aponta pesquisa! “É necessária uma mudança na maneira como as pessoas encaram as suas vidas financeiras, entendendo que o controle adequado é fundamental para alcançar o equilíbrio”, apontou o educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli. Leia na Íntegra!

2 – O Bendito Cartão de Crédito

Você precisa ter em mente que ele funciona como uma Forma de Pagamento e não é um tipo de Gasto. Tem muita gente que põe lá em Gastos: Cartão de Crédito. Ele não é um gasto, é uma forma de pagamento, entendeu? Se você fosse, você deveria por em gastos outros itens, como Dinheiro, Cheque, Balas, etc.

É por essa visão deturpada que a grande parte dos brasileiros se enrolam nas dívidas. Porque usam o Cartão de Crédito como uma extensão do Salário. Antes de usá-lo, saiba que essa é a modalidade que mais cobra juros no Brasil e aqui estamos falando de algo superior à 400%, ok?

Ah, mas o Banco Central está falando que vai reduzir esse juros”.

Sim, vai sim. Mas eles vão continuar sendo altíssimos. Sobre-humanos, inclusive. Que abaixe em 100 vezes e ele vai continuar sendo muito alto. A dica é: não se limite a viver em função do Cartão, está bem?

Algumas funcionalidades dele podem até ser vantajosas, e realmente são, mas entenda, de uma vez por toda, que ele é apenas uma FORMA DE PAGAMENTO. O mal-uso é total responsabilidade sua!

Cartão de Crédito – Ter ou não ter

Agora, antes de encerrar o assunto sobre o Cartão de Crédito, não temos como não falar do Nubank! Você já conhece?

A fila, hoje em dia, para ter um cartão desse é de 450 mil pessoas. E isso porque ele é apenas um Cartão de Crédito que tem menos de 3 anos de operação, que foi criado pelo colombiano David Vélez. “A gente não investe em marketing. É tudo no boca a boca”, conta o cofundador.

O usuário médio tem na faixa dos 31 anos e o cartão é aprovado pelos usuários porque não cobra tarifas. Todo o processo é conduzido por um Smartphone e só exige que o App seja baixado. “O cliente faz tudo pelo aplicativo: bloquear o cartão, aumentar ou diminuir o limite em tempo real, uso de gráficos e até cálculos do IOF pagos em comprar internacionais”.

Descubra tudo sobre esse Cartão de Crédito que não tem Taxas!

3 – Faça Anotações e ande com Listas

O melhor exemplo é a ida ao Supermercado. Como você vai ao supermercado: com a lista de compras na cabeça ou sem lista? Bem, ambos estão super errados! Você deve ir, conforme TODOS os especialistas, com uma lista escrita à mão, enumerada! Entendeu? Essa lista deve ser feita antes de você sair de casa, ao analisar quais itens são realmente necessários para a compra!

Lista, lista, lista. Façam listas! Não tenham vergonha de abrir o caderninho de anotação no mercado! Mesmo porque, sempre que você tiver dúvida sobre a compra de um produto, se não tiver a lista, você vai querer comprar. “Antes sobrar do que faltar”. É assim que os brasileiros pensam e, por isso, gastam mais do que devem.

Planejamento Financeiro Pessoal Simples e Eficaz Usando 10 Envelopes

Aí, vem a 2 maravilhosa dica nesse mesmo tópico. Dinheiro! Como você leva o dinheiro nas compras? É no Cartão de Crédito, como falamos no tópico acima? É no Cheque ou no dinheiro vivo? O correto mesmo, se você quer saber, é levar o dinheiro contadinho.

É claro que alguns produtos vão sofrer variações, seja pela marca ou pelo local da compra. Mas, o ideal é que você tenha uma previsão dos gastos e levar o dinheiro vivo.

Essa pequena e simples atitude vai te fazer não gastar mais do que deve. Porque, veja bem, quando você vai com o Cartão de Crédito na mão, ele, normalmente, não tem limite e seus gastos também não. Mas, por que você vai comprar mais do que precisa? Por que vai comprar algo além da sua lista?

Mude seus hábitos! Tenha essas 2 atitudes e veja como os resultados serão diferentes!

21 Dicas Sensacionais para Você Economizar Dinheiro com Alimentação

Ah, um fator psicológico, mas que também pode fazer MUITA diferença e te ajudar a economizar dinheiro é NUNCA ir às compras com fome! Isso é um perigo porque a fome pode fazer com que optemos por comprar produtos que não são necessários. Isso, somado ainda, com o fato de que os supermercados atuais oferecem praças de alimentação.

Ah, ainda pensando nas compras, uma dica é planejar o cardápio da semana, o que te ajudará a economizar na hora da compra. Se o quilo de uma carne específica está com um preço bom, você pode levar 2 porções, se souber que no domingo fará algum prato que vai carne. Basta que congele o produto por esse tempo.

Curiosidade: Os Alimentos Mais Caros do Mundo

A carne de Wagyu é uma das mais caras do mundo, já que ela é derivada de um gado criado em ambientes controlados e sem estresse para que a carne fique mais saborosa e macia. O chef Kevin Berkins é um dos poucos que cria um prato com esse alimento, no restaurante Fence Gate Inn em Lancashire, no Reino Unido. O pranto pronto, que inclui folha de ouro, pode sair por uma valor de 8 mil libras, o equivalente à 50 mil reais.

Café Kopi Luwak: Também conhecido como Civeta, é considerado o café mais caro do mundo, sendo que a produção é muito polêmica e controvérsia. Sabe por quê? Porque, antes de ser servido, os grãos de café passa pelo sistema digestivo de um animal carnívoro semelhante à doninha, a Civeta (No Brasil, é uma espécie de Gambá). Os produtores dizem que são as bactérias e enzimas unicamente presentes nesse ser e que fazem toda a diferença do café industrializado. A cada ½ quilo, o valor pago é de 560 euros.

Pata Negra: Ou, para trazer para próximo de nós, também conhecido como Presunto Ibérico. É uma versão muito mais refinada do presunto cru e é produzido na Espanha e em algumas regiões de Portugal. O sabor é derivante da criação do animal e do processo de cura. Mas, nada que 5 mil reais não resolvam!

Gostou? Confira a LISTA COMPLETA dos 17 Alimentos Mais Caros do Mundo!

4 – Use o bom, velho e amigável Cofrinho!

Ó, prestem a atenção: não estamos falando para você deixar o seu dinheiro e as suas economias no cofrinho, tá? Os investimentos tem que ser feitos em corretoras ou em bancos ou com o Governo. O Cofrinho te ajudará se você usar da seguinte forma: ao ir ao supermercado, por exemplo, vamos supor que sobre 1,25 reais. Então, pegue esse troco e ponha no cofrinho!

No final do mês ou do ano, pegue o seu cofrinho e faça-o multiplicar. Ou seja, aplique-o em investimentos que rendam algum dinheiro. Ele pode somar, mesmo porque não será muito, com algum CDB ou Tesouro Direto que você já tenha aberto, por exemplo. É apenas dessa forma que o seu Cofrinho pode funcionar de forma positiva.

É preciso lembrar sempre que as pessoas mais ricas não são aquelas que tem a poupança mais gorda, ok? Lembram-se do exemplo citado pelo Trovó?

  1. Pedrinho ganhando um salário de R$2.800,00
  2. Joãozinho ganhando um salário de R$7.000,00
  3. Zezinho ganhando um salário de incríveis R$17.000,00

Qual deles você acha que é mais rico? A sua resposta deve ser: DEPENDE! Vamos supor que:

  1. O Pedrinho consegue economizar 400 reais todos os meses. No final de um ano, considerando o recebimento de juros, ele vai ter mais ou menos R$ 5,2 mil acumulados.
  2. O Joãozinho que provavelmente tem uma posição privilegiada consegue guardar aproximadamente R$ 200. Então num ano, o Joãozinho mesmo ganhando incríveis R$ 7 mil, consegue poupar no ano por volta de R$ 2,6 mil, se ele tiver investindo.
  3. O problema é que o Zezinho gasta por volta de R$ 22 mil. Por que ele gasta tudo isso?
    Porque não tem controle financeiro.

Analisando friamente, o mais ferrado de todos é o Zezinho porque a dívida dele por mês é de aproximadamente R$ 5 mil.

Viu, o que você tem na poupança ou o quanto você recebe de salário, não importa, no fim das contas. O que importa mesmo é o tamanho do seu controle financeiro.

Gostou dessa notícia? Veja ela na íntegra!

5 – Definir as Prioridades

O seu médico, com certeza, já te falou que o lazer é importante. E isso nós não temos como discordar. De fato, ele é muito importante. O que você tem que fazer é saber medir os seus gastos com o lazer com as suas prioridades financeiras. Sem deixar de ter lazer, é possível limitar as saídas com os amigos e os gastos na noitada.

É nesse ponto, também, que o seu Controle Financeiro precisa estar alinhado com os seus objetivos. Se você tem uma renda mediana, tem que saber que não será possível fazer aquela viagem de fim de ano, se você jantar fora todos os dias da semana e também do final de semana. Apesar de você poder multiplicar seu dinheiro, precisa saber que ele não dá em árvore.

Ah, uma dica muito boa é ter o lazer com atividades que não são caras. Vamos dar algumas dicas abaixo, não deixe de ler.

No entanto, antes de listar essas opções, queremos finalizar essa parte do texto falando que o Controle Financeiro, até mesmo para você que não tem Renda Fixa, é necessário, principalmente, no que chamamos de longo prazo.

E, pensando no longo prazo, separamos 3 dicas sobre os seus possíveis sonhos, confira:

Você, provavelmente, não vai ter aquele abono salarial todos os anos e nem os 13º salários da vida… As suas férias, apesar de poder acontecer em qualquer época do ano, tem que ser bem pensadas. Com tudo isso em vista, a Reserva Financeira é primordial nos seus objetivos financeiros. E é sobre isso que vamos falar agora!

Reserva Financeira

Bem, muito já falamos aqui, mas vamos reforçar. É claro que é apenas uma média e tudo vai depender de como você se comporta com o dinheiro e também qual a sua renda anual. Mas, para uma pessoa que tem um salário mediano e que não tenha emprego fixo, o ideal é que a reserva financeira seja de, pelo menos, 12 meses o valor médio do mês. Ou seja, a sua Reserva Financeira tem que ser o valor da sua renda anual, ao menos, em média.

Ficou fácil? Se você, mesmo não tendo um salário fixo, tem uma Renda Mensal Média de 2 mil reais. Então, você precisa ter uma Reserva Financeira de 24 mil reais. Sim, exageramos um pouco na proporção, mas pensando a longo prazo, esse valor será suficiente para te sustentar durante 1 ano, caso algum imprevisto, como uma doença séria, aconteça.

Felicidade Garantida: Como Ficar Rico em 2017 e Viver de Juros

Então, como visto, você precisa ter uma bom dinheiro guardado para ocorrências inesperadas. O que precisa fazer a partir de agora, sem dúvidas, é começar a poupar dinheiro. Está mais do que na hora de você mudar de hábitos e valorizar, com inteligência, o seu dinheiro. Muito mais do que resultados, você precisa ter conhecimento.

Para que serve o Fundo de Emergência e onde devo Guardá-lo?

Como já falamos, uma das funções do Fundo de Emergência é cobrir o seu salário não-fixo, quando algum problema não esperado ocorre. Assim, ele é fundo monetário e pode ser usado também em casos de problemas urgentes, além dos gastos já sabíveis. Talvez um medicamento muito caro para combater um simples resfriado ou um problema mais sério com o carro, que envolva  a troca imediata de peças.

Ou ainda, e por que não, uma viagem de última hora para visitar um ente querido que precise de um carinho. Enfim, os motivos são inúmeros e por mais que acreditamos que essas coisas nunca vão acontecer com a gente… Um dia, pode acontecer. Aqui, vale a regra do “É melhor prevenir do que remediar”.

Já sobre onde guardar esse dinheiro. A principio, se você ainda está se adequando à um novo Controle Financeiro, a dica é usar opções de investimentos que tenham liquidez diária, ou seja, aquelas na qual você poderá sacar o dinheiro quando quiser ou precisar.

Ah, você deve estar se perguntando porque optar pelos investimentos e não pela Poupança, não é? Bem, os motivos e as vantagens são imensas, mas vamos destacar uma: a poupança não rende mais do que a inflação, assim, se você depositar seu dinheiro lá, você vai perder dinheiro.

O Passo a Passo do Planejamento Financeiro para Quem não tem Salário Fixo!
Reprodução: Google

Como assim? Ué, se você aplicar 100 reais lá, amanhã você pode ter uma rentabilidade que não ultrapasse a inflação, assim, obviamente, você perdeu dinheiro.

Para não estender muito esse assunto, listamos as principais notícias sobre a Poupança. Leia e comprove os fatos!

  • Você tem dinheiro na poupança? Descubra como investir melhor, mais fácil para obter mais resultados! O Tesouro Selic é a opção preferida pelos especialistas na hora de indicar um substituto para a poupança, afinal, o título do Governo Federal é tão seguro quanto e, além disso, tem mais rentabilidade. Leia Mais
  • Renda Fixa é mais atraente do que a poupança! Em uma breve simulação, de capital inicial de 10 mil reais no prazo de 12 meses, a poupança terá um rendimento de 744 reais ao ano, ou seja, 7,44% ao ano. Em um fundo de investimento com taxas de administração de 0,5% ao ano, o rendimento será de 977, ou seja, 9,77% ao ano. Leia Mais!
  • Aprenda como investir da forma certa e ter mais rentabilidade com a Renda Fixa! Para o investidor que busca aplicar dinheiro na poupança, o atual momento tem mostrado que isso não é um bom negócio. Com o rendimento abaixo da inflação, quem deixou dinheiro nessa caderneta recebeu menos do que investiu. Ou seja, houve uma descapitalização, que é uma palavra bonita para dizer que “perdeu dinheiro”. Leia Mais!

Ah, e voltando um pouco acima, os investimentos que tem liquidez diária são bons porque você pode sacá-los em casos emergenciais. O que acontece é que algumas aplicações exigem um prazo mínimo de investimentos, que costumam ser mais vantajosos, no entanto, seu dinheiro fica bloqueado. Se você for investir à longo prazo, aí, então, vale a pena.

Se você tem muitas dúvidas sobre esses investimentos, nós temos um e-book completo que fala sobre os tipos e as diferenças entre as Rendas Fixas. Para você ter uma ideia, é possível começar a poupar o seu dinheiro com apenas 30 reais, então, sabendo disso, não há motivos para você não começar hoje a fazer o seu Fundo de Emergência.

Como Investir em Renda Fixa: O Guia Definitivo

5 Dicas Infalíveis para fazer uma Reserva Financeira ainda hoje

  1. Registre as Receitas e as Despesas,
  2. Separe o que é importante do que é supérfluo,
  3. Defina um valor mensal para ser poupado (10% do salário, por exemplo),
  4. Escolha um Investimento adequado para o seu perfil,
  5. Mantenha o dinheiro como prioridade.

O seu sucesso financeiro com esse objetivo virá como consequente do hábito de investir e poupar dinheiro, que estão, intrinsecamente, ligados à sua disciplina financeira e à sua persistência em dizer não para alguns coisas.

5 Passos para separar as finanças pessoais do controle financeiro da sua empresa

2 – Pró-Labore: Mesmo que você seja o dono do próprio negócio, estabeleça um salário fixo para si próprio, tão bem quanto para os seus funcionários, inclusive, você pode definir bonificações para quando a empresa faturar mais. Resultado: você nunca deve usar o dinheiro da empresa para cobrir despesas pessoais.

Confira os outros 4 Passos para Ter Sucesso Financeiro na Sua Empresa!

3 Motivos que os Empreendedores Precisam Saber Sobre o Mercado de Investimentos e o Passo-a-Passo do Tesouro Direto

Como a pessoa física, a pessoa jurídica também não deve manter o dinheiro guardado na poupança e para acessar os melhores investimentos é preciso ter conta em uma corretora, na maioria das vezes, fora dos grandes bancos. A melhor maneira de fazer isso é com o Mercado de Investimentos, em opções como o Tesouro Direto.

Justamente por isso, todo empresário precisa conhecer sobre esse mercado. Esse artigo tem o objetivo de unir a necessidade do empreendedor de investir, guardar dinheiro e fazer um planejamento financeiro efetivo com as melhores opções que existem, atualmente, no mercado de finanças.

Ter o próprio negócio é o sonho de muitas pessoas. E os motivos para tal são os mais variados: estar no controle de tudo, ter autonomia para tomar as decisões, enriquecer, entre outros. E, pelos mesmos motivos, muitos empreendedores já têm o próprio negócio.

O Passo a Passo do Planejamento Financeiro para Quem não tem Salário Fixo!
Reprodução: Google

O resultado disso é que 2016, mesmo considerado um ano de crise, bateu recorde na criação de novas empresas: entre janeiro e maio foram contabilizados mais de 851 mil novos negócios. Um recorde para o período, que não acontecia desde a criação do Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas, em 2010. O número foi 3,5% maior do que o registrado em 2015.

E, seja você um novo empreendedor ou um futuro empreendedor, você vai precisa conhecer cada um desses itens, por isso, os definimos, conforme o Wikipedia e o Sebrae.

  • Capital de Giro: também conhecido como Ativo Corrente (Working Capital) é um recurso de rápida renovação que representa a liquidez da operação disponível. Em outras palavras, é o necessário para financiar a continuidade das operações de uma empresa.
  • Fluxo de Caixa: Refere-se ao fluxo do dinheiro no caixa da empresa, ou seja, o montante de caixa recebido e gasto em um determinado período.
  • Receitas e Despesas: Despesa é o gasto necessário para a obtenção da receita. Já a receita é a entrada monetária de uma empresa, o seu patrimônio.
  • Reservas para Futuros Investimentos: Assim como na pessoa física, na pessoa jurídica, você também precisa ter uma reversa, mesmo porque os Futuros Investimentos serão diversos, seja para o pagamento do 13º salário dos funcionários ou para a aquisição de um novo equipamento, por exemplo.

Leia na Íntegra!

7 Formas de Se Divertir no Final de Semana sem gastar muito

Promessa é dívida. Falamos que teríamos dicas de como sair no final de semana, ter o seu lazer, sem gastar muito dinheiro e aqui está. O lazer é fundamental, que digam os médicos. Garimpamos, por isso, algumas opções, seguem elas:

1 – Assistir Filmes em Casa: Essa você já sabia, não é? É o básico para quem quer economizar dinheiro. Eu não sei na sua cidade, mas aqui o ingresso do Cinema está 20 reais e o combo da pipoca, 30. 50 Reais, no total. Em casa, dá para comprar uma Coca-Cola Pet, um pacote de milho e alugar um filme por menos de 20 reais! Menos da metade do preço. Rs

2 – Locais com Entrada Gratuita: Se mesmo sem dinheiro você quer ir a uma balada ou um barzinho, pode fazer isso começando pela pesquisa de lugares que estão com entrada free. Pode parecer bobagem, mas isso já fará você economizar até 30 reais, dependendo do lugar.

Aqui, vale um adendo importante: saiba que a Consumação Mínima não pode ser cobrada por nenhum lugar. Isso é crime e está no Direito do Consumidor. Então, pode levar seu dinheiro contadinho e gastar apenas em cima do que você tem. Se alguém te obrigar a consumir mais do que você pode, denuncie.

A Venda Casada é uma prática ilegal e abusiva, na qual os fornecedores tentam “obrigar” o consumidor a comprar algo (produto ou serviço) quando faz a aquisição de outro sem que, necessariamente, o consumidor iria precisar. Para se ter uma ideia, a consumação mínima, a proibição de entrada de alimentos no cinema e os serviços que vem junto com o Cartão de Crédito são algumas dessas práticas“.

Leia e Saiba Tudo sobre a Venda Casada!

3 – Alimente-se antes de Sair de Casa: Ainda pensando na proposta acima, se você quer ir à noitada, tem outra opção para gastar menos dinheiro: comer antes de sair de casa. Esses lugares costumam cobrar bem caro por alimentos que nem sempre tem esse verdadeiro valor. É a forma de eles lucrarem, mas você não precisa fazer parte disso. Coma em casa, que fica mais barato. Mas, também, cuidado para não comer muito e ficar indisposto para a balada. Tenha equilíbrio.

4 – O Cartão de Crédito fica em Casa: Aquela dica que demos lá em cima, na ida ao supermercado, lembram-se? Então, vale agora também. O cartão de crédito tem um limite muito alto e não representa, muitas vezes, o quanto você pode realmente gastar na balada. Faça uma suposição e leve o dinheiro que você pode gastar naquele dia.

Ah, por sinal, sempre que for pagar a comanda, verifique o que foi consumido e se o valor está de acordo com o que estava no cardápio. Seja por infelicidade ou por má fé, alguns locais podem cobrar um pouquinho a mais do que você realmente gastou.

5 – Faça passeios Virtuais: É hora de você usar a internet à seu favor, meu caro. Se você gosta de arte, fique sabendo que existem muitos museus e exposições que podem ser visitados do aconchego do seu lar. O Google Street View, por exemplo, proporciona essa oportunidade.

6 – Jogos de Cartas ou Outros: Se você não tem um quintal muito grande, pode alocar o salão de festas do seu condomínio. Aí, chamar a galera para jogar aquele baralho ou, então, Imagem e Ação. Tudo isso sai bem barato e se der fome, vale a pena dividir uma pizza. Todo valor que pode ser custeado, fica mais barato para todos.

7 – Reúna os Amigos: Dica Final! O importante é você ter o seu lazer e se isso puder ser feito com os amigos, melhor será. Reúna-os mesmo que não tenha motivos aparentes para tal. Conversa, brinque, conte piadas. O melhor da vida, como costumam dizer, é grátis. Se tem piscina, música, bola… Tudo pode dar samba. Para os Nerds, até um campeonato pode ser organizado.

No fim das contas, o que vale mesmo é você usar a imaginação e se divertir. E isso, como visto, é possível sem gastar muito dinheiro!

8 passos para ter um bom planejamento financeiro e manter o controle da sua empresa em 2017

Se para as finanças pessoais, o começo de ano é bem trágico, para as empresas, não é diferente. Em um você tem IPVA, IPTU, material escolar e em outro, acabou de pagar o 13º salário dos funcionários, logo vai ter dissídio e precisa atualizar os seus programas tecnológicos. E o caixa da empresa é como o coração do ser humano, se parar, o resultado é a falência. Exceto em milagres.

Para ficar firme no “azul”, como se diz no linguajar público, é fundamental fazer um check up geral da empresa e analisar cada item financeiro. Todo esse controle de gestão precisa estar integrado em programas e, caso você ainda não tenha experiência no ramo, precisa se acostumar o mais rápido possível.

O Passo a Passo do Planejamento Financeiro para Quem não tem Salário Fixo!
Reprodução: Google

Afinal, são termos como “custos fixos”, “lucro operacional” e “fluxo de caixa” que podem colocar o seu negócio inteiro para baixo da água. Então, inclua todas essas definições em uma gestão financeira e avalie as finanças empresariais. Mas, como fazer isso? Vamos te ajudar, calma lá! Se você quer gerar bons resultados e melhorar o caixa da sua empresa em 2017, vai precisar seguir essas dicas extremamente importantes.

Veja os 8 passos para ter um bom planejamento financeiro e manter o controle da sua empresa em 2017!

Com informações do Finanças Pessoais e Dinheirama

ANÚNCIO