Saiba por que pagar o IPVA à vista vale a pena

ANÚNCIO

Os pagamentos do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) já começaram. No entanto, apesar de ser um imposto que precisa ser pago todos os anos, muita gente ainda tem dúvidas sobre o fato de pagar o IPVA à vista ou parceladamente. A gente vai falar disso.

Até mesmo porque quem tem placa com final 1 tem que correr para conseguir o desconto do pagamento à vista. Inclusive, as dicas aqui também valem para quem tem a conta do outro imposto, que é muito conhecido em janeiro, o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).

ANÚNCIO

Esses impostos são cobrados pelos governos estaduais e quase sempre permitem descontos para quem faz o pagamento à vista, no que é chamado de cota única. Com isso, existe a vantagem e, portanto, vale a pena. Mas, há mais coisas que você precisa saber.

Até mesmo porque juntar esse dinheiro em janeiro não é nada fácil, já que além dos impostos tem a cobrança do material escolar, por exemplo. E sem contar com os gastos extras das férias e do final de ano (Natal e Réveillon).

Os descontos para pagamentos à vista

Independente de qual seja o valor do desconto, saiba que pagar o IPVA à vista vale a pena. O motivo é simples: se gera desconto vale a pena, obviamente. Afinal, quem não quer pagar menos por um imposto, né.

ANÚNCIO

Por exemplo, São Paulo o desconto dado pelo Estado é de 3% para o pagamento do IPVA em cota única. O mesmo desconto é dado para o abatimento à vista do IPTU. No entanto, por parecer um desconto baixo, muita gente acaba não o considerando.

O fato é que esse abatimento é maior do que um investimento feito em uma renda fixa. Dessa forma, quem parcela o pagamento do IPVA em 3 vezes acaba perdendo uma boa chance de economia no início do ano.

Caio Torralvo é planejador financeiro e comentou sobre isso recentemente em uma matéria online. Veja o que ele disse.

Vale a pena!

“Agora, com as taxas de juros tão baixas, realmente a conta ficou muito favorável para quem consegue pagar o IPVA à vista porque estamos falando de uma taxa de juros de 4,5% ao ano”.

“Assim, na melhor das hipóteses, se você investir na renda fixa vai ter que deixar o dinheiro o ano todo para ganhar 4,5%. E sobra menos do que 4,5% por conta do Imposto de Renda”, diz.

Descubra quais doenças dão a isenção no pagamento do IPVA

Pode pegar o dinheiro investido para pagar o IPVA?

Já que a gente está falando que o desconto é bom em comparação com os investimentos financeiros da renda fixa, uma boa pergunta tem a ver com sacar o dinheiro do investimento para fazer esse pagamento. Mas, será que vale a pena?

Nesse caso, é preciso muita atenção porque existem condições prevalecentes na hora de retirar o seu investimento aplicado, isto é, fazer o resgate. Por exemplo, o imposto de renda. Ele segue uma tabela regressiva conforme o tempo de aplicação.

Assim sendo, terá uma taxa maior se o tempo de investimento for curto. Então, será totalmente necessário saber quanto tempo faz que você tem aquele ativo. Por exemplo, aplicações de até 180 dias tem taxa de 22,5% e acima de 720 dias, taxa de 15%.

Dessa forma, pagar o IPVA à vista compensa, mas se você vai tirar o dinheiro do seu investimento talvez não seja uma boa ideia. Porque a alíquota do IR vai diminuir muito o seu rendimento.

E o dinheiro da reserva financeira?

Outra pergunta muito comum é sobre tirar o dinheiro da reserva financeira para pagar o IPVA e o IPTU. Será que isso vale a pena? Na verdade, a maioria dos consultores não recomendam essa atitude porque ficar sem reservas é bem arriscado, né.

Agora, se você pensar de forma reflexiva vai ver que os gastos que a família pode ter com imprevistos podem ser altos. Dessa forma, se você não tiver reservas financeiras para usar pode se complicar com a necessidade de um empréstimo, por exemplo.

Para se ter uma ideia, os empréstimos mais comuns oferecidos pelos bancos variam de 1,2% até 8% ao mês. Logo, essas modalidades de crédito não valem a pena. Portanto, é sempre bom ter uma reserva de emergência para imprevistos, né.

Saiba por que pagar o IPVA à vista vale a pena

Cartão de crédito?

Se pegar o dinheiro investido para pagar o IPVA não vale a pena e nem mesmo da reserva, será que usar o cartão de crédito é uma boa ideia? Na verdade, isso só vale para alguns estados, como é o caso de SP.

Porém, nem sempre vai ser recomendável porque pode ser que tenha juros embutidos e as taxas para esse tipo de serviço. Isso tudo precisa ser visto no seu banco ou no emissor do cartão. Por outro lado, se houver programa de fidelidade pode valer a pena.

Cuidado com as multas do IPVA e do IPTU

Ao final deste conteúdo sobre pagar o IPVA à vista devemos considerar que existem multas para quando os impostos não são pagos no tempo determinado. Assim sendo, podemos usar o IPTU da capital paulista como exemplo.

Por lá, com 1 dia de vencimento você já tem uma multa moratória de 0,33% ao dia. E isso pode chegar a 20%. A partir do próximo mês de atraso, também tem a atualização monetária que é feita pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo. E isso se soma aos juros de 1% ao mês.

Descubra como renegociar a dívida do IPVA vencido ou atrasado

No caso do IPVA, em São Paulo (SP), a multa é de 0,33% por dia de atraso e até 20% também. Mas, após a inscrição na dívida ativa, há acréscimos de 40% no valor do imposto e os juros de 1% ao mês.

ANÚNCIO