Sem Dinheiro? 5 Passos para Organizar um Casamento Simples e Elegante

ANÚNCIO

Todo casamento envolve dinheiro, por mais simples que seja. Portanto, o 1º passo é saber fazer economia. E isso tem que ser feito a partir do planejamento dos gastos. Se você não sabe exatamente como organizar tudo isso para produzir uma celebração elegante, siga este passo a passo.

Mas antes disso, leia essa reflexão: Fazer Uma Festa de Casamento ou Não?

ANÚNCIO

Essa pergunta (tão bem quanto a resposta) são muito particulares de cada casal. Logo, existem aqueles que optam pelo sim e o que opinam pelo não. Ambos têm bons motivos para acreditar nas suas teorias. Nesse tópico listamos alguns desses motivos listados por eles, confira!

Aliás, no final do artigo teremos dois capítulos bônus:

  1. 5 Destinos para Lua de Mel em 2017 que custam menos de 2 Mil Reais
  2. Problemas com Dinheiro é a principal causa dos divórcios
  3. Bônus 3: 7 Aplicativos para Organizar o Casamento

O lado dos que dizem NÃO

Os que optam pelo não dizem que fazer uma festa de casamento é muito caro, sendo que um dos mais simples não fica em menos do que 15 mil reais. Logo, com esse dinheiro daria para fazer uma viagem daquelas na lua de mel ou, por que não, investir na mobília da casa nova.

ANÚNCIO

Ou mesmo guardar o dinheiro para dar entrada no financiamento do imóvel… (4 Opções de Investimentos Financeiros para Juntar o dinheiro para a Entrada do Imóvel).

Outro motivo listado por eles é que, de fato, os noivos são os que menos aproveitam a festa, já que tem que se preocupar com a preparação e as fotos, além de ir de mesa em mesa agradecer a presença dos convidados. Na hora do sossego os amigos lembram de cortar a gravata, o que os deixam sem tempo.

Aí, também vale mencionar que, mesmo que seja um pouco antiético dizer isso, alguns parentes que o casal nunca viu precisam ser chamados já que são muito importantes para a mãe ou o pai ou simplesmente porque fazem parte da árvore genealógica da família.

O lado dos que dizem SIM

O lado bom de fazer uma festa de casamento é que você pode reunir toda aquela galera do colégio, que você não via há algum tempo, mas que troca mensagens todos os dias pelo WhattsApp.

Além disso, a festa de casamento vai te fazer esquecer de todos os problemas que a vida possa ter te ofertado, seja com familiares, dinheiro ou na profissão. Além disso, é um momento único que vai ficar guardado para sempre na memória e nas fotografias, no Instagram e no Facebook.

Não há dúvidas que para a maior parte das mulheres, entrar na igreja de véu e grinalda é um sonho, algo que representa uma emoção muito forte.

Sem Dinheiro? 5 Passos para Organizar um Casamento Simples e Elegante
Reprodução: Google

O que fazer?

A resposta tem que vir do casal, que tem que colocar tudo na ponta do lápis.

  • Até onde vale a pena economizar dinheiro para realizar esse sonho?
  • Aliás, vale a pena começar a vida nova com dívidas?
  • E se você tem um bom dinheiro guardado, vale a pena investir nessa festa?

Cada resposta é totalmente individual e elas serão importantes para decidir entre fazer o casamentou ou não.

5 Passos para Organizar um Casamento Simples e Elegante

1 – Orçamento para Controlar os Gastos

É preciso ter um orçamento financeiro em mãos para que os gastos possam ser planejados, levando em conta, claro, as prioridades do casal.

Só assim será possível saber exatamente onde será possível investir um pouco mais ou um pouco menos, sem que precise entrar na nova vida com dívidas.

https://youtu.be/mjgTFj_4MjM

Essa questão do orçamento é bastante ampla e inclui, por exemplo, até mesmo a data da cerimônia, pensando que existem locais que dão “descontos” para datas que não seja o sábado.

Mais do que isso, conforme os especialistas, é preciso definir um valor. 10, 20, 100 ou 200 mil reais… Não importa, desde que o casal saiba exatamente quanto poderá gastar com a festividade.

Após isso, é preciso levar em conta quanto tempo falta para a data escolhida e aí, bastará poupar a quantidade de dinheiro mensal.

Se a conta não fechar, fica simples: o casal deverá prolongar um pouco mais a data do casamento ou diminuir algum gasto.

Quanto ao dinheiro especificamente, os especialistas em casamento afirmam que o ideal mesmo é poupar 10% a mais do valor proposto inicialmente. “Sempre há gastos a mais com imprevistos ou valores reajustados”, eles explicam.

https://youtu.be/tXfddhCV5mA

Já no que se refere às prioridades, o casal tem que ter em mente que o casamento é feito em parceria, onde ambos devem pensar juntos. Assim, será mais fácil economizar dinheiro e fazer uma festa que sirva o gosto dos noivos.

2 – Antecedência é Importante

Começar esse planejamento com antecedência é superimportante porque quanto mais tempo o casal tem, mais chances de organizar um belo casamento ele terá. Tempo aqui é sinônimo de pesquisa, barganha, ideias.

É claro que para conseguir os melhores preços, o casal vai precisar estudar muito as propostas e escolher os orçamentos que melhor atendem as necessidades e prioridades.

Qual o tempo ideal? Saibam que não existe um tempo ideal para todo casal. Cada um vai ter o seu tempo, sendo que alguns são menos detalhistas e outros demandam de mais tempo para encontrar os melhores custos-benefícios.

Na média, os especialistas dizem que um período que vai de 12 a 24 meses seja o ideal, levando em conta que dentro desse período é possível economizar dinheiro e pagar gastos à vistas, o que gera também economia, assim como o local da festa, o bufê ou mesmo a decoração.

3 – Lista de Convidados

A lista de convidados tem que ser levada em consideração porque é um dos fatores que mais influencia no valor gasto com a festa e com a cerimônia de qualquer casamento.

Logo, o número de pessoas vai determinar o valor final do contrato com o salão, com o bufê, com a igreja, etc.

A dica é listar, primeiramente, os convidados que não podem deixar de estar presentes nessa data tão especial. Depois, aí sim, é possível listar as outras pessoas, que, de uma forma ou outra, em casos emergências, poderiam ficar sem o convite.

Note que a lista de convidados, por mais importante que seja, será feita após o orçamento. Assim, se esse valor for bastante restrito, o número de convidados também seguirá a proporção.

4 – Gastos com Bufê e Decoração

Conforme o planejamento e a lista de convidados, os gastos com o bufê e com a decoração são os que vão representar a maior parte do orçamento.

Portanto, na maior parte das cerimônias, eles podem ser reduzidos conforme a comida e a bebida. Só que aqui vale uma grande dica: nem sempre os convidados ficarão satisfeitos.

O ideal é tentar equilibrar o cardápio e a beleza da festa com o número de convidados e o valor do orçamento.

Atualmente tem sido muito comum os casais optarem por coquetéis ao invés de jantares completos, o que diminui drasticamente os gastos. No caso de jantar, uma opção é deixar de lado os frutos do mar, por exemplo, que encarecem o bufê.

5 – O Vestido da Noiva

Comprar ou alugar? Essa é a grande dúvida das mulheres que sonham com o Vestido de Noiva. Claro que as várias formas e formatos influenciam, mas nada como saber qual é mais compensador…

Afinal, alugar pode sair bem mais barato, mas ter uma peça própria para guardar de recordação parece ser bem mais valioso, ao menos, sentimentalmente.

Para sabe o que vale a pena, leve em conta as seguintes reflexões:

  • Qual o dinheiro disponível para o Vestido da Noiva?
  • Qual o prazo para a confecção da peça?
  • Qual a segurança de que o Vestido Novo ficará bom?
  • Qual a disponibilidade de espaço para guardar o vestido?
  • Como poderá conservar o vestido?

Depois de responder cada uma dessas perguntas, ficará bem mais fácil chegar à dúvida mestra: Comprar ou Alugar o Vestido de Noiva.

Vale ainda levar em consideração que o mercado tem várias possibilidades de confecções a partir do 1º aluguel, assim o estilista redesenha o modelo e faz uma nova peça e isso barateia o produto. Fica mais caro que o aluguel simples e mais barato do que uma 1ª peça.

Reformar também é viável, principalmente se a noiva tem um vínculo emocional muito forte com o vestido que pode ter sido usado pela mãe, avó ou tia. Nesse caso, vale a pena contratar uma boa costureira e fazer reformas de qualidade, dando um ar de modernidade sem perder a elegância da peça.

Independente da escolha, leve em conta os valores e as possibilidades.

  • Vamos falar mais sobre Como Economizar Dinheiro no Vestido da Noiva em um próximo artigo!

17 Passos para um Bom Planejamento Financeiro para Economizar Dinheiro

1 – Planejamento Para Limitar os Gastos: Estabeleça um limite do quanto poderão gastar com a festa, incluindo, todos os gastos, entre eles, a lua de mel. Preparar um plano para o antes, o durante e o depois da celebração é fundamental para garantir, com segurança, uma bela festa.

2 – Tenha um Investimento: E esse investimento, que é totalmente focado no casamento, tem que existir ao menos 18 meses antes do evento acontecer. Também é muito importante ter metas de quanto o casal vai economizar por mês, assim, no final do período o casal vai ter o dinheiro suficiente para chegar ao orçamento estabelecido.

3 – Pesquise Tudo Sempre: Essa é a regra de todo bom comprador e consumidor. Pesquisar ou pechinchar não é nenhum defeito, é atitude de quem sabe o quão suado é o dinheiro que cai na conta no começo de cada mês. O ideal, inclusive, é fazer uma planilha com todas essas informações, incluindo o nome do fornecedor, a forma de pagamento e as observações.

No fim das contas, o melhor a se fazer é colocar tudo na balança e calcular o que tem o melhor custo benefício.

4 – Serviços Indispensáveis: Antes de começar a fechar todos os serviços, confira quais são aqueles que realmente são indispensáveis. Afinal, como quase tudo na vida, é preciso colocar os serviços em ordem de prioridades. Não adianta fechar o melhor serviço de fotografia do mundo se você não tiver um bom serviço de buffet para atender os seus convidados.

5 – Networking: Tenha uma grande rede de contatos e amigos e conversa sobre tudo com eles. Sempre existem aquelas primas ou amigas que já passaram pelo mesmo processo e podem ter algumas dicas valiosas para dar.

Inclusive, você pode fazer degustação dos produtos antes de bater o martelo final.

Apesar de cada noiva ter um gosto, é muito indicado aceitar indicações de outras pessoas. Assim, você não correrá o risco de contratar por um serviço que não conhece e não sabe se realmente é bom. Isso sem contar que indicações costumam gerar descontos.

6 – Use a Criatividade e Tenha Disposição: Alguns mercados populares oferecem opções criativas de lembrancinhas e artigos decorativos como velas, flores ou panos decorativos.

Por isso planejamento é tão importante e o tempo também: pesquisar é fundamental, como no item 3.

Outra dica desse tópico é ficar atenta às promoções. Como o planejamento será longo, de pelo menos 18 meses, sempre vai haver algum produto ou alguns serviços que pode baixar o preço em algum momento.

O ideal é já ter uma lista de sites e lugares que podem fazer essas seguintes promoções.

7 – Despesas pós-festa: Depois da festa é que realmente começa o casamento, nunca se esqueça disso. Leve também em consideração que terão uma nova casa, com eletrodomésticos, decoração e a chegada de um filho.

E, dependendo de como foi a forma de pagamento, ainda haverão muitas parcelas para pagar após a noiva jogar o buquê.

8 – Forma de Pagamento: Já que falamos do pagamento no item anterior, então, saiba que a melhor forma de pagar pelos produtos e serviços é: à vista.

Pague tudo o que puder com antecedência, assim você evita acumular contas e ainda consegue uns bons descontos, que poderá ser usado em outros detalhes da festa.

E, caso você note que o casamento ficou mais caro do que você imaginava, a saída é procurar algum viés e cortar gastos e serviços. É melhor, por exemplo, reduzir o tamanho da festa e cortar os gastos do que fazer um empréstimo para pagar algo e começar a vida com dívidas.

O importante é sempre ler os contratos antes de assinar, assim será possível saber cada detalhe para não ter dor de cabeça depois. Planejar o casamento é importante para fazer a festa dos seus sonhos e, ao mesmo tempo, não ter pesadelos durantes as noites posteriores.

9 – Trabalhe em Casa: Todo mundo sabe que dá muito trabalho fazer todo o buffet ou a decoração de uma festa de casamento. Porém, mesmo sendo cansativo, é possível prever a preparação de algumas coisas.

Ainda mais se você tiver alguma habilidade manual. Aproveite a oportunidade para deixar a festa do seu jeito e economizar dinheiro.

10 – Festa mais Intimista: Cada casal de noivos tem um gosto peculiar e alguns gostam muito daquelas festonas com muita gente. Porém, se formos analisar os atuais casamentos, muitos casais tem optado pelas festas mais intimistas, onde os convidados são apenas aquelas pessoas mais próximas.

Essa pode ser uma opção de conseguir agradar a todos os convidados.

11 – Faça uma Festa só: Tem quem goste de várias festas, também. Porém, o usual está sendo fazer tudo em “uma coisa só”. Civil e Religioso no mesmo espaço têm sido mais comum do que você pode imaginar.

Se por um lado casar fora do cartório é mais caro, por outro, você não precisará gastar com 2 roupas, 2 estacionamentos, 2 deslocamentos, 2 cerimônias, entre outros gastos.

12 – Peça a confirmação dos Convidados: Isso é importante porque, normalmente, paga-se “por cabeça”. Ou seja, os buffets costumam cobrar os valores pelo número de convidados.

Assim, se você disser que vão 200 pessoas e no fim das contas forem apenas 100, então você terá que pagar o dobro, sem necessidade disso.

13 – Aproveite os Dons das Pessoas Próximas: É isso mesmo! Não queremos que você seja um aproveitador, mas quando você conhece pessoas que sabem produzir algo que pode ser usado no seu casamento, então, aproveite para conseguir poupar um pouco de dinheiro.

O buquê e o vestido de noiva, além dos acessórios podem ser feitos por aquela velha e boa amiga.

14 – Saiba Escolher a Data: É claro que muitos casais tem o número da sorte, ou seja, aquela data que parece ser o elefante branco. Logo, é esse dia que deve acontecer o casamento.

No entanto, por outro lado, saiba que datas que são próximas à feriados, costumam ser mais caras. Fora isso, casar às sextas, ao invés dos sábados também pode render uma boa economia.

15 – Fotografia e Filmagem: Os registros em fotos e vídeos são lembranças eternas dessa data tão especial para o casal. O profissional contratado tem que ter técnica e sensibilidade, por isso, vale optar pelos fotógrafos que são referencias na sua cidade.

Claro que isso não vai custar tão barato assim, então, como já dito, o ideal é por em prova o custo benefício.

16 – Zere suas Dívidas: Se você vai casar, a primeira coisa que tem que pensar é sobre zerar as dívidas, ou seja, você não tem que começar a pagar uma coisa se não terminou de pagar outra.

Seja as contas em Cartão de Crédito, Boletos Bancários, Empréstimos ou qualquer outra conta, você precisa quitar as dívidas.

“Tire uma hora para olhar os seus gastos dos últimos 90 dias e encaixe em 3 categorias: essenciais, supérfluos e dívidas. Só de olhar e avaliar, você vai conseguir ver onde há exageros e onde dá para cortar”, diz Carolina Ruhman Sandler, do Finanças Femininas.

17 – Dinheiro para Comprar o Imóvel: Se o ditado é verdadeiro, então, quem casa quer casa. Logo, o mais indicado é ter um bom valor de entrada para comprar a casa.

Ou, se possível, comprar à vista. É muito improvável ter uma grande festa de casamento se não há para onde correr na hora de comprar uma casa.

Bônus 1: 5 Destinos para Lua de Mel em 2017 que custam menos de 2 Mil Reais

Algumas pesquisas (incluindo uma da Quem Casa Quer Site) mostram que um custo médio de um casamento no Brasil é de 40 mil reais. O valor inclui os gastos com serviços e despesas da festa, tais como aluguel do salão, vestidos, igrejas, decorações e buffet, em um cerimonia que vai abrir até 120 convidados.

No entanto, na grande parte das vezes, essas pesquisas esquecem-se de contabilizar os custos de uma viagem de lua de mel. O resultado disso é que, em grande parte das vezes, elas se tornam inviáveis.

O lado bom é que você chegou até este artigo. Quer saber onde passar a lua de mel levando em conta o baixo custo e um passeio inesquecível? Temos a resposta. Aliás, temos 5 respostas, acompanhe!

1 – Gramado (Rio Grande do Sul)

É um lugar cheio de detalhes e considerado um destino ideal para os casais que não curtem o calor. Se você pensa em lareira e um bom vinho, Gramado é indicado, sem contar ainda com a saborosa lista de chocolates e queijos.

Em 2017, conforme valores expostos no site Hotel Urbano, um pacote para 7 dias, incluindo voo, hospedagem, passeio pela cidade e café da manhã sai, a partir de, 690 reais por pessoa!

2 – Búzios (Rio de Janeiro)

Fica na região dos lagos e tem 23 praias. Para os recém-casados que gostam do sol, o lugar é ideal. Aliás, o casal que gosta de esportes radicais também pode ir pra lá, afinal, tem um leque de esportes radicais, como trilhas, voo de asa delta, kitesurf e outros.

Um pacote para 7 dias, incluindo voo e hospedagem em pousada com café da manhã sai 1 mil reais por pessoa na CVC Viagens.

3 – Campos do Jordão (São Paulo)

Como dizem: “É um pedacinho da Europa dentro do Brasil”. O clima é frio e o lugar é considerado um dos melhores destinos para a lua de mel, principalmente no inverno, período em que tem muitas atrações.

Um deles é o Tradicional Festival de Inverno, o maior evento musical erudito do país, que acontece em julho e reúne apresentações artísticas e culturais em diversos espaços.

Isso tudo sem contar com o Morro do Elefante, os passeios de trem, os parques Amantikir e o Horte Florestal, além das fábricas de chocolate e cervejarias artesanais.

Na internet é possível encontrar pousadas a partir de 190 reais.

4 – Monte Verde (Minas Gerais)

É uma cidade com clima aconchegante situada no alto da Serra da Mantiqueira, com características tipicamente europeias, como casas em estilo alpino, névoa no inverno e fumaça nas chaminés.

O clima é parecido com a de Campos do Jordão, mas a tranquilidade torna a cidade do interior ideal para o convívio com a natureza, com passeios à cavalo, trilhas e escaladas.

Também na internet é possível encontrar hospedagens em Chalés com valores a partir de 146 reais.

5 – Florianópolis (Santa Catarina)

É um lugar com praias paradisíacas e que recebe turistas o ano todo. Fora das praias, o centro oferece atrações como o Mercado Público Municipal, passagem obrigatória por quem vai pela 1ª vez à cidade.

No site Decolar.com, um pacote para 5 noites custa pouco mais de 900 reais por pessoa, incluindo passagens aéreas e hospedagem em hotel cinco estrelas com café da manhã.

Bônus 2: Problemas com Dinheiro é a principal causa dos divórcios

A maioria dos casais (e da família) se desconstrói, na maioria das vezes, por causa do dinheiro. Ou então, da falta dele. E, podemos dizer mais, as vezes nem é a falta dele, e sim, a falta de planejamento. Isso é quase que instintivo para o brasileiro: gastar mais do que se ganha. É a “mania” de viver a vida, viver o hoje, sem se preocupar com o dia de amanhã.

E isto não está errado, de forma alguma. Essa visão faz parte da personalidade de cada pessoa. Assim como uns preferem a lua e outros, o sol. É totalmente aceitável. Mas, precisamos trabalhar em cima de fatos e dados. E o que temos em mão hoje é: o principal motivo dos divórcios é causado por problemas financeiros.

3 Dicas de Presentes que Custam menos do que 10 Reais para o Dia dos Namorados

Então, assim sem querer se meter na sua vida pessoal, mas já querendo ajudar, separamos algumas dicas para você manter um bom relacionamento familiar e ter equilíbrio com os gastos mensais, sem fazer com que isso interfira nas suas noites mal dormidas ou no aperto no coração que dá quando seu filho pede algo e você não tem condições de comprar naquele momento.

Leia com atenção esses tópicos abaixo e tente imaginar qual seria a melhor alternativa para não fazer parte desses números tão atuais. E assustadores.

Como Fazer um Bom Planejamento Financeiro Familiar?

É hora de arregaçar as mangas! Vamos lá: Gastos Supérfluos tem que ser cortados, o Orçamento Financeiro da Família tem que funcionar, as Despesas precisam estar “envelopadas”, o Investimento Financeiro é Fundamental, Ajustes e Corte de gastos domésticos é possível, Prever Situações Futuras é necessário…

E tudo isso pode/deve ser feito agora!

É muito informação? É mesmo! Por isso, criamos tópicos! Em cada um vamos falar mais detalhadamente sobre os assuntos em pauta. Vamos explicar tim por tim, combinado? Preste muita atenção, faça escolhas com segurança e saiba por onde caminhar mesmo em dias tempestuosos.

Importante Saber: pessoas ricas não são, necessariamente, aquelas que ganham muito dinheiro, mas sim aquelas que sabem fazer um bom orçamento financeiro.

Veja como ter um Planejamento Financeiro Familiar Ideal e evitar o Divórcio:

Problemas com Dinheiro é a principal causa dos divórcios: 3 passos para ter um Bom Planejamento Financeiro Familiar em 2017

Bônus 3: 7 Aplicativos para Organizar o Casamento

Os aplicativos móveis são sucesso pela facilidade, comodidade e utilidade. Imagine agora se esses programas são voltados para o seu casamento… Isso parece ajudar, não é? Listamos os 7 aplicativos mais usados dos últimos tempos, confira!

1 – Diário do Casamento: Possui funcionalidades que auxiliam na organização da cerimônia e da recepção. Ele abre leques dos noivos para conhecer um rol de fornecedores de diversos serviços, como igrejas e lojas.

2 – Wedding Dress Look Book by The Knot: O aplicativo dá a possibilidade de conhecer vários modelos de vestidos de casamento e fazer comparações de preços, conforme os gostos e os tipos de corpos, por exemplo.

3 – Wedding Party: Qual a medida certa de comida que tem que ser servida para um determinado número de convidados? Se você não sabe, o Wedding Party pode ajudar.

4 – Marieé: É completo e dá para gerenciar toda a organização do seu casamento, incluindo preparativos, passando pela lista de convidados até chegar no orçamento geral. Ele é gratuito para iOS.

5 – Wedding Plandroid: É destinado para quem possui necessidade de organizar o casamento. É como o Marieé, só que ainda mais completo. Tem muitas funcionalidades e deixa, inclusive, uma lista de telefones dos fornecedores para facilitar o contato.

6 – Vestida para Casar: O aplicativo é o aliado para a noiva executar o plano de casamento por completo. Ele faz a gestão real de todas as atividades para a organização o casamento, além de manter os contatos necessários. Também armazena dados dos fornecedores e dos padrinhos.

7 – Casamentos.com.br: É aquele que faz mais de 1 mil coisas e torna possível organizar o casamento de onde você estiver e quiser. Entre as funções estão: organizar a lista de convidados, ver o vestido ideal, pedir ajuda à outros casais, entre outros.

Com informações do atribuna, manualdohomemmoderno e familia

ANÚNCIO