Aprenda como criar um orçamento financeiro para passar o Réveillon na praia

ANÚNCIO

Passar a virada do ano na praia com os amigos, namorados, noivos, familiares e com muitos fogos, areia, mar, ondinhas e muita simpatia é o sonho de consumo de muita gente. Assim sendo, o ideal é que se crie um orçamento financeiro para passar o Réveillon na praia.

No entanto, nem todo mundo sabe como fazer isso e nem mesmo a importância de se fazer isso. A gente vai explicar esses pontos neste artigo para você começar agora mesmo a pensar nisso e viajar com mais tranquilidade nos últimos dias do ano.

ANÚNCIO

Até porque, se você tem o mínimo de conhecimento, deve saber que começar o ano com dívidas não é nada legal, né? Por isso, ter aquela reserva guardada para se divertir e sem precisar fazer compras parceladas no cartão de crédito é ótimo. Bora lá?

O orçamento financeiro

O fato é que muita gente acaba desistindo desse sonho de passar os últimos dias do ano na praia por alegar que isso tem um preço muito alto. De fato, esses dias não são baratos mesmo. No entanto, esse sonho não é ou deveria ser algo impossível.

Para muitos especialistas e até mesmo investidores milionários, o segredo é saber criar um orçamento financeiro para organizar os seus planos. Portanto, é uma prova de que dinheiro e objetivo são necessários para a realização de sonhos e projetos.

ANÚNCIO

Além do mais, é bastante óbvio que quanto antes você começar a planejar sua viagem para curtir o Réveillon, menores serão os seus esforços mensais para juntar dinheiro. O que quer dizer, também, mais tempo para avaliar todos os riscos e as melhores maneiras de fazer isso.

As contas de hoje em dia

O primeiro passo para pensar em um orçamento financeiro para passar o Réveillon na praia é considerar as contas de hoje em dia. E isso vale, inclusive, na hora de pensar na compra de passagens aéreas, na hospedagem com ou sem café da manhã, etc.

Para isso, considere a importância de anotar todos os seus gastos diários. Inclusive, é importante não deixar passar nada. Assim como deve-se assinalar todo o dinheiro que entra na sua casa também – seja ele de trabalho fixo, bico, pensão, aposentadoria ou outro.

O lado bom disso é que essas anotações podem ser feitas onde achar mais fácil. Uma cadernetinha qualquer, uma planilha do Excel e até mesmo aplicativos de celulares especiais para tal tarefa, que são gratuitos.

Com isso, ao final do mês, você conseguirá identificar onde estava sendo empregado todo seu dinheiro. Com certeza vai se deparar com gastos excessivos em lugares que não eram necessários.

O corte de gastos!

É muito importante identificar essas falhas financeiras para conseguir fazer um corte nos gastos. O ideal é que dessa forma você consiga fazer uma economia de pelo menos 10% do seu salário para a viagem.

Vamos supor que você ganhe R$ 2.000 por mês. Deixando de gastar 10% sobrarão R$ 200 para investir. Assim, como faltam 9 meses para o Réveillon lhe sobrará R$ 1.800 para a viagem. É um bom valor hein? E você já pode começar a pensar no seu destino.

A escolha da sua viagem

Sabendo exatamente quanto de dinheiro você poderá poupar até que a sua viagem aconteça fica muito mais fácil procurar algum local bem bacana para curtir a virada do ano. Assim, o próximo passo é você pensar em ter um estilo de vida mais modesto para economizar mais.

Você precisa definir se prefere investir em mais luxo ou ficar mais dias e pegar menos nesses dias de viagem. Se pretende ficar apenas naquela praia ou conhecer outras localidades que ficam próximas.

Também é preciso pensar o seu objetivo é realmente descansar ou conhecer novos lugares e se aventurar em trilhas, esportes, etc. Por isso, a escolha dos detalhes da sua viagem é importante para montar o orçamento financeiro para passar o Réveillon na praia.

As pesquisas online!

Para completar esse tópico temos uma dica importante. Antes de definir e ter essas respostas, faça pesquisas em vários sites de buscas de viagens para ver todos os preços. Pode ser o pacote de viagem, o preço da hospedagem, as passagens do avião.

Inclusive, não se esqueça também de procurar excursões, já que elas podem lhe render uma excelente economia e a comodidade de se preocupar somente em qual quarto será hospedado. No site Expedia temos alguns exemplos para você.

Por exemplo, encontramos uma pousada no Guarujá com um quarto para 2 hóspedes com café da manhã, manobrista, piscina, wi-fi gratuito, por R$ 270 à noite, com o pagamento dividido em 12 vezes.

Suponhamos que sua entrada no local fosse no dia 30 de dezembro e fosse embora no dia 3 de janeiro. Nesse caso, tudo ficaria R$ 1.080. Daquele dinheiro que você tinha guardado, ainda é possível usar para o gasto com transporte, alimentação e comprar lembrancinhas na praia.

Aprenda a investir o seu dinheiro da viagem

Você pode estar se perguntando agora: “O que fazer com esses R$ 200 que estou poupando por mês? ”. A resposta é bem simples: invista para que tenha rendimentos mensais e aumente o seu patrimônio que está montando.

No caso de o seu perfil ser mais conservador e você ser daqueles receosos quando o assunto tratado é dinheiro, a melhor opção para você é aplicar em renda fixa.

orçamento financeiro para passar o Réveillon na praia

As que mais conhecidas são Tesouro Direto e a tradicional poupança. Elas também são recomendadas para quem está apenas começando neste ramo e não possui experiência ou conhecimento sobre o assunto.

Mas, se você tem o estilo mais arrojado e tem um conhecimento maior sobre investimentos e esteja atrás de uma nova opção, então sugerimos aplicar em rendas variáveis. Destacam-se neste meio os fundos de ações e as ações provenientes de empresas.

Bônus – se você tiver milhas aéreas…

Se você for uma pessoa que usa muito o cartão de crédito é muito recomendado se cadastrar nos programas de fidelidade. Esse não é bem um passo para criar o orçamento financeiro para passar o Réveillon na praia. Mas, pode ser um diferencial para aumentar as vantagens.

Com aquela grana que fica acumulada toda vez que faz uma compra será possível comprar passagens áreas mais baratas, alugar carros com preços promocionais e até ter descontos em hotéis e pousadas.

Para isso, você tem duas opções: procure seu banco se ainda não é contemplado com esse benefício e informe sobre todas as condições para uso. Ou abra conta em uma corretora de investimentos, que tem mais opções de ativos e é mais barata também.

ANÚNCIO