O que é stock picking – saiba como buscar lucro acima da média na bolsa

Se você começou essa leitura é porque não sabe o que é stock picking ou tem algumas dúvidas sobre o tema. Ótimo, então, saiba que esse artigo foi escrito para você mesmo. De fato, já adiantamos que é uma forma de buscar lucro acima da média do mercado. Como na bolsa.

Vamos começar falando da tradução da expressão, antes de mais nada. Em inglês, stock é ação e pick é escolher. Logo, no bom português a gente teria algo como “a escolha das ações”. Isso não diz muita coisa na teoria. Mas, tem bastante significado na prática.

Isso porque a gente pode traduzir a expressão, também, como ações que tenham potencial para render acima da média que o mercado rende. Assim, nada mais é do que uma estratégia de investimento ativa, que busca ganhos no mercado.

A ideia é a seguinte: na renda fixa, a gente tem ganhos com base em índices (como Inflação ou Selic) – mesmo que possamos ganhar mais do que isso, o valor é limitado. Já quando se investe em ações dá para pensar em sempre estar acima dos índices, como o Ibovespa.

E é exatamente esse o foco do stock picking. Se uma gestão passiva segue um índice (como acontece em fundos de índice, ETF), considere que a gestão ativa quer ganhar dos índices. Logo, stock picking é uma gestão ativa. Com isso em mente, vamos prosseguir.

Como funciona o stock picking

A gente sabe o que é stock picking na teoria e na prática. Mas, ainda não foram respondidas todas as dúvidas sobre a estratégia. Então, vamos continuar. Em cada tópico você vai ter uma informação importante sobre essa expressão tão importante.

Um dos investidores mais conhecidos e respeitados do mundo usa o stock picking: Warren Buffett. E olha que ele não gosta de correr riscos, viu. Ao menos, não como todo mundo pensa. E baseando-se em Warren podemos dizer que é uma estratégia que exige estudo.

Isso porque todo mercado acionário é imprevisível. Logo, fazer escolhas menos arriscadas não quer dizer que você estará livre de riscos. Por outro lado, escolher empresas sólidas e com boa gestão pode ser uma boa ideia para valorização no futuro.

No entanto, não basta pensar apenas em empresas sólidas e com boa gestão, ok? O ideal é que as ações estejam descontadas. Ou seja, com um valor justo em relação ao preço e a valorização do papel.

O preço e a valorização do papel

Pensando bem, a gente tem aqui quase que um passo a passo para investir em ações usando a estratégia do stock picking. Bem, vamos continuar. A questão do preço da ação é seguinte: ela tem que refletir o valor da empresa ou estar abaixo disso.

Se o papel estiver sendo negociado abaixo do valor da empresa, então, existe o potencial de valorização. Para os teóricos, isso tem até nome: upside. Mas, o contrário também vale: ação com preço acima do preço justo tem potencial de desvalorização (downside).

Sendo assim, é muito importante que os cálculos são bastante subjetivos. Obviamente, se as empresas têm potencial de valorização e todo mundo achar isso, todas as pessoas vão comprar as mesmas ações, né? Então, isso faria o preço da ação subir também.

O que se precisa considerar é que esse tipo de estratégia para comprar ações é ótimo para o longo prazo, como tudo o que o Warren Buffett acredita.

O stock picking é vantajoso?

Agora já sabemos o que é stock picking, vamos considerar os pontos positivos para saber se ele vale a pena para você ou não. Até mesmo porque são várias vantagens, mas como sabemos considerar a renda variável é considerar os riscos. As principais vantagens estão abaixo.

Empresas com potencial de valorização

Pensar nisso é algo bastante agradável, não acha? Afinal, ter na carteira empresas sólidas que “devem” se valorizar ao longo dos anos é algo confortável. No entanto, fazer essa somatória de análise não é tão simples.

O que podemos adiantar é que os analistas ou investidores dessa estratégia pensam muito em fundamentos das companhas, como margem de lucro, retorno sobre patrimônio líquido e o nível de endividamento também.

Empresas com menores riscos

Continuando com o que falamos acima, saiba que escolher empresas sólidas também tem a ver com investir com menos riscos, mesmo na renda variável. De fato, isso reduz significativamente o risco do investimento e gera confiança para o investidor.

E se tratando de longo prazo também é preciso considerar que oscilações são “naturais” na bolsa de valores. Logo, não devem interferir tanto nas escolhas.

Empresas de acordo com o perfil

Ainda considerando as vantagens e as empresas, considere que o stock picking permite uma adequação da escolha dos ativos com base o perfil do investidor. Por exemplo, quem tem mais permissão ao risco pode optar por ativos mais agressivos.

Para quem tem menos possibilidade de riscos, então, é melhor pensar em papéis defensivos.

Quando o stock picking é desvantajoso!

O que é stock picking

E só para fecharmos a matéria, considere que há um momento em que toda estratégia vai por água abaixo: quando a gente esquece a relação entre o preço e a possível valorização. Então, basicamente, não adiantar pensar em empresa sólida sem considerar o preço da ação, ok?

Se o preço estiver caro, logo, não haverá espaço para a valorização. Desse modo, a gente encerra esse tema que tem tudo a ver com Warren Buffett e com investimentos inteligentes na bolsa de valores.