Entenda o que é patrimônio líquido pessoal [ativos e passivos]

ANÚNCIO

Seja na hora de fazer a sua declaração anual do imposto de renda de pessoa física (IRPF) ou por curiosidade mesmo, você pode ficar com dúvida sobre o que é patrimônio líquido pessoal. Afinal, essa é uma pergunta muito feita ao Google aqui no Brasil.

Logo, criamos esse conteúdo para ajudar você a entender esse conceito, que é importante e pode dizer muita coisa sobre a sua vida financeira. Até mesmo porque ganhar dinheiro não é fácil e calcular o patrimônio líquido pode te ajudar a entender para onde vai o seu salário.

ANÚNCIO

Curiosamente, também vamos trazer conceitos práticos para você compreender a relação entre o que é o passivo financeiro e o ativo financeiro, que é um assunto adjacente a tudo o que vamos tratar aqui. Continue lendo com atenção porque é mais simples do que parece.

O que é patrimônio líquido pessoal

Obviamente, não poderíamos começar de um jeito diferente se não para responder a essa pergunta central do texto. O patrimônio líquido nada mais é do que o a diferença entre os ativos e os passivos de uma pessoa.

Na prática, é como se para isso você precisasse vender todos os bens e somasse com as suas aplicações financeiras. Depois, disso tudo você tira as dívidas e obrigações financeiras. Assim, temos o resultado do patrimônio líquido. Mas, claro, você não precisa fazer isso.

ANÚNCIO

Até mesmo porque dá para calcular o patrimônio líquido de um jeito mais simples. Por exemplo, a compra uma casa financiada. A casa vale R$ 400 mil e a gente ainda tem o financiamento com saldo de R$ 300 mil. Logo, nosso patrimônio líquido é de R$ 100 mil.

Então, para resumir esse tópico, saiba que o patrimônio líquido de uma pessoa vai dizer a dimensão exata da riqueza dela. O mesmo vale para os patrimônios líquidos das empresas. O que quer dizer que nem todo mundo que tem casa e carros é rica, né.

Os ativos e os passivos

Assim, dá para entender melhor a importância de a gente definir os ativos de uma pessoa com os passivos que ela tem. Já falamos um pouco sobre isso, então, é muito simples entender. Os ativos são bens e direitos e os passivos as obrigações.

Na prática, os ativos é o lado positivo e os passivos formam o lado negativo.

Agora, quais são os principais ativos pessoais que existem? A gente pensou em alguns para você entender melhor isso. Os principais são: imóveis, automóveis, dinheiro na conta, aplicações, o saldo do FGTS e os direitos autorais.

Do lado do ponto negativo, que são os passivos, nós podemos pensar em saldos devedores dos financiamentos, dos empréstimos e dos cartões de crédito. Além disso, temos as dívidas com impostos ou os aluguéis a pagar e até mesmo o saldo das compras parceladas.

Por que calcular o patrimônio líquido

Você sabe o que é patrimônio líquido pessoal e sabe como fazer o cálculo também, afinal, é só somar os ativos e tirar dos passivos. No entanto, pode ser que tenha uma dúvida sobre a importância de saber e estudar isso. Então, saiba que é sim importante para as finanças.

Isso porque dessa forma você consegue montar um histórico para saber a sua evolução financeira verdadeira e não apenas o que está na aparência. Lembra que falamos que ter carros e casas nem sempre é sinônimo de riqueza?

Pois é. Se você tem carros e casas financiados, então, seus passivos podem ser maiores do que os ativos e isso é um problema para o patrimônio líquido, entende?

Em resumo, conhecer o próprio patrimônio líquido é fundamental para criar um planejamento mais exato. E, a partir disso, tomar decisões mais assertivas no futuro. Ah, sem falar que isso tem importância na declaração do imposto de renda também, né.

Um exemplo de patrimônio líquido pessoal

A Magnetis é uma página de finanças que fez um ótimo exemplo para explicar isso. A gente adaptou para mostrar para vocês.

Em 2010, uma pessoa tinha entrado na faculdade e começou a trabalhar. O salário era de R$ 3,5 mil mensais. No final do ano, a pessoa tinha R$ 5 mil na poupança e sem dívidas. Havia ainda R$ 3,5 mil no FGTS. Logo, o patrimônio líquido era de R$ 8,5 mil.

Assim, a história vai sendo contada até o ano de 2019. Nesse caso, a mesma pessoa tinha um FGTS de R$ 24 mil, que foi usado no financiamento da casa. Aliás, o imóvel valia R$ 300 mil. No fim, a pessoa tinha um saldo devedor de R$ 152 mil.

o que é patrimônio líquido pessoal

Veja a conclusão: “A pessoa saiu de um PL de R$ 8,5 mil e chegou a R$ 148 mil, mesmo considerando os percalços da vida”.  Logo, a ideia foi a de mostrar que é avaliando todo o histórico que se tem uma ideia geral de como anda a sua vida financeira.

Sobre o patrimônio líquido no IR

Para fechar esse conteúdo sobre o que é patrimônio líquido pessoal, saiba que você também deve considerar ele na declaração o imposto de renda. Independente se vai fazer isso sozinho ou com o contador, saiba que precisará adicionar no programa todos os bens. Leia também: Declaração do imposto de renda completa ou declaração simplificada? Saiba a diferença!

  • Aliás, os bens móveis, imóveis e os direitos. Isso fica na aba de “Bens e Direitos”.
  • Aliás, tem também que colocar os empréstimos em “Dívidas e Ônus Reais”.
  • E depois vem outros ganhos, como salários e remunerações, em “Rendimentos Tributáveis”.

De qualquer modo, fazer a declaração anual do imposto de renda não é complicado, sendo que o primeiro passo é baixar o programa da Receita Federal. Mas, se você tem dúvidas, então, o melhor é buscar a ajuda de um profissional.

ANÚNCIO