Relembre 5 coisas para aprender com o livro “O homem mais rico da Babilônia”

ANÚNCIO

“O homem mais rico da Babilônia” é um clássico da literatura estrangeira escrito por George S. Clason e que está à venda na internet por preços acessíveis, partindo dos R$ 20 na versão física. Ele tem 160 páginas e conta sobre Arkad.

Sendo assim, para quem não leu ainda, saiba que o autor conta várias parábolas nessa obra. Logo, todas elas trazem ensinamentos financeiros, seja sobre como economizar dinheiro, como investir dinheiro, sobre o que pensar do dinheiro.

ANÚNCIO

Curiosamente, o livro já foi vendido em mais de 2 milhões de exemplares no mundo todo e se tornou um clássico de finanças pessoais. E são verdadeiras, as histórias? Há um consenso dos estudiosos que dizem que toda sabedoria foi trazida da prática dos antigos babilônicos.

Sobre o livro

Então, quer dizer que há ensinamentos de 6 mil anos atrás que valem para os dias de hoje? É exatamente isso. Inclusive, o livro mostra como homens inteligentes, que tinham poucos recursos naturais, conseguiam sobreviver com técnicas que foram criadas a partir disso.

Ainda sobre a história do livro, ele foi escrito a partir de várias parábolas, ao passo que a primeira é datada em 1926. Elas eram impressas em panfletos sobre economia e distribuídas em bancos, companhias de seguros e aos trabalhadores.

ANÚNCIO

Entre as histórias, nós temos a do homem que desejava ouro. Veja um trecho do capítulo: “A riqueza de um homem não se acha na bolsa que ele carrega. Uma bolsa gorda logo fica vazia se não houve fluxo de ouro. Arkad tem rendimentos que conservam suas reservas”.

E se você quiser ver o resumo de “O homem mais rico da Babilônia”, saiba que a Mobills fez isso e trouxe a resenha das 11 histórias que são contadas na obra. Abaixo, porém, nós vamos destacar as 5 lições mais incríveis que você pode aprender com o livro. Leia.

As lições para aprender hoje

Lembrando que o livro tem várias parábolas, a primeira de 1926 e que a gente fez um garimpo para selecionar os mais incríveis aprendizados, vamos nessa.

1 – Conhecimento

Em praticamente todas as 11 histórias que são contadas, considere que há uma frase citando a importância da busca pelo conhecimento. Por exemplo, há um dos capítulos que cita muito bem a ideia de ter esse conhecimento muito mais do que buscar o lucro da empresa.

E isso é até mesmo um ensinamento para a vida pessoal, também. Afinal, a gente quase sempre quer trabalhar mais para ganhar mais. No entanto, nem paramos para pensar sobre o que estamos fazendo com o dinheiro ou como estamos gastando ele, não é mesmo?

2 – Futuro

E aproveitando o gancho do que falamos acima, a gente também encontra nesse livro dicas sobre por que ou como poupar para o futuro. Afinal, a gente tem uma mania, nada saudável, de carpe diem. Ou seja, de viver o hoje indiscutivelmente e sem pensar no amanhã.

Porém, a gente deve considerar que chegamos em um momento em que o corpo e a mente já não conseguem exercitar as mesmas funções de antes. Por isso, ter uma reserva para esse momento se faz necessária – ainda mais no Brasil, onde a previdência social não é tão boa.

3 – Equilíbrio

No livro “O homem mais rico da Babilônia” também se fala muito sobre os pontos de equilíbrios que devemos ter. Um deles tem a ver com saber poupar nos meses em que ganhamos mais, lucramos mais. Isso porque também vai ter o tempo de ganhar menos.

Se você conhece o conto da Formiga e da Cigarra, com certeza, sabe do que estamos falando, não é mesmo? Basicamente, é saber criar um equilíbrio para conseguir pagar as contas todos os meses – tanto nos bons como nos ruins, em termos de rendimentos.

4 – Contas

E já que falamos em pagar contas, saiba que no livro de Clason também temos lições sobre como manter a pontualidade no pagamento de dívidas. Sendo assim, você deve considerar que dívidas são contas, prestações, gastos mensais, etc.

E isso vai desde a fatura do cartão de crédito até mesmo o financiamento da casa, do carro, etc. Logo, saiba que o atraso no pagamento gera multas, encargos, juros e tudo mais que te faz perder dinheiro por uma simples “falta de disciplina”.

5 – Habilidades

E para fechar, o livro também cita recomendações sobre manter e cultivar as próprias aptidões. Isso, depois, vai se tornar um ponto importante para você abrir o próprio negócio, manter-se seguro em épocas de crise e conseguir “se virar” em casos de imprevistos.

A ideia é que você estude sempre e se mantenha dentro das novas exigências do mercado, seja o financeiro ou de trabalho. Porque isso pode garantir formas de você conseguir rendas sem que tenha de usar das reservas acumuladas.

O homem mais rico da Babilônia

Audiolivro gratuito no Youtube

Na internet, a gente achou um canal do Youtube que transcreve, em áudios, alguns dos principais livros do mundo. E adivinhe só: lá tem o áudio desse livro que estamos citando aqui.

Aprenda como ficar rico com O Professor, de La Casa de Papel

O áudio tem 5 horas e apesar de parecer grande, saiba que os áudios são ótimas formas de você aprender mesmo que não tenha tempo para ler livros ou fazer cursos.

O audiolivro está disponível no canal do Audiobooks, que tem 108 mil inscritos. Além do mais, você encontra a narração de outros grandes livros, como o Milagre da Manhã, de Hal Elrod e Mindseet, da Carol Dweck. Todos gratuitos.

ANÚNCIO