15 Ideias de Negócios para Mulheres Empreendedoras

ANÚNCIO

Essa notícia é para quem está achando que a mulher ainda continua submissa ao homem, ao mercado, ao mundo. Na verdade, não! Segundo uma pesquisa da McKinsey & Co, as empresas que tem papéis de liderança são as mais equilibradas entre homens e mulheres e, por isso, tendem a ter maiores retornos financeiros, bem acima da média da indústria.

Se você ainda não acredita que as mulheres tem todo potencial do mundo para comandar uma empresa multinacional ou que podem, a qualquer momento, tornarem-se as maiores investidoras das Rendas Fixas ou das Bolsas de Valores, então, observem essas mulheres que mostrado o quanto o empoderamento feminino pode colaborar com o crescimento do país e do mundo!

ANÚNCIO

As Mulheres no Poder

“O papel da minha geração é facilitar esse processo para as gerações que estão chegando. Isso faz parte da minha meta de vida”, diz a diretora da Swarovski Professional, Mônica Orcioli.

Mônica é bailarina clássica e mãe de 3 filhos, formada em Marketing, com MBA na Universidade de Pittsburgh e cursos de especialização em Harvard e Stanford.

“Estou no mercado há 28 anos. Minha trajetória tem sido intensa, mas sempre dosei as prioridades corporativas e pessoais para que essa jornada acontecesse da forma mais equilibrada possível”.

ANÚNCIO

Heloisa Simão é outro exemplo. Ceo da Zodiac Produtos Farmacêuticos, ela é economista formada pela Universidade de São Paulo e tem cursos internacionais nas áreas de liderança e marketing.

“Conclui meu estágio em uma empresa farmacêutica e me apaixonei pelo mercado. Gosto de participar do desenvolvimento de medicamentos e da evolução da medicina. É uma experiência maravilhosa”.

Tânia Cosentino é presidente da Schneider Eletric e vem quebrando paradigmas desde os 16 anos, quando começou a carreira como técnica eletrotécnica. “Depois fiz engenharia elétrica com ênfase em eletrônica e cursos de extensão na área de finanças e negócios”.

A executiva conta que sempre optou por não ver os obstáculos. “Sempre busquei dar resultado e cultivei muito a disciplina e o aprendizado. Também tive pessoas que me apoiaram para dar o próximo salto. É importante ter um mentor, sempre busquei aliados”.

Margaret Groff atualmente é diretora financeira executiva da Itaipu Binacional. “Nos primeiros seis anos de companhia cheguei ao cargo de gerente. Então, deixei Curitiba, minha cidade natal, para morar em Foz do Iguaçu. Trabalhava muito, tinha competências, mas vi que nunca seria superintendente”.

Então, ela saiu da área para dar um passo maior. “Em 2003, assumi a presidência do fundo de pensão da companhia. Pude mostrar o meu talento e depois de 3 anos ocupei o cargo atual”.

Ceo da Balluff Controles Elétricos há 3 anos, Adriana Belmiro da Silvai diz que com maturidade, planeja sua trajetória profissional para os próximos 20 anos. “Não projetei uma carreira de presidência. Mas a minha trajetória me levou a estar no lugar certo, na hora certa, com as pessoas certas. Quero presidir uma empresa maior, com mais funcionários”.

3 Dicas Essenciais para as Mulheres Empreendedoras

O número de mulheres donas do próprio negócio só tende a aumentar e isso acontece, principalmente, no mercado de franquias, conforme uma pesquisa do portal Web.com, que é especializado em marketing para pequenos negócios. “Hoje, boa parte das mulheres empreende por oportunidade”, diz Bruno Caetano, do Sebrae-SP.

Ele cita 3 dicas para as mulheres que querem mandar bem no empreendedorismo. Confira!

1 – Planejamento: O planejamento é a chave do sucesso para qualquer empresa e pessoa. Então, conforme Caetano, as pessoas se preocupam mais com o investimento financeiro, porém, o fluxo de caixa e o plano de marketing são conceitos muito importantes e que não podem ser ignorados.

2 – Rotina: Esse é um dos principais dilemas, já que não é fácil conciliar a vida profissional com a pessoal. “Não se pode achar que o empreendedorismo vai te dar mais tempo. Isso é mito”.

O ideal é ter um bom apoio familiar já que muitas vezes a falta da compreensão dos parentes pode acabar se transformando em obstáculo para a mulher. Para ter sucesso, é preciso ter muito foco e dedicação ao negócio e separar um tempo para lidar com o marido e com os filhos.

3 – Atualização: Tanto para as mulheres quanto para os homens, é preciso fazer atualizações constantes sobre o mercado. A reciclagem é indispensável. “Não dá para confiar apenas na intuição, tem que se atualizar com os concorrentes e com o mercado”.

10 Opções de Negócios para Ficar Rico e Ser Feliz, ao mesmo tempo

Recentes notícias dos Cargos e das Funções das Mulheres nas Empresas

Ruth Porat ainda é a atual presidente financeira do Morgan Stanley, mas deixará o banco para ocupar o mesmo cargo no Google. A executiva trabalhava no banco desde 1987 e dirigiu o setor de investimentos durante o auge da internet, tendo trabalhado com Amazon.com e eBay.

Mary Barra é umas mais proeminentes presidentes dos EUA e trabalhou por mais de 3 décadas na General Motors antes de se tornar a 1ª mulher a ocupar o cargo, em 2014, onde atuou no desenvolvimento mundial de produtos, compras e rede de abastecimento.

Beth Mooney é a 1ª presidente mulher de uma das top 20 empresas bancárias, a KeyCorp. Ela foi indicada para o cargo em 2010, sendo que começou como secretária após se formar.

Ana Patrícia Botín tornou-se presidente do grupo Santander, o maior banco da zona do euro, em 2014. Ela assumiu o lugar do pai, Emilio Botín, em 1986, mas antes disso havia sido presidente do banco no Reino Unido, além de ter trabalhado na JP Morgan.

Sheryl Sandberg é diretora de operações do Facebook desde 2008 e lançou livros sobre as desigualdades de gênero e a falta de mulheres em cargos de liderança no trabalho.

Alison Cooper é presidente da Imperial Tobacco, a 4ª maior companhia de tabaco por Market share, com base na Inglaterra, desde 2010.

Guler Sabanci é presidente e diretora-executiva da Sabanci Holdings, um dos maiores conglomerados industriais e financeiros do país.

Chanda Kochhar atua como diretora-geral e presidente do ICICI Bank, da Índia. Ela supervisiona quase US$ 125 bilhões em ativos e foi creditada como uma liderança de transformação na empresa que teve grandes reveses desde a crise financeira de 2008.

15 Ideias de Negócios para Mulheres Empreendedoras
Reprodução: Google

15 Ideias de Negócios para Mulheres Empreendedoras

Está mais do que provado que a mulher tem espaço onde ela quiser. Porém, baseado em informações do mercado e de especialistas, conseguimos selecionar as 15 principais ideias de negócios para mulheres empreendedoras e que querem trabalhar por conta própria.

Essa pesquisa tem como base dados do Serasa Experian, que revelou, inclusive, que mais de 40% dos negócios do país são liderados por mulheres. Além disso, conforme o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), 33% das mulheres preferem trabalhar com atividades do comércio varejista, 20% com alimentação e 12% na indústria de transformação.

1 – Salão de Beleza

É uma ótima oportunidade porque o público feminino frequenta esses locais com alguma frequência, além de ter um senso de estética mais apurado do que os homens, mesmo que eles também estejam em expansão. Algumas franquias desse setor exigem uma liderança feminina para conduzir o negócio da forma correta.

2 – Ateliê de Costura

Ter uma empresa para confeccionar e reparar roupas pode ser uma opção ideal para as mulheres que gostam dessa atividade. Uma grande vantagem desse tipo de negócio é a possiblidade de trabalhar em casa.

3 – Escola de Idiomas

Especialistas dizem que saber falar outra língua além do português não é mais um diferencial e sim uma obrigação. Então, quem sabe sobre idiomas a ponto de poder ensinar, tem muitas chances de se destacar no mercado. Com isso, a procura por cursos de línguas é grande, logo, as mulheres têm grandes oportunidades de abrir franquias nessa área.

4 – Agência Recrutadora

A gestão de pessoas é um assunto que nunca para de crescer. E pode ser muito promissor para as mulheres já que elas, normalmente, têm grande facilidade na comunicação. Uma agência recrutadora, para quem não sabe, fazer a intermediação no processo de contratação entre os profissionais e as empresas.

5 – Roupas Íntimas

Qual mulher não gosta de ter um guarda-roupa cheio de belas lingeries? Aliás, qual parceiro (a) não gosta de ver um guarda-roupa cheio dessas peças? Não há dúvidas de que é um mercado em constante crescimento. Então, se você pode abrir uma franquia e tem potencial para administrar, você tem o queijo e a faca na mão.

Por sinal, uma plataforma online é uma ótima saída também já que muitas pessoas ainda tem vergonha de comprar essas peças pessoalmente. Pense nisso!

6 – Joias e Semi-Joias

Acessórios como colares, brincos e pulseiras são boas opções de presentes para uma mulher. Portanto, isso se torna um negócio rentável e quem tem muitas variedades poderá ter mais clientes fidelizados já que terá mais chance de agradá-los. E, o grande diferencial é que você pode ter um local inovador, seja em casa, de porta em porta ou em qualquer outro formato.

30 Famosos que Investem em outros Negócios e 7 Franquias que recebem o nome Deles

7 – Decoração e Paisagismo

O mercado imobiliário cresce e sempre necessita de profissionais qualificados para dar um toque especial ao ambiente. Não é incomum vermos pessoas que tenta fazer “tudo sozinho” e acabam dando com a cara na parede, quase que literalmente. Então, seja para montar um jardim ou ter um ambiente multifuncional, esse pode ser uma boa forma das mulheres ganharem dinheiro.

8 – Pet Shop e Hotelzinho

Quando o assunto é PET apareceu um mar de oportunidades, afinal, esses bichinhos de estimação tem tomado conta de grande parte das famílias brasileiras. E, aí, entra o cuidado com eles. São medicações, tratamentos, higiene, brinquedos e vestuário. Uma infinidade de produtos. Logo, se você gosta deles, pode encontrar uma chance de ganhar dinheiro.

9 – Decoração de Festas

Para ser um decorador de festas precisa, antes de qualquer coisa, de muita criatividade. Para mulher, esse pode ser um ótimo negócio porque os eventos são dos mais variados, desde uma festa infantil até uma festa de formatura, passando por palestras e reuniões, por exemplo.

Normalmente, o valor pago esse tipo de serviço costuma agradar, dependendo, obviamente, do serviço. Então, se você tem um dom especial e sabe criar decorações, aposte nisso!

10 – Consultoria

O mundo das consultorias é extenso. Tudo pode começar com um assunto empresarial, como de Comunicação ou Economia, mas pode ir também para moda, beleza e comportamento. Qual assunto você conhece muito? Então, pode começar a leva-lo a sério desde já. A receite é simples: pegue uma área que você domina e crie a sua empresa pessoal.

11 – Vídeo-Aulas

Bom, vale dizer que a Vídeo-Aula é apenas um mecanismo para passar conhecimento. Então, você pode ser uma boa costureira, mandar bem na cozinha ou conhecer muito de um assunto e usar as vídeo-aulas para ganhar dinheiro com isso. Normalmente, isso tem um custo reduzido, o que é bom para você e para o seu cliente.

12 – Babás

Também é uma profissão que, ao menos inicialmente, não tem muitos gastos. Você pode abrir uma empresa de prestação de serviços e investir a ponto de se tornar uma agência especializada em cuidados infantis.

Hoje, sabemos que o mundo está muito corrido e muitas mães e pais não têm condições de cuidar dos filhos em período integral. Por isso, muitos deles procuram agências e pessoas especializadas para cumprir tal papel. E, vamos combinar, as mulheres costumam mandar muito bem nesse assunto, até mesmo devido ao instinto materno.

13 – Lanchonetes e Restaurantes

Vale tanto para homens quanto para mulheres, é verdade. Mas, a mulher costuma ter mais habilidade na hora de criar pratos diferentes e com formas mais atraentes. Então, o ideal é que homens e mulheres participem do negócio do ramo da alimentação.

14 – Bebês e Gestantes

Aqui não há uma ideia especifica, mas várias. Esse é um setor que está em constante movimentação, afinal, os bebês não param de nascer, não é? Então, se você tem a ideia sobre algumas papinhas orgânicas, fraldas de pano ou mesmo a revenda de objetos, pode pensar em alguma forma de rentabilizar isso.

15 – Artesanato

Esse não podia faltar. As mulheres costumam ser mais habilidosas e detalhistas, e o resultado disso é que muitos objetos produzidos por elas podem ficar maravilhosos. Pode ser bijuterias, pintura, bordado ou qualquer outra confecção artesanal. Além disso, hoje temos a facilidade de criar plataformas online, com fotografias e uma boa divulgação.

15 Ideias de Negócios para Mulheres Empreendedoras
Reprodução: Google

3 Histórias de Sucesso

1 – Iva Cardinal

A administradora Iva Cardinal lançou 2 negócios que deram muito certo. Ela tem uma pós-graduação em Empreendedorismo e Liderança Feminina o que foi ponto de partida para ambos os negócios. “Empreender é colocar em prática as ideias e ter mais liberdade para desenvolvê-las”.

Durante muito tempo ela trabalhou como gerente de grandes empresas, porém decidiu buscar a autonomia. Assim, em 2004, ela abriu a IC Brasil, uma consultoria de treinamento empresarial.

Em paralelo, investiu também em outra paixão, na Confraria do Batom, um projeto que começou com a reunião de amigas para organizar uma palestra que interessava à todas e hoje tem 10 formatos de ventos para debater a independência financeira.

Ao longo do tempo ela concluiu dois pontos fundamentais para investir na própria ideia: o apoio da família e um planejamento detalhado. “Quando comecei a minha empresa, me preparei para ter uma renda fixa, planejada”.

2 – Susana Zaman

Ela é engenheira de produção, mas viu na maternidade uma chance de ganhar dinheiro. Foi aí que decidiu que queria se reinventar, o que tinha em mente era passar mais tempo com a filha. Então, inspirou-se no próprio momento da vida e lançou um clube de assinaturas, o Nutrimãe, que envia produtos e conteúdos para gestantes e lactantes mensalmente.

“Hoje, fico 24 horas com clientes, mas no espaço digital. Com isso, sou dona do meu tempo. É gratificante poder, no meio da tarde, ir para uma praça com a minha filha ou leva-la na natação”.

Para ela, o investimento ainda não está dando o retorno que poderia dar, porém, ela tem certeza que fez a escolha certa. “Acho que, quando a gente empreende, está provando todos os dias que é capaz. Minha família super apoiou porque aqui em casa há o entendimento de que educação dos filhos é fundamental”.

3 – Claudia Barbosa

Em 2015 Claudia Barbosa disse que desistiu do negócio que havia iniciado há 3 anos porque a crise, os desafios do mercado e o cansaço foram muito além do que ela imaginava. Porém, ela continuou persistindo e hoje não se arrepende de ter criado a Nomedeiro, uma boutique de personalização que cria marcas pessoais e corporativas.

“É muito bom que está dando certo, que a gente criou um nicho de mercado que não existia. É ótimo conhecer gente nova, aprender a cooperar, ser criativo e ver que tu podes crescer com a tua empresa e com outras pessoas”.

Mas, então, o que será que deve ser feito para que o negócio dê certo? O que será que Susana aprendeu? Como será que a Claudia deu a volta por cima? E a Iva, o que tem a nos ensinar? Essas 3 empreendedoras investiram um pouco do seus tempos para passar parte dos conhecimentos que adquiriram durante a vida de empreendedoras.

E nós vamos te contar, confira agora!

Quer ganhar dinheiro em casa, dormindo ou com uma franquia? Veja essas dicas de negócios

Dicas para Ser uma Empreendedora de Sucesso, contadas por quem já conseguiu isso

1 – Faça o que Goste: Iva diz que se é para investir em um negócio próprio, então, tem que buscar algo que realmente dê prazer. Ou então, tudo vai se tornar um trabalho como qualquer outro.

2 – Análise do Mercado: Susana conta que você só terá segurança quando conhecer o mercado em que vai atuar. Ela mesmo fez 2 boas pesquisas: uma sobre o funcionamento da nutrição infantil e outra sobre as possíveis parcerias e apoio.

3 – Motivos: É importante ter uma razão para empreender, um motivo real. Não importa qual ele seja, desde que exista. Isso vai ajudar a construir uma empresa, pensando, inclusive, no conceito, aconselha Iva.

4 – Conceito: O conceito também é importante, afinal, o que será a sua empresa? O que você busca? São perguntas que mais tarde vão fazer o seu produto ser vendido. Com as respostas, tudo fica mais fácil de acontecer.

5 – Planejamento: Ter um planejamento detalhado é fundamental para ter uma estratégia de negócios e definir as etapas a serem cumpridas. Tomar decisões vai ser preciso, então que seja feito com várias possibilidades de acerto. Para Claudia, o plano de negócios é o 1º passo para que tudo comece a dar certo.

6 – Investimento: “Imagina que você vai ficar um ano sem tirar dinheiro da empresa. Tu consegues viver por esse tempo sem receber nada”? Pergunta Claudia, que diz que é sim preciso ter um valor investimento para o caso de algo não ir bem. A questão financeira é muito importante no plano de negócios.

7 – Networking: “Uma dica é procurar amigos que têm ramo de trabalho similar”, diz Susana, que afirma que quanto mais se conversa sobre o tema, mais vai se ouvir opiniões diferentes e isso é fundamental para fazer o negócio crescer.

8 – Tempo: Uma agenda atualizada é fundamental. “A gente tem muitas tarefas porque continuamos com as atividades do lar além de todo o resto. Então, é preciso ter um tempo para cada trabalho e também para a família. Tendo foco, tu consegues fazer tudo com mais tranquilidade e qualidade”, diz Iva.

Home Office: uma nova forma de fazer negócios

9 – Errar: Faz parte! “É importante lembrar os pequenos empresários que uma parte positiva do negócio é que o erro não custa tão caro. Quando você erra e se replaneja, então, com certeza, vai acertar depois e assim não haverá tanto prejuízo”, comenta Susana.

10 – Faça acontecer: Se você ainda tem dúvida, então, procure mais informações, pesquisa e fale com especialistas. Informações e parcerias serão sempre necessárias, para qualquer ramo de atuação, para qualquer empresa. Identificando as oportunidades, faça acontecer!

Com informações do Estadao, exame e ekonomista

ANÚNCIO