Saiba quais são as 7 principais mudanças financeiras para 2020

ANÚNCIO

Você sabe quais foram as mudanças de 2019 que vão refletir de forma direta neste ano? Aliás, algumas já começaram a valer desde os primeiros dias do ano. Se você não sabe, considere que temos aqui as 7 principais mudanças financeiras para 2020.

Inclusive, pode acreditar: essas mudanças influenciam diretamente na sua vida. Tem a mudança no cartão de crédito internacional e também do salário mínimo. As novas alíquotas do INSS e os juros do cheque especial. E até mudanças nas compras do free shop.

ANÚNCIO

Ficou interessado, não é mesmo? Continue lendo para descobrir tudo sobre as mudanças que já estão valendo ou que vão começar em breve e vão mexer com a sua vida.

1 – O novo valor do salário mínimo

Atualmente, o salário mínimo estava em R$ 926. Mas, para os próximos meses, a partir de janeiro, ele vai estar disponível em R$ 1.039. Essa é a primeira das mudanças financeiras para 2020 que você tem que considerar.

Porque mesmo que você tenha direitos acima disso, esse é o valor que é usado para basear vários fatores do mercado financeiro. A medida com a mudança foi assinada por Jair Bolsonaro. Aliás, o valor só foi corrido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor.

ANÚNCIO

2 – A nova alíquota do INSS

Outra coisa que devemos lembrar é que agora o valor que será descontado do salário dos trabalhadores vai mudar. Isso vem junto com algumas novas regras da nova previdência. Os novos valores passam a valer a partir de março.

Assim sendo, quem tem carteira assinada em empresas privadas vai ter percentual que varia de 7,5% a 14%. Porém, antes os valores eram de 8% a 11%. Já para quem é do setor público, a variação poderá chegar a incríveis 22%.

Também terá o desconto do seguro desemprego, que será de 7,5% para o INSS.

3 – Os saques do FGTS

O governo também autorizou medidas que liberam o que é chamado de saque de aniversário do FGTS. Esse saque não será obrigatório e sim opcional. Quem quiser poderá retirar uma parte do saldo da conta no mês do seu aniversário.

No entanto, se isso acontecer, a pessoa vai perder o direito ao saque total da conta em caso de demissão por justa causa. Esses saques vão começar a ser feitos em abril.

Descubra 7 sites sobre notícias financeiras e do mercado do dinheiro

4 – A carteira verde amarela

A próxima das mudanças financeiras para 2020 tem a ver com a carteira verde amarela. Ela vale para a contratação de trabalhadores por meio de um programa que permite a contrata de jovens pagando menos tributos.

Entre as principais benesses para os contratantes estão: contribuição de 2% no FGTS, valor da multa do FGTS em 20%, pagamento de férias e 13º salário podem ser adiantados, empresas não precisarão pagar contribuição patronal, etc.

Nesse caso, vale lembrar que existem regras nessa nova das principais mudanças financeiras para 2020. Por exemplo, uma delas é que só podem ser contratados jovens entre 18 e 29 anos que nunca tiveram um emprego formal antes, além de que o prazo de contratação na modalidade é de 2 anos.

5 – Os novos juros do cheque especial

No início desse ano entrou em vigor a regra de que os juros do cheque especial não poderão passar dos 8% ao mês. O valor ainda é bem alto, mas é bem menor do que o antigo.

Além disso, também há uma regra nova que é para alegria dos bancos. Eles vão poder cobrar pelo limite de crédito para quem acima de R$ 500 no cheque especial. O valor é de 0,25% sobre o que exceder os R$ 500.

Se você ficou com dúvida, a gente vai contar isso em um exemplo para ficar bem fácil de ser entendido. Anote aí. Um cliente de um banco que tenha R$ 10 mil de cheque especial poderá ter uma cobrança de 0,25% sobre R$ 9,5 mil. Isso vai dar mais do que R$ 23 por mês de taxa.

Então, como é que faz para cancelar isso e não ter mais cheque especial? Se você não quer pagar a taxa por algo que você nem usou, a saída é ir até o banco e pedir a redução do valor para algo igual ou menor do que R$ 500. Isso precisa ser protocolado.

6 – Os novos limites para compras no free shops

Agora, há um limite de compras para os brasileiros em lojas free shops, que ficam em aeroportos e portos. O valor passou de 500 dólares para 1 mil dólares para cada passageiro.

Já para os casos de viagens terrestres, fluviais ou lacustres, o limite também mudou, passando de 300 dólares para 500 dólares. Assim, temos mais uma das principais mudanças financeiras para 2020.

Saiba quais são as 7 principais mudanças financeiras para 2020

7 – O câmbio do dia para o cartão de crédito

A última das mudanças financeiras para 2020 que a gente trouxe aqui é para quem viaja para outro país. Uma nova regra do Banco Central diz que os emissores de cartões que são usados no exterior devem divulgar informações sobre taxas de conversão do dólar americano.

Assim sendo, a taxa deverá ser apresentada em 4 casas decimais.

Só que não é só isso. Aliás, a principal mudança é que os emissores terão que usar a taxa de câmbio do dia da compra realizada pelos clientes para conversão. E não mais o câmbio na data do pagamento da fatura, como acontecia anteriormente.

ANÚNCIO