Para um bom mix na carteira de investimentos: fundo imobiliário ou multimercado?

ANÚNCIO

Para quem está começando a investir dinheiro, a recomendação sempre é a mesma: a renda fixa. Para quem quer começar a ganhar um pouco mais de rendimentos, então, fala-se em: montar um mix na carteira de investimentos. É para essas pessoas que vamos falar hoje.

E o assunto é bem focado: a gente quer ajudar você a montar uma carteira um pouco menos conservadora, mas, ainda, sem correr grandes riscos. Sendo assim, pode parecer simples a resposta: o fundo multimercado é melhor. Mas, será mesmo?

ANÚNCIO

A verdade é que temos a impressão de que o fundo imobiliário é mais arriscado porque ele é negociado na bolsa de valores. No entanto, os fundos multimercados também podem ser compostos por ações. E agora, o que dizer? Vamos conhecer mais dos produtos.

As vantagens e as desvantagens

Para que você tenha esse mix na carteira de investimentos com base no seu perfil, a gente pensou em separar o artigo de uma forma bastante objetiva: vamos falar das vantagens e das desvantagens desses dois fundos, sendo que ambos podem compor a sua carteira.

Os fundos multimercados

Os fundos multimercados, como o nome sugere, são aqueles que são compostos por vários ativos, como da renda fixa, do câmbio, da renda variável e até mesmo de derivativos e outros títulos. Por isso, ele tem o nome de multimercado.

ANÚNCIO

Agora, para quem ele é indicado? Obviamente, para quem quer montar uma carteira misturada, ou melhor, diversificada. E quais as vantagens e desvantagens? Vamos descobrir.

As vantagens

Basicamente, as vantagens desses fundos passam justamente pela diversidade de ativos que ela pode ter. isso pode ser pensado em várias estratégias. Outra coisa é saber que há sempre um gestor por trás para buscar as melhores opções do mercado.

E, por último, ainda temos a vantagem de que ela permite a alavancagem (que é uma manobra para arriscar mais), além de ter liquidez e uma rentabilidade que sempre fica acima do CDI.

As desvantagens

Agora chegamos nas desvantagens dos multimercados. Primeiro, saiba que eles não possuem garantias, nem mesmo do FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Logo, é preciso muita cautela para escolher uma gestora confiável.

Mais uma desvantagem é quanto ao fato de poder ter ativos de maior risco. Então, só se dá para pensar em um multimercado se você estiver, ao menos um pouco, sujeito ao risco. E por ser um fundo, ele pode ter taxas (de performance, de saída) e o Imposto de Renda.

Os fundos imobiliários

Então, chegamos ao nosso concorrente, os fundos imobiliários. De modo geral, eles funcionam como outros fundos de investimentos. Logo, nada mais é do que a união de investidores com objetivos em comum, no mercado imobiliário, claro.

Assim sendo, o investidor compra cotas do fundo. E o gestor do fundo se torna responsável por adquirir títulos imobiliários e de imóveis. Em suma, o investidor será um pequeno sócio do empreendimento e vai receber parte dos aluguéis e pela valorização deles.

As vantagens

A primeira coisa é falar das vantagens, como fizemos acima. Então, temos como vantagem o fato de poder aplicar na bolsa de valores de forma indireta, através de uma corretora. E, sim, também é uma forma de formar um bom mix na carteira de investimentos.

Se a gente comparar com a compra e o investimento em imóveis físicos, ainda teremos outras vantagens, como a prevenção de problemas com a vacância ou inadimplência. Tem ainda a vantagem de ser um ativo com alta liquidez e com possibilidade de corretagem zerada.

As desvantagens

E para completar as informações desses fundos imobiliários, agora vamos falar das desvantagens, obviamente. Primeiro que o ativo depende de um gestor, mas isso é comum em fundos. De qualquer modo, você tem que confiar muito no gestor dele.

Outra coisa é que pode ter corretagem sim, além da taxa de administração. Por fim, ainda podemos pensar que por ser um fundo de um setor único, então, há o risco de termos problemas com a queda do fundo quando há inadimplência e vacância no mercado.

Qual é o melhor fundo para diversificar a carteira?

Se você acompanhou o artigo até aqui, ótimo. Mas, infelizmente, você não deve ter conseguido a resposta que queria. Afinal de contas, não dá para falar em melhor ou pior investimento quando se tem na mão duas ótimas alternativas.

Se parar e analisar vai ver que são fundos complementares. Ou seja, você pode pensar em ter os dois na sua carteira para criar uma opção mix. O que vai mudar tem a ver com as características de cada um dos fundos.

mix na carteira de investimentos

Os imobiliários são totalmente focados no mercado imobiliário. Enquanto que os multimercados podem variar entre um mercado e outro. Além do mais, ambos possuem taxas e impostos, o que os tornam próximos.

Talvez, o seu passo inicial seja o de analisar como está a sua carteira hoje e saber quais as porcentagens que serão feitas para esses dois novos títulos. Se você já investe muito em ativos imobiliários, talvez pensar no multimercado é melhor. E vice-versa.

Encontramos 5 fundos de investimentos da XP mais acessíveis com estrelas Morningstar

Nas palavras da XP Investimentos, que é uma das maiores corretoras do país, “os fundos são capazes de atingir quaisquer perfis de investidores. O mercado oferece muitas alternativas. Basta que pessoas dedicam uma parte do tempo para buscar um profissional confiável para gerir os ativos”.

ANÚNCIO