Saiba quais são os 5 melhores setores da bolsa para investir no longo prazo

ANÚNCIO

A Bolsa de Valores do Brasil, a B3, tem muitas ações, que são divididas por setores. Depois, também compõem os índices. Hoje, a gente vai falar um pouco mais dos melhores setores da bolsa para investir no longo prazo. Ao menos, é o que indica alguns especialistas e analistas.

Obviamente, esse texto não é uma recomendação de compra e nem mesmo de venda de papel. Porém, serve como ideia para quem está querendo entrar no mercado acionário ou quer conhecer um pouco mais dos setores perenes da bolsa brasileira.

ANÚNCIO

Os 5 melhores setores

Também é legal saber que cada investidor gosta de ver esses setores de uma forma. Tem gente que fala em matérias básicos, por exemplo. E outros preferem falar em utilidades. De qualquer modo, a gente tem uma lista completa no site da B3, com todos os setores.

Então, se a gente seguir a lista de lá, vamos ver: Bens Industriais, Comunicações, Consumo Cíclico, Consumo não Cíclico, Financeiro, Matérias Básicos, Outros, Petróleo e Combustíveis, Saúde, Tecnologia da Informação e Utilidade Pública.

E dentro desses setores, a gente tem o subsetor. Por exemplo, dentro de matérias básicos dá para citar embalagens, papeis ou madeira, mineração, químicos, siderurgia, etc.

ANÚNCIO

Bem, se você quiser entender melhor essa divisão, então, dá para ver a página da B3.

1 – O setor financeiro

O setor financeiro, marcado pelos bancos, sempre está na lista de segmentos mais perenes da bolsa de valores do Brasil. Até mesmo porque atua sempre com subsetores, que também são importantes, tais como o de serviços, previdência, seguros, empréstimos, etc.

E ainda podemos lembrar que o Brasil sem deve uma boa defasagem no assunto da educação financeira. Mas, há boas perspectivas de melhoras. Ainda mais com a crescente das fintechs, que tem movimentado positivamente o setor todo.

Entre os nomes mais lembrados atualmente temos o do Itaú Unibanco, do Bradesco e do Banco do Brasil. No entanto, os pequenos e médios bancos também estão aparecendo, como o banco Inter e o banco Pan.

2 – A área de energia

O sistema de energia elétrico é muito importante no mundo todo. E não seria diferente no Brasil. Mas, o que mais chama a atenção tem a ver com a questão da bioenergia. Ou seja, na busca por soluções inteligentes e sustentáveis para o uso da energia elétrica.

Assim, esse se torna um dos setores mais importantes do mundo atual. Sendo que traz competitividade para as empresas a partir da geração de empregos, da evolução econômica e até mesmo na diminuição da inflação.

No Brasil, a gente vai encontrar algumas que estão listadas na bolsa como a Cemig, a Light, a Eletrobras, a Energias BR, a Engie e muitas outras.

3 – O setor de consumo

No setor de consumo entram muitas opções de papéis listados na bolsa. O importante é entender que estamos falando de bens de consumo. Assim, temos empresas que fabricam ou distribuem tais produtos. Por exemplo, as lojas. Quaisquer lojas.

Assim, a lista pode ter a Natura da área de cosméticos, a Ambev que é de bebidas, as Lojas Marisa que é de roupas.

4 – A área de saúde

Outro dos melhores setores da bolsa para investir no longo prazo que sempre é lembrado pelos analistas é o da saúde. E há um bom motivo para isso: o Banco Mundial acredita que a expectativa de vida no Brasil vai aumentar muito, para mais de 75 anos.

E ainda tem a questão do avanço na medicina no país. Tudo isso faz com que as empresas surjam com ótimos diferenciais competitivos. Entre os nomes de destaque, nós temos a Fleury, a Notre Dame Intermédica e a Qualicorp.

Recentemente, nós também falamos da Hapvida aqui no blog, que é uma empresa que vem sendo cada vez mais lembrada pelos especialistas. Relembre.

5 – O segmento de matérias básicos

O que são os materiais básicos? Temos aquele setor que são focados em matérias primas. E isso pode se encaixar em vários segmentos. Por exemplo, temos a Camil que é do setor de alimentos. Ou a Klabin, que é de celulose e papel. Tem a Gerdau também, de aço e ferro.

E também vale lembrar que para muitos investidores, o setor de siderurgia também acaba sendo englobado pelo tema de “matérias básicos”. Nesse caso, também podemos citar outras marcas listadas na B3, como a Usiminas, a Ferbasa e a Companhia Siderúrgica Nacional.

Curiosidade – o conteúdo é uma edição de 2017

Vamos explicar! Quando formos criar essa matéria, sobre os melhores setores da bolsa para investir no longo prazo, a gente viu que já tínhamos feito algo parecido. Mas, isso aconteceu no ano de 2017. Logo, dá para ver que os setores se mantiveram.

melhores setores da bolsa para investir no longo prazo

Na época, no entanto, fomos muito mais objetivos ao anunciar tais segmentos. Relembre alguns trechos para entender melhor isso.

“O Itaú Unibanco, o Bradesco e o Banco do Brasil devem apresentar boas tendências, com bons retornos”. “Lojas Renner, Hering, Lojas Americanas e Ambev devem puxar o reaquecimento no país”. “Eletrobras e Petrobras chama a atenção dos investidores”.

Dessa forma, a gente acabou tendo a escolha de 3 setores como os principais da bolsa naquele ano, sendo: de consumo, o bancário e o de estatais. Quer reler a matéria, que é antiga, mas ainda mantém um bom valor para o mercado atual? Clique aqui.

ANÚNCIO