Os 26 melhores dividendos para 2018 na bolsa de valores

ANÚNCIO

Este é um dos nossos artigos mais simples e objetivos. Vamos falar sobre os melhores dividendos para 2018. E a seleção não foi feita à toa ou sem estudos… Entenda!

Separamos as indicações de vários agentes financeiros que atuam na bolsa de valores do Brasil: a Rico Corretora, a Citi Corretora, as XP Investimentos e um estudo muito recente da Economatica.

ANÚNCIO

O final é uma lista dos 26 melhores dividendos para 2018 – e tudo está separado por ordem alfabética.

E para quem não sabe o que é dividendo, vamos ter um bônus explicativo no final do artigo!

O que vale considerar é que algumas empresas foram escolhidas por várias instituições, como o Itaú Unibanco, BB Seguiridade, AES Tietê, Telefônica, Smiles, Multiplus… E outras.

ANÚNCIO

Antes de vir a lista, porém, vamos às considerações de cada instituições.

O que diz a Rico Corretora

“Em um mês mais esvaziado em função do recesso parlamentar no Brasil e férias de verão nos Estados Unidos e Europa, o que diminuiu o volume de negociação na bolsa”.

“O grande destaque das ações consideradas defensivas ficou com o setor de energia elétrica, que repercute positivamente a possibilidade de fusões e aquisições, em especial os ativos das estatais”.

Foi isso que disseram os analistas ao escolher os melhores dividendos para 2018.

Com isso, a Rico alterou apenas dois ativos, com a entrada da Transmissão Paulista no lugar da AES Tietê e da Banrisul no lugar da BB Seguridade, que foi impactada negativamente em 4,2%.

O peso de todos ativos é de 12,5% por ação e o dividend yield corresponde a quanto a companhia distribui de proventos nos últimos 12 meses.

“A carteira busca investir em ações de empresas com histórico de uma política elevada de distribuição de dividendos e juros sobre capital próprio”, explicaram.

Logo, a carteira é altamente indicada para investidores mais conservadores.

A lista integral você confere no decorrer do artigo.

O que diz a Citi Corretora

A equipe da Citi Corretora divulgou uma carteira com as ações favoritas para ganhar dinheiro com dividendos. Da última vez a rentabilidade foi de 0,30%, com destaque para a Energisa e Itaú Unibanco.

A escolha da Taesa é justificada pela expectativa de sólidos fluxos de caixa para o período de 2017 a 2019 e a baixa alavancagem.

“Ressaltamos ainda a combinação da característica defensiva, o crescimento de baixo risco e o valuation atrativo”, disse a corretora.

No caso da Telefônica Brasil, a expectativa é de que continue crescendo em segmentos de maior valor agregado, como produtos configurados em dados móveis, internet de banda larga e a TV paga, além do mercado corporativo.

No caso do Itaú Unibanco, a Citi o considerou “bastante eficiente” e com balanço sólido. “Acreditamos que o negócio de fees está subavaliado”.

O setor de energia também está geograficamente diversificado, levando em conta que tem 13 distribuidoras localizadas em mercados de crescimento, principalmente na Paraíba e em Sergipe.

O que diz a XP Investimentos

A principal mudança da XP foi a entrada da Smiles (SMLE3), que foi considerada com potencial de alta valorização.

Para isso, foi reduzida a participação do BB Seguridade e do B3, que historicamente tem relação mais forte com o desempenho do mercado.

Da última vez, a carteira da XP teve queda de 0,7%.

Após a delação da JBS em maio, o patamar caiu e o preço permaneceu baixo e como explicam os analistas “mesmo que o risco de mercado seja um fator importante para definir o rumo dos preços dos papéis, vemos potencial de upside”.

Assim, as reduções aqui informadas, focam na abertura de outra empresa sem aumentar o beta da carteira.

“B3 especificamente apresentou valorização forte no mês e reduzir a posição visa capturar parte do ganho”.

O que diz a Economatica

Conforme o estudo, a Eztec (EZTC3) deve ser a melhor pagadora de dividendos do ano.

O ranking, no geral, deve ter um dividend yield superior a 5%.

E a empresa usou alguns critérios para a análise:

  • A negociação da ação em 2017 deve ter atingido volume financeiro médio diário superior a 500 mil reais por dia;
  • A empresa deve ter tido lucro em 2016 e nos nove primeiros meses de 2017 (resultado disponível até agora);
  • O lucro dos nove primeiros meses de 2017 deve ter sido equivalente a, pelo menos, 75% do lucro de 2016. Com isso, a empresa deverá atingir, em 2017, lucro igual ou superior ao de 2016;
  • A empresa deve ter distribuído dividendos ou Juros sobre Capital Próprio em 2017.

O cálculo para estudo levou em conta os preços das ações até o final de 2017 e o mesmo volume de dividendos distribuídos no ano.

melhores dividendos para 2018

26 melhores dividendos para 2018

Confira a listagem dos melhores dividendos para 2018 que fizemos com base nas recomendações das instituições já citadas: a Rico Corretora, a Citi Corretora, as XP Investimentos e um estudo muito recente da Economatica.

  1. ABC Brasil (ABCB4) – escolhida pela Economatica
  2. AES Tietê (TIET11) – escolhida pela Citi Corretora e pela XP Investimentos
  3. Ambev (ABEV3) – escolhida pela XP Investimentos
  4. B3 (BVMF3) – escolhida pela Rico Corretora e pela XP Investimentos
  5. Banrisul (BRSR6) – escolhida pela Rico Corretora
  6. BB Seguridade (BBSE3) – escolhida pela XP Investimentos e Economatica
  7. Bradespar (BRAP3) – escolhida pela Economatica
  8. CCR (CCRO3) – escolhida pela XP Investimentos
  9. Cia Hering (HGTX3) – escolhida pela Economatica
  10. Copel (CPLE3) – escolhida pela Economatica
  11. Energisa (ENGI11) – escolhida pela Citi Corretora
  12. Engie Brasil (EGIE3) – escolhida pela Economatica
  13. Equatorial (EQTL3) – escolhida pela Rico Corretora
  14. Eztec (EZTC3) – escolhida pela Economatica
  15. Itau Unibanco (ITUB4) – escolhida pela Citi Corretora e pela XP Investimentos
  16. Itausa (ITSA4) – escolhida pela Rico Corretora
  17. Multiplus (MPLU) – escolhida pela Rico Corretora e pela Economatica
  18. Sanepar (SAPR4) – escolhida pela Economatica
  19. Santander Brasil (SANB11) – escolhida pela Economatica
  20. SLC Agrícola (SLCE3) – escolhida pela Economatica
  21. Smiles (SMLE3) – escolhida pela XP Investimentos e Economatica
  22. Taesa (TAEE11) – escolhida pela Rico, Citi e XP Investimentos
  23. Telefônica Brasil (VIVT4) – escolhida pela Rico, Citi, Economatica e XP Investimentos
  24. Transmissão Paulista (TRLP4) – escolhida pela Rico Corretora
  25. Ultrapar (UGPA3) – escolhida pela XP Investimentos
  26. Wiz S.A. (WIZS3) – escolhida pela Economatica

Bônus – tudo o que você tem que saber sobre os dividendos

Agora que você já viu os melhores dividendos para 2018, resta saber o que são dividendos – isso se você ainda não sabe!

São os lucros das grandes companhias divididos entre os acionistas.

Como Ficar Rico recebendo os juros dos dividendos? Basta você investir dinheiro nas melhores pagadoras de dividendos da bolsa de valores.

Bem, as respostas para as simples perguntas do título deste artigo estão respondidas.

Portanto, se você está satisfeito com a resposta, pode fechar essa página e procurar outro artigo que fale sobre outro assunto do mercado financeiro.

Agora, se você continuou com a leitura, temos certeza de que você não é o tipo de leitor que se contenta com pouco.

Você, muito provavelmente, quer saber, exatamente, como funciona o pagamento dos dividendos e, mais do que isso, quer descobrir quais são as melhores pagadoras de dividendos dos últimos tempos.

Os dividendos não são, exatamente, uma opção de investimento. Não é como investir na renda fixa ou investir na renda variável. Não.

Se você está querendo saber o que são dividendos, com certeza, você já está dentro da Bolsa de Valores (BM&FBovespa).

Investir dinheiro em companhias que pagam dividendos é muito mais uma estratégia de investimento financeiro dentro do mercado de ações.

Oras, é uma estratégia porque você opta por escolher essas empresas visando, obviamente, o pagamento de dividendos.

Dividend Yield

Estamos desde o início falando sobre o Dividend Yield, mas talvez você ainda não esteja a par do assunto, não é?

Vamos explicar: é uma expressão inglesa que traduzida significa rendimento do dividendo.

É um índice, que foi criado para medir a rentabilidade dos dividendos de uma empresa em relação ao preço de suas ações.

melhores dividendos para 2018

MAS, O QUE SÃO DIVIDENDOS?

Ah, sim, ainda não explicamos e se você ainda não notou, dividendos nada mais são do que os lucros de uma companhia listada na Bolsa de Valores que são divididos entre os acionistas.

Ficou fácil entender o que são dividendos, não é?

A companhia trabalha durante o ano todo e você, como investidor, investe seu capital nela para que ela continue crescendo e prosperando.

Ao final do período de produção, ela consegue obter bons lucros financeiros e, como “gratidão” à você, ela opta por te “dar” parte desse lucro que ela gerou.

É por isso que as melhores pagadoras de dividendos são consideradas umas das companhias mais buscadas na Bolsa de Valores.

E, não à toa, elas são ótimas formas de fazer o patrimônio de o investidor render mais e resultar em lucros.

O pagamento dos dividendos?

A companhia listada na Bolsa de Valores oferece um pagamento dos lucros que pode ser feito trimensalmente, semestralmente ou anualmente.

A data certa e o período sempre vão ser declarados, de forma oficial, pelo Conselho de Administração da empresa.

Aqui, já fica uma boa dica mostrando por que é importante conhecer uma companhia antes de comprar os papéis dela.

Note que mesmo sabendo quais são as melhores empresas para investir na Bovespa ou mesmo sabendo o que são dividendos, se você não conhecer, a fundo, a companhia, pode ser que a sua estratégia não dê certo.

O cálculo dos dividendos?

Esse retorno, que aparece em forma de lucros, é feito ao investidor e deve ser calculado por meio do dividend yield da ação.

Viajou na maionese? Fique tranquilo que é fácil de entender – Dividend Yield é a representação dos dividendos pagos aos acionistas comparado ao preço das ações em determinado período.

Esse cálculo é feito pela divisão do dividendo anual por ação pelo valor atual da ação.

Assim sendo, o acionista vai receber os dividendos conforme a quantidade de ações da empresa que ele possui.

Logo, se ele tem 50 ações e o valor pago por ação é de 2 reais, o investidor vai receber 100 reais.

Porém, também existe outra opção, feita em cima de uma porcentagem do dividendo.

Por exemplo, caso o percentual seja de 2% e a ação é negociada à 25 reais, então, o dividendo será de 0,50 reais por ação.

Logo, faltará apenas multiplicar esse valor pela quantidade de ações que o investidor possui naquela companhia.

Com isso, é preciso notar também que na Bolsa de Valores existem muitas empresas que pagam dividendos.

E todas elas oferecem a vantagem ao investidor de conseguir aumentar o próprio patrimônio, através do que os especialistas chamam de Ficar Rico recebendo lucros periodicamente.

Supervalorização na bolsa de valores?

Estratégia! E decidir por uma estratégia não é nada fácil. O que se deve pensar é em investir em ações quando a perspectiva é de baixa.

Isso pode criar uma boa oportunidade: comprar por um preço menor e vende-las por um preço mais alto posteriormente.

Porém, nem sempre isso vai funcionar, assim como existem outras regras para se investir na Bolsa de Valores.

E essa é justamente um dos pontos positivos da bolsa de valores: a versatilidade do mercado, que, mesmo em cenários negativos, pode gerar estratégias que resultem em lucros para o investidor.

Portanto, para identificar uma oportunidade no mercado de ações, é importante que o investidor conheça as suas empresas, as suas sociedades.

E, posterior à isso, trace estratégias eficientes sobre esses investimentos financeiros.

Com isso, ele terá um favorecimento para conseguir lucros e bons resultados, MESMO EM ÉPOCAS DE CRISE.

Se você leu o artigo até aqui notou que um cenário negativo, um cenário de crise, um cenário desfavorável não é desculpa para você continuar com medo de investir dinheiro na bolsa de valores.

Se o investidor segue uma estratégia bem estruturada, é possível lidar com qualquer panorama geral, mesmo os aparentemente mais desafiadores, e isso é possível quando os riscos são minimizados, por exemplo.

Desde que o investidor consiga proteger o capital, a trajetória tem tudo para ser bem-sucedido rumo ao objetivo de Ganhar dinheiro na Bolsa de Valores em época de Operação Lava Jato!

Com informações da genial investimentos, moneytimes

ANÚNCIO