Qual a Melhor Corretora para Investir Dinheiro no Tesouro Direto? É sério, quase ninguém sabe isso!

Essa questão é bastante pessoal, já vamos dizendo. É como perguntarmos, qual o melhor banco para movimentar o seu dinheiro? Muitas pessoas vão dizer que é um, enquanto outras vão dizer que é outro. O fato é que todos têm os seus benefícios e as suas desvantagens, então, caberá ao investidor escolher aquele que melhor lhe representa! Então, como saber qual é a Melhor Corretora de Investimentos para mim?

Bom, além do mais, focamos no Tesouro Direto porque, como você já sabe, se quiser comprar ou vender títulos públicos como o Tesouro Prefixado (LTN), o Tesouro Selic (LFT) ou o Tesouro IPCA+ (NTN-B), assim como qualquer outro, vai precisar abrir conta em uma Corretora, afinal, ela será a intermediária, chamada também de agente de custódia.

Se você ainda não notou, essas Corretoras de Investimentos são as mesmas que os investidores usam para investir na Bolsa de Valores!

Leia o texto até o final, vamos falar também sobre quais as melhores corretoras de investimentos conforme um relatório feito pela Proteste, a associação dos consumidores, que mostrou as que têm o melhor custo-benefício para investir online.

3 Características Imprescindíveis para uma Corretora ser uma Boa Corretora

1 – Taxa de Administração: A taxa de administração tem que ser baixa porque quanto menor ela for, maior será a sua rentabilidade. Pense, se você investirá 10 mil reais em títulos públicos e uma corretora te cobrar 0,50% ao ano e outra cobrar apenas 0,10%, então, significa que você fará um pagamento de 50 ou 10 reais mensais. Para um investimento de 100 mil reais, a diferente é de 500 e 100 reais ao ano.

Então, a Conclusão desse tópico é: se você não vê diferença entre várias corretoras, não há porque pagar mais ou menos por uma ou outra. O que deve ser analisado é o custo-benefício oferecido por essas instituições!

2 – Atendimento: Algumas corretoras oferecem vários tipos de atendimento: por telefone, e-mail, chat ou WhatsApp. Outras preferem atender de forma automatizada e têm aquelas que atendem de maneira humanizada. Umas têm profissionais qualificados, outras tem robôs, literalmente. Então, o importante é conhecer essas formas de atendimento e saber com qual você lhe dá melhor. O importante não é QUAL a forma de atendimento e sim COMO.

Independente se for por telefone ou e-mail, você que é investidor, precisa sentir segurança, ser bem tratado e ter conforto. A Qualidade não é uma questão intrínseca nas corretoras de investimentos, mas precisa haver em todos os lugares e, obviamente, você não vai querer ter uma agente de custódia que parece não ligar para você, não é?

3 – Site: Em pleno século 21, já dá para você reconhecer uma boa corretora pelo site que ela tem. Pode parecer ser importância, mas não é. Quando uma corretora apresenta um site bem formulado e explicativo, você já pode tirar a maior parte das dúvidas por ali e isso prova que a empresa está de acordo com a atualidade do mercado.

O importante é reconhecer os mercado financeiro e tirar todas as suas dúvidas, pois a Corretora será muito importante na escolha dos seus ativos e é quem vai, direta ou indiretamente, controlar o seu fluxo de dinheiro.

No final do texto, vamos mostrar também quais as melhores corretoras para investir online, conforme informações da Proteste!

Como Investir com Risco Zero nos Investimentos? Clique e Descubra!

Adendo: Aplicações no Tesouro Direto atingem Recorde em Março

A Cada Mês que passa em 2017, as aplicações nos títulos públicos batem recordes! Em março não foi diferente: a venda à pessoas físicas pela internet atingiu um novo patamar, divulgado pelo Tesouro Nacional, com uma somatória de mais de 2,6 bilhões de reais, o maior montante mensal desde a criação do programa Tesouro Direto, em 2002.

O Recorde havia sido registrado em janeiro, com vendas de 2,4 bilhões de reais.

Em março, os títulos vinculados à taxa Selic, que é os juros básicos da economia, concentraram mais de 43% das vendas totais. Já os papéis do IPCA representaram quase 40%. E os prefixados, com juros definidos, corresponderam à 16,5%.

Os investimentos considerados baixos, ou seja, que tem menores aplicações continuam sendo a preferencia dos investidores. Sendo que aquelas vendas abaixo de 5 mil representaram mais de 61% do total.

Em termos de investidores ativos, a concentração subiu em 19,5 novos usuários, e chegou ao patamar de 461,535 pessoas que investem nos títulos públicos, sendo uma alta de 68% no último ano. Conforme o Tesouro, as mulheres representaram 68% dos novos investidores, o maior percentual da história.

Agora, o estoque dos Tesouro subiu 1,5% e alcançou 43,6 bilhões de reais. No 3º mês do ano, os resgates somaram 2,3 bilhões de reais, mas 838 milhões foram relativos à recompra.

Leia Também:

As Melhores Corretoras para Investir Dinheiro

Apesar do título desse tópico, você já sabe que não temos como afirmar qual a melhor corretora, afinal, esse é uma questão bastante pessoal. Porém, no site do Tesouro Direto existe uma listagem feita com todas as corretoras habilitadas. Esse é o 1º passo!

Depois, nessa lista, também é possível analisar o valor da taxa, as menores taxas, inclusive, algumas tem taxa 0. No entanto, aqui é preciso cuidado, muitas empresas usam essa taxa 0 apenas como forma de divulgação e conseguir mais clientes, por isso, é fundamental pesquisar além dessas taxas.

Porque ela pode não cobrar taxas agora, mas, depois de alguns anos, quando já tiver muitos clientes, podem começar a cobrar, e os valores podem ser os maiores do mercado. Por isso, é preciso atenção.

Agente Integrado

Aqui vale esse sub tópico para falar do agente integrado, que também vai aparecer na listagem do Tesouro Nacional. Quando a corretora oferece essa opção, significa que ela oferece a facilidade de o investidor efetuar compras e vendas de títulos do Tesouro Direto no site da Corretora.

A principio, isso é vantajoso porque as corretoras e bancos integrados permitem que você compre e venda os títulos no próprio site da instituição, sem precisar entrar na página do Tesouro Direto.

Por outro lado, se a corretora não for uma agente integrada, então, a compra e venda é feita diretamente no site do Tesouro Direto. Mas, sinceramente, até aí não há problemas porque depois que o site do Tesouro Direto foi reformulado, fazer essas transações ficou bem mais fácil e simples.

Para exemplificar essa parte do texto, vamos citar apenas 2 Corretoras, mas atenção! Não estamos dizendo que são as melhores, isso é só para vocês compreenderem os agentes integrados, tudo bem?

  • Banco do Brasil: O Banco do Brasil é um agente integrado, ou seja, ele faz tudo dentro do próprio site sem que você precise entrar na página do Tesouro Direto. Porém, ele normalmente cobra uma taxa de 0,50%, o que é considerada alta.
  • XPinvestimentos: A Corretora XP tem um software chamado XPPRO, na onde torna possível comprar e vender títulos pelo programa. E ela cobra uma taxa de 0,10%, bem mais baixa do que a do Banco do Brasil, por exemplo.

Como Não Perder Dinheiro Investimento em Títulos Públicos: Taxas e Custos

Se você leu um ou dois artigos aqui do Blog ou se viu algum vídeo do Trovó, já deve ter notado que não somos adeptos aos investimentos feitos pelos bancos. Você não precisa confiar cegamente em nós, basta fazer uma breve pesquisa para ver como as taxas cobradas por eles são bem maiores do que as cobradas pelas corretoras, como mostramos no exemplo acima: entre o Banco do Brasil e XPi.

Isso, no entanto, é considerado “normal” já que os bancos, na verdade, não tem o interesse em estimular o seu investimento, vias de fato. Ainda mais no Tesouro Direto. Porque eles querem lucrar com os fundos de investimentos, as previdências privadas e os planos de capitalização, que são mais vantajosos para eles.

Oras, se eles começarem a cobrar valores baixos para o Tesouro Direto, todos os clientes vão migrar desses fundos para o Tesouro, obviamente. Quer fazer um teste: Vá até o seu gerente e pergunte qual o melhor investimento para você… Ele nunca vai dizer que é o Tesouro Direto, mesmo que seja.

Por outro lado, ele vai te indicar os Fundos DI, Previdências e Capitalização. Nunca se esqueça que o seu gerente tem que bater metas, o que estimula a venda de produtos próprios, que, por fim, gera mais lucro para o banco.

Leia Também: Empresas de Capital Aberto somam lucro de R$ 25 bilhões e entre as 6 primeiras, 4 são bancos

Bom, visto isso, vamos às corretoras. Elas são totalmente diferentes dos bancos. Não vão te dar cartões de crédito, nem folhas de cheque. A sua conta corrente vai servir apenas para depositar o dinheiro que será utilizado para investimentos em quaisquer títulos.

Para finalizar esse assunto, fique atento às taxas: ambas vão cobrar e tem que especificar os valores dos serviços que são oferecidos. Um dos primeiros custos é quanto a transferência do dinheiro. Normalmente, isso acontece através de um DOC ou um TED bancário e os valores podem variar de 8,90 até 20 reais.

Obs. Viu como observar apenas a taxa de corretagem não é interessante. Oras, não adianta a corretora não cobrar, mas subir o preço nessa transferência, por exemplo.

Imagine você que toda vez que você que fazer um investimento de 1 mil reais, ter que pagar 0 reais de transferência. Logo, você já perdeu 1% do todo. Agora, se o seu investimento for baixo, por exemplo, 100 reais, então, essa taxa pode até torna-lo desvantajoso do ponto de vista financeiro.

No fim das contas, todo banco ou corretora que dá alguma vantagem de um lado, acaba tirando-a de outro. O importante é que você note isso e tenha atenção aos custos, levando em consideração, principalmente, os investimentos de pequenos valores.

5 questões importantes sobre a Previdência Privada: Ter ou não Ter, eis a questão!

Os fundos de Previdência Privada tem caído no gosto de muitos brasileiros, afinal, a projeção pode chegar à 1 milhão de reais se você pensar a longo prazo. Uma simulação rápida pela Caixa Econômica Federal te dá esse valor, por exemplo. Com 100 reais mensais, acrescidos pela Inflação, em um período de 40 anos, você terá o famoso milhão! E, supondo que você tenha 25 anos, após 40, vai ter 65 anos, ou seja, a idade da aposentadoria.

Pensando assim, tudo parece lindo. Quem não gostaria de aposentar com 1 milhão de reais no bolso? No entanto, será que é mesmo assim que as “coisas” funcionam? Fomos atrás e, com informações da revista Exame, verificamos que existem algumas armadilhas feitas pelos bancos que normalmente ficam escondidas dos clientes. E, agora, nós vamos trazê-las a tona!

5 questões importantes sobre a Previdência Privada: Ter ou não Ter, eis a questão!

O que precisa para abrir conta em uma Corretora de Investimentos?

É normal, mas há exceções, de que as corretoras ofereçam um formulário na qual deve ser preenchidos os dados pessoais e alguns mais específicos, sobre finanças, para a abertura de conta de novos clientes. Depois disso, é preciso comprovar algumas informações, com documentos, como:

  • Cópia do CPF, que pode ser emitido pela Receita Federal,
  • Cópia do RG ou CNH ou que sejam emitidos por Conselhos Profissionais, RNE e Passaportes,
  • Cópia do Comprovante de Endereço e até 3 meses, como Contas de Luz e Água

O que é comum é que haja também a assinatura de uma ficha cadastral, com a assinatura do acordo de adesão e o contrato de intermediação. Normalmente, tudo pode ser feito por e-mail, com arquivos escaneados e anexados.

Em casos de corretoras menores, há o risco da falência, e aí?

“Os bancos e corretoras são meros custodiadores e é justamente por isso que o Tesouro Direto é tão seguro. O título público é do governo, não da corretora”, afirma Fernando Lopreato, do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Os seus títulos, mesmo que feitos com a intermediação de uma corretora, ficará sob custódia da Câmara Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC), que está vinculado ao seu CPF. Então, ele será seu, em todos os casos, mesmo se a corretora falir.

Se isso acontecer, basta que você solicite a guarda dos investimentos para outra instituição financeira. O seu extrato pode ser visto de forma online, através do Canal Eletrônico do Investidor (CEI), da BM&FBovespa. É por isso, entre outras coisas, que o investidor tem que pagar os 0,30 ao ano para a Bovespa.

Nos últimos anos, muitas pessoas ficaram receosas com casos de liquidação extrajudicial de algumas instituições financeiras, como no caso da Corretora TOV, o banco Azteca e a Corretora Corval. Isso acontece porque as pessoas não buscam total conhecimento sobre os investimentos e querem, apenas, o conforto e a comodidade.

Mas, em todo caso, a resposta está aí, franca: quando você investe nos títulos públicos, independente de quem vai custodiar, você tem o seu dinheiro garantido!

Ah, e a grande dica é: nunca deixar dinheiro parado na Corretora. Porque esse dinheiro sim pode ser perdido. O ideal é que ali fique apenas aquele valor que será usado para pagar as taxas e o restante seja investido no Tesouro. Então, nesse ponto, o importante é analisar o risco com as taxas menores!

3 Comportamentos que Podem te Levar a Falência

Compras Programadas

Algumas corretoras permitem que o investidor programe as compras dos títulos públicos regularmente. Mas, a maior parte dos especialistas não recomenda esse comportamento, já que o ideal, conforme eles, é pesquisar e conhecer cada título antes da compra.

Melhores Corretoras de Investimento para investir online, conforme a Proteste

No início deste mês, a associação de consumidores Proteste divulgou um estudo que mostrou quais as corretoras que tem o melhor custo-benefício para investir online. Para adiantar, saiba que para investir pela internet, por meio de um sistema home broker, a pesquisa indicou que as melhores são as Corretoras Clear e Mirae. Já para os títulos públicos, o estudo sugeriu a Easyinvest e a XP Investimentos, que não cobram taxa de corretagem.

Bem, para conseguir chegar à essas indicações, a pesquisa avaliou a qualidade dos serviços prestados pelas corretoras que tiveram maior movimentação em 2016, conforme informações da B3 (Antiga BM&FBovespa). Já as corretoras Bradesco e Itautrade foram incluídas porque foram eleitas as melhores para investir em ações no mesmo ano, pela Proteste.

Ao todo foram 9 corretoras analisadas, que foram observadas pelos seus custos, critérios qualitativos (transparência das operações) e as informações fornecidas para ajudar o investidor na plataforma online e quanto á segurança do site.

“Todas as corretoras ficaram com notas altas na análise qualitativa. No fim, o que definiu a escolha foi o preço cobrado”, contou Veronica Dutt-Ross, responsável pelo estudo.

Na tabela abaixo, listamos os custos cobrados por cada corretora para investir em ações, por meio do home broker para 3 tipos de perfis investidores. Repare que a mesma corretora cobra valores diferentes, conforme a frequência da operação.

Quais as Ações mais Lucrativas para Investir na Bolsa de Valores em 2017?

A lista está formada pela seguinte ordem: 1ª Coluna: As Corretoras / 2ª Coluna: O custo para que sejam feitas 2 operações mensais de 1 mil reais cada uma / 3ª Coluna: Custo para fazer 6 operações mensais de 2 mil reais cada uma / 4ª Coluna: Custo para fazer 10 operações mensais de 3 mil reais cada uma!

  • Banco do Brasil – R$ 54,30 – R$ 134,30 – R$ 214,30
  • Bradesco – R$ 20 – R$ 60 – R$ 100
  • Clear – R$ 15 – R$ 45 – R$ 75
  • EasyInvest – R$ 30 – R$ 60 – R$ 100
  • Itautrade – R$ 41,80 – R$ 93,80 – R$ 145,80
  • Mirae – R$ 15,80 – R$ 27,40 – R$ 39
  • Mycap – R$ 40 – R$ 120 – R$ 200
  • Rico – R$ 32,10 – R$ 71,30 – R$ 110,50
  • XP Investimentos – R$ 29,80 – R$ 89,40 – R$ 149

Já focado nos títulos públicos, as corretoras cobram a taxa de custódia, que é de 0,30% ao ano e a taxa de corretagem, que é a manutenção da conta. Algumas não cobram essa taxa e usam como chamativo para atrair investidores, como já falamos neste artigo. Então, veja quais os custos anuais para investir no Tesouro Direto, para um investimento de 25 mil reais.

  • Banco do Brasil – R$ 125
  • Bradesco – R$ 125
  • Clear – ZERO
  • EasyInvest – ZERO
  • Itautrade – R$ 135
  • Mirae – R$ 50
  • Mycap – R$ 50
  • Rico – R$ 25
  • XP Investimentos – ZERO

Para finalizar o assunto dessa pesquisa, entenda que é somente uma pesquisa e com algumas empresas selecionadas. No fim das contas, é você, investidor, quem vai precisar fazer a própria escolha, levando em consideração todos os itens que acabemos de dizer neste artigo.

2 Notícias Importantes sobre Corretoras nesse início de ano

1 – Corval Corretora

Foi obrigada a indenizar um investidor em mais de 1,3 milhão de reais conforme aprovado pela juíza Cláudia Aparecida Coimbra Alves, da 11ª Vara Cível de Belo Horizonte. O cliente diz ter sofrido prejuízos com operações irregulares e não autorizadas na Bolsa de Valores.

Depois de ver a documentação anexada ao processo, com a transcrição dos diálogos entre o investidor e os operadores da empresa, a juíza considerou que a corretora praticou ilícito contratual. Considerou também o pagamento de uma quantia de mais de 20 mil reais já que o investidor não deu causa ao saldo negativo de sua conta.

A resposta da corretora (que informou que o investidor assinou contrato se classificando como investidor agressivo) não foi aceita pela juíza.

2 – Ativa Investimentos

A Ativa anunciou que não vai mais cobrar a taxa de administração dos seus clientes que investem em títulos públicos através do Tesouro Nacional. Então, ele só precisará arcar com os custos da taxa da Bovespa, que é de 0,30% e com o IR, que segue uma tabela regressiva.

A Ativa já não cobrava a taxa para investimentos em LCI, LCA, CDB e Debêntures.

Com informações do Clubedospoupadores e da exame