Saiba quais são os 6 maiores investidores brasileiros na bolsa de valores – de Barsi à Adler

ANÚNCIO

Você já pensou em quais são os maiores investidores brasileiros na bolsa de valores? A gente tem uma lista de vários nomes aqui bem interessante. Provavelmente, você já ouviu falar de Barsi, né? Porém, há outros nomes importantes que pouca gente conhece.

O mais legal é observar que as estratégias usadas por eles para comprar ou vender ações são muito parecidas. Assim, ainda que haja variação na escolha de companhias, considere que eles mantêm a ideia de comprar projetos para o longo prazo.

ANÚNCIO

Quer entender mais e conhecer esses nomes que somam bilhões na bolsa brasileira? Continue lendo a matéria abaixo.

1 – Luiz Barsi Filho

Está longe de ser um erro colocar o Barsi no topo dessa lista de maiores investidores brasileiros na bolsa de valores. Afinal, ele é o maior investidor individual (pessoa física) na B3. Isso porque acumula mais de R$ 1 bilhão investidos.

A história dele é de 1939, sendo filho de espanhóis e de origem humilde. Morava em um cortiço no Brás e começou a trabalhar aos 9 anos de idade. Tem formação acadêmica, trabalhou em jornais de economia e atualmente é consultor.

ANÚNCIO

Quando decidiu montar a sua própria previdência, ele pensou em uma carteira com 100 mil ações da CESP (Companhia Energética de São Paulo). O foco era receber dividendos. Porém, ele não tinha esse dinheiro todo. 10 anos depois, ele tinha a aposentadoria feita.

Atualmente, ele é o principal nome do país que usa o value investing como estratégia de investimento em ações. Esse método é focado no longo prazo e onde se compra projetos empresariais e não apenas ações. Ele é um seguidor de Warren Buffett.

2 – Lírio Parisotto

O destaque para o Lírio é pelo fato dele estar sempre na Forbes. Ao menos, entre os primeiros 1.500 mais ricos do mundo. A fortuna dele também é bilionária. Nascido m 1953 no Rio Grande do Sul, ele é filho de agricultores.

Começou a trabalhar aos 13 anos. Sem formação acadêmica, ele começou a comprar ações em 1971. Fracassou por várias vezes, chegando a perder tudo. Mas, criou uma estratégia que fez com que o valor dobrasse e, depois, quadriplicasse.

Como? Também seguiu as orientações de Warren Buffett, da análise fundamentalista e da estratégia de “buy and hold”. Hoje, ele tem ações de bancos, de siderurgias, de mineração e de energia, por exemplo.

3 – Antônio José Carneiro

O nosso 3º nome entre os maiores investidores brasileiros na bolsa de valores é o de Carneiro. Ele é bilionário também na B3. Conhecido como “bode do mercado”, ele é de 1942, de Minas Gerais. Começou trabalhando como caixa e começou a operar na bolsa na década de 70.

A curiosidade é que ele comprou todas as ações da Multiplic (junto com Ronaldo Coelho). Depois, vendeu sua participação na Losango e aplicou ainda mais na bolsa, comprando 35% da Ipiranga, também.

Mas, diferente do que falamos acima, parece que Carneiro não seguiu análises fundamentalistas. Ao menos, é o que está publicado em várias revistas da internet. Assim, é conhecido por ser um investidor que ignorou os limites de riscos.

4 – Luiz Alves Paes de Barros

Talvez esse seja o nome mais desconhecido entre os brasileiros. Porém, Barros tem a sua importância na história. Ele começou na vida de investidor ao ser o único da família que guardava dinheiro. Hoje, é bilionário.

De 1948, ele não vem de família pobre. Mas, sim de uma das maiores indústrias do setor açucareiro do país. Aos 16 anos fez a sua primeira compra na bolsa, com ações do banco Comind. Dessa forma, tem formação em economia, já foi sócio de grandes empresas e marcas.

Atualmente, é conhecido mesmo por ter criado o fundo Alaska Black, junto com Henrique Bredda e Ney Miyamoto. Resumidamente, a estratégia de Barros é uma das mais conhecidas, sendo: “comprar na baixa e vender na alta”.

5 – Guilherme Affonso Ferreira

Nascido em 1951 e filho de revendedor da Caterpillar, Guilherme é formado em engenharia e criou o Teorema. Esse é um fundo destinado à gestão do dinheiro da família. Já na B3, ficou famoso por comprar ações do Unibanco, em 1986.

A técnica adotada por ele é muito próxima de tudo o que falamos acima (de value investing até o comprar na baixa e vender na alta). No entanto, ele prefere chamar isso de “lista de desejos”. Assim, ele relaciona o que poderia aumentar o valor de mercado de uma empresa.

6 – Victor Adler

E para fechar a lista dos maiores investidores brasileiros na bolsa de valores, o nome de Adler, que é bastante buscado entre os novos investidores. Inclusive, ele é carioca e o maior investidor da Eternit e já teve 5% da Oi.

De modo geral, ele comenta que sempre prefere as empresas que possam dar retorno no longo prazo. Além daquelas que são boas pagadoras de dividendos.

Ele é de 1946 e nasceu no Rio de Janeiro. Formou-se em direito e adora diversificar a carteira de ativos. Porém, sempre em renda variável e não na renda fixa.

Sobre ser sócio de boas empresas

maiores investidores brasileiros na bolsa de valores

Só para fechar a matéria, tente observar que todos esses nomes, ou pelo menos a grande maioria deles, visam comprar ações de boas empresas. Assim, dá para pensar em receber variações de dividendos também. No entanto, a ideia é ser dono da empresa, mais do que pensar em ter uma carteira variada de papéis.

ANÚNCIO