Descubra 6 lições financeiras de Game of Thrones

ANÚNCIO

Game of Thrones é uma série de televisão produzida nos Estados Unidos. É baseada nos livros de George R. R. Martin. Foi filmada em vários países e foi lançada em 2011 pela HBO. Já está na 8ª temporada e nesse texto você vai ver algumas lições financeiras de Game of Thrones.

Afinal, a gente sempre pode fazer analogias entre histórias e personagens com a nossa vida real, não é mesmo? E mesmo que tenha passado despercebido por você, saiba que Lannisters, Petry, a rainha Cersei e muitos outros podem nos ensinar muito sobre o dinheiro.

ANÚNCIO

É óbvio que estamos falando de épocas e tempos diferentes. De qualquer modo, caraterísticas como ser organizado com as finanças, se adaptar aos momentos ruins e até mesmo ter bons mentores podem fazer sentido em todas as áreas da nossa vida.

Aliás, se você ainda não viu a série, saiba que não é por acaso que ela venceu vários prêmios mundiais, como o Emmy do Primetime e o Globo de Ouro de melhor série dramática. Além disso, há prêmios para melhores atores também, além de ótimas notas de telespectadores.

1 – AS DÍVIDAS

Se a gente falar das dívidas, será que você vai se lembrar dos Lannisters? Eles são ótimas referências quando o assunto é administrar as finanças. Por isso, só de citá-los, já vale a indicação para nós, brasileiros, que somos mais de 60 milhões de endividados.

ANÚNCIO

Logo, ainda que a gente possa não ver coisas que acontecem comumente por aqui, como o uso desenfreado do cartão de crédito ou dos crediários, saiba que há lições financeiras de Game of Thrones para serem aprendidas.

O segredo é: honrar as contas, as dívidas e fazer exatamente como os Lannisters fazem. Isso vai trazer mais tranquilidade para toda área da sua vida.

2 – OS MENTORES

Mais uma boa dica vem do estudo e da aprendizagem. O que você tem feito para aprender mais todos os dias sobre finanças, economia e qualquer outro assunto? Ter bons mentores, professores e até mesmo amigos pode fazer toda a diferença nisso.

Daenerys é um personagem que merece ser citado nessa hora. Ele passou por momentos bem complicados durante a série – mas, conseguiu alcançar o sucesso, que era o de chegar em uma posição de destaque.

Isso só se deu graças aos seus mentores, que os ajudaram a superar os problemas – como a inexperiência. Com a questão do dinheiro vale a mesma ideia. Muitas vezes, sair das dívidas ou fazer bons investimentos pode ser mais simples de você tem bons parâmetros para isso.

3 – AS OPORTUNIDADES

E já que falamos dos investimentos, que tal citarmos também as oportunidades que o mercado nos traz? Seja de um novo emprego, para abrir o próprio negócio ou até mesmo para fazer um bom investimento financeiro.

Se você está pensando na próxima das lições financeiras de Game of Thrones, considere o Petry, que é um verdadeiro estrategista. Por isso, ele sabe exatamente quando é o momento de mudar o foco, mudar o jogo, mudar a visão.

O foco dele é sempre continuar ganhando algo, lucrando e mantendo a sua posição social. Se Petry estivesse presente hoje em dia, com certeza, seria um ótimo exemplo do que chamamos de “pivotar”, que nada mais é do que reconhecer a hora certa de mudar.

4 – O CRÉDITO

O crédito, como do cartão de crédito, é um dinheiro que a gente conta e usa mesmo sem tê-lo, né? E isso acontecia também nos tempos antigos. A rainha Cersei que o diga, não é mesmo? O que ela mostrou na série foi algo bem valioso para quem quer aprender sobre finanças.

O erro dela foi não administrar bem as finanças e, mais do que isso, usar muito o crédito (dinheiro que ela ainda não tinha). Logo, você deve se lembrar que o Banco de Ferro foi até o reino dela fazer a cobrança dos recursos.

5 – A PACIÊNCIA

Que a paciência é uma virtude de poucos você já sabe, né? Isso está na Bíblia, está em Game of Thrones e está em mais um monte de lugar. Então, que tal aprendermos com os Starks? Eles tinham um tema que era “o inverno está chegando”.

Com ele, a ideia era serem os mais cautelosos possíveis para o que poderia vir pela frente – o inverno que sempre impõe as terras de Westeros. Na nossa realidade, a paciência de pensar no futuro também pode ser um ponto positivo que devemos ter.

lições financeiras de Game of Thrones

É algo como saber aproveitar os tempos bons e de bonanças para se preparar para o que pode acontecer de ruim, no futuro. A vida de todo mundo é feita de altos e baixos e dificilmente você vai viver só os momentos bons, né?

6 – A ADAPTAÇÃO

Charles Darwin disse que sobrevive quem se adapta e não o mais forte. Isso gerou a Teoria da Evolução. Mas, o mesmo assunto pode ser visto como a última das lições financeiras de Game of Thrones que trouxemos aqui.

E, nesse caso, temos o Tyrion como protagonista da educação financeira. Ele tem uma história trágica, perdeu a mão no parto, foi rejeito pelo pai e sofreu um acidente com o seu rosto. Mesmo assim, ele encontrou o seu espaço no enredo.

Logo, como ele fez isso e conseguiu o sucesso? Se adaptando. A gente deveria fazer o mesmo. Por exemplo, em momentos de crises financeiras, devemos considerar formas de não entrar em dívidas, de ganhar mais dinheiro e de “sair dessa ainda melhores”.

ANÚNCIO