O que é LCA e LCI – seguras como a poupança, só que mais rentáveis

ANÚNCIO

É muito comum que as pessoas que estão buscando formas mais rentáveis de investir dinheiro se deparem com as Letras de Crédito – LCI (Letra de Crédito Imobiliária) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio).

Esses são investimentos da renda fixa isentos do imposto de renda. -> Conheça mais das rendas fixas no atual mercado financeiro.

ANÚNCIO

Os títulos são emitidos pelos bancos, que usam os recursos para ter capital para emprestar para outras companhias ou pessoas do ramo imobiliário ou do agronegócio.

“Do lado do investidor, pouco importa se é uma LCI ou LCA, os prazos costumam ser os mesmos, as taxas são similares e o risco de crédito é do banco que emite”, garante Bruno Saads, da XP Investimentos.

Confira algumas características das Letras de Crédito

Esses títulos podem ser pré ou pós-fixados. O mais comum é o pós-fixado indexado ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário), uma taxa que fica próxima a Selic.

ANÚNCIO

Roberto Indech é da Rico Corretora e diz que “abriram um pouco mais o leque para as LCIs e LCAs e começaram a emitir prefixados e papeis indexados ao IPCA pagando uma parcela prefixada e mais a variação do IPCA para o período”.

O prazo, na maior pare das vezes, varia entre 3 meses e 3 anos. E, via de regra, quanto mais longo é o vencimento, maior é o juros que o banco vai te pagar.

No vencimento, o cliente vai receber o seu valor depositado e mais os juros do período – o ideal é assegurar até o final do vencimento. Quando o cliente resgata antes, tem a rentabilidade prejudicada.

Uma das vantagens é que essas letras de crédito são cobertas pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), para valores de até 250 mil reais – isso minimiza o risco do investimento.

A maior atratividade é, sem dúvidas, o imposto – que é isento.

Mesmo assim, Bruno Saads, diz que é preciso fazer as contas para saber se o título realmente é vantajoso – “se um banco te oferece um CDB com prazo de 2 anos e pagando 116% do CDI, uma LCI tem que ter mais de 97% do CDI como pagamento”, avalia.

Como ganhar dinheiro com as letras de crédito

Confira um breve esquema que vai te ajudar a ganhar dinheiro com as letras de crédito.

Tenha uma conta em uma corretora de valores

Não há nenhuma loja ou mercado que venda esses títulos fisicamente. Todo processo é feito por uma instituição financeira. Logo, você pode comprar uma LCI ou LCA se já tiver conta em um banco… Só que você fica a mercê dos produtos daquele banco.

Se você está em uma corretora de valores – você tem disponível todos osdo país, de qualquer região, de qualquer tamanho. Essa é uma vantagem significativa.

Tenha um objetivo financeiro definido

Com a conta aberta, você poderá pesquisar várias letras de credita disponíveis no mercado.

Antes de escolher, porém, defina o seu objetivo. Quando você opta por um papel, tem que levar em conta todas as características dele.

Se você sabe que seu investimento só vai vencer em 2020, então, seu objetivo tem que ser no longo prazo, como para trocar um carro, fazer uma viagem ou mesmo para a aposentadoria.

Tenha em mente estudar todas as opções

As corretoras oferecem várias opções de letras de crédito… Fizemos alguns exemplos:

  • Banco 1 – LCI com 87% do DI para 90 dias,
  • Banco 2 – LCI com 90% do DI para 180 dias,
  • Banco 3 – LCI com 93% do DI para 720 dias.

E aí, qual o melhor? Obviamente o que remunera mais (banco 3). Mas, considere também o prazo do vencimento – é o mais longo. A saída é estudar todas as opções.

Além disso, é ideal que se tenha em vista o emissor também. Só que você tem que considerar que todos os bancos têm a garantia do FGC, independente do tamanho.

Além disso, a aplicação mínima também influencia.

Tenha efetividade para comprar seu título

Agora, resta comprar o seu título escolhido.

Investir dinheiro hoje em dia é uma tarefa simples e tudo pode ser feito pela internet.

Comprar o título é apenas uma ação – depois disso, a dica é continuar acompanhando os resultados e ver de perto os ganhos. A partir disso, você pode estudar novas opções para formar uma carteira.

O que é LCA e LCI – seguras como a poupança, só que mais rentáveis
Reprodução: Google

Por que as Letras de Crédito são melhores do que a poupança?

Com a nova lei, a caderneta da poupança ficou ruim em termos de rentabilidade. As Letras de Crédito, em quase toda sua maioria é mais rentável.

Na internet é possível fazer simulações para saber essa diferença. Nós separamos algumas para você entender, confira!

Vamos considerar uma rentabilidade da poupança de 0,46% ao mês e a taxa do CDI em 9,48% ao ano. Assim, considerados uma LCI que tenha 93% do CDI.

Valor Inicial (R$ mil) – Tempo Investimento –   Poupança (R$ mil) –   LCI (R$ mil)

  • 5                                    1 mês                       5.023,00               5.043,60
  • 5                                    6 meses                    5.139,60               5.267,37
  • 5                                    12 meses                  5.283,09                5.549,04
  • 5                                    24 meses                  5.582,21                6.158,37
  • 5                                    36 meses                  5.898,26                6.834,60
  • 30                                  1 mês                       30.138,00              30.261,00
  • 30                                  12 meses                  31.698,55              33.294,23
  • 30                                  36 meses                  35.389,59              41.007,62

Breve Comparação com Outros Títulos de Renda Fixa

Como existem muitas informações sobre os Títulos de Renda Fixa, acabamos deixando de falar sobre os Tipos de Renda Fixa. Mas, vamos corrigir esse erro agora mesmo.

Já citamos até aqui muitas opções – como CDB, Letras de Crédito e Tesouro Direto – mas, pode ser que você ainda não os conheça, então, vamos apresentar.

Considere ainda que esses são os mais “famosos”, porém, existem muitas outras opções.

CDB (Certificado de Depósito Bancário)

É um título privado emitido por bancos para a concessão de crédito. Quando você compra um CDB, você empresta dinheiro ao banco e recebe juros por isso.

LCI (Letra de Crédito Imobiliário)

É um título privado emitido por instituições financeiras e é lastreada em créditos imobiliários, garantidos por hipotecas ou alienação fiduciária. Quando você compra um título de LCI, você empresa dinheiro às instituições e recebe juros por isso.

LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)

É um título privado também de instituições financeiras, atrelado à operações do agronegócio. Quando você compra uma LCA, você empresta dinheiro e recebe juros por isso.

LC (Letra de Câmbio)

É um título de crédito privado emitido por instituições financeiras. Ele é lastreado para contratos de financiamento para pessoas físicas e jurídicas, mas nada tem a ver com a compra ou venda de moeda estrangeira.

Quando você compra uma LC, você empresta dinheiro e recebe juros por isso.

Debêntures

É um título emitido por empresas com a finalidade de financiar projetos e operações. Quando você compra debêntures, você empresta dinheiro à empresa e recebe juros por isso.

Tesouro Direto

É um título emitido pelo Tesouro Nacional, do Governo Federal, para captar dinheiro para financiar gastos ou rolar dívidas. Quando você compra títulos do Tesouro, você empresta dinheiro ao governo e recebe juros por isso.

Curiosidade – Fim da Isenção do IR nas LCA e LCI

As Letras de Créditos aqui citadas são papéis de renda fixa que têm justamente a vantagem ao investidor de não ter a isenção a tributação da fazenda.

Para muitos, se o governo aprovar a medida, até mesmo os financiamentos do setor imobiliário serão prejudicados, levando em conta uma poupança que começou a entrar em rota decrescente.

Por outro lado, está descartado o aperto na carga tributária para 2017. Mas, o mesmo não vale para 2018, onde isso se tornará necessário, segundo o ministro.

Ainda há dúvidas sobre a eficácia da possibilidade de tributação de dividendos distribuídos aos acionistas, que vem sendo sugerido por vários economistas.

Essas medidas estão gerando muita controvérsia na opinião dos analistas do mercado financeiro.

Mas, para quase a totalidade deles, a certeza é a de que, se isso acontecer, as Letras de Crédito vão desaparecer, já que não terão mais eficiência para os bancos, uma vez que os recursos desses papéis são direcionados.

“Sem a isenção, os papéis passam a ser iguais aos Certificados de Depósito Bancário (CDB), que têm a vantagem de ter uso livre”, comentou um profissional que não quis se identificar, ao Jornal do Comércio.

Por outro lado, essa extinção desses investimentos financeiros aumentaria a busca pelos Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRAs) e Imobiliários (CRIs)… Podendo chegar até mesmo às debêntures de infraestrutura.

Relembre essa notícia: Já conhece os Certificados de Recebíveis (CRA e CRI)? “Eles viraram as novas LCAs e LCIs”

Mas essa já não é a opinião de Sergio Bessa, da Fundação Getúlio Vargas (FGV): “Neste momento, o país está muito inseguro para as pessoas investirem em ativos sem a garantia do FGC”.

Com informações do épocanegócios, toro e easyinvest

ANÚNCIO