Confira 5 dicas rápidas para juntar os primeiros 10 mil reais

ANÚNCIO

Você também é aquele tipo de pessoa que tem uma grande dificuldade em juntar dinheiro? Parece que mesmo que você tenha um objetivo muito certo, a sua meta sempre está distante demais? Então, é hora de mudar. Vamos trazer dicas para você juntar os primeiros 10 mil reais.

A ideia deste conteúdo não é de fazer rico da noite para o dia. Nem mesmo dizer que dá para juntar dinheiro rapidamente fazendo mágicas ou magia. Na verdade, a gente vai mostrar que com pequenas mudanças diárias você pode chegar nos primeiros 10 mil reais.

ANÚNCIO

Basicamente, trouxemos dicas de finanças pessoais que são comentadas por vários autores e especialistas da área. No entanto, nem sempre é fácil entender o que eles estão querendo dizer. Assim, a gente tem a ideia de tornar os assuntos mais fáceis de sempre compreendidos.

Portanto, sem demorar mais, considere que pequenas mudanças podem te levar a riqueza no longo tempo. Para isso, não tenha pressa e comece com pouco. O nosso objetivo é somar 10 mil reais. Inclusive, esse é o primeiro tópico do conteúdo, leia.

1 – O objetivo financeiro

Como já adiantamos nas linhas acima, a primeira dica é você ter um objetivo financeiro bem traçado. Afinal, como diz Lewis Carroll, para quem não sabe onde vai, qualquer caminho serve. Por isso, temos que ter um foco para trilhar o caminho certo.

ANÚNCIO

Nesse caso, já falamos no título do texto que o objetivo é juntar os primeiros 10 mil reais. Por isso, os 10 mil são o objetivo, aquilo que está lá no topo do cume. Isso vai ser importante no decorrer do seu caminho, especialmente para te mandar motivado.

Obviamente, você também pode ter metas para o uso de tal dinheiro. Por exemplo, você pode querer esse dinheiro para comprar uma moto, trocar de carro, dar entrada no seu apartamento ou investir no seu próprio negócio. Aliás, até mesmo para uma viagem, né.

2 – O orçamento financeiro

A próxima das dicas fáceis é bem fácil mesmo. No entanto, nem todo mundo consegue pela falta de disciplina e paciência. A gente já vai explicar: a questão é que você tem que ter controle financeiro, isto é, saber quanto entra e quanto sai de dinheiro todos os meses.

Esse controle é feito a partir da criação de um orçamento das finanças. Então, você tem que ter lá as anotações de todos os gastos. Inclusive, tem que adicionar agora uma parte para a sua montagem do investimento para se chegar ao objetivo financeiro.

Parece confuso, mas não é. Por exemplo, anote em uma planilha ou use um aplicativo gratuito de celular para anotar os gastos. Obviamente, os gastos devem ser menores do que a sua renda. Além do mais, dentro dos gastos deve estar uma parcela para o seu objetivo.

Agora, quanto é que você vai guardar por mês para que se chegue ao objetivo? Esse é o próximo tópico. Confira.

3 – A poupança

O próximo passo para juntar os primeiros 10 mil reais, depois de criar o objetivo e montar o orçamento, é justamente começar a guardar o dinheiro. Mas, quanto se deve guardar? Isso é bastante relativo e vai depender da sua paciência, pressa e disciplina.

Obviamente, é fácil fazer essas contas. Se você consegue guardar 1 mil por mês, então, 10 meses bastaria para atingir o objetivo. Se não consegue, pense em 500 reais. Então, seriam 20 meses. Também não dá? 250 reais por mês em 40 meses pode ser uma ideia. Assim por diante.

O ideal é que você tenha foco para determinar esse valor o quanto antes. Então, não diga “o quanto sobrar eu guardo”. Porque aí nunca vai sobrar. Mas, se você fizer o contrário dá certo. Se programe para guardar 250 reais todos os meses. E assim que receber, faça isso.

Uma boa ideia é criar os seus próprios boletos fixos. Dessa forma, você pode fazer o pagamento deles mensalmente, como se fosse uma conta mesmo. Hoje dá para emitir tais boletos em várias contas digitais, como a NuConta. Isso nada mais é do que poupar.

4 – O investimento financeiro

O penúltimo passo é começar a investir mesmo. Porque você já deve saber que a caderneta da poupança está quase perdendo para a inflação. Logo, quem tem dinheiro lá está perdendo valor de mercado, desvalorizando o patrimônio.

Assim sendo, a última dica para juntar os primeiros 10 mil reais é escolher uma aplicação rentável. Você não precisa ir nas ações, que podem ser mais lucrativas, mas são mais arriscadas. De qualquer modo, há opções melhores e tão seguras como a poupança.

Confira 5 dicas rápidas para juntar os primeiros 10 mil reais

Uma boa ideia é começar a pensar no Tesouro Direto, por exemplo. Ele tem a segurança do governo federal e os rendimentos ficam acima da inflação. Além do Tesouro, pense em CDBs, LCIs, LCAs e até mesmo em fundos com baixas taxas de administração.

5 – A motivação

Para concluir o assunto, saiba que a motivação pode fazer toda a diferença nesse processo de enriquecimento que você está buscando na vida. Porque muitos motivos vão surgir nesse caminho que podem te fazer desistir. Porém, se você se manter motivado, isso não acontecerá.

A motivação pode vir de várias formas, mas uma das mais inteligente é sempre se lembrar do seu objetivo financeiro. Inclusive, por isso pensar nele antes de tudo é tão importante. Ainda mais se você para realizar um sonho ou algo que você queira muito.

ANÚNCIO