10 Maneiras Práticas de Juntar Dinheiro Rápido para Viver de Juros. #Texto com Bônus

São os pequenos detalhes diários que podem fazer toda a diferença no seu orçamento financeiro pessoal ou familiar no final de cada mês. Para Reinaldo Domingos, que é educador financeiro, 20% das despesas são excessos que a maior parte da população poderia evitar se mudasse apenas alguns costumes.

Confira esses pequenos vilões e saiba como economizar dinheiro de maneira simples.

1 – As Taxas dos Bancos

Alguns bancos oferecem contas correntes gratuitas, que pode significar um bom corte de gastos no seu orçamento. Tente sempre manter o nome limpo na praça para conseguir esse benefício.

Além do mais, sempre que fazer algum empréstimo ou usar o cheque especial, faça comparações para encontrar o crédito mais barato.

Atualmente é muito mais vantajoso usar um empréstimo pessoal do que pagar as taxas mínimas do cartão de crédito, por exemplo. Se você divide sua dívida em muitas parcelas, o ideal é fazer as contas e economizar.

2 – Os Serviços por Assinatura

Sabe aquela revista sobre carros que você nem se lembra de mais qual foi a última que leu? Então, ela tem um custo, que mesmo que pareça baixo, interfere no seu orçamento mensal.

“Nos dias atuais, parece que tudo é baseado em assinatura”, afirma Clint Haynes, do Kansas City.

“Já vi inúmeros clientes que pagam por assinaturas e nunca chegam a usar. Você vai se surpreender com o quanto você estará economizando em uma base anual”, ele garante.

As TVs por assinatura também são serviços que precisam ser repensados porque é um gasto que pode ser cortado ou diminuído, conforme o uso. Mesmo porque os serviços de streaming chegaram com tudo e custam bem menos.

3 – O Estacionamento de Carros

Se você tem um trabalho físico e cumpre horas em horário comercial, pode ser que precise, realmente, ir ao trabalho de carro. Mas, você já notou quanto poderia economizar de combustível e estacionamento se fizesse o trajeto de transporte coletivo ou de bicicleta?

“A dica é sempre pesquisar os valores e sempre que puder, optar ir de transporte público ou usar aplicativos de transporte (como o Uber, Wilgo ou Cabify), além de pensar na possibilidade de ir de carona”, sugere Domingos.

“Se for de casso, procure estacionamentos mais afastados do local, que possam ser mais baratos ou mesmo vagas em ruas, ficando atento, claro, à segurança”, finaliza o pensamento o especialista.

4 – As Tarifas de Celular

É quase impossível viver sem celular nos dias atuais, porém, você tem que saber se adequar aos planos ideais, que podem fazer você gastar mais do que é realmente necessário.

Escolha um plano barato, que seja suficiente para sua necessidade. “Se informe sobre as tarifas das operadoras e avalie o custo-benefício”, aconselha Reinaldo.

5 – Ingressos Integrais

Aproveite as ocasiões onde o ingresso pode sair pela metade do preço: se você é estudante, se tem mais de 60 anos ou se é professor, por exemplo, tem o direito, garantido por lei, de pagar meia-entrada em qualquer evento.

Além disso, algumas empresas, como bancos e bandeiras de cartões, conseguem disponibilizar algum desconto para seus clientes em restaurantes, teatros, cinemas… Aproveite esses benefícios.

6 – Passagens aéreas

Se por um lado quase todo mundo gosta de viajar, por outro, quase ninguém gosta de rasgar dinheiro. Portanto, aproveite as promoções das passagens aéreas, que podem variar muito conforme o dia e a hora que foram feita.

Alguns sites têm comparações de preços e simulam valores em diferentes situações, indicando as passagens mais baratas. Já conhece plataformas como QuantoCustaViajar, Voopter, Kayak e Mundi? Valem a pena.

10 Passos Certos para Ganhar Dinheiro com o Airbnb?

7 – Tenha Planejamento Financeiro Diário

Surpresas podem ser agradáveis e viver o dia como se fosse o último da sua vida pode sugerir uma excitação extremamente alta, porém, o mais viável é planejar o seu dia a dia, principalmente quando o assunto é o dinheiro.

Assim, é aconselhável ir às compras com uma lista pronta, determinar o dia em que é possível jantar fora e ter noção do quanto pode gastar além daquilo que já foi planejado.

8 – Tenha Controle sobre o Cartão de Crédito

O cartão de crédito não é um extensor do salário. Ele é o próprio salário, só que em forma de crédito. Portanto, se você quer mesmo economizar dinheiro, controle o seu cartão de perto.

Não gaste aquilo que você não tem.

É preferível passar no débito. Para a especialista Luciana Fiuax, a questão é se acostumar e ir diminuindo a quantidade de coisas que você compra no cartão de crédito, afim de pagar menos em cada fatura.

“Mas em uma tentativa mais drástica, o ideal é não ter o cartão de crédito,”, ela diz… Principalmente se você for uma pessoa muito consumista.

9 – Peça Descontos

“Quem não chora não mama”, já dizia o ditado. E é verdade. Nenhum vendedor vai te oferecer um desconto simplesmente por te achar bonito ou elegante.

“Os comerciantes normalmente pagam taxas aos bancos e administradoras de cartões quando recebem o pagamento em cartões. Portanto, eles precisam cobrar um pouco a mais (5%) para poder pagar as taxas”, explica a especialista em finanças.

“Assim, se você pagar algo em dinheiro (ou mesmo em boletos) e pedir descontos, provavelmente vai conseguir algum benefícios, o que será bom para o comerciante e para você”, ela completa o pensamento.

10 – Defina as suas prioridades

Para que você não se torne um escravo do dinheiro, seja dono dele. A recomendação é “guardar” um dinheiro todos os meses antes de começar as pagar as contas. É assim que se dá o 1º passo para o enriquecimento.

Essa quantia pode ser de 10%, que é suficiente para começar a aumentar de patrimônio, naquilo que chamamos de renda passiva, que é quando ganhamos dinheiro sem ter que vender nossos produtos ou serviços ou mesmo o tempo.

Os maiores investidores do mundo começaram com essa pequena porcentagem. A dica é guardar, todos os meses, uma parte do salário. Mesmo que seja um salário mínimo ou mais baixo ainda.

Bônus: Poupar Dinheiro a Dois é muito mais fácil

Toda mudança de pensamento precisa de atenção e todo começo é doloroso. Ainda mais levando em conta que a sociedade impõe seu padrão de consumo. O que isso quer dizer? Que as pessoas vão se incomodar quando você começar a pensar diferente.

Se você começar a deixar de gastar dinheiro, pode receber o apelido de “mão de vaca”, por exemplo. Mas, você não tem que agradar ninguém, tem? Depois, quando descobrirem que você encontrou um jeito de alcançar seus objetivos e sonhos, essas mesmas pessoas vão ficar de queixo caído.

É a lei da vida, é a quebra de paradigmas.

Agora, se você acha muito difícil poupar dinheiro, experimente fazer isso a dois…

Vera Ria de Mello Ferreira é consultora e professora de psicologia econômica e educação financeira e ela diz que:

“Os estudos mostram duas coisas em relação à poupança: que ter um objetivo funciona melhor e que poupar junto a outra pessoa também aumenta as chances de sucesso. Se você juntar as duas coisas, é possível sobrepor as vantagens”.

Vamos aos 2 fundamentos!

1 – Ter um Objetivo Funciona

Correr atrás do dinheiro sem que se tenha um objetivo ou propósito faz com que você fique em uma verdadeira “corrida de ratos”, onde o sistema te aliena à fazer algo sem que você perceba, no caso: pagar as contas, que aumentam em proporções maiores do que o salário.

Claro que mudar essa mentalidade nos tira de uma zona de conforto e isso é muito difícil. O grande X da questão é entender que ao fazer o dinheiro trabalhar para você, se ganha tempo e isso é muito valioso.

Note que falar sobre dinheiro ainda é tabu para muitas pessoas, inclusive, casais tem vergonha de falar sobre isso (vamos falar mais disso no próximo tópico).

O 1º passo é ter um objetivo em mente, logo em seguida, é necessário buscar conhecimento sobre o dinheiro para, então, começar a economizar. Com a internet, esse processo tornou-se, no mínimo, mais rápido.

10 Maneiras Práticas de Juntar Dinheiro Rápido para Viver de Juros. #Texto com Bônus

Reprodução: Google

Blogs, notícias, vídeos e cursos gratuitos… Estão aí para te ajudar a sair da zona de conforto!

2 – Poupar junto a outra pessoa também aumenta as chances de sucesso

“A relação funciona como uma espécie de rede de segurança: quando um está caindo, o outro vai lá e segura”, brinca a especialista em finanças.

Outro ponto que torna a estratégia eficaz é a ideia do compromisso público. Logo, se dissermos a alguém que vamos fazer algo, as chances de cumprirmos são bem maiores.

No entanto, Vera dá um conselho importante: cada pessoa tem que ter uma quantia própria para os gastos pessoais.

“Esse valor é para gastos pessoais e a pessoa não precisa dar satisfação a outra sobre ele. Isso é importante porque, ao se controlar demais, a pessoa acaba gerando um desconforto psíquico tão grande à si mesma que, em algum momento, acaba não conseguindo manter o foco”, ela analisa.

5 Truques para Juntar Dinheiro Rápido em conjunto

A especialista lista ainda 5 truques para ter sucesso na hora de economizar em casal…

1 – Criar um Jogo: faça uma competição (saudável) marcando pontos para quem conseguir poupar mais. “Dessa maneira, a tarefa se torna uma brincadeira”.

2 – Usar Recursos Visuais: alguns estímulos visuais podem ser formas de monitorar nossas evoluções. Portanto, use calendários na parede para marcar quanto vocês conseguiram guardar até momento.

3 – Parcelem a Poupança: se guardar 500 reais por mês pode parecer muito distante da realidade de vocês, crie a meta de reservar um dinheiro diariamente. Essa tarefa pode ser mais motivadora.

4 – Estabeleçam metas intermediárias: é uma das melhores formas de manter a disciplina até o caminho final. Portanto, tenha objetivos periódicos, como os semanais.

5 – Faça comemorações: a cada etapa vencida, comemore. Nesse caso, são indicados programas que exigem pouco dinheiro ou quase nenhum, o que vale é mostrar que há um incentivo para continuar a caminhada.

3 Dicas sobre O QUE NÃO FAZER para ficar rico rapidamente

Parar de adiar as coisas é uma delas. O seu sucesso, seja profissional ou pessoal, depende de atitudes. Mesmo quando tudo parece difícil e a luz está bem distante do fim do túnel é preciso coragem, por que, no fim as coisas vão dar certo. O problema é quando você fica inventando desculpas atrás de desculpas, isso não é um bom sinal.

Então, faça hoje! Mude hoje! Comece a enriquecer hoje! E os resultados virão. Acompanhe essas 3 dicas abaixo e saiba exatamente o que você deve cortar para ter esses bons resultados!

1 – Fazer tudo igual e esperar resultados diferentes

Isto é insanidade, já dizia Albert Einstein. Tem pessoas que continuam cometendo os mesmos erros e esperando a vitória, mas, infelizmente, isso não vai acontecer. Se você tem uma fórmula que não está dando bons resultados, mude a estratégia. Mudanças são necessárias, mesmo que sejam doloridas.

2 – Sim, não é sempre a melhor resposta

Quando se diz “Sim” para algumas coisas, imediatamente, acontece um “Não” para outras. Então, saiba que dizer apenas sim não é uma boa atitude. Segundo pesquisa da Universidade da Califórnia, quanto mais uma pessoa tem dificuldade em dizer “não”, mais tendência ela tem a ser depressiva e descontrolada emocionalmente.

3 – Autoconfiança

Pare de duvidar de si mesmo, pois a confiança tem papel importante no seu caminho para o sucesso. Muitas vezes, confiança é tudo o que você precisa para tomar o próximo passo.

Com informações do Infomoney, Finanças Pessoais, UOL